0

Enterrado corpo de PM morto em confronto com bandidos no Rio

Pais do PM  Bruno

O enterro do policial militar Bruno Miguez, morto em um confronto com criminosos na Cidade de Deus na última quinta-feira (29), foi marcado pela comoção de colegas de corporação, amigos e parentes. Muitos dos presentes usavam camisetas com a foto do jovem e a frase “Eterno Moranga”, apelido de Bruno. O pai do PM permaneceu encostado em uma árvore e amparado por familiares.

Ana Lúcia Miguez, mãe do policial, chorava sem parar o assassinato do filho. Ela lembra que pediu para ele não seguir carreira na Polícia Militar.

“Ele era o meu filho mais novo. Ele amava essa profissão, mas eu não queria. Ele foi reprovado na primeira vez que passou, mas insistiu e foi aprovado. Eu falei que ele ia morrer lá dentro”, lamentou

Ana Lúcia disse que encontra forças para viver nos outros dois filhos, que apesar de adultos, precisam de sua ajuda. “Eu estou sangrando por dentro, mas eu tenho que sobreviver”.

Ela afirma que Bruno trabalhava com uma grande carga horária e acabava visitando-a pouco. “Meu filho trabalhava todo dia. Tinha três meses de casado. Não teve lua de mel, não tinha folga. E o que eu ganho com isso? A morte do meu filho? Ele não vai voltar. Tem que melhorar o policiamento. Daqui a pouco não podemos mais sair de casa,” desabafou.

O pai do jovem, Hermes Miguez, estava indignado e pediu punição à morte do filho. “É o segundo policial que o cara que atirou nele mata. Ele tem que ser pego. É isso que é importante. E não trocar a memória do meu filho por uma medalha ou uma bandeira”.

Em meio ao clima de tristeza, Ana Lúcia passou mal e chegou a desmaiar. Ainda assim, ela tenta se apegar à memória do filho. “O meu filho foi um guerreiro. Ele honrou a farda que vestia”.

O comandante-geral das UPPs, coronel Pinheiro Neto, esteve no velório, mas não falou com a imprensa. Antes do enterro, militares fizeram a tradicional salva de tiros.

Fonte: G1 – Rio de Janeiro

0

Fim da novela – Fred renova com FLU

fred

O vice-presidente de Futebol Mário Bittencourt e o diretor de Futebol Fernando Simone aproveitaram a presença da imprensa na coletiva realizada no início da tarde desta sexta-feira, 30, no Salão Nobre do clube, para anunciar a renovação de contrato do atacante Fred por mais quatro anos. Na conferência, o camisa 9 vestiu a camisa tricolor como se fosse a primeira vez, se emocionou ao falar dos motivos de sua permanência e declarou novamente o seu imenso amor pelo Flu.

Fred foi “apresentado” por Mário Bittencourt, que explicou detalhadamente como aconteceu todo o processo de renovação do contrato. De acordo com o dirigente, o carinho do atacante pelo Fluminense foi determinante para o desfecho positivo.

– Desde o início, o coração falou mais forte do que qualquer questão financeira. Quando o Fred recebeu uma proposta, que eu não gosto de chamar de irrecusável porque ele recusou, mas apresentada completamente fora dos padrões do Brasil, eu perguntei se existia alguma possibilidade de ficar e ele disse que sim. Fizemos reuniões com o presidente Peter e apresentamos uma proposta de um grande projeto. Ele é um jogador que vai fazer com que os que estão subindo entendam como é ser um grande jogador. Sem falar no carinho que ele tem pelo clube. Ele me disse que o que a gente fez por ele depois da Copa não teve preço. Foi a prova de que a simbiose dele com o Fluminense é gigantesca. Voltou ao clube e foi artilheiro do Brasileiro com menos jogos do que os concorrentes. Estamos apresentando o artilheiro do Brasileiro de 2014 – comentou Mário.

Antes de os repórteres iniciarem as perguntas, Fred pediu a palavra para esclarecer questões importantes. O atacante não poupou elogios ao projeto apresentado pelo clube e destacou a forte empatia que tem com a torcida. Segundo o jogador, a ação promovida pelo Fluminense após o seu retorno da Copa do Mundo fez com que ele se sentisse abraçado por uma verdadeira família, e isso pesou muito em sua decisão de permanecer.

– Quero agradecer do fundo do meu coração ao Fluminense por tudo o que fez por mim, por me dar essa oportunidade de permanecer por quatro anos em um clube que eu amo e que no momento mais delicado e sensível da minha carreira fez com que se confirmasse tudo o que eu já sentia. Isso foi no meu retortono depois da Copa, que foi complicado para mim e mais ainda para minha família. E hoje estou podendo ter essa felicidade de retribuir e permanecer aqui no Fluminense. Quando falo Fluminense, falo diretoria, jogadores, comissão técnica, funcionários e torcida. Falo da forma mais ampla possível – comentou o atacante, lembrando com detalhes da ação que o clube realizou em seu retorno da Copa do Mundo:

– Aquele gesto foi o mais marcante da minha vida profissional. Por isso falo que sou muito grato. O Fluminense me fez crescer, me fez capitão. Cresci como atleta, como homem de caráter. Eu e minha familia somos muito gratos ao Fluminense. Quando pedi 15 dias de folga após a Copa, só consegui ficar dez dias fora. Recebi mensagens dos meus amigos daqui, dos funcionários, do treinador, do Mário (Bittencourt) e isso mexeu comigo. Na quarta de manhã, quando vinha me reapresentar, vi na saída da minha casa a Larissa, minha fã, com uma placa escrito “você está a 17 km da sua casa”, as Laranjeiras. Aquilo me emocionou bastante e me deu muita força para dar a volta por cima – lembrou.

Fonte: Site Oficial do Clube

0

Operação policial em Brejo-MA intensificou a fiscalização no trânsito na cidade

Policiais civis lotados no município de Brejo  com apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar, dentro das operações antes do Carnaval 2015, apreenderam nesta sexta (30/01) uma grande quantidade de motocicletas irregulares. São veículos sem documentação e alguns condutores não tem habilitação.

Operação coordenada pelo Delegado José Souza Júnior, combate também o porte ilegal de armas de fogo e o tráfico de entorpecentes na região.

 A operação foi denominada de “Carnaval seguro” e visa conscientizar a população sobre a necessidade de se regularizar seu veículo e não adquirir motocicleta de procedência duvidosa. Durante o trabalho de fiscalização, policiais e guardas municipais, lotaram um caminhão só motos irregulares.

O resultado do serviço foi comunicado por meio de relatório ao Superintendente de Polícia Civil do Interior, Delegado Dircival Gonçalves.
Fonte: Blog do Marcial Lima
0

Governo do Maranhão lança novo banner, mas a forma de fazer política …

baner

O governo do estado lançou nos últimos dias a nova logomarca institucional, que acompanha o slogan “Governo de todos nós”. Na contra mão do que havia anunciado em campanha eleitoral o governador Flávio Dino e sua equipe vem se municiando de argumentos para não impor medidas pontuais de combate à pobreza herdada pelo “Clã Sarney”, a principal justificativa é de que não há dinheiro em caixa.

O novo governo precisa assumir, que governar para o povo, é governar com mudanças de vícios, práticas individualistas e romper com o tradicional e ser ousado.

O bolo  tá acabando e muita gente vai ficar com fome e pessoas competentes vão ficar de fora.

0

Ministro da Educação “lançará uma consulta popular sobre novo formato do ENEM”

cid

O ministro da Educação, Cid Gomes, anunciou nesta sexta-feira (30) que vai abrir uma consulta pública nos próximos dias para debater a construção de um formato de Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) online. No último dia 13, ele já havia anunciado que pretende reformatar o exame do MEC para que a prova não seja mais realizada em um único fim de semana por ano, mas “toda hora, todo dia”.

De acordo com o ministro, a ideia é que o banco de dados que contém as questões usadas nas provas do Enem seja expandido ao ponto de ter um número de itens suficiente para que várias provas sejam criadas seguindo a mesma metodologia de avaliação do exame.

“Imagina se o Ministério da Educação tiver, e isso sem nenhum cuidado com sigilo, oito mil quesitos de cada um dos temas, listados, colocados a julgamento público para que todos possam contestar. Se eu tiver esse banco de dados, ele pode ficar aberto ao público. Isso é fonte de estudo”, explicou Gomes, destacando que será necessário abranger todos os temas e suas subdivisões, graduados em perguntas fáceis, médias e mais complexas. Além disso, o conjunto de itens de cada prova terá que aferir o mesmo conhecimento dos alunos.

 Mais questões, menos fraude

Segundo o ministro, o pré-requisito para que o MEC concretize o ‘Enem online’ é continuar expandindo o banco de questões. Ele não afirmou quantas questões atualmente já existem no banco, mas diz que o objetivo é que ele chegue a 32 mil questões, incluindo oito mil questões de cada uma das quatros provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática).

“Se a pessoa for capaz de decorar sem aprender oito mil questões de cada área, 32 mil quesitos no total, a pessoa é um gênio”, exemplificou Gomes, ressaltando que esse formato ajudaria inclusive a minimizar a possibilidade de fraudes no exame, já que não existiria mais a necessidade de vazamento de questões de uma prova específica.

Logo após a definição do banco de dados com as perguntas, o ministro diz que será necessário definir os locais de aplicação do exame, para que não haja o risco de terceiros realizarem a prova para o candidato. “O terminal do computador vai recolher uma pergunta do banco de dados de cada um dos temas, mas sempre uma pergunta diferente. Um estudante está aqui fazendo uma prova e o que está do lado estará fazendo uma prova totalmente diferente. Claro que a gente tem que ter estruturas seguras, pois a pessoa pode levar um outro”, afirmou o ministro.

Infraestrutura

Após a consulta pública para a criação do banco, será preciso orçar uma infraestrutura que seja capaz de disponibilizar a provas para os estudantes que estão concluindo o ensino médio dentro de um período específico do ano. Os demais candidatos que quiserem testar conhecimento, poderão realizar a prova em qualquer período.

O modelo de aplicação das provas objetivas sugerido pelo ministro se assemelha ao SAT, o exame de admissão para as universidades dos Estados Unidos.

Para a aplicação da prova de redação, o ministro destacou que será preciso criar mecanismos diferentes, já que a mesma precisa ser corrigida.

De acordo com Gomes, tudo que será feito na sua gestão à frente do Ministério da Educação será colocado em discussão para posteriormente ser aberta uma consulta pública, o que, segundo ele, dará transparência aos processos. A abertura da consulta pública sobre a proposta será feita em fevereiro. Serão aceitas propostas de questões e quesitos para acréscimo ao banco de itens. “Tenho que ter o envio de quesitos, depois tenho que validar esses quesitos”, explicou ele.

“O Enem é um processo irreversível, mas que no início teve muito antagonismo na sua implementação. De alguma forma ele feriu muitos interesses. O Enem é a forma mais democrática, mais racional, mais humana que a gente pode oferecer a nossa juventude que conclui o terceiro ano do ensino médio”, acrescentou o ministro.

Fonte: G1-Rio de Janeiro

0

Anderson Silva X Nick Diaz – Tudo pronto para o retorno de Spider

diaz

A espera, enfim, acabou. Após um ano e um mês, o principal ídolo brasileiro de MMA volta à ativa. Anderson Silva, 39 anos, retorna ao UFC 183, amanhã, com o objetivo de dar a volta por cima. Depois de ter perdido o cinturão da categoria dos médios do maior evento de lutas do mundo e ter sofrido uma fratura na perna, o Spider contrariou muitos, que falavam sobre uma possível aposentadoria do lutador, e agora o desafio de voltar ao topo.

Dúvidas

A missão do brasileiro não será fácil. Mais do que enfrentar o polêmico Nick Diaz, em Las Vegas, nos Estados Unidos, Silva terá que mostrar ao mundo que o seu preparo físico e mental estará tranquilo para o seu retorno. “A princípio minha família não queria que eu voltasse. Mas eu conversei com todos eles e falei: ‘isso é o que eu sou, isso é o que eu faço e eu preciso que vocês respeitem isso’”, destaca o Spider.

Segundo Rogério Camões, treinador de Anderson Silva, o atleta já está pronto para o retorno. “Eu sempre falo pra ele que ele precisaria se superar mais do que ele já fez na carreira. A parte física dele já está completa”, destaca o técnico.

Caso vença Nick Diaz, Anderson Silva terá novamente a oportunidade de disputar o cinturão dos médios. “Independente de cinturão, eu vou lutar, porque eu amo fazer isso”, ressalta o brasileiro.
Volta complicada

Logo em seu retorno ao MMA, o Spider terá pela frente o norte-americano Nick Diaz, que também não luta desde 2013. Esta será a estreia do gringo na categoria dos médios. O polêmico lutador tem características parecidas com a de Silva no octógono. Diaz sempre optou por provocar seus oponentes dentro da ‘jaula’, assim como o brasileiro.

Resta saber se o norte-americano adotará essa estratégia contra um dos melhores lutadores do mundo.

“Temos mostrado respeito um ao outro. Tenho um trabalho a fazer: lutar e vencer”, diz o próximo rival do Spider. “O Nick Diaz é um cara muito perigoso. É um desafio tanto pra ele, quanto pra mim. É um desafio que estou muito ansioso para fazer”, conclui Silva.

CARD PRINCIPAL
Peso-médio: Anderson Silva x Nick Diaz
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Kelvin Gastelum
Peso-leve: Joe Lauzon x Al Iaquinta
Peso-médio: Thales Leites x Tim Boetsch
Peso-meio-médio: Jordan Mein x Thiago Alves
CARD PRELIMINAR
Peso-galo: Miesha Tate x Sara McMann
Peso-médio: Ed Herman x Derek Brunson
Peso-mosca: Ian McCall x John Lineker
Peso-médio: Rafael Sapo x Tom Watson
Peso-pena: Diego Brandão x Jimy Hettes
Peso-médio: Rick Monstro x Ildemar Marajó
Peso-médio: Thiago Marreta x Andy Enz

0

Pastor evangélico foi preso com arma, droga e dinheiro que não era do dízimo

2

O Pastor Márcio Wilbert Ribeiro da Silva foi preso com uma pistola, droga e mais de R$ 10 mil em dinheiro, no fim da tarde desta quarta-feira (28), no bairro Pirâmide, município de Raposa, Região Metropolitana de São Luís. A prisão do suspeito foi resultado de denúncias de moradores que viram que o pastor há estava com comportamento estranho na Rua da Alegria.

didim

O suspeito estava em uma Hilux SW4, de placas NWV-0008, quando foi abordado pelas viaturas da PM deslocadas para checar a denúncia de moradores sobre um veículo na região.

1

No momento da abordagem a PM checou com o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) a placa do carro e descobriu que constava como a placa de uma motocicleta Suzuki 125, ano 2010/2011, azul, de Paço do Lumiar, roubada.

Com Márcio a polícia encontrou uma pistola calibre 380, além de 14 munições intactas, maconha e mais de R$ 10 mil em notas de 100, 50 e 20. O suspeito ainda tentou subornar os policiais oferecendo o dinheiro encontrado, mas acabou sendo levado para a Delegacia de Raposa, onde ficou a disposição do flagrante.

sinesp

Ele seria Pastor da Igreja Ministério Lirio do Vale localizada no ConjuntoItaguará no Cohatrac.

0

Fim do auto de resistência poderia reduzir mortes por ação policial, defende ONG

auto de resistencia

Publicação: 29/01/2015 15:51 Atualização:

O crescimento do número de mortos em decorrência de ação policial no Rio de Janeiro e em São Paulo demonstram que medidas concretas precisam ser tomadas na área de segurança pública, defende a organização não-governamental Human Rights. A principal delas seria a aprovação do Projeto de Lei 4.417/2012 que acaba com o auto de resistência – resistência seguida de morte –, em tramitação no Congresso.

Segundo relatório divulgado hoje (29) pela organização, a quantidade de mortes nessas circunstâncias, em São Paulo, cresceu de 369, em 2013, para 728, em 2014, um salto de 97 %. No Rio de Janeiro, foram 416 mortes, em 2013, e 582 mortes em 2014, um avanço de 40 %.

“Nos últimos anos, nós documentamos muitas situações em que as mortes são verdadeiras execuções extrajudiciais, em que a polícia mata e obstrui a cena do crime, registrando essas mortes como resistências advindas de tiroteios, confrontos”, disse Maria Laura Canineu, diretora da Human Rights no Brasil.

Maria Laura defende que, com a PL 4.471, as investigações terão de ser completas em qualquer caso de morte por intervenção policial. Ela acrescentou que o problema é um dos mais graves do Brasil pois mata, em média, seis pessoas por dia.

A Human Rights alerta também que a tortura, tanto na abordagem policial, quanto nas cadeias, está presente no país. Segundo a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, entre 2012 e 2014, ocorreram mais de 5,5 mil denúncias sobre esse tipo de crime. Em 84% das situações, os casos de tortura foram reportados quando o preso estava sob a custódia do Estado, em estabelecimentos prisionais, nas ruas, nos centros policiais, em detenção, nas cadeias e delegacias.

“Os métodos utilizados são os mais crueis que a gente pode identificar, como choque elétrico, espancamento, violência sexual e outros tipos de métodos que, nesse estágio da nossa democracia, a gente não espera que ainda existam”, declarou Maria Laura.

Outra questão defendida pela Human Rights é o direito previsto nos tratados internacionais, de que todo preso deve ser conduzido a uma autoridade judicial, num prazo razoável da sua prisão. Uma audiência de custódia, para a apresentação do preso, deve se feita num prazo de 24 horas. “Esse direito é fundamental, previsto nas legislações de vários países, inclusive da América Latina, e no Brasil há uma resistência enorme em reconhecer esse direito”, esclarece ela.

Na opinião de Maria Laura, a medida poderia impactar na redução da tortura cometida no país. “Hoje, o que acontece no Brasil é que um preso, em flagrante ou não, para ter a sua primeira audiência com o juiz, leva, em média, quatro ou seis meses. As evidências de abuso físico realizado no presídio ou na unidade policial já não existem mais, o que não permite a investigação”, disse. A proposta faz parte do Projeto de Lei 554/2011.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo diz que apesar do aumento no número absoluto de mortos em decorrência de intervenção policial, em termos percentuais a situação é praticamente a mesma de 2013. Os dados mostram que, em 2013, 13% dos criminosos envolvidos nos confrontos com a polícia morreram – os 87% restantes foram presos, fugiram ou ficaram somente feridos. Em 2014, o índice de mortos ficou na casa dos 17%, o que não representa um salto significativo.

Segundo a nota, é preciso lembrar que, do primeiro semestre de 2013 para o mesmo período de 2014, houve aumento de 51,9% nas ocorrências de confrontos. A hipótese mais provável para essa alta é o crescimento no número de roubos – fenômeno nacional que tem sido verificado em praticamente todos os estados brasileiros. Segundo levantamento da Polícia Militar, 65,9% dos confrontos entre criminosos e policiais aconteceram em ocorrências de roubo.

0

Ninguém faz homenagem, mais um policial morre em serviço

 

miguez

Um policial militar morreu e outro ficou ferido na madrugada desta quinta-feira (29) na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio. De acordo com a corporação, os agentes foram atingidos durante um patrulhamento na região conhecida como Apartamentos.
O soldado Bruno Miguez, de 30 anos, foi atingido na cabeça e encaminhado ao Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu ao ferimento. Miguez tinha se casado há poucos meses e estava na corporação desde 2010. Já o outro policial, foi ferido de raspão no ombro, medicado na UPA da Cidade de Deus e liberado. O policiamento foi reforçado na comunidade e a ocorrência foi registrada na 32ª DP (Taquara). Ainda segundo a PM, um dos suspeitos de efetuar os disparos foi preso e encaminhado para a Delegacia de Homicídio da Barra da Tijuca.

Comentário:

Resta saber, se os Direitos Humanos do Rio de Janeiro está amparando a família do policial morto, pois, do contrário, estaria dando assistência à família do criminoso que efetuou o disparo mortal.

Fonte: G1 Rio de Janeiro

0

Policial baleado durante tentativa de assalto em Taguatinga, no DF, morre no hospital

fogo

Luiz Claudio Coutinho da Silva saía de casa na quadra QNM 26 da região na última quinta-feira quando o crime ocorreu. Os suspeitos fugiram. Ele  levou três tiros – um de raspão na cabeça, um no tórax e outro no braço esquerdo.

De acordo com a Polícia Militar, Coutinho foi socorrido e levado ao Hospital Regional de Ceilândia estável. Ele foi transferido para o Hospital de Base, onde faleceu. A Polícia Civil informou que dois homens armados abordaram a vítima, que teria reagido à tentativa de assalto. Até às 10h desta quinta (29), os suspeitos não haviam sido localizados.