1

Comandante do 11° BPM de Timon, Comandante e Sub da PMMA, recebem homenagens da PM do Piauí em comemoração dos 181 anos da co-irmã

PM24_144a424ead

O comandante do 11º BPM de Timon, Tenente Coronel Jairo Xavier da Rocha, recebeu na noite da última sexta – feira no Comando Geral da PMPI, a Medalha do Mérito Policial Militar, estavam presente o Governador Wellington Dias, o Secretário de Segurança do Piauí Fábio Abreu e representantes do Estado Maior do Piauí. Esta honraria se deu em reconhecimento ao trabalho de Cooperação Institucional entre as Polícias Militares dos estados do Maranhão e Piauí.thumbnail_IMG-20160624-WA0137_resized
O Secretário de Estado da Segurança Pública, Capitão Fábio Abreu, destacou a importância da Corporação em buscar parcerias com as Polícias Militares dos Estados vizinhos com o objetivo de reforçar as barreiras e agradeceu a todos os policiais militares da ativa e da inatividade pela colaboração na construção da história desta Instituição secular.

Muitos crimes acontecem no Piauí, têm sido elucidados com as prisões feitas no lado do Maranhão, como exemplo desse trabalho, são as recuperações de veículos furtados ou roubados em Teresina, somente neste ano mais de 50 veículos foram recuperados. O trabalho da PM do Maranhão, não termina por aí, a prisão de assaltantes também aumentou desde que assumiu o comando do 11º BPM, Ten Coronel Xavier tem conseguido, com sua tropa reduzir vários índices de violência e aumentar o número de armas de fogo apreendidas em Timon, essas prisões contribuem para a elucidação dos crimes no estado do Piauí.

Comandante e Sub da PMMA também foram homenageados com a Medalha do Mérito Policial Militar 

IMG-20160625-WA0012

O coronel José Frederico Gomes Pereira, comandante geral da Policia Militar do Maranhão e o coronel Jorge Allen Guerra Luongo, subcomandante da PMMA, agradeceram o préstimo reconhecimento que consolida ainda mais a parceria entre as co-irmãs, visando a garantia e preservação da ordem pública nos estados do Maranhão e Piauí.

 

0

COMFUC – Já começa a se organizar para o XIV Campeonato Codoense de Futsal 2016

thumbnail_IMG-20160624-WA0014_resizedNa semana passada a Comissão de Futsal Codoense formada por professores, árbitros e demais desportistas realizaram uma reunião para decidir sobre o início da maior competição de futsal da cidade, o XIV Campeonato Codoense de Futsal, no encontro foi lido o Regulamento da competição e marcada a nova data em que serão realizados os sorteios dos grupos e decidido a data de início do evento.

0

Papa Francisco diz que Igreja deve pedir perdão a gays por tratamento no passado

O papa Francisco disse neste domingo que os cristãos e a Igreja Católica Romana devem procurar o perdão de homossexuais pela forma como eles foram tratados.

Falando a jornalistas a bordo do avião que o levava da Armênia para Roma, ele também disse que a Igreja deve pedir perdão pela forma como tratou as mulheres, por fazer vista grossa ao trabalho infantil e pela “benção a tantas armas” no passado.

Na conversa espontânea de uma hora de duração, que se tornou uma marca registrada de suas viagens internacionais, Francisco foi questionado se concordava com os recentes comentários de um cardeal alemão de que a Igreja deveria pedir desculpas aos gays.

Francis parecia triste quando questionado por um repórter se o pedido teria sido mais urgente devido à morte de 49 pessoas em uma boate gay em Orlando, na Flórida, neste mês.

Ele lembrou os ensinamentos da Igreja em que os homossexuais “não devem ser discriminados. Eles devem ser respeitados, acompanhados pastoralmente.” E acrescentou: “Acho que a Igreja não deve apenas pedir desculpas … a uma pessoa gay a quem ofendeu, mas também deve pedir desculpas aos pobres, bem como às mulheres que foram exploradas, às crianças que foram exploradas por trabalho (forçado). Deve pedir desculpas por ter abençoado tantas armas “.

 

1

Após falha individual, Flamengo perde clássico e sai do G4



                    Vaz errou feio no clássico (foto:Nelson Perez/Fluminense)

Lance – Num jogo com erros decisivos, o Fluminense venceu o Flamengo por 2 a 1, neste domingo, na Arena das Dunas, em Natal (RN). A partida foi realizada debaixo de muita chuva e teve um segundo tempo mais movimentado após uma primeira etapa sem gols. Arão e Rafael Vaz vacilaram feio em lances capitais e comprometeram o Rubro-Negro. O Tricolor fez uma primeira etapa ruim, mas foi efetivo após o intervalo.

O primeiro tempo foi dominado pelo Flamengo na maior parte do tempo. O time rubro-negro teve as melhores oportunidades para balançar a rede, mas vacilou nos arremates. Alan Patrick teve duas ótimas chances para abrir o placar.

Com as duas equipes bem mexidas em relação aos últimos jogos, a primeira etapa teve alguns erros típicos de falta de entrosamento. O Fluminense limitou-se a não sofrer gols e não conseguiu criar boas jogadas de ataque. Por isso, o Flamengo foi pouco ameaçado nos 45 minutos iniciais na Arena das Dunas.

Os centroavantes Guerrero e Magno Alves se movimentaram em busca do jogo, mas produziram pouco no primeiro tempo. O atacante tricolor incomodou um pouco mais do que o peruano, que ficou preso na marcação de Henrique.

GOLS APARECEM

O Tricolor voltou melhor no início do segundo tempo e tomou a iniciativa de buscar o jogo. Em escanteio cobrado por Scarpa, Arão cabeceou contra a própria meta, marcando contra.

O gol acordou o Flamengo, que voltou para o jogo minutos depois. O Rubro-Negro tentava pressionar pela ponta esquerda, mas só chegou ao gol em lance pelo outro lado do campo. Após dois vacilos seguidos dos zagueiros tricolores, o atento Guerrero, de cabeça, deixou tudo igual.

Após o empate, a partida ficou aberta, com os times se arriscando um pouco mais em busca da vitória. O Fluminense voltou a ficar com a vantagem num erro bisonho de Rafael Vaz. O zagueiro tocou errado para Muralha, e a bola sobrou limpa para Richarlison. O atacante driblou o goleiro e tocou para o fundo da rede.

O Flamengo insistiu em busca do empate e chegou perto com Mancuello. No entanto, o Fluminense se segurou bem e conquistou uma importante vitória. Com o resultado, o Rubro-Negro caiu para a sexta colocação, enquanto o Tricolor subiu para nono, com 16 pontos.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 1 X 2 FLUMINENSE

Local : Arena das Dunas, em Natal (RN)
Árbitro : Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Rogerio Pablos Zanardo – (Asp Fifa-SP)
Cartão amarelo: Wellington Silva (Flu)
Público : 25.946 pagantes

Gols : Arão (contra), 3’/2° T (0-1), Guerrero, 12’/2°T (1-1); Richarlison, 30’/2°T (1-2)

FLAMENGO : Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo (Mancuello, 32’/2°T), Arão, Alan Patrick e Ederson (Emerson, intervalo); Cirino (Fernandinho, 28’/2°T) e Guerrero. Técnico : Zé Ricardo.

FLUMINENSE : Diego Cavalieri, Wellington Silva, Henrique, Gum e Gioavanni; Edson, Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa; Maranhão (Osvaldo, 26’/2°T) e Magno Alves (Richarlison, 25’/2°T (Pedro, 37’/2°T). Técnico : Levir Culpi.

0

Homenagem de hoje – Jorzival Lima Guimarães e família

jorzeval

Jorzival Guimarães ao lado de sua esposa e netinha

Aconteceu na noite de ontem no Clube da SUCAN em Codó, a comemoração dos aniversários de 50 anos do nosso amigo Jorzival Lima e seu filho Wallace 28, no local estavam prestigiando o evento: familiares e amigos mais próximos dos aniversariantes. O evento foi bastante emocionante, além dos aniversários, foi comemorado também 28 anos de um sólido casamento.

Alegria e emoção foi o que não faltou, Jorzival recebeu uma linda homenagem que fora idealizada por sua esposa Francisca Guimarães. Parabéns aos aniversariantes e o Blog do Bezerra deseja a todos: muita saúde e a Paz de Deus.

0

Em Codó – Jovem diz à polícia que foi estuprada por estudante da escola João Ribeiro

Uma estudante menor de idade foi encontrada por Policiais Militares no terreno da antiga Fábrica Têxtil, no bairro São Sebastião, parcialmente despida e sob efeito de alguma substância alucinógena alegando ter sido estuprada. O suspeito teria sido um também estudante da escola João Ribeiro, conhecido por Edinho.

Entenda o caso

Na tarde desta sexta-feira, uma estudante da escola Senador Archer, deu entrada no Hospital Geral Municipal – HGM, desacordada após ter sido apresentada pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU que atendeu a ocorrência de um suposto estupro.

Por volta das treze horas da sexta – feira, três estudantes da escola Senador Archer resolveram não assistir aula e mantiveram contato com outros três alunos da escola João Ribeiro, em seguida marcaram um encontro em um local e por lá começaram a consumir bebida alcoólica e uma substância entorpecente  conhecida por “loló”, conversa vai, conversa vem, decidiram entrar na parte interna do terreno da antiga fábrica do bairro São Sebastião, atrás do quartel do 17º BPM. Percebendo a movimentação estranha, populares acionaram a PM para averiguar a situação. Após a chegada ao local, os policiais realizaram incursões, conseguindo localizar a menor que passou a denunciar aos policiais que fora estuprada por uma pessoa de nome Edinho, estudante da escola João Ribeiro. Imediatamente o SAMU e Conselho Tutelar foram acionados e chegaram ao local alguns minutos após.

Detalhe do caso

Uma das colegas da jovem afirmou que não houve estupro e que todos haviam entrado na fábrica em pouco tempo antes da chegada da Polícia Militar, tempo este não suficiente para a realização de qualquer ato de conjunção carnal, porém a mesma colega não soube explicar os motivos que levaram a suposta vítima estar nua no momento em que a PM chegou ao local.

No HGM, a jovem reafirmava que teria sido estuprada, o fato agora deverá ser levado ao conhecimento do delegado de plantão que tomará as providencias que o caso requer.

0

IFMA – Servidores debatem como abordar o uso de drogas com alunos

CCHIST (4)

Um dia de capacitação para orientar servidores técnicos e docentes do IFMA a desenvolverem a abordagem com os estudantes dos diversos campi sobre um dos temas mais debatidos atualmente: as formas de prevenir e combater o consumo de drogas entre os jovens. O treinamento ocorreu no dia 20 (segunda-feira), no Campus Centro Histórico, e foi organizado em parceria da Pró-reitoria de Extensão (PROEXT) com as diretorias sistêmicas de Assistência ao Educando (DAE), de Difusão Artístico-Cultural, Desporto e Lazer (DDACDL) e de Direitos Humanos e Inclusão Social (DHIS).

De acordo com Thais Brito, assistente em administração da DAE, a iniciativa de capacitar os servidores originou-se a partir da implantação, em 2016, do Plano de Combate e Prevenção ao Uso de Drogas (PIPD) do IFMA, o qual busca atuar diretamente com o corpo discente. A capacitação objetivou preparar os servidores para essa atuação, pois muitos não teriam qualquer experiência em lidar com o assunto dos entorpecentes. Durante a manhã, os participantes assistiram a palestras com o psiquiatra Ruy Palhano (Prevenção do uso de drogas ao alcance de todos) e a assistente social Selma Marques (Aspectos sociais do uso de substâncias psicoativas e particularidades no campo educacional), ambos professores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

“A discussão da problemática das drogas tem que ser feita no ambiente escolar”, disse Cristiane Coelho Maia Lago, promotora de justiça do Tribunal do Júri de São Luís, ao iniciar a programação vespertina. Ela ressaltou que os estudantes, como potencial público-alvo de traficantes, podem rejeitar ou retardar o uso de drogas ao disporem de informações sobre o tema. A promotora chamou a atenção para a necessidade de fazer vigorar efetivamente a Lei nº 10.302/2015, que estabelece diretrizes para a criação do Conselho Escolar Antidrogas em todos os estabelecimentos de ensino médio (públicos e particulares) do Maranhão, com o objetivo de executar atividades educativas de prevenção e combate ao consumo de entorpecentes, bebidas alcoólicas e tabaco. Durante a capacitação com servidores do Instituto, Cristiane Lago apresentou a concepção do projeto “Quem escolhe seu caminho? Você ou as drogas?”, realizado pelo Ministério Público Estadual (MPE) em parceria com a Biblioteca Pública Benedito Leite (BPBL).

Erisson Souza, coordenador da Rede Maranhense de Diálogos sobre Drogas (REMADD) e membro do Conselho Municipal Antidrogas de São Luís, levou aos participantes o relato de ter vivido a realidade de um usuário de entorpecentes, antes de seguir a militância na causa da prevenção e combate às drogas, envolvendo os quatro municípios da Região Metropolitana de São Luís. O palestrante informou que é alta a incidência do uso de drogas nas escolas dessas cidades, principalmente em áreas de vulnerabilidade social, e que parte dos casos é resultado da falta de diálogo com os jovens no ambiente familiar.

CCHIST (2)

O conselheiro explicou que a REMADD tem o objetivo de identificar e visibilizar para a sociedade as instituições que atuam na prevenção, cuidado, tratamento e no combate às drogas. “Temos o entendimento de que as políticas públicas sobre drogas no Maranhão estão muito aquém do que precisamos”, disse Erisson Souza, argumentando que ainda assim reconhece o esforço de instituições e atores sociais, inclusive do poder público, para criar e participar de ações nas escolas e comunidades, o que requer a maior integração em rede. Ele destacou a iniciativa do IFMA de levar o diálogo aos estudantes sobre a questão das drogas na sociedade, que pode ser projetada em outras ações.

“Cultura é uma palavra muito abrangente, e trabalha também os comportamentos biopsicossociais e os paradigmas que o mundo vem enfrentando”, disse a diretora Mayara Karla da Anunciação (DDACDL), destacando que as atividades envolvidas pela pasta – esporte, cultura, arte e lazer – constituem alternativas estratégicas a uma questão complexa como a prevenção ao uso de drogas. Para apoiar iniciativas nesse sentido, Rosa-Lima Duailibe (PROEXT) informou que a pró-reitoria lançou o Edital nº 03/2016, de fluxo contínuo, que aceita a inscrição de projetos destinados a desenvolver ações preventivas e de combate às drogas em comunidades.

Participantes

CCHIST (1)A assistente social Nilma da Silva Rego, do Campus São João dos Patos, destacou os esclarecimentos compartilhados pelos palestrantes com o público, em torno das políticas públicas voltadas às questões das drogas no Maranhão e no Brasil. Segundo a servidora, os conhecimentos adquiridos pelos participantes poderão ser contextualizados e aplicados à realidade de cada campus do IFMA. Chefe do Núcleo de Assistência ao Educando (NAE), Nilma Rego informou que o Campus São João dos Patos se encontra em fase de aplicação de questionário com os estudantes, a fim de sondar a realidade do corpo discente, e com base nos resultados será posteriormente elaborado um projeto com as estratégias para trabalhar a questão da prevenção às drogas.

“O Campus trabalhava de forma pontual, com uma ou outra palestra, e agora vamos fazer de fato um trabalho planejado”, disse a assistente social, que compõe a comissão multiprofissional encarregada de incluir no calendário acadêmico a programação anual de atividades envolvendo a temática das drogas. Ainda sobre a oficina, Nilma Rego considerou que muitos servidores designados a desenvolver um projeto com determinado objetivo não se sentem preparados para essa tarefa, e a capacitação vai orientar e contribuir com a articulação de diferentes segmentos dos campi em um trabalho integrado.

CCHIST (5)O coordenador do curso de Piscicultura no Campus Maracanã, Weverson Scarpini Almagro, ponderou que a questão das drogas impacta os estabelecimentos das redes de ensino público e particular, e as medidas de punir alunos usuários não adiantam sem que se conheçam as causas do alcoolismo ou do uso de drogas ilícitas. Sobre a capacitação, o professor ressaltou que foram tratadas tanto questões técnicas (legislação, efeitos das drogas, locais e formas de tratamento, dentre outros) quanto sociais (aspectos socioeconômicos, familiares ou psicológicos de dependentes e potenciais usuários).

“Temos a obrigação de adquirir conhecimento para fazer a abordagem com alunos, pais e professores”, disse Weverson Almagro, considerando diferentes públicos que devem ser envolvidos no debate sobre a incidência do uso de drogas entre estudantes, bem como na identificação e aplicação de medidas de prevenção e combate. A motivação do professor para participar da capacitação foi justamente compreender como pode abordar os alunos em relação a esse tema, na perspectiva da cidadania.

0

Brasil fecha 72.615 vagas formais de trabalho em maio, aponta Caged

(Reuters) – O Brasil fechou 72.615 vagas formais de trabalho em maio, acumulando perda de 1,782 milhão de postos em 12 meses, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira.

O desempenho foi o segundo pior para o mês da série sem ajustes, iniciada em 1992, à frente somente de maio de 2015, quando foram fechados 115.599 postos de trabalho.

No mês passado, houve perda líquida de vagas em seis dos oito setores pesquisados, com destaque para serviços (-36.960 vagas), comércio (-28.885) e construção civil (-28.740). Mostraram desempenho positivo apenas a agricultura (+43.117), por fatores sazonais ligados principalmente à cultura do café na região sudeste, e a administração pública (+1.391).

Nos cinco primeiros meses do ano, foram registradas 448.101 demissões líquidas na série com ajustes, recorde histórico para a série iniciada em 2002. Na mesma etapa do ano passado, foram fechados 243.948 postos.

A deterioração do mercado de trabalho vem na esteira da derrocada da economia, com queda na confiança de empresários e famílias.

A taxa de desemprego no trimestre até maio será divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no dia 29. Nos três meses até abril, ela foi a 11,2 por cento, com quase 11,5 milhões de trabalhadores sem emprego.

 

0

Comissão analisa situação de obras públicas paralisadas no Brasil

A comissão externa da Câmara dos Deputados que acompanha as obras do governo federal custeadas com recursos do orçamento da União realiza audiência pública, na próxima terça-feira (28), para debater a situação das obras paralisadas e as possíveis medidas para evitar mais prejuízos.

A audiência, inicialmente prevista para quinta-feira passada, foi proposta pelo presidente da comissão externa, deputado Zé Silva (SD-MG). O parlamentar aponta que o contraste entre os processos do setor privado e do setor público impacta diretamente na infraestrutura do País, o que dificulta o crescimento econômico.

Agência Brasil
Governo - Obras Públicas
Segundo o TCU, quase 1/3 das obras paralisadas apresentam problemas no projeto

“Estamos reféns de uma burocracia, por vezes, mais voltada para criar dificuldades do que para servir o bem comum, ao mesmo tempo em que assistimos atônitos ao pragmatismo chinês concorrer para a forte expansão econômica experimentada por aquele país nos últimos 30 anos”, afirma o deputado.

Dados do Tribunal de Contas da União (TCU) apontam que os principais motivos para paralisação de obras são: falta de justificativa ( 31%); problemas no projeto (27%) e pendências administrativas (19%).

Debatedores
Foram convidados para o debate:
– o secretário do Programa de Aceleração do Crescimento do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Hailton Madureira;
– diretor do Departamento de Obras Hídricas do Ministério de Integração Nacional, Marcelo Borges; e
– o secretário-executivo do Ministério das Cidades, Luciano Oliva Patrício.

A reunião está marcada para 14h30, no plenário 14.

Da Redação – ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara Notícias’

0

Roberto Rocha visita região tocantina e participa de entrega de obras

O senador Roberto Rocha (PSB) esteve na cidade de Imperatriz nesta quinta-feira, 23, acompanhado do deputado federal Ildon Marques (PSB) e o deputado federal licenciado André Fufuca. No aeroporto, a recepção ficou por conta dos militantes do PSB, que lotaram o saguão, seguindo, logo depois, em carreata para a Loja Maçônica Dom Pedro I.

Na Loja Maçônica,  ao se pronunciar aos presentes, o senador fez uma análise sobre a fragilidade do cenário político brasileiro: “o Brasil vive um momento muito delicado, com uma crise após outra, e não sabemos onde isso vai parar, mas, é preciso continuar caminhando”, constatou, acrescentando que tem procurado avançar com o trabalho no Senado Federal para ajudar o Maranhão.

Em seguida, Roberto Rocha seguiu para a cidade de Porto Franco onde participou da entrega de várias obras do governo do estado, com a presença do Governador Flávio Dino, do ex-prefeito Deoclides Macedo a deputada estadual Valéria Macedo e outras autoridades.  No final da tarde, Rocha encerrou o dia com uma visita à reforma do seu escritório de representação em Imperatriz, que será inaugurado em breve.

Nesta sexta-feira, 24, pela manhã, o senador tem um encontro marcado com estudantes universitários de Imperatriz, seguindo, logo após, para São Luís.