0

Flamengo anuncia contratação de piauiense como reforço para a temporada 2017

Nesta segunda-feira, o Flamengo acertou a contratação de mais um atleta para compor o elenco esta temporada, o lateral-esquerdo Renê. O jogador nascido em Picos, no Piauí, defendia o Sport e assinou contrato com o Mais Querido.

O lateral se apresenta nesta terça (07), após as atividades do elenco no Centro de Treinamento George Helal.

Renê começou a jogar bola no Picos, de sua terra natal, e logo despertou interesse do Sport, onde foi formado nas divisões de base. O atleta subiu para o time profissional em 2012 e começou a atuar dois anos depois, sob a batuta do técnico Eduardo Baptista. Naquela temporada (2014) jogou os 38 jogos da Série A. Pelo time pernambucano, o lateral atuou na Sul-Americana, Brasileirão, Copa do Brasil, Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste, levantando o título das duas últimas competições.

Renê Rodrigues Martins
Idade: 24 anos
Altura: 1,74m
Pé: esquerdo
Títulos: Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste
Fonte: Site Oficial do Clube
0

Delegação codoense que representou o Maranhão em Maceió chegou na cidade sem prestígio da prefeitura

delegação maranhao

Delegação Maranhense composta por codoenses ( setas) e dois treinadores (estrela)

É meus amigos, ser reconhecido por mérito em Codó é a ação mais difícil de acontecer. Se a ajuda polítiqueira não for colocada em prática, nossos heróis ficarão sempre no anonimato. A Delegação Maranhense que disputou o Campeonato Norte Nordeste de Atletismo na cidade de Maceió-AL, nos dias 03 e 04/12, teve a participação de cinco codoenses, que mesmo sem apoio logístico e financeiro realizaram a viagem para a competição nacional, pegando carona no ônibus cedido pela Federação Maranhense de Atletismo, pois patrocínio para atletas em Codó, ainda é um sonho, a maioria dos empresários locais e os políticos não conseguiram enxergar no esporte, algo promissor.

IMG-20161204-WA0018

IMG-20161204-WA0017

Os atletas: Adailton da escola Estevam Ângelo de Souza e Helen Shayane do Colégio Batista conquistaram medalhas de ouro em suas provas, mesmo assim ao chegar em Codó, nem mesmo uma recepção simples foi realizada para os nobres guerreiros.

Os treinadores Raimundo Nonato Guedes e Arcelino Martins, sabem muito bem o que é trabalhar a modalidade Atletismo em nossa cidade. Há mais de dez anos nenhum prefeito investiu no esporte educacional em Codó.

O último e mais importante, foi o ex prefeito Ricardo Archer, que de forma modesta, porém pontual, ainda dava incentivos para que atletas codoenses pudessem disputar as principais competições nacionais e internacionais, foi ele ainda o que mais mediu esforços para a inserção de atletas de Codó no Programa Bolsa Atleta – Programa que visava dar incentivo financeiro para atletas que disputavam competições importantes a nível nacional e internacional.

Resta saber qual o futuro que será dado ao esporte educacional para a juventude de Codó, se as promessas de campanha forem cumpridas, teremos boas novas para o esporte, agora se o próximo prefeito não conseguir colocar em prática suas propostas transformando – as em ações efetivas, poderemos então nos tornar mais um fiasco nos próximos quatro anos, pois a gestão municipal atual estagnou o esporte educacional e de forma muito vergonhosa perdemos o status de maior cidade formadora de atletas de ponta na modalidade atletismo do Maranhão.

0

Orgulhos codoenses – Atletas conquistam medalhas de ouro para o Maranhão

IMG-20161204-WA0018

Quem lembra da matéria feita com os alunos/atletas de Codó que tiveram de pedir dinheiro para empresários, políticos e outras fontes, tudo para poder viajar até a cidade de Arari-MA  para disputar a Seletiva do  “Campeonato Norte Nordeste de Atletismo”?

Pois bem, após reclamarem muito da falta de apoio da Gestão Municipal de Codó, parte dos atletas conquistou resultados importantes na competição onde podemos destacar o Colégio Batista, a atleta Helen Shayane que foi a campeã no Salto em Distância, já o atleta Adaílton que treina na Escolinha do Fabril, mas que é aluno da Escola Municipal Estevam Angelo de Souza conquistou duas medalhas de ouro: uma no Arremesso do Peso e outra  no Lançamento do Disco, a competição esportiva em Maceió-AL foi realizada neste sábado e domingo.

IMG-20161204-WA0017

Muitas críticas aos gestores do esporte na cidade

O Professor de Educação Física Arcelino Martins fez duras críticas à gestão municipal, principalmente das condições oferecidas aos atletas codoenses para treinamento, de acordo com o professor: ” O atletismo praticado em Codó tem sido muito prejudicado. De acordo com Arcelino: “Temos a segunda melhor saltadora em altura infantil do Brasil e primeira do Norte Nordeste. Mesmo não tendo a atenção devida dos gestores esportivos de Codó, pois no período de preparação, tivemos que treinar no Estado Renê Bayma, pegando boladas de peladeiros e até mesmo tendo treinamentos cancelados por causa das constantes peladas. Agora pergunto, quantas medalhas a nível nacional o futebol está dando para os codoenses?”  Trecho extraído do Blog Esporte Codoense, do Professor Fredson Ricardo.

Além dos problemas citados pelo professor Arcelino Martins, as Escolinhas de Atletismo de Codó, não contam com o apoio de vários profissionais que poderiam agregar valores à formação de atletas de ponta na modalidade Atletismo, profissionais que poderiam dar suporte aos treinadores no quesito alimentação e suporte técnico na recuperação de lesões, pois durante os treinamentos e competições, muitos se machucam e têm de se recuperar de forma empírica e assistemática, o que é uma vergonha, pois há muito tempo Codó se destaca no cenário Nacional, porém não recebem a valorização que merecem.

Vale ressaltar que, as viagens só têm sido realizadas com o apoio da Federação Maranhense de Atletismo em parceria com o Governo do Maranhão que geralmente sede vagas em seus ônibus para transportar os atletas de Codó, como exemplo disso, foram os alunos das escolas públicas que tiveram qua fazer campanha de arrecadação pedindo de loja em loja para poder viajar até a cidade de Arari-MA.

0

Sampaio Correa perde mais uma, desta vez para o Paysandu – PA e Série C já é realidade para 2017

Paysandu

O time do Sampaio Correa foi à cidade de Belém-PA enfrentar a equipe paraense do Paysandu, o time maranhense até saiu na frente aos doze minutos com gol de Thiago Santos que recebeu o passe de Edgar, invadindo a área tocando na saída do goleiro Emerson para abrindo o placar. Três minutos mais tarde, veio o empate do Papão. Após bola levantada na área, Rivaldinho (filho do ex jogador da Seleção Brasileira Rivaldo) subiu bem e tocou de cabeça para deixar tudo igual.

Na etapa final, o time da casa voltou melhor e, logo aos oito, em contra-ataque rápido, Leandro Cearense arriscou o chute e botou a bola embaixo das pernas de Rodrigo Ramos para virar o placar e garantir a vitória.

A situação é muito complicada para o Sampaio, o time não demonstra crescimento e é caracterizado pelas limitações dos setores de meio campo e ataque, Pimentinha e Edgar são jogadores visivelmente limitados, sem criatividade e pontaria, falta à equipe tricolor aquele jogador que tem faro de gol e com presença de área.

Dos próximos compromissos da Bolívia Querida, apenas o Joinville é o time que luta diretamente contra o rebaixamento, nos demais jogos, os adversários lutam para entrar no G-4, portanto a imprevisibilidade do Sampaio faz com que os mais otimistas não queiram arriscar que a Série C não seja uma realidade.

34ª Rodada – 05/11  – Sampaio   X  Joinville

35ª Rodada – 08/11   –  Bahia      X  Sampaio

36ª Rodada  -12/11-   Sampaio   X   Londrina

37ª Rodada –  1911  –   Sampaio  X   Atlético Goianiense

38ª Rodada – 26/11 –       Goiás   X   Sampaio

1

Orgulho para Codó – Atleta que viajou atrasado para competição, conquista título e se classifica para os Jogos da Juventude

renilson

Lembram dos dois atletas codoenses que foram prejudicados e corriam o risco de ficar de fora dos Jogos Escolares Maranhenses? Pois é, a correria foi grande para que os dois pudessem chegar a tempo de competir na modalidade Ciclismo. Foram horas de agonia, mas tudo deu certo. O atleta Domingos Renilson Oliveira – aluno da escola Colares Moreira e que mora no Km 17,  conquistou a medalha de ouro e sua primeira prova disputada, garantindo assim a classificação para os Jogos Escolares da Juventude, que acontece de 10 a 19/11 em João Pessoa -PB .

Domingos Renilson  e Érika Lima do Colégio Batista tiveram de viajar às pressas por conta da desorganização dos JEMs em São Luís, a todo momento a direção muda tabelas e horários das disputas, os dois viajaram na FRETUR, e  chegaram cansados à tarde na capital, mesmo assim conseguiram realizar suas provas e Renilson teve o melhor desempenho. Érica conquistou uma medalha de bronze e uma de prata, enquanto que seu colega faturou uma de ouro e uma de prata, os dois ainda disputarão mais medalhas hoje pela manhã.

Para quem não sabe, os Jogos Escolares da Juventude são o maior evento estudantil esportivo do Brasil. A competição de abrangência nacional reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. Atualmente, é tida como referência internacional. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de 4 mil cidades participantes.

Na edição de 15 a 17 anos são disputadas competições de atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica,natação, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol, vôlei e vôlei de praia. Além das competições, os jovens atletas tem a sua disposição uma ampla gama de eventos paralelos às competições. O programa sócio-educativo e cultural abrange diversas atividades extras com o intuito de aproximar os jovens de todo o país aos Valores Olímpicos e ao exemplo positivo da prática esportiva.

Portanto, Domingos Renilson você é orgulho para nossa cidade, parabéns!

0

Na reta final – Palmeiras bate o Figueirense e abre boa vantagem

Créditos: Cesar Greco/Palmeiras

Perfeitos para o líder. Assim podem ser definidos os resultados dos primeiros jogos do Campeonato Brasileiro neste domingo (16). Pela 31ª rodada da competição, o Verdão derrotou o Figueirense por 2 a 1 e, com a vitoria do Internacional sobre o Flamengo, pelo mesmo placar, abriu vantagem de quatro pontos na liderança da competição (64 contra 60 dos rubro-negros). Além disso, o Atlético-MG, terceiro colocado, também perdeu. O Galo foi superado pelo Botafogo por 3 a 2 e, mesmo seguindo na terceira colocação, viu a distância para os palestrinos aumentar para oito pontos.

No Orlando Scarpelli, o Palmeiras abriu vantagem sem dificuldade. Após um primeiro tempo de total domínio na posse de bola e boas chances, o Verdão abriu o placar na etapa final. Aos 12 minutos, Jean balançou a rede em cobrança de pênalti. Vinte minutos mais tarde, Gabriel Jesus partiu em velocidade pela esquerda passou para Dudu no meio. Josa conseguiu cortar, mas a bola sobrou para Jean, que bateu e fez mais um. Aos 35, Bady cobrou escanteio, e Rafael Silva conseguiu descontar para o Figueirense, mas o placar ficou nisso mesmo. Enquanto o Alviverde segue firme na liderança com o resultado, o Figueira não conseguiu deixar a zona de rebaixamento. Com 32 pontos, o Alvinegro é o 18º colocado.

No Beira-Rio, Internacional e Flamengo fizeram um primeiro tempo sem muitas chances. Na etapa final, o duelo melhorou muito e o Rubro-Negro saiu na frente. Aos 11 minutos, Diego cobrou falta da esquerda, e Réver tocou de cabeça para o fundo da rede. Nove minutos depois, após bate e rebate na área, Eduardo Sasha aproveitou a sobra e bateu cruzado para deixar tudo igual. Aos 35, Valdívia bateu cruzado, e Muralha fez grande defesa. No rebote, Vitinho aproveitou para virar e dar a vitória ao Colorado. Apesar da derrota, o Fla segue na segunda colocação, com 60 pontos. O Inter, por sua vez, chega a 36 e sobe para o 14º lugar.

No Luso-Brasileiro, no Rio de Janeiro, Botafogo e Atlético-MG fizeram um jogaço de cinco gols. Logo aos quatro minutos, Bruno Silva aproveitou cruzamento de Camilo e abriu o placar para os donos da casa. Trinta minutos depois, Rodrigo Pimpão recebeu cruzamento de Alemão e ampliou a vantagem. Na etapa final, aos cinco, Fred recebeu de Robinho e descontou. Aos 24, Leonardo Silva subiu bem após cruzamento de Otero e deixou tudo igual. Quando o resultado já se encaminhava para o empate, aos 45 minutos, Dudu Cearense recebeu de Camilo e deu a vitória ao Glorioso. Com a derrota, o Galo segue na terceira colocação, com 56 pontos. O Bota é o quinto, com 50.

No Durival Britto, não faltou emoção para o clássico Atletiba. E o Furacão levou a melhor. Aos 20 minutos do primeiro tempo, Pablo cruzou na área, e Matheus Rossetto abriu o placar. Já na etapa final, aos 23, Lucho González achou Pablo na área, e o atacante bateu na saída de Wilson para garantir o triunfo rubro-negro por 2 a 0. O Atlético chegou a 48 pontos e é o sexto colocado. O Coritiba, com 37, é o 13º.

No Mineirão, Cruzeiro e Chapecoense não saíram do 0 a 0. A Raposa teve a melhor chance do duelo. Já no segundo tempo, aos nove minutos, Ábila teve a grande oportunidade de marcar em cobrança de pênalti, mas bateu no meio do gol, e Danilo conseguiu fazer a defesa com os pés para salvar a Chape. Com o resultado, o clube mineiro chegou a 38 pontos e é o 12º. O Verdão do Oeste, com 42, é o 11º colocado.

Fonte: CBF

0

Moto Club empata em casa e decidirá vaga para a final no próximo domingo

Resultado de imagem para moto club

Moto Club iniciou a disputa da vaga para a final do Brasileirão Série D com um empate dentro de casa. O resultado não foi para o Rubro-Negro os piores, pois não é a primeira vez que o Papão do Norte vai buscar a classificação fora de casa em desvantagem. Mesmo desacreditado, foi para o Pará, Bahia e Acre, nessas três ocasiões trouxe o resultado que precisava para passar de fase.

O jogo começou com as duas equipes se respeitando muito, o Volta Redonda tem uma campanha invicta na série D e o Moto Club não perdeu jogando em casa, foi o Papão do Norte quem criou a primeira chance, aos três minutos de jogo, Marcos Paullo cobrou falta na direção da área, Cris chegou dividindo com a zaga da equipe carioca, mas não deu em nada.

Aos 11 minuto de jogo, Diego Renam fez falta em Cristiano e levou o terceiro cartão amarelo, o jogador terá que cumprir suspensão automática e não viaja para o Rio de Janeiro. Aos 17 minutos, Marcelo arrisca um chute de fora da área, Márcio Arantes tenta encaixar, mas a bola entra.

Nem deu tempo para lamentar, cinco minutos depois Kléo levantou a bola na área e Wanderson empata a partida para delírio da massa rubro-negra. O empate deixa as duas equipes satisfeitas, ninguém arrisca mais nada até o fim do primeiro tempo. Ainda no primeiro tempo, um lance muito polêmico gerou muita discussão, Diego Renan lançou a bola na área, Kléo ajeitou de cabeça para entrada da grande área, a bola pegou na mão do zagueiro carioca, mas o juiz não marcou nada, irritando a torcida motense que queria pênalti.

O segundo tempo começa com uma bela cobrança de falta de Kléo, a bola desvia na barreira e leva muito perigo. Ruy Scarpino não gosta do desempenho da equipe e começa a modificar, saem Kléo e Cris para Walderrama e Gabriel.

Aos 20 minutos de jogo, cobrança de falta e Luís Fernado cabeceia a bola bate no travessão, na volta o jogador do Moto Club manda de bicicleta, mas  o zagueiro salva em cima da linha para desespero da torcida. A equipe carioca recuou para explorar o contra-ataque e quase fez seu gol com Djá Baiano por duas vezes.

Com o empate, o Volta Redonda joga pela vantagem do empate sem gols ou vitória simples, já o Moto Club vai tentar surpreender novamente e trazer a classificação que só o verdadeiro motense acredita. O time se reapresenta amanhã à tarde no CT Pereira dos Santos e Viaja na sexta (16) para a cidade do Rio de Janeiro.

Moto Club: Márcio Arantes; Diego Renan, Luís Fernando, Wanderson e Chico Bala; Felipe Dias, Curuca, Kléo (Valderrama) e Marcos Paullo; Tiago Miracema (Muller Brener) e Cris (Gabriel). Téc Ruy Scarpino.

Volta Redonda: Mota; Osmar, Daniel Felipe, Gilberto e Cristiano; João Cleriston, Dua Baiano, Marcelo (Douglas Pedroso) e Michel Cury (Gustavo); Marcos Júnior e Pernão (Airton). Téc: Felipe Surian.

Arbitragem: Luiz Claudio Sobral (PE), Ricardo Pavanelli Lanutto (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP). O quarto árbitro foi o maranhense Raimundo José Chagas Araújo.

0

Moto Club conquista classificação para a Série C vencendo o Atlético-AC na casa do adversário

índice

Depois de disputar dez partidas, vencer quatro, empatar cinco e perder apenas um jogo para a equipe do Águia de Marabá por 1 a 0, o time Rubro Negro do Moto Club de São Luís se classificou para a fase final do Campeonato Brasileiro da Série D na tarde/noite deste domingo (04/09) após derrotar o Atlético-AC por dois a um na partida de volta, consequentemente depois de 13 anos voltará a disputar a Série C do Brasileirão.

O Papão do Norte, foi para o Acre com uma postura totalmente diferente do último jogo quando empatou em casa e deixando os torcedores maranhenses desconfiados, já que o time adversário tinha feito a melhor campanha até o presente momento, além de ter jogado melhor. Neste domingo, o Moto foi quem tomou a iniciativa das jogadas e até marcar seu primeiro gol era melhor em campo, o goleiro Márcio Arantes ainda defendeu um pênalti quando sua equipe vencia com um gol.

No segundo tempo, Diego Valderrama marcou o segundo dos Rubro Negros depois de um contra ataque, nos últimos minutos o time atleticano ainda esboçou uma reação quando marcou um gol e deu pressão nos motenses.

Com a vaga na Série C garantida, o Moto agora passa a sonhar com o título da Série D. Nas semifinais, o Rubro-Negro terá seu primeiro compromisso enfrentando o Volta Redonda-RJ, com o primeiro jogo realizado no Castelão dia 11/09 e a volta marcada para o Raulino de Oliveira.

1

Moto empata jogo e apostará todas as fichas contra o Atlético do Acre neste domingo em jogo dramático

Resultado de imagem para moto club vs atlético do acre

Jogando em casa o representante maranhense na Série D, Moto Club de São Luís não conquistou um bom resultado, mesmo com o apoio da torcida que mesmo não indo em bom número, fez muito barulho e incentivou o time rubro negro. Logo no início, parecia que seria fácil, enfrentar o time do Atlético do Acre e logo com um minuto e meio de jogo, num chute de Marcos Paulo, que aproveitou uma sobra de bola depois da defesa do goleiro acriano o Moto fez seu primeiro gol. A partir daí, o time oscilou muito em vários momentos, o setor defensivo falhou muito, além da marcação do meio campo e  muitos erros de passes marcaram o primeiro tempo.

O segundo tempo começa com o time acriano melhor, não demora muito e aos cinco minutos de jogo, Polaco cruza e Alfredo cabeceia sozinho para empatar o jogo. Logo depois, ele se machuca e é substituído.

O Papão sente gol e não consegue construir jogadas de ataque, o técnico rubro-negro muda o time mais uma vez para modificar o ritmo da partida, entra Cris no lugar de Muller Brenner  e também Gabriel cede lugar para Thiago Miracema.

A torcida já começa a desconfiar da capacidade técnica de Valderrama, em todas as bolas recebidas, o atleta não produziu nenhuma jogada de perigo, não driblou e nem chutou em gol e  quando pegava na bola, algumas vaias eram ouvidas, fazendo com que o técnico Ruy Scarpino o tirasse da partida dando lugar a Dudu durante o intervalo.

O Papão sentiu o gol e não conseguia construir jogadas de ataque, o técnico rubro-negro muda o time mais uma vez para modificar o ritmo da partida, entra Cris no lugar de Muller Brenner  e também Gabriel cede lugar para Thiago Miracema, as modificações surtiram efeitos contrários, o time do Atlético virou a partida aos 17 minutos, Eduardo invadiu a área e toca na saída do goleiro Márcio Arantes.  Felizmente, Thiago Miracema recebeu a bola, chutou cruzado e antes de entrar, tocou nas pernas do zagueiro do Atlético, empatando o placar aos 20 minutos de jogo.

O gol devolveu a confiança ao time rubro-negro que voltou a equilibrar a partida, o time tentou criar oportunidades, mas falhava no passe final. E o Atlético, volta a criar perigo, Márcio Arantes salva o que seria o gol da vitória do time do Acre.

Com o empate, o Moto Club precisa de uma vitória simples ou empate acima de três gols, o técnico Ruy Scarpino confia no resultado positivo.

“Alguns jogadores não renderam o esperado, é um jogo decisivo e alguns sentiram a pressão da decisão, mas não vamos repetir uma atuação tão fraca na próxima partida”.

Moto Club-MA

Márcio Arantes; Diego Renan, Fred, Wanderson e Chico Bala;
Curuca, Felipe Dias, Diego Valderrama (Dudu) e Marcos Paulo;
Gabriel (Thiago Miracema) Cris (Muller).
Técnico: Ruy Scarpino
Atlético Acreano-AC

Franco; Fellype, Diego, Miller e Alfredo (Léo);
Leandro, Eduardo, Tragorada (Ailton) e Polaco;
Careca (Psica) e Rafael
Técnico: Álvaro Miguéis

 

 

0

Orgulho para Codó – Atleta Layana Timóteo é bicampeã dos JEMs e representará o Maranhão nos Jogos Escolares da Juventude em João Pessoa – PB

layana

Um feito histórico foi conquistado pela jovem atleta Layana Timóteo, filha da dona Graça e do Cabo da Polícia Militar Fernando Alves. No ano passado trouxemos em primeira mão a conquista das medalhas de ouro nas provas de 75 metros e 250 metros rasos nos Jogos Escolares Maranhenses de 2015. Na última sexta -feira (19), a atleta que estuda no Colégio Batista estava trazendo em sua mala as duas medalhas nas mesmas provas na edição dos jogos deste ano.

IMG-20160821-WA0060

Fruto de um trabalho realizado pelo seu professor de Educação Física, Arcelino Martins que durante os doze meses que antecederam os jogos deste ano, preparou sua atleta com disciplina, compromisso e muito suor. De acordo com o professor, sua atleta respeita um calendário de treinamento montado e sempre tenta superar suas limitações, o que a torna uma atleta dedicada e que deverá atingir um nível competitivo a longo prazo, isso se ela escolher se tornar atleta de ponta.

Em casa, com a família, apoio é o que não falta, ao lados dos pais e sua irmã, Layana recarrega as baterias para enfrentar uma jornada que inicia com os estudos e termina com o treinamento esportivo no atletismo.

Parece que os títulos conquistados, não envaideceram a jovem. Na escola seus professores apontam a atleta como exemplo a ser seguido devido a sua disciplina e respeito com todos. Envaidecidos mesmo somente os pais que se enchem de orgulho com a jovem promessa do esporte do país.

Layana representará o Maranhão e levará a bandeira codoense para os Jogos Escolares da Juventude, maior evento estudantil esportivo do Brasil. A competição de abrangência nacional reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. Atualmente, é tida como referência internacional. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de 4 mil cidades participantes.

Na edição de 12 a 14 anos são disputadas competições de atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol e vôlei. Além das competições, os jovens atletas tem a sua disposição uma ampla gama de eventos paralelos às competições. O programa sócio-educativo e cultural abrange diversas atividades extras com o intuito de aproximar os jovens de todo o país aos Valores Olímpicos e ao exemplo positivo da prática esportiva.

Boa Sorte Layana Timóteo, orgulho para a família, orgulho para Codó!