0

Festa no chiqueiro! Palmeiras vence, encerra jejum e é campeão brasileiro após 22 anos

imagem_2608_original

O Palmeiras, diante de seu torcedor que lotou o Allianz Parque, voltou a ser campeão brasileiro neste domingo com a vitória sobre a Chapecoense na 37ª e penúltima rodada.

Uma campanha impecável do time comandado por Cuca, que conquistou pela primeira vez em sua carreira o principal torneio nacional: 23 vitórias, oito empates e seis derrotas, 77 pontos até agora, ainda com um jogo por fazer.

O lateral direito Fabiano, ex-Chapecoense (quem diria!), anotou aos 25 minutos do primeiro tempo em jogada ensaiada de cobrança de falta.

Um herói improvável para os 40.986 torcedores presentes, o maior público da história do estádio, seja ele Allianz Parque ou Palestra Itália!

Mais gols poderiam ter acontecido em favor da equipe de Palestra Itália – pensando na final da Copa Sul-Americana, a Chape atuou com um “mistão” -, mas isso pouco importou. Os gritos de “uh!” foram logo trocados por explosão de alegria.

De 1994 para cá, o time alviverde viveu grandes glórias – Libertadores, Copa do Brasil, Paulistão -, mas também sofreu com duas quedas à Série B do Brasileiro e um título nacional perdido há sete anos que ainda deixava um gosto amargo no paladar palestrino.

A eliminação na Libertadores deste ano ainda na fase de grupos, porém, ajudou o Palmeiras a arrancar para o título. Acabou o primeiro turno na liderança, e nas últimas 19 partidas a conquista nunca pareceu estar distante dos alviverdes.

Com Dudu genial, Moisés e Tchê Tchê na ignição, Jailson intransponível e invicto, Zé Roberto incansável, Gabriel Jesus iluminado (e que infelizmente disse adeus aos torcedores a caminho do Manchester City) e uma nação no apoio, o Palmeiras solta o grito de campeão brasileiro pela nona vez na sua história.

E ainda teve espaço para Fernando Prass, o capitão e ídolo, entrar nos minutos finais para receber a saudação da torcida.

Agora, são duas Taças Brasil, dois Roberto Gomes Pedrosa e cinco Brasileirões além de três Copas do Brasil.

Escalações:

PALMEIRAS: Jailson (Fernando Prass); Fabiano (Gabriel), Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Jean, Tche Tche (Thiago Santos), Moisés, Dudu e Roger Guedes; Gabriel Jesus.

Técnico: Cuca

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Filipe Machado, Marcelo e Alan Ruschel; Sérgio Manoel, Matheus Biteco, Cléber Santana (Gil); Bruno Rangel (Kempes), Lucas Gomes e Tiaguinho (Canela).

Técnico: Caio Junior

0

Tudo pronto – Gracie Barra promove I Campeonato Interno de Jiu – Jitsu hoje em Codó

14947616_1160360327388507_8151518886883237222_n

O tatame já está montado para receber os atletas codoenses e convidados que participarão do I Campeonato Interno de Jiu-Jitsu, evento organizado pela Academia Gracie Barra/Maranhão – Codó.

O evento funcionará como teste para, em breve recebermos um de natureza regional e nacional, este é o objetivo do faixa preta do esporte Edson Ferreira, considerado um dos idealizadores do esporte em Codó.

Portanto, leve sua família para prestigiar o esporte e que recebe mais adeptos no país.

Evento:

I Campeonato Interno de Jiu-Jitsu

Onde:

Ginásio Carlos Fernando – Conjunto Primavera

Horário:

9h

Valor:

Entrada Franca

0

Fim da agonia – Um ano depois, Vasco volta a elite do futebol em 2017

8476765-high

O sábado do Vasco foi de sofrimento, com um flerte com um dos maiores vexames da sua história. Porém, após sair atrás no marcador e ficar ameaçado de passar mais um ano na Série B do Campeonato Brasileiro, o time carioca reagiu no segundo tempo e virou sobre o Ceará por 2 a 1, no estádio do Maracanã, no Rio, e assegurou o retorno à elite do futebol nacional na 38.ª e última rodada.

Apesar da vitória, a torcida, que lotou o estádio, não perdoou a campanha ruim, principalmente no segundo turno, quando fez apenas 26 pontos, 13 a menos em comparação ao turno inicial, e fez fortes críticas ao presidente Eurico Miranda.

Embora tenha integrado o G4 durante toda a competição, o Vasco poderia ter deixado o grupo no momento mais importante, caso perdesse e o Náutico vencesse o Oeste – os pernambucanos perderam, em casa, por 2 a 0. Com 65 pontos, os cariocas evitaram um desastre e terminaram o torneio na terceira posição. Com 54 pontos, o Ceará ficou na 10.ª colocação e permanece na Série B.

Com a necessidade de vencer o jogo, a torcida cruzmaltina comprou todos os ingressos para a partida. Porém, o que deveria ser apoio, se transformou em pressão. Apesar da média de idade ser de 30,3 anos e de oito dos 11 titulares ter idade superior a 33 anos, o time era puro nervosismo e medo de não conseguir o acesso para a Série A. Sem conseguir manter a posse de bola, o time abusava dos passes errados e não tinha criatividade. Era tudo na individualidade, como aos 11 minutos, quando Thalles girou para cima de Ewerton Páscoa e chutou forte para a boa defesa de Éverson.

Foi a única vez que levou perigo ao adversário. Com a tensão cada vez maior, os erros se intensificaram e o Ceará começou a chegar no contra-ataque. Aos 16 minutos, os cearenses atacaram cinco contra três, mas não conseguiram aproveitar a vantagem numérica. Seguro durante toda a temporada, o goleiro uruguaio Martin Silva também sentiu a pressão e se atrapalhou em dois chutes. Por sorte não sofreu o gol.

Porém, na terceira tentativa, a falha foi cruel. Aos 27 minutos, após novo passe errado no meio de campo, Eduardo arriscou de longa distância e pegou Martin Silva desprevenido: 1 a 0. A torcida intensificou o protesto contra Eurico Miranda e começou a gritar Oeste, que fez 2 a 0 em cima do Náutico, no Recife, ainda no primeiro tempo.

Na etapa final, bastaram quatro minutos para a virada. Eder Luis, que entrou no lugar do vaiado Diguinho, chutou forte, Éverson deu rebote e Thalles empatou o jogo, aos 2 minutos: 1 a 1. Aos 4, Madson cobrou lateral na área, Jorge Henrique ajeitou e Thalles marcou o segundo: 2 a 1.

De forma imediata, o Ceará respondeu na sequência com Wescley. O atacante recebeu livre na área e tocou por cima de Martin Silva. A bola bateu no travessão. O novo susto não intimidou a torcida, que esqueceu a campanha ruim da Série B e passou a ser total apoio ao time.

A experiência, que faltou ao time no início da partida, entrou em campo para administrar a vantagem. A cada falta, uma pausa para esfriar o jogo. Sem objetivo no campeonato, seja por acesso ou rebaixamento, o Ceará se conformou e não criou problema para o adversário. Apenas Rafael Costa, em lances individuais, tentava algo diferente, mas sem causar perigo. O Vasco segurou a vantagem e aguardou o apito final, com a divisão da torcida entre aplausos e vaias ao time.

(Com Estadão Conteúdo)

0

Prefeito de Capinzal do Norte perde mais uma para a justiça, desta vez até as contas serão bloqueadas

Roberval Campelo

Nem mesmo um nobre magistrado conseguiu entender a lógica do que vem acontecendo na cidade de Capinzal do Norte. Como é que um prefeito, que tem todos os repasses estaduais e federais entrando em caixa e consegue atrasar pagamentos do funcionalismo  e honrar compromisso com credores?

Foi o que entendeu o juiz titular da Comarca de Santo Antônio dos Lopes, Haderson Rezende Ribeiro que determinou, na última sexta-feira (25), o bloqueio das contas da Prefeitura de Capinzal do Norte para que sejam regularizados os salários dos servidores públicos municipais.

Após análise das alegações do sindicato dos servidores da cidade, o juiz Haderson Ribeiro concedeu a tutela antecipada de urgência e determinou que os Bancos do Brasil e do Bradesco de Santo Antônio dos Lopes bloqueiem 60% dos recursos das contas do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), do FUNDEB (Fundo de Manutenção da Educação Básica) e o FUS (Fundo Municipal da Saúde), de titularidade do Município de Capinzal do Norte.

Determinou também que o representante legal da Administração municipal encaminhe às agências bancárias no prazo de 72 horas as folhas de pagamento de todos os servidores do quadro municipal que estejam com a remuneração em atraso (servidores concursados, servidores ocupantes de cargos em comissão, e contratados temporariamente); que os gerentes os Bancos encaminhe àquele juízo em 24 horas, informação sobre os saldos disponíveis nas contas bancárias do município e a confirmação do bloqueio das aludidas contas.

Em caso de descumprimento da decisão, a Prefeitura será multada diariamente em R$ 5 mil.

 

0

30 empresas fantasmas cadastradas como atacadistas na região metropolitana de São Luís são canceladas

9717

A Secretaria de Estado da Fazenda cancelou o registro de 30 empresas fantasmas do cadastro estadual de contribuinte do Imposto sobre as operações de circulação de mercadoria e serviços (ICMS), tendo como atividade principal o comércio atacadista na região metropolitana de São Luís.

A SEFAZ descobriu a inexistência de diversos estabelecimentos após vistoriar seus endereços indicados no cadastro de contribuintes do ICMS (CAD/ICMS). Foram constatando que nos locais não existiam atividades comerciais de atacado, somente terrenos baldios ou pequenos imóveis residenciais, cujos proprietários desconheciam qualquer informação acerca dos estabelecimentos comerciais.

 No município  da Raposa  foram realizadas vistorias em 11 supostos estabelecimentos atacadistas que  não foram encontrados e já cancelados do cadastro. Em  Paço do Lumiar foram realizadas 5 vistorias e apenas uma empresa foi localizada e em São José do Ribamar  26 empresas foram vistoriadas e 15 não foram localizadas e canceladas.

O Secretário da Fazenda Marcellus Ribeiro informou que as empresas fantasmas foram criadas com o intuito de sonegar o ICMS, uma vez que identificou no sistema de registro dos Postos Fiscais de divisas interestaduais que essas empresas adquiriram  mercadorias em outros Estados,  revendidas sem nota fiscal e pagamento do ICMS correspondente. As empresas fantasmas podem ter sido utilizadas para lesar fornecedores ou para emissão de notas fiscais para regularizar operações ilegais, podendo até terem sido utilizadas para simular falsas vendas de bens e mercadorias a órgãos públicos.

A SEFAZ vai lavrar os Autos de Infração para cobrar o imposto devido e agora procura identificar verdadeiros responsáveis para notificação e cobrança, uma vez que entre os sócios indicados estão pessoas com documentos forjados ou que tiveram seus documentos usados fraudulentamente.

 O Secretário da Fazenda, Marcellus Ribeiro Alves afirmou que os dados apurados serão encaminhados à Delegacia de Polícia Fazendária  para que seja dada sequência à investigação de como os cadastros foram feitos e quem se utilizou de documentação inidônea, apresentando nomes de laranjas para os sócios e fornecimento de outros dados falsos para criar as firmas fantasmas. As investigações vão tentar identificar os contadores, e demais envolvidos na fraude, que forneceram seus nomes para os falsos registros.

Com o cancelamento das empresas, todos os registros de operações com as notas fiscais emitidas por estes estabelecimentos estarão invalidados, não possuindo qualquer valor fiscal, perdendo, também, seu validade legal para firmar negócios jurídicos.

 

0

Vitor Belfort revela que deseja revanche contra Anderson Silva

11_silva_belfort_003

Em fevereiro de 2011, Vitor Belfort desafiou o então campeão Anderson Silva pelo cinturão dos médios do Ultimate, e acabou nocauteado em uma das cenas mais icônicas da história da organização.

Seis anos depois, o “Fenômeno” está disposto a escrever um novo capítulo para essa história, como contou em entrevista ao Giro Combate.

“Nunca foi nada pessoal contra o Anderson. Ele tinha o que eu queria, que era o título. Acho que é uma luta que os fãs querem ver. Seria uma luta bem grande”, argumentou o carioca.

Vindo de derrotas consecutivas para Ronaldo Jacaré e Gegard Mousasi, Vitor fez uma auto-crítica e garantiu que tentará voltar às origens em seu próximo combate.

“Meu camp já começou, quero lutar no primeiro semestre. Saí muito da minha característica, que é atacar, e é isso que vou voltar a fazer a partir de agora”, concluiu.

0

FC Oliveira foi beneficiada pela Máfia da SEFAZ?

De acordo com matéria publicada no último dia 22/11 no Blog do Neto Ferreira, a empresa beneficiada seria a empresa FC Oliveira & Cia, indústria de sabões e detergentes. Para os mais leigos no assunto contábil, fica difícil qualquer assimilação e entendimento dos termos técnicos, porém em resumo, cerca de 190 empresas foram beneficiadas pelo esquema, de acordo com o próprio Ministério Público o rombo nos cofres públicos foi bastante volumoso, quase meio bilhão de reais. Aparentemente, o esquema ilegal funcionava da seguinte forma:

Conforme a Sefaz, a F.C Oliveira & Cia é habilitada ao PROMARANHÃO, e em consequência disso já recebe crédito presumido igual a 75% do valor do ICMS devido pelas saídas; diferimento do lançamento e do pagamento do ICMS nas aquisições de bens destinados ao ativo permanente das atividades econômicas mencionadas no art. 2º, inciso II da Lei 9.121/2010, além do diferimento do lançamento e do pagamento do ICMS na saída interna e na importação de matérias-primas e mercadorias utilizadas direta ou indiretamente no processo produtivo da indústria e agroindústria.

Portanto, tudo que o Regime Especial concede à empresa F.C Oliveira & Cia já é concedido pela Lei 9.121/2010, e por isso não há razão para sua concessão.

A FC Oliveira é uma das 190 empresas que foram beneficiadas por um esquema criminoso orquestrado pelo ex-secretário da Fazenda, Cláudio Trinchão, segundo o Ministério Público. A organização criminosa desviou cerca de R$ 410,5 milhões dos cofres públicos do Estado.

Texto extraído do Blog  do Neto Ferreira

Com a palavra o Grupo FC Oliveira.

1

Cena irritante – Homem morre após passar mal e procurar atendimento no SAMU de Codó que não possuía ambulância especializada

IMG-20161124-WA0171

Um homem identificado Sirino Coutinho morreu ontem ao dar entrada na base na Base do Serviço de Atendimento Móvel  de Urgência -SAMU. De acordo com familiares, a vítima teria vindo da Zona Rural e havia dado entrada no Posto de Saúde da Praça Almirante Tamandaré e lá teria passado mal, sendo levado às pressas numa maca pelo próprio irmão até a base do SAMU. Tudo isso se deu, após várias tentativas de chamar uma ambulância e para a própria surpresa de todos na chegada ao SAMU o irmão da vítima se deparou com a garagem vazia e sem ambulância. Várias foram as tentativas de reanimar a vítima, porém sem sucesso. Sirino morreu sem ao menos ter tido um tratamento digno em sua cidade.

Irresponsabilidade?

Claro que sim, uma cidade do porte de Codó não possuir uma ambulância para transportar seus pacientes é no mínimo o adjetivo correto a ser dado a toda a equipe da prefeitura. É claro que aqui temos que tirar a responsabilidade do médico de plantão e equipe de serviço, pois todos deram o máximo de si para reanimar o paciente e esbarraram nas limitações que são dadas a cada um.

E de quem é a culpa?

Da gestão, do secretário ou secretária de saúde que não conseguem dar o suporte para que o mínimo seja feito para se  salvar vidas. Outra figura que não pode ficar de fora das responsabilidades é o prefeito da cidade, que há muitos dias deixou a cidade num verdadeiro caos. A cidade parou de receber a atenção básica em vários setores essenciais.

 

0

Alunos do IFMA de Codó apresentam trabalhos sobre a “História da Cultura Afro” e “Educação Inclusiva”

IMG-20161124-WA0099

Sala de aula transformada em Salão de Umbanda

Para mostrar à comunidade acadêmica e secundarista que temas relevantes precisam ser debatidos de forma sistemática e democrática, dois professores  do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IFMA/ Campus Codó, Professor Wellington e Professora Floriza, debateram com seus alunos ao longo de todo o primeiro semestre letivo as questões da diversidade e inclusão nas escolas e passaram para seus discentes o desafio de apresentarem em sala de aula na “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia” trabalhos voltados para o atual panorama e eventuais sugestões para aprimorar o que se tem. Todos aceitaram o desafio e estão realizando apresentações de trabalhos voltados à área educacional e principalmente discutindo os problemas enfrentados na educação de Codó.

À luz dos debates, foram abordados pelos alunos a “História da Cultura e Arte Afro em Codó” e a Educação Inclusiva ( aquela educação voltada para alunos portadores de deficiência). Na cidade de Codó, ser negro é sinônimo de , apesar da evolução dos tempos, medo de certas discriminações: na escola, religião e no próprio seio familiar.

A História Afro está intrinsecamente ligada ao povo codoense, porém nas escolas codoenses, os próprios professores não estão preparados para trabalhar a diversidade cultural e religiosa. Infelizmente, cada um professor adota a postura de defender seu ponto de vista e não dão a oportunidades para cada estudante  manifestar sua fé ou crença em uma ou outra religião que não seja à dele.

Codó é terra de uma formação diretamente voltada para a cultura de raiz  africana, não é do nada que somos considerados como moradores da capital mundial da umbanda, mas ainda estamos ensinando para nossos filhos, que se auto declarar umbandista ou macumbeiro é sinal de vergonha para a família, pois preferem dizer que são católicos para fugir de eventuais chacotas e desprezo de uma sociedade preconceituosa.

Educação Inclusiva

Outro tema trabalhado nas apresentações foi a “Educação Inclusiva”, tema bastante polêmico e distante do que diz a Lei à prática. Escolas despreparadas e sem condições de acolher os alunos portadores de deficiências. Nesse ponto, os alunos constataram dados alarmantes no que tange às condições dadas à esta categoria de pessoas que infelizmente não conseguem enxergar o mundo da forma que os ditos normais, principalmente por inoperância do Poder Público.

Como educador, desafio qualquer profissional da SEMED para o debate sobre “a escola que queremos e a escola que temos” no campo da educação inclusiva em Codó, pois tanto os dados estatísticos encontrados e declarações de diretores das escolas pesquisadas coadunam para uma educação falida  do ponto de vista da inclusão.

0

Sampaio estreia em Recife contra o Sport pela Copa do Nordeste

sampaio

A Diretoria de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela básica com os confrontos da Primeira Fase e datas base de todas as fases da Copa do Nordeste 2017.

O Sampaio Corrêa tem como primeiro adversário o Sport, em jogo marcado para a cidade de Recife (PE), no dia 26 de janeiro. O horário ainda será confirmado pela entidade

As partidas terão transmissão dos canais Esporte Interativo e TV Globo Nordeste.

Em férias após encerrar sua participação na Série B, as atividades do Sampaio agora são nos bastidores. A diretoria trabalha para acertar a liberação e tratar da permanência dos atletas que interessam para a próxima temporada. Em breve, o presidente Sergio Frota reunirá a imprensa para anunciar as primeiras medidas visando o ano de 2017.