0

PM de Codó prende dupla suspeita de integrar quadrilha de assalto a banco no MA

assaltante

Por volta das 11h30min desta segunda-feira, Policiais Militares do 17° BPM receberam  a denúncia de que dois homens estariam na Avenida Cristóvão Colombo, bairro São Raimundo nas proximidades de um correspondente lotérico em atitudes suspeitas. Imediatamente, uma força tarefa foi empregada para fazer o cerco e surpreender os dois.

Com a chegada dos policiais, foram feitas várias abordagens em veículos e outros eventuais suspeitos que pudessem estar dando cobertura aos dois suspeitos. Logo nos primeiros levantamentos, foi constatado que a motocicleta Honda Broz, utilizada pelos dois tinha restrição de furto/ e ou roubo.

Net_Francisco_20151003

Somente na delegacia foi constatado que um dos conduzidos Francisco da Silva Moreno, que também é conhecido por ‘Chicão’ era suspeito de integrar uma quadrilha de assaltos a banco na região Nordeste, contra este havia o registro de uma prisão em que ele foi encontrado com uma metralhadora ponto 30 e uma pistola 9 milímetro, além de muita munição na cidade de Imperatriz-MA, as duas armas são de uso restrito das Forças Armadas, metralhadora ponto 30 tem um grande poder de fogo e capacidade para derrubar uma aeronave.

O segundo conduzido, Manoel Otaviano de Jesus, residente no Residencial Santa Rita, era o condutor da motocicleta roubada.

Há fortes indícios de que os dois pudessem estar realizando levantamentos para possíveis ações criminosas contra correspondentes lotéricos, ou até a possibilidade de sequestro a empresários da cidade de Codó e região.

 

ASSECOM – 17° BPM

1

Briga entre Secretária e Diretora contribuiu para fechamento de Biblioteca Pública Professor Fernando Carvalho em Codó

boblioteca

Há aproximadamente 10 dias, uma das decisões mais absurdas da gestão “Mais avanços, mais conquistas” foi tomada, causando uma espécie de entendimento de que o “Clã” dos Oliveiras quer mesmo a população cada vez mais tapada, inerte e sem conhecimento.

O fechamento da Biblioteca Pública Professor Fernando Carvalho, situada no Centro da cidade de Codó no período noturno tirou, até então, o direito de pessoas que trabalham durante o dia e que tinham no período noturno a opção de buscar conhecimento individualmente ou em grupo, assim era a rotina daquela “Casa do Saber” das 18 às 22h, de segunda a sexta-feira.

O horário não é daqueles bem movimentados, mas a população tinha nesse momento uma opção de encontro para realizar trabalhos de faculdades ou até mesmo atividades escolares. Alguns professores passavam constantemente por lá para preparar suas aulas.

O Blog do Bezerra tomou conhecimento e após apurar, constatou que, o que levou ao fechamento da Biblioteca, foi na verdade uma quebra de braços travada entre a Diretora Aparecida Salém e a Secretária de Administração Délia Assen.

As duas nunca tiveram uma relação muito amigável na gestão, mas dona Délia Assen gozava de muito  prestígio dentro da prefeitura, mas que ao longo do tempo, esse prestígio foi diminuindo até que a conveniência se encarregasse de mantê-la no cargo.

A atual diretora da biblioteca é um “tipo de pessoa que só anda de salto muito alto”, assim ela é descrita pelos próprios funcionários daquela casa, e olha que a aceitação da chefa é das mais baixas possíveis, nem mesmo outros diretores de departamentos não vêm nela uma pessoa de boa relação. No campo profissional, dona Salém chegou a declarar que a biblioteca durante a noite só servia para receber maconheiros.

Um certo dia, dona Aparecida tentou empregar alguns amigos, não tendo muito sucesso junto aos subordinados do prefeito Francisco Nagib, vendo que o pedido não era aceito, Salém resolveu aguardar o momento certo de dar um bote. Não demorou muito, pois a Secretária de Administração da prefeitura, havia lotado na biblioteca duas ou três pessoas de sua confiança.

Sem prestígio, a diretora da biblioteca correu até o prefeito e o convenceu de que não era rentável manter uma biblioteca funcionando durante a noite, pois ninguém freqüentava aquele local, apenas alguns drogados. Quando soube que dona Délia Assen havia mandado por conta própria pessoas para trabalhar na biblioteca, Nagib pediu para seu subordinado, João dos Plástico assinar um documento suspendendo as atividades da Biblioteca durante a noite e assim foi feito.

decisão 2

Diante da decisão tomada por João dos Plástico, não restou outra alternativa para Délia Assen, a não ser retirar os lotados na biblioteca e aguardar a oportunidade de colocá-los em outro setor, enquanto que a diretora da biblioteca, no ápice de sua influencia junto ao prefeito comemorou a decisão, do fechamento da biblioteca durante a noite e a saída dos indicados pela secretária de administração.

Fica aqui a pergunta, onde fica a população nesse fogo cruzado?

Na verdade, a população é a que mais sofre. Uma coisa que o prefeito talvez não saiba é que “Fechar uma biblioteca, é também fechar os olhos do povo, pois onde há livro, há conhecimento e onde há conhecimento, há também a possibilidade de ruptura ou a derrubada da barreira das trevas para a luz”!

A população ta engasgada prefeito, com mais esta decisão de tirar a oportunidade de liberdade!

0

Sem trégua ao tráfico de drogas – PM de Codó prende homem com mais de 30 papelotes de maconha

trafico codó novo

Parecia ser mais um dia normal no trabalho de abordagens a elementos suspeitos de crimes na cidade de Codó, quando Policiais Militares do Esquadrão Águia conseguiram prender Talilson Sousa Carvalho , 20 anos, morador da Rua Ayrton Senna, Bairro: Codo Novo.

Com o jovem foram encontrados mais de trinta papelotes de maconha que estavam sendo comercializados no bairro. A apreensão da droga é fruto da intensificação das abordagens naquele bairro, cujo reflexo se percebe pela redução do número de homicídios ligados ao tráfico.

De acordo com o comandante, Tenente Coronel Jurandy, as operações vão continuar durante todo o mês de novembro. O jovem foi encaminhado  para a 4ª Delegacia Regional de Policia Civil de Codo para que os procedimentos sejam tomados.

0

Codó registra mais um caso de suicídio em pleno dia de finados

540x350_capa

Imagem ilustrativa

Foram registrados na cidade de Codó quatro casos de suicídios nos últimos trinta dias, o mais recente aconteceu nesta quinta (02/11), onde o jovem Reginaldo de Sousa, 35 anos, utilizou se dos meios convencionais para ceifar a própria vida, ele residia no bairro São Raimundo em Codó. O corpo foi encontrado por familiares, que confirmam a tendência que a vítima tinha à praticar o ato em função da sua rotina de vida nos últimos meses.

O médico José Manoel Bertolote, referência em estudos sobre suicídio e ex-funcionário da Organização Mundial da Saúde, vê com pessimismo a maneira como o tema é tratado no Brasil. Para ele, apesar de a taxa brasileira ser relativamente baixa em relação a outros países, o problema tem sido negligenciado. “Não vejo autoridades fazendo nada sobre o assunto. São raros os municípios que tratam de alguma forma o problema”, disse.  Ainda segundo o médico, o tema é incômodo para muitos que preferem “varrer para debaixo do tapete” ao invés de analisar e tentar solucioná-lo. “Esse aumento dos números deveria ser sinal de alerta. Mas não é tratado dessa forma”, acrescentou.

Nem mesmo a campanha e mobilização de parte da sociedade no “Setembro Amarelo” foi capaz de comover a sociedade sobre o tema e parece que depois do mês de setembro, a coisa desandou e tivemos os quatro casos de suicídio, sendo que o que preocupa mais ainda as autoridades é a faixa etária dos suicidas, jovens de 17 a 35 anos, o que corresponde a 50% dos casos registrados em Codó.

No Brasil 12 mil casos de suicídios são registrados por ano, deixando o país na 8ª colocação no ranking mundial, o que nos preocupa é que nas redes sociais  há vários canais que incentivam e mostram o passo a passo de como tirar a própria vida.