0

Moto Club empata em casa e decidirá vaga para a final no próximo domingo

Resultado de imagem para moto club

Moto Club iniciou a disputa da vaga para a final do Brasileirão Série D com um empate dentro de casa. O resultado não foi para o Rubro-Negro os piores, pois não é a primeira vez que o Papão do Norte vai buscar a classificação fora de casa em desvantagem. Mesmo desacreditado, foi para o Pará, Bahia e Acre, nessas três ocasiões trouxe o resultado que precisava para passar de fase.

O jogo começou com as duas equipes se respeitando muito, o Volta Redonda tem uma campanha invicta na série D e o Moto Club não perdeu jogando em casa, foi o Papão do Norte quem criou a primeira chance, aos três minutos de jogo, Marcos Paullo cobrou falta na direção da área, Cris chegou dividindo com a zaga da equipe carioca, mas não deu em nada.

Aos 11 minuto de jogo, Diego Renam fez falta em Cristiano e levou o terceiro cartão amarelo, o jogador terá que cumprir suspensão automática e não viaja para o Rio de Janeiro. Aos 17 minutos, Marcelo arrisca um chute de fora da área, Márcio Arantes tenta encaixar, mas a bola entra.

Nem deu tempo para lamentar, cinco minutos depois Kléo levantou a bola na área e Wanderson empata a partida para delírio da massa rubro-negra. O empate deixa as duas equipes satisfeitas, ninguém arrisca mais nada até o fim do primeiro tempo. Ainda no primeiro tempo, um lance muito polêmico gerou muita discussão, Diego Renan lançou a bola na área, Kléo ajeitou de cabeça para entrada da grande área, a bola pegou na mão do zagueiro carioca, mas o juiz não marcou nada, irritando a torcida motense que queria pênalti.

O segundo tempo começa com uma bela cobrança de falta de Kléo, a bola desvia na barreira e leva muito perigo. Ruy Scarpino não gosta do desempenho da equipe e começa a modificar, saem Kléo e Cris para Walderrama e Gabriel.

Aos 20 minutos de jogo, cobrança de falta e Luís Fernado cabeceia a bola bate no travessão, na volta o jogador do Moto Club manda de bicicleta, mas  o zagueiro salva em cima da linha para desespero da torcida. A equipe carioca recuou para explorar o contra-ataque e quase fez seu gol com Djá Baiano por duas vezes.

Com o empate, o Volta Redonda joga pela vantagem do empate sem gols ou vitória simples, já o Moto Club vai tentar surpreender novamente e trazer a classificação que só o verdadeiro motense acredita. O time se reapresenta amanhã à tarde no CT Pereira dos Santos e Viaja na sexta (16) para a cidade do Rio de Janeiro.

Moto Club: Márcio Arantes; Diego Renan, Luís Fernando, Wanderson e Chico Bala; Felipe Dias, Curuca, Kléo (Valderrama) e Marcos Paullo; Tiago Miracema (Muller Brener) e Cris (Gabriel). Téc Ruy Scarpino.

Volta Redonda: Mota; Osmar, Daniel Felipe, Gilberto e Cristiano; João Cleriston, Dua Baiano, Marcelo (Douglas Pedroso) e Michel Cury (Gustavo); Marcos Júnior e Pernão (Airton). Téc: Felipe Surian.

Arbitragem: Luiz Claudio Sobral (PE), Ricardo Pavanelli Lanutto (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP). O quarto árbitro foi o maranhense Raimundo José Chagas Araújo.

Bezerra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *