0

Paço do Lumiar em dias de cão – Mais um ex prefeito tem prisão decratada

MabenesFonseca1

Depois da prisão da ex prefeita de Paço do Lumiar – MA, Bia Venâncio, quem está agora no centro das atenções e deverá ir pra trás das grades é o também ex-prefeito Mábenes Fonseca. Os  desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) determinaram a prisão do ex-prefeito de Paço do Lumiar, Mábenes Fonseca, por crimes previstos na Lei de Licitações e crime de responsabilidade (Decreto-Lei n° 201/67).

O ex-prefeito foi condenado em ação penal pela juíza da 1ª Vara da Comarca de Paço Lumiar, Jaqueline Reis Caracas, ao cumprimento de pena de oito anos e seis meses de reclusão e ao pagamento de multa no valor de R$ 12.292,31, inabilitando-o para o exercício de cargo ou função pública (eletivos ou de nomeação) pelo prazo de cinco anos.

Em razão do entendimento do Supremo Tribunal Federal – que autorizou a execução de pena após a confirmação da decisão condenatória em segunda instância – os desembargadores atenderam ao pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), determinando a expedição do mandado de prisão.

Na denúncia contra Mábenes Fonseca, o MPMA afirmou que o ex-gestor, enquanto prefeito de Paço do Lumiar, teve suas contas referentes ao exercício financeiro de 2003 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Entre as irregularidades apontadas, incluem-se ausência de processos licitatórios na contratação de serviços de coleta de lixo, compra de gêneros alimentícios e material gráfico; fragmentação de despesas para compras de material escolar, de higiene e limpeza; notas fiscais inidôneas e ausência de encaminhamentos de relatórios. O TCE imputou-lhe o débito de R$ 614 mil e aplicou multas no valor de R$ 245 mil.

Com a condenação em primeira instância, o ex-gestor recorreu ao TJMA, pedindo a reforma da sentença para absolvê-lo das acusações ou reduzir a penalidade, argumentando ser inepta a denúncia e inexistentes o crime e o dolo de lesar o erário.

Ao analisar o recurso, o desembargador Raimundo Melo (relator) afastou as teses da defesa, observando que Mábenes Fonseca, na condição de gestor, foi quem assinou os contratos apontados nos crimes, autorizando os empenhos e pagamentos.

O desembargador ressaltou que o ex-gestor responde a mais de 25 ações, decidindo por manter todos os termos da sentença de 1º Grau que, para ele, analisou cada uma das circunstâncias judiciais, sem ter havido falha em sua valoração negativa.

“O Juízo entendeu, de forma motivada, que o apelante possui ensino médio completo, profissão definida e família constituída, mas como gestor público gerou um verdadeiro caos na municipalidade, tanto é que não chegou a terminar seu mandato porque foi cassado, dadas as graves irregularidades e denúncias de corrupção que permearam sua gestão”, frisou o magistrado.

Além de Bia e Mábenes, fazem parte da lista negra de ex gestores de Paço: Gilberto Arôso, Amadeu Arôso Neto, ao todo os ex respondem a 30 processos na justiça.

0

Atrapalhado, governo de Nagib muda nomenclatura de pastas

Em seis meses de governo, o prefeito de Codó já vive um desgaste em sua estrutura funcional. A última foi a retirada de responsabilidade da área do Meio Ambiente que antes era chefiada pelo super secretário Roberto Cobel e agora será de responsabilidade do Professor Ivaldo, Secretário de Finanças e Planejamento e passa a ser incorporada a pasta do Meio Ambiente.

É bem verdade que durante seisa meses o Meio Ambiente ficou esquecido, carente de ações, mas é claro que não poderia sair nada de onde não tem. Nagib fez uma péssima escolha ao nomear Cobel para assumir uma responsabilidade em uma área de conhecimento que é muito mais voltada para a educação e ciência.

Agora, resta apenas uma dúvida!

Professor Ivaldo possui uma extrema competência e conhecimento de sustentabilidade e educação ambiental. A escolha não poderia ser melhor, porém suas responsabilidades com as finanças do município poderá ofuscar o brilho nas questões ambientais, ou seja a falta de tempo e dedicação poderá acarretar numa morosidade nas suas ações.

0

Sampaio Correa perde fora e deixa de encostar no G-4 da Série C

PaioxFor2-700x425

O Fortaleza reassumiu a liderança do Grupo A da Série C neste domingo (18). Em Fortaleza, no estádio Presidente Vargas, o Leão do Pici não deu chances ao Sampaio Corrêa e venceu por 3 a 0. Com a vitória, o Tricolor cearense chegou a 13 pontos em seis rodadas e ultrapassou o CSA, que empatou com o Confiança em 1 a 1 na última sexta-feira (16) e acumula 11 pontos.

As redes só balançaram na etapa final. Aos dois minutos, Lúcio Flávio cabeceou e, no rebote de Alex Alves, completou para abrir o placar, 1 a 0. Com um jogador a mais após a expulsão de Hiltinho aos 30 minutos, o Leão do Pici foi para cima e ampliou três minutos depois, novamente com Lúcio Flávio. Aos 37, Pedro Carmona pegou a sobra e sacramentou a vitória em 3 a 0.

A rodada se encerra nesta segunda-feira (19) com mais um jogo. Às 21h, o Botafogo/PB recebe o Remo no Almeidão em João Pessoa.

0

Membros da Academia Codoense de Letras, Artes e Ciência têm trabalhos reconhecidos nacionalmente

8696-800x600

No ano passado foi realizado o Concurso Nacional Novos Poetas, Prêmio CNNP 2016, na época participaram do concurso vários brasileiros de várias cidades do país, onde cada candidato pôde se inscrever com até dois poemas de sua autoria, onde o  texto tinha de ser em língua portuguesa. O tema foi livre, assim como o gênero lírico escolhido. Ao final  250 poemas classificados, entre eles os poemas de dois codoenses: Jeferson Alves de Sousa e Lousanne Barbosa Paiva, ambos são membros da Academia Codoense de Letras, Artes e Ciência – ACLAC .

Academia Codoense de Letras, Artes e Ciência – ACLAC, instituição de cunho cultural criada/idealizada pelo saudoso escritor codoense João Batista Machado, teve os trabalhos poéticos dos acadêmicos (as) Jeffersson Alves de Sousa, ocupante da cadeira nº 03 patroneada pela ilustre Dr. Deoclides Guedelha de Mourão e Lousanne Barbosa Paiva, ocupante da cadeira nº 16 patroneada pelo renomado Engenheiro Dr. Antonio Oliveira Paiva, respectivamente: Janela da Vida e Ausência, publicados a nível nacional no Concurso Nacional “Novos Poetas” ano de 2016, levando o nome de Codó para além, das fronteiras do Estado do Maranhão, engrandecendo assim, a cultura codoense através do objetivo precípuo da ACLAC, de pesquisar, fundamentar e divulgar a cultura em todas as áreas do conhecimento.

A classificação dos poemas resultou num livro, Prêmio CNNP 2016. Antologia Poética. Concurso Literário e uma importante iniciativa de produção e distribuição cultural, alcançando o grande público, escolas e faculdades.

O Blog do Bezerra tem o prazer em divulgar na íntegra os poemas dos dois jovens escritores:

ACADEMIA CODOENSE DE LETRAS, ARTES E CIÊNCIA –ACLAC

JANELA DA VIDA

Jeffersson Alves*

Pela janela vejo,

o sol nascente no horizonte,

contemplo o vai e vem dos pedestres,

observo o trafego incessante dos veículos.

Pela janela vejo,

o vendedor ambulante comercializando

seus produtos de subsistência para

o ganho do pão de cada dia.

Pela janela vejo,

o menino na sua tarefa

incansável de lavar os

carros da burguesia.

Pela janela vejo,

esse mundo desleal,

sinto a angústia de quem

nada pode fazer.

Pela janela perco-me

a olhar até aonde a vista alcançar,

sem saber onde minha mente vai parar.

*Jeffersson Alves de Sousa, sócio fundador da Academia Codoense de Letras, Artes e Ciência – ACLAC, ocupante da cadeira nº 03 patroneada pela ilustre Dr. Deoclides Guedelha de Mourão. Sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico do Codó – IHGC, ocupante da cadeira nº 03 patroneada pelo ícone do futebol codoense Fausto dos Santos. Bacharel em Direito – FAI. Especialista em História Política do Brasil – UEMA. Especialista em Gestão Publica Municipal – UFMA.

ACADEMIA CODOENSE DE LETRAS, ARTES E CIÊNCIA –ACLAC

AUSÊNCIA

Lousanne B. Paiva*

Meu amigo, companheiro

Ao seu lado, aconchego

Não esqueço o desapego

Sua vida foi suprema

Ensinou-me plenamente

Sem palavras me educou

Para amar-te eternamente

Seus olhos, compreensão

Amor infindável

Sinto falta do teu cheiro

Sinto a dor não suplicável

Sem avisos me deixou

A sofrer com sua partida

Só espero algum dia

Encontrar-te noutra vida.

* Lousanne Barbosa Paiva, sócia fundadora da Academia Codoense de Letras, Artes e Ciência – ACLAC, ocupante da cadeira nº 16 patroneada pelo renomado Engenheiro Dr. Antonio Oliveira Paiva. Graduada em Jornalismo/UEPB; Pedagogia/FLATED,; Administração Pública/UEMA; graduanda em Direito/Faculdade Maurício de Nassau. Pós-graduada em Marketing/UNP; Jornalismo Econômico/UFRN; Gestão Pública/UFMA; Gestão e Supervisão Escolar/FAM e com MBA em Jornalismo Digital/UNINTER. Técnica em Radialismo/SENAC e Técnica em Tecnologia da Informação/UEMA. Concursada da TV Brasil.

1

Prefeito acertou em partes ao não disponibilizar ônibus para quadrilhas juninas, entenda como!

Em junho do ano passado o Blog do Bezerra denunciou a utilização de um ônibus escolares que transportavam brincantes de quadrilhas juninas, fato que repercutiu negativamente para a secretária de educação da época. No governo passado, era comum também, encontrarmos ônibus escolar nas praias de São Luis a serviço de congregações religiosas (evangélicos mesmo), que abusavam da influencia de um pastor vereador.

No último final de semana, uma manifestação realizada na porta do prefeito Francisco Nagib repercutiu nas redes sociais, até aí tudo bem! Acontece que a pauta da reivindicação era nada mais nada menos que a cobrança ao gestor da não autorização de transporte para deslocamento de alguns grupos de quadrilhas para dentro e fora da cidade.

Investir em atrações folclóricas eu concordo e entendo que isso é importante para preservar as raízes culturais de um povo, porém, os donos de quadrilhas estão se comportando igualmente aos donos de escolas de samba de Codó, que passam o ano todo de braços cruzados sem fazer algo que gere receita para custear as atividades em seu tempo e quando se aproximam os folguedos, querem que o Executivo banquem tudo.

A maior reivindicação dos manifestantes é no tocante ao transporte de brincantes à várias cidades do Maranhão e do Piauí e querem ainda que o prefeito pague quase tudo, inclusive o transporte dos brincantes.

Porque os contratantes não pagam essas despesas? E não adianta dizer que esses apoios são para divulgar o nome da cidade de Codó em outros arraiás que isso é puro engodo e demagogia, a mais pura mentira das catirobas! Nos arraiás de outras cidades, o nome “Codó” é divulgado de forma bem discreta, isso quando lembram de divulgar!

O ponto que considero mais importante é que se os chorões estivessem reivindicando apoio para se apresentarem nos arraiás de Codó e de forma gratuita, aí sim a cobrança seria mais que justa, porém sem a utilização do transporte escolar, pois essas quadrilhas, parte delas são nutridas por muito álcool entre uma cidade e outra, sem contar com o aumento da natalidade cujos bebês nascem lá para março e início de abril (período em que iniciam os ensaios para as apresentações seguintes).

0

Convite – Rotary Club de Codó convida população para ” 1º Arraiá Solidário”

tudo
Pra quem Ama as Juninas, vem aí dia 30 de junho mais um evento do Rotary Club.  Ambiente fechado, seguro, com várias comidas típicas e atrações : Junina Mandacaru, Asa branca, Xaxado “Cangaceiros dos Cocais” e mais 4 horas de Forró  Pé de Serra com Ivan Lima e Acácio, Cantando Nossas Tradições Nordestinas.‍‍
Todos os  preparativos são para você,  nosso convidado especial
Venham  a caráter participar dessa grande festança  e  saborear as comidas típicas e dançar conosco na nossa quadrilha improvisada.
Sua presença é indispensável para que a nossa festa aconteça.
Onde vai ser?? Será no Rotary Club de Codó.
Que horas começa? Começa às 19hs.
E quanto custa? Somente R$5,00 a entrada!
Traga toda a sua família e amigos!!
DIVIRTA-SE E SEJA SOLIDÁRIO.‍‍
1

Prefeito reage negativamente às críticas sobre situação da iluminação do estádio Renê Bayma

Durante três dias o estádio Renê Bayma foi palco da maior festividade esportiva e educacional da cidade com a realização da modalidade atletismo nos Jogos Escolares Codoenses. Durante o evento que contou com mais de 400 alunos inscritos nas mais diversas provas, a aparição do prefeito Francisco Nagib para premiar alguns vencedores, trouxeram alguns posicionamentos indesejáveis com relação às péssimas condições do estádio.

podio

Uma cobrança feita por dois professores gerou uma repercussão negativa na resposta do prefeito, segundo relatos da professora, ao avistar o prefeito, ela não se segurou e fez a seguinte colocação “como é que um estádio como o Renê Bayma fica daquele jeito, sem iluminação para a realização dos Jogos Escolares!!?, de forma discreta e deselegante, o prefeito respondeu: “É impressionante, Zito passou 8 anos e não resolveu o problema da iluminação do estádio, e eu com seis meses de governo tenho de resolver isso?”.

Pois é, na resposta do prefeito, percebemos que a falta de amadurecimento político ainda é pertinente, para tanto, nunca é de mais lembrar que, o gestor tem a obrigação funcional sim, de zelar pelo patrimônio público, além de construir outros mais.

A realidade é que o Estádio Renê Bayma está abandonado desde 2015, sem a realização do campeonato codoense de futebol da 1ª divisão, ou mesmo outros eventos. Durante todo o governo Zito, os peladeiros tomaram de conta do gramado que outrora fora pisado por grandes atletas de equipes do futebol brasileiro e agora agoniza por falta de gestão.

A esperança se renova com a nova equipe técnica da Superintendência de Esportes, e esperamos que o governo municipal possa dar a devida atenção que nosso estádio merece e a melhor resposta para o caso deve ser dada com trabalho.

Ao receber a resposta da boca do prefeito, a professora teve a noção do quanto o prefeito foi rude, prepotente e arrogante, segundo ela, o gestor é um despreparado!

1

O que estaria por trás da contratação de empresa funerária para distribuição de caixões para defuntos?

20_760

Imaginem vocês leitores que um prefeito de uma contrate uma empresa funerária para aquisição de caixões para serem distribuídos em uma cidade! Agora imaginem você um valor que chegue a quase R$ 800.000,00, conforme um Extrato de Contrato datado de 23 de maio de 2017, data de início da vigência do contrato.

Senhores, vamos aqui fazer umas continhas na ponta do lápis:

Valor do contrato…………………………………………. R$ 795.400,00

Período do contrato:……………………………………………221 dias

Valor por dia gasto durante contrato:………………..R$ 3.599,09 / dia

Baseado no preço médio de um caixão, daqueles que geralmente são distribuídos por secretarias de ações sociais, onde chegam a custar R$ 1.000,00; podemos então concluir que poderá morrer em Codó cerca de 4 pessoas carentes por dia.

Sabendo bem de como pai e filho tratam as pessoas humildes e que o poderoso chefão não gosta de pedintes, dificilmente imaginaríamos que, uma família que odeia pobre possa distribuir caixões assim a fulote.

O ex prefeito Zito era considerado um homem que adorava defunto, não tinha um velório em que o mesmo não participasse, bastava tomar conhecimento de um. Será que agora o atual prefeito vai adotar a mesma linha difuntória?

Eu sinceramente acho exorbitante esse valor, creio que em Codó não morra tanta gente por dia e que nem todos os parentes de mortos vão procurar a ajuda de político. Mas quem quiser partir desta para melhor poderá arriscar!

 

4

Exclusivo – Professora Deuzimar Serra deverá deixar o cargo após insatisfação de vereadores

deuzimar 2

Fontes ligadas ao governo municipal de Codó, dão conta de que a Secretária de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Professora Doutora Deuzimar Serra deixará o cargo após seis meses e dezesseis dias no cargo. Os motivos de sua saída ainda não foram revelados, mas uma coisa é certa, o prefeito de Codó Francisco Nagib já vinha recebendo pressão dos vereadores da base aliada para a saída da secretária do cargo.

É bem verdade que Doutora Deuzimar Serra é competente por demais, porém esbarrou num sistema em que os modus operandi ainda é o do velho e tradicional jeitinho brasileiro e como todos sabem, vereador é um bichin que não gosta de ser desmoralizado e como não tinham vez na educação, e nunca deveriam ter, acabaram por pedir a cabeça da secretária. Outro beneficiado nisso tudo é o ex prefeito Zito Rolim, aliado de Nagib, porém teve seu governo colocado em cheque por conta da ex secretária ter aberto a caixa preta da secretaria e tornado público parte do que tinha de podre dentro da SEMED de Zito, como por exemplo analfabeto que era nomeado como professor de Educação Física (Cascavel que o diga), além de outros fantasminhas!

Ainda é cedo para dizer se foi a secretária quem pediu para sair ou se a mesma foi exonerada pelo prefeito, mas o que de fato podemos informar que, a substituição será feita e anunciada nos próximos dias.

Porque a mídia local não deu notoriedade ao fato?

Bom, a reunião que definiu a saída da secretária foi realizada na última quinta-feira, reunião esta em que estavam presentes alguns caciques aliados de Nagib que não via na educação avanço algum, o que não é verdade! Só o fato de tirar temporariamente das mãos de vereadores analfabetos poderes de decisões da área, podemos considerar sim um avanço, mas em Codó competência não quer dizer nada em relação aos politiqueiros do legislativo.

0

Colégio Batista de Codó papa todos os títulos dos Jogos Escolares Codoenses

batista

Encerrou na noite da última terça-feira (13/06) a competição da modalidade Handebol nos Jogos Escolares Codoenses e quem brilhou mais uma vez e para variar foram as equipes infantis e infantos do Colégio Batista de Codó. É impressionante como os alunos atletas desta escola passeiam em quadra no que se refere à técnica.

Graças à boa campanha nas partidas anteriores, as meninas da equipe infanto (de 15 a 17 anos), empataram em sua última partida  e portanto se sagraram campeãs na modalidade, ficando assim a classificação no handebol em todas as categorias:

– Infantil feminino
Ouro: Colégio Batista
Prata: Escola Cristo Rei
Bronze: Escola Santa Filomena

– Infantil masculino
Ouro: Colégio Batista
Prata: Escola Cristo Rei
Bronze: Pequeno Polegar

– Infanto feminino
Ouro: Colégio Batista
Prata: Colégio Olympus
Bronze: IFMA

– Infanto masculino
Ouro: Colégio Batista
Prata: IFMA
Bronze: Estêvan Ângelo