0

Direção do PP no Maranhão quer que Chiquinho do SAAE concorra ao cargo de prefeito em Codó

Essa poderia ser mais uma daquelas matérias de segunda feira, mas em decorrência da dinamicidade da informação resolvi antecipar em um dia e largar na frente. Há exatos dez dias, o empresário Francisco Carlos Oliveira anunciou que Zito Rolim e Chiquinho do SAAE estariam sendo incorporados ao grupo que trabalhará e imagem do pré candidato a prefeito do PDT, Francisco Nagib. Acontece que, o tom da fala do empresário expressava tanta confiança diante de seus correligionários que causou um estardalhaço na política estadual.

Acontece que, a fala do empresário não havia sido se quer ensaiada com o vereador nem mesmo com os membros do Partido Progressista – PP no Maranhão. Como todos sabem, o PP era comandado no estado pelo ex vice presidente da Câmara dos Deputados Waldir Maranhão, que após os escândalos a nível nacional acabou perdendo espaço para o jovem Deputado Federal André Fufuca, que acabou assumindo a responsabilidade de dar uma cara nova no partido, contudo, não deixando de fazer algumas intervenções em cidades em que os laços com Waldir estavam fortes e com isso a legenda passaria a ter uma nova roupagem.

Em Codó, o comando dos Progressistas está até o momento com o vereador Chiquinho do SAAE, que mantinha boas relações com Waldir, mesmo assim a legenda continua sendo comandada em Codó pelos mesmos nomes. Como Chiquinho do SAAE faz parte do alto escalão do governo Zito Rolim e parecia natural a sua migração para apoiar Francisco Nagib, pois é parecia. Como foi dado a Zito a opção de escolha sobre quem seria o vice de Nagib, a opção número 1 passou a ser Chiquinho do SAAE, que imediatamente foi convocado para uma reunião com Fufuca em São Luís e por lá ficou claro que SAAE teria total autonomia para decidir seu destino político, com exceção da possibilidade de ser vice do pré candidato do PDT em Codó.

Foi aí que a casa caiu, SAAE ficou acuado e tendo que escolher seu destino: se segue sozinho  e abandonando Zito ou até a possibilidade de abandonar a vida política. Na última segunda feira, o vereador informou a todos que a direção do seu partido pediu até o dia 30/07 para resolver a questão. E quais são as conjunturas possíveis:

1º – Chiquinho do SAAE concorrer ao cargo majoritário em Codó;

2º – Aliar – se a Biné Figueiredo podendo ser candidato ou vice;

3º – Desobedecer a orientação da direção do PP e aceitar o convite de ser vice de Nagib e deixar o pau quebrar na justiça;

4º – Aliar-se a Pedro Belo;

5º – Concorrer à reeleição do vereador ou abandonar a vida pública por pelo menos 2 anos.

Pelo que o Blog do Bezerra conseguiu filtrar, o futuro da política codoense coaduna com o anuncio ainda esta semana do lançamento da candidatura de Chiquinho do SAAE para concorrer sozinho ou aliado a outros grupos políticos para concorrer a uma vaga no Executivo municipal e se isto acontecer, não se sabe se Zito Rolim tiraria a direção da autarquia SAAE do comando do Chiquinho, que até o presente momento está sob direção do irmão do vereador.

Segundo ainda foi apurado, André Fufuca foi quem tomou a liberdade de não aceitar que Chiquinho do SAAE seja vice da coligação do PDT em Codó.

0

Policial militar é morto ao abordar dupla em moto roubada em SP

Policial militar Henrique Strada Janurário foi morto em abordagem a rapazes em moto roubada (Foto: Reprodução/Twitter da Polícia Militar de São Paulo)

Policial militar Henrique Strada Janurário foi morto em abordagem a rapazes em moto roubada (Foto: Reprodução/Twitter da Polícia Militar de São Paulo)

O policial militar Henrique Strada Januário, 24 anos, foi morto na tarde deste sábado (23), na Rua José Borges do Canto, no Itaim Paulista, na Zona Leste de São Paulo. Segundo a corporação, ele foi baleado ao abordar dois rapazes em uma motocicleta roubada.

Strada é soldado da 1ª Companhia do 29º Batalhão da Polícia Militar e participava de uma blitz no local. Ele foi surpreendido por um dos motociclistas, que entrou em luta com o policial, conseguindo tirar a arma dele.

O soldado foi socorrido pelos colegas e levado para o Pronto-Socorro do Hospital Santa Marcelina, mas morreu após receber os primeiros cuidados médicos.

Os dois ocupantes da motocicleta foram presos e arma de Strada foi recuperada e apreendida.

De acordo com a PM, Strada estava na corporação há um ano e dois meses. Ele estava no 29º Batalhão há dois meses.

0

Governo antecipa pagamento de servidores estaduais no próximo sábado (30)

No próximo sábado (30), o Governo do Estado antecipará o pagamento dos servidores públicos estaduais. Novamente, a medida obedece à determinação do governador Flávio Dino de antecipar o salário dos servidores ativos e inativos do Estado, sempre que houver viabilidade financeira. Pelo calendário, o pagamento estava previsto para ser efetuado no dia 2 de agosto.
“Pagaremos os servidores do Governo do Maranhão, no dia 30 de julho”, anunciou o governador Flávio Dino. A efetivação do pagamento dentro do mês trabalhado beneficia mais de 110 mil servidores do Estado.
Os contracheques são disponibilizados impressos para os servidores e, também, na versão digital, no site da Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep). Para acessar, é necessário apenas a senha, que pode ser cadastrada presencialmente, na sala do Portal do Servidor (situada no Edifício Clodomir Milet, s/nº, térreo), ou pelos telefones (98) 3131-4191 ou 3131-4192.
0

Em jogo morno Sampaio Correa empata fora de casa e permanece na lanterna

Estádio do Café Londrina Vasco (Foto: Rodrigo Saviani)

Estádio do Café em Londrina-SC, local do Jogo entre Londrina X Sampaio Correa

Tá difícil mesmo para o único representante maranhense na Série B do Brasileirão 2016, na noite deste sábado em jogo valendo pela 17ª Rodada o Sampaio Correa foi até a cidade de Londrina- SC enfrentar o time da casa e com mais uma atuação pífia empatou em 1X1. Distante da qualidade técnica dos times dos anos anteriores, o tricolor não conseguiu ainda adotar um padrão de jogo, tecnicamente o time é muito ruim.

Apesar das dificuldades, o presidente Sérgio Frota, não conseguiu depois de 17 jogos montar um elenco que possa dar uma segurança aos torcedores e também esperança de que o time possa alavancar e sair da incomoda zona de rebaixamento, até agora somou apenas 12 pontos e continua na última colocação, a distância do Sampaio para o primeiro time fora da zona vermelha é de apenas 6 pontos, posição ocupada pela equipe do Goiás que está na 16ª colocação.

A delegação Tricolor retorna na madrugada deste domingo e se reapresenta na segunda à tarde, no CT, para iniciar a preparação visando o confronto contra o Atlético/GO, na próxima rodada.

Ficha Tricolor

Rodrigo Ramos, Eder Sciola, Wagner Fogolari, Luiz Otávio e Héverton; Renan Ribeiro, Diego Lorenzi (Edgar), Felipe Baiano e Rayllan (Fernandinho); Pimentinha (Alan Cloth) e Elias.

0

“Ficarei conhecido por derrubar dois presidentes do Brasil”, diz Cunha

 

O ex-presidente da Câmara e deputado afastado Eduardo Cunha tenta manter a mesma postura diante de seus opositores. Segundo a coluna Radar On-line, da revista Veja, deste sábado (23), Cunha teria dito que ficará “conhecido por derrubar dois presidentes do Brasil”.

O diálogo teria acontecido com um de seus interlocutores, que ficou “apavorado”, afirma o texto. Às vésperas da decisão do Senado sobre o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, o próprio presidente interino Michel Temer tem receio de ter sido gravado pelo deputado afastado.

As relações entre ambos são antigas, como comentou o presidenciável Ciro Gomes à revista Carta Capital. Ciro afirma que quando foi deputado na mesma legislatura que os peemedebistas, de 2007 a 2010, a dupla atuava em conjunto. Cunha comercializaria leis sob os auspícios de Temer, presidente da Casa de 2009 a 2010.

0

Secretária de Igualdade Racial defende políticas de atenção à mulher e também ao agressor

Secretária Especial fala no seminário da Semana de Valorização da Mulher Foto: Josy Lord/ Fórum São Luís

Por: Nonato Reis

A secretária Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, do Ministério da Justiça, e desembargadora aposentada Luislinda Valois, defendeu, nesta sexta-feira (22), que, ao lado de políticas públicas em defesa da mulher vítima de violência, o poder público também dê atenção ao agressor, como forma de melhorar as relações conflituosas entre homem e mulher. “É importante trabalhar com o agressor, saber quem é, por que agem assim (com violência contra a mulher)”. Para ela, o desemprego e uma série de outras dificuldades potencializam os conflitos no ambiente doméstico, “apesar de não justificarem atitudes agressivas contra a mulher”.

As afirmações da secretária foram feitas durante a palestra “Violência de gênero sob o olhar da mulher Negra”, que ela ministrou no Seminário “Violência de Gênero na Sociedade Contemporânea: Como enfrentá-la?”, que é realizado no auditório do Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís.

O seminário integra a programação da I Semana Estadual de Valorização da Mulher, promovida pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica (CEMULHER), do Tribunal de Justiça do Maranhão. O evento ocorre até a próxima quarta-feira (27), na capital e mais 34 comarcas do interior do estado, com ações nas áreas jurídica, de saúde, cultura e beleza, além de oficinas e palestras.

Discriminação– Luislinda Valois disse que o problema racial incide de forma aguda sobre as mulheres pobres e negras da periferia, que recebem o menor salário e ocupam, preferencialmente, os espaços das delegacias e presídios. “Como não têm advogados, elas buscam os defensores públicos que, apesar do esforço, não conseguem dar a assistência devida, porque são em número pequeno e concentram enormes demandas”.

A secretária lamentou a relutância das elites em reconhecer as potencialidades da mulher negra. “Todo mundo a acha bonita, escultural, sedutora, mas na hora de dividir o poder, nada”. Segundo ela, as negras podem ser vistas em toda parte, “menos no ápice das pirâmides dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário”, onde, com raras exceções, “estamos apenas servindo o cafezinho e a água gelada”.

Também criticou a política partidária que perpetua privilégios para o homem e trata a mulher, especialmente a negra, de forma marginal. “No Parlamento somos a esposa, a amiga, a namorada, a amante, mas não estamos ali ajudando a construir este País”. Para mudar essa realidade ela defendeu a criação de um suporte logístico e institucional. “Não temos dinheiro (para fazer campanhas eleitorais), somos as primas pobres do sistema”.

Luislinda Valois disse que é preciso um combate efetivo sobre a violência praticada no âmbito doméstico, mas defendeu, ao lado das ações em defesa da mulher, um tratamento para o agressor. “Precisamos trabalhar com ele. Uma pessoa que age assim não está saudável”. Segundo a secretária, o que mais agrava o ambiente de conflito é o momento socioeconômico e financeiro. “O aluguel da casa vencido, a mensalidade atrasada da escola, o desemprego (…) isto não lhe dá esse direito (de agredir a mulher), mas é preciso trabalhar com este cidadão, porque ele também é uma vítima (da realidade brasileira)”.

A presidente do CEMULHER, desembargadora Angela Salazar, lembrou que o Poder Judiciário do Maranhão já atua com foco no agressor. O projeto “Aprendendo com Maria da Penha no Cotidiano”, de iniciativa do CEMULHER existe desde 2014 e é desenvolvido nos canteiros de obras das empresas de construção civil, onde uma equipe multidisciplinar, que inclui magistrados, assistentes sociais e psicólogos, faz palestras de cunho educativo com os operários.

Há também o Programa de Reeducação e Reabilitação do Agressor, realizado pela Vara Especial de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, na Comarca de São Luís. Dos 195 homens incluídos nesse programa, nenhum reincidiu em casos de violência.

Núcleo de Comunicação do Fórum de São Luís

0

Operações da Polícia Civil resultaram em 2.254 prisões no interior do Estado no primeiro trimestre de 2016

f5698745694956a79ed530586283eb02_XL

Ações e estratégias estão sendo traçadas e concretizadas pela Superintendência de Policia Civil do Interior, sob comando do superintendente Dicival Gonçalves, em boa parte dos municípios maranhenses, através das 18 delegacias regionais que correspondem às unidades de cada município. Segundo Dicival Gonçalves, são estas operações de caráter preventivo com a finalidade de coibir e diminuir os índices de criminalidade no interior do Maranhão.

De acordo com o Superintendente da SPCI, durante este primeiro semestre, por determinação do Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela e do delegado geral, Lawrence Melo, houve intensificação no cumprimento de mandados relacionados a crimes contra a vida, a fim de tirar das ruas pessoas consideradas de alta periculosidade. Ele informou ainda que “as prisões e apreensões que estão sendo feitas em alguns dos municípios maranhenses demandam um certo tempo, mas estão sendo concretizadas com apoio dos delegados regionais”.

Conforme o superintende, “a SPCI tem a dimensão do que já foi realizado. São inúmeras prisões e o  cumprimento de mandados de prisões preventivas”. Somente no primeiro trimestre deste ano, segundo dados da SPCI, foram cumpridos 447 mandados de prisões durante 190 operações da Policia Civil e mais 1807 autos de prisões em flagrante, totalizando um quantitativo de 2. 254 prisões em diversos municípios do interior do estado, efetuadas até o início de maio.

Destaque de Operações – Mês de Julho

Foram desencadeadas durante o mês de julho operações com saldos considerados muito positivos pelo Sistema de Segurança. A Operação “Chapada Segura II” que teve por finalidade a repressão qualificada ao tráfico de entorpecentes, em cumprimento a 12 mandados de busca e apreensão, culminou na lavratura de flagrante contra seis homens e três mulheres pela pratica dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo, além da apreensão de dois menores.

Durante essa operação, segundo o delegado Dicival uma ação integrada com a Policia Militar e coordenada pelo delegado regional Jaques Ferreira, foram apreendidas seis armas de fogo, uma grande quantidade de drogas, sendo 29 pedras de crack, 22 trouxas de maconha, 12 gramas de cocaína, 05 tabletes de maconha, 03 revolveres calibre 38, 01 revolver calibre 32, 02 armas de fabricação caseira, diversas munições, três motos modelo Bronz Ronda, a quantia de R$ 9.585, bem como 15 aparelhos celulares de procedência duvidosa, provavelmente tomados de assalto.

A operação “Giuliani” visando reprimir o combate ao tráfico de drogas da região de São Bento, com cumprimento de mandado de busca e apreensão, de prisão preventiva e autuação em flagrante delito de várias pessoas por tráfico de drogas e associação para o tráfico, resultou na prisão de quatro pessoas por tráfico de drogas e mais três por porte ilegal de arma de fogo. Nove trouxas de entorpecentes foram apreendidas.

Na cidade Viana foi realizada a operação “Desmanche” que resultou no cumprimento de seis mandados de prisão preventiva, pelos crimes de furto, receptação, associação criminosa, dentre outros.

ISADORA FONSECA – Ascom/SSP

0

Negado habeas corpus a delegado acusado de falsidade ideológica

sergio rego damasceno

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) negou – por unanimidade – habeas corpus em favor do delegado de polícia Sérgio Luis Rêgo Damasceno, preso preventivamente pela suposta prática dos crimes de falsidade ideológica (adulteração de documento, público ou particular), peculato (desvio de dinheiro público) e prevaricação (deixar de praticar ato de ofício).

No recurso interposto junto ao Tribunal de Justiça, a defesa do delegado apontou ausência de elementos concretos que justifiquem sua prisão. Sustentou que não foram preenchidos os requisitos previstos no artigo 312 do Código de Processo Penal, alegando, ainda, a existência de constrangimento ilegal na liberdade de locomoção do réu.

Enfatizou que o delegado é réu primário, tem bons antecedentes e nada leva a crer que, ficando solto, venha praticar outros delitos, tampouco oferecer risco à sociedade, por não exercer mais suas funções de delegado de polícia na cidade de Buriti, eis que foi transferido para a cidade de Araioses, desde março de 2015.

Ao final, a defesa requereu a concessão da medida liminar, com a expedição do respectivo alvará de soltura, pedindo que a determinação seja concedida de forma definitiva. Subsidiariamente, pediu, também, a substituição da prisão por outra medida cautelar.

Para o relator do processo, desembargador José Luiz Almeida, a decisão de primeira instância que determinou a prisão preventiva do delegado encontra-se adequadamente fundamentada em elementos consistentes.

Em seu voto, o magistrado fez referência à periculosidade do reú, evidenciada pela existência de diversos procedimentos administrativos e criminais, inclusive uma condenação perante o Juízo de Direito da Comarca de Barão do Grajaú.

Para o desembargador, a soltura do delegado representaria grave ameaça à ordem pública, uma vez que, utilizando-se das prerrogativas da sua função pública – que deveriam estar voltadas ao combate da criminalidade – poderia continuar praticando ilícitos, causando intranquilidade social.

José Luiz Almeida acolheu o parecer do Ministério Público do Maranhão (MPMA), no qual o órgão ministerial afirma que – mesmo removido da cidade de Buriti para Araioses – o delegado continuou imprimindo a marca de ilegalidades e irregularidades, e, ao invés de cumprir a lei e proteger a sociedade deu demonstrações de que exerce suas funções contra o próprio Estado e contra os cidadãos.

Assessoria de Comunicação do TJMA

0

SEMA terá posto para oferta de serviços no VIVA Cidadão em Imperatriz

thumbnail_DSC00305

O Governo do Maranhão está investindo na ampliação do acesso dos cidadãos aos serviços do Viva e do Procon/MA. Sendo assim, inaugurou, no último dia 11.07, em Imperatriz, uma unidade do Viva no Imperial Shopping. Os moradores da região estão tendo acesso a serviços para cidadania, como emissão de carteira de identidade (RG), CPF, dentre outros documentos importantes para se cadastrar em programas sociais e ter acesso a direitos básicos como saúde e educação.

Dessa forma, o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Marcelo Coelho, se reuniu com o presidente do Procon/MA e Diretor Geral do Viva, Duarte Júnior, na tarde do dia 20.07, onde discutiram a instalação de um posto da SEMA nas dependências do Viva. O objetivo é ofertar serviços de extrema importância para a classe empresarial e produtores em geral.

“Vamos disponibilizar a entrada de pedido de licenciamento, através do SIGLA (Sistema Integrado de Gerenciamento e Licenciamento Ambiental), por meio dele os moradores daquela região, também, terão a oportunidade de entrar, através do nosso programa SIGLA, com pedidos de outorgas de uso de água, tanto de poços como rios, processo de licenciamento de aquicultura, para criação de peixes; Cadastro Ambiental Rural, que é muito importante e tem prazo para que os agricultores façam seu cadastro. Então, ofereceremos uma gama de produtos que os moradores da região sul do Estado podem utilizar junto à Sema no Viva Cidadão”, explicou o secretário Marcelo Coelho.

Os serviços iniciarão no mês de agosto, das 10h às 22h, garantindo aos interessados a possibilidade de buscar os serviços também no período da noite. “Todos esses serviços serão ofertados com qualidade, conforto, acessibilidade e segurança, no padrão dos serviços realizados na gestão do governador Flávio Dino, que visa prestar serviço público com excelência a todos os cidadãos maranhenses”, presidente do Procon/MA e Diretor Geral do Viva, Duarte Júnior.

Comentário

Recebi este release da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado, publico por conta do teor informativo, porém, não posso deixar de comentar a respeito do trato dado pelo governo a Codó. Incontáveis foram as vezes em que esse VIVA Cidadão estaria chegando à cidade, além das várias justificativas dadas pelo atraso da chegada deste valioso serviço de resgate da cidadania.

Até mesmo as cidades que nem mesmo teria a urgência pelos serviços já foram criados, como é o caso de Imperatriz que possui mais de um posto de atendimento do VIVA.

0

Cinquenta e seis alunos da UFMA colaram grau em Humberto de Campos

Foto Cinquenta e seis alunos da UFMA colaram grau em Humberto de Campos

HUMBERTO DE CAMPOS – Determinação, coragem e autoconfiança são fatores decisivos para o sucesso. Com esses adjetivos podemos definir o percurso dos 56 alunos da UFMA que receberam grau de primeira licenciatura em Pedagogia pelo Programa de Formação de Professores da Educação Básica do Plano de Ações Articuladas (Profebpar), integrado ao Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor), neste sábado (16), no município de Humberto de Campos, a 178 quilômetros de São Luís.

A cerimônia de Colação de Grau, marcada por muitas emoções, foi presidida pela professora do Departamento de Educação I, Vanja Maria Dominices Coutinho, que fez uma retrospectiva dos seis anos do curso. “Ansiedade depois da inscrição, alegria após a classificação, sonos perdidos na realização de atividades, debates nas aulas e viagens nos finais de semana lembram a trajetória de vocês. Agora é preciso ultrapassar os muros da Universidade e socializar os conhecimentos. Não vivam só no discurso. Materializem-no na ação pedagógica de vocês”, aconselhou os formandos.

Já a paraninfa, professora do Departamento de Educação II, Valdenice de Araújo Prazeres, afirmou que a iniciativa abriu precedente para a melhoria da educação do município. “Esta colação de grau da qual participamos hoje, marcando a presença da UFMA neste município, coloca a possibilidade de um exercício profissional docente que concorra para a melhoria no quadro de acesso, permanência, participação e sucesso de crianças, jovens e adultos nas escolas da região”.

Para a oradora oficial da turma, representando todos os formandos, Tania Maria Caldas Lopes, além da perspectiva profissional, esta formação é também um sonho pessoal e familiar. “Antes de me formar, confesso que eu não me sentia qualificada. Agora me sinto bem preparada para dar uma boa educação e instruir meus alunos adequadamente. Portanto, esta formação é de grande importância para minha vida particular, familiar e principalmente profissional, porque ela vem contribuir muito para a minha atuação enquanto professora”, declarou.

Tania Maria também pediu aos colegas formandos para que eles não parem só na graduação, que façam pós-graduações. “Foi difícil a trajetória. Não foi fácil, mas quando a gente alcança aquilo que almeja é gratificante compartilhar com nossos alunos, familiares e amigos. Por isso, vamos continuar a estudar”, analisou.

ASCOM-UFMA