Após saída misteriosa do Botafogo, Pimentinha se envolve em nova polêmica

pimentinha

Pimentinha de camisa amarela Foto: globoesporte.globo.com

Anderson Wanderllan de Moraes Rodrigues, mais conhecido como Pimentinha ou “Messi do Maranhão” se envolveu em mais uma polêmica, após sua saída misteriosa do Botafogo-RJ, onde o atleta ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

A imprensa carioca noticia que Pimentinha saiu do Alvinegro Carioca por se recusar a fazer exames de rotina antes de assinar o contrato com o clube, oque é natural para atletas profissionais.

O jogador teria sido visto jogando futsal, nessa quarta-feira (04/03), no Ginásio da PMMA, no Bairro do Calhau, em São Luís-MA.

O atleta nega que uma fotografia tirada e divulgada na imprensa seja atual, até porque, segundo ele, não joga “pelada” há muito tempo.

De acordo com a diretoria do Sampaio Correa, apesar de está treinando no Tricolor, Pimentinha não é jogador da Bolívia e, por isso, não há necessidade do Clube se pronunciar sobre o caso.

“A diretoria do Sampaio não vai se posicionar sobre o assunto porque o atleta ainda não é, oficialmente, jogador do clube. O processo de um novo contrato ainda está sendo discutido junto aos investidores”.

Em 2013, em meio as disputas da Série C pelo Sampaio, Pimentinha também foi visto jogando futsal no Ginásio da AABB. Na oportunidade, seu nome inclusive apareceu em súmula da competição amadora.

Pelo Botafogo, Pimentinha só passou duas semanas e de forma misteriosa pediu pra voltar para o Maranhão, ele ainda não deu nenhuma explicação  e diz que em breve se pronunciará, veja a versão do treinador Renê Simões:

Reajuste de quase 45% na água poderia ter sido amenizado com planejamento

saae

O SAAE é uma Autarquia que na administração pública é uma entidade autônoma, auxiliar e descentralizada da administração pública, porém fiscalizada e tutelada pelo município, com patrimônio formado com recursos próprios, cuja finalidade é executar serviços que interessam a coletividade.

Difícil de entender que por conta da ausência de controle e gestão administrativa empreendedora fizeram com que chegássemos ao atual estágio. A população ter que pagar por um reajuste altíssimo em meio a uma crise financeira ao qual o país vive. Apesar de descentralizada, sua administração passa pela fiscalização do executivo.

Oque me estranha é a coadunação de vereadores em aceitar, que após uma explanação pífia, ninguém questionou o por que, que ao longo dos últimos anos não foi dado reajustes graduais? Por exemplo: ao invés dos 45%, o executivo poderia sugerir reajustes sucessivos e anuais de 10, 10, 10 e 15%, talvez hoje o cofre do SAAE estivesse mais saneado.

Não se vê campanha contra o desperdício de água em nossa cidade, ninguém ouviu campanhas de conscientização do uso racional da água no nosso planeta. Algumas ações pontuais poderiam ser feitas, como por exemplo: o desligamento das bumbas de sucção de água dos poços, para que o consumo de energia elétrica pudesse ser reduzido.

Com quase uma unanimidade entre os vereadores de Codó, teremos que engolir goela abaixo a determinação de um reajuste ao meu modo de ver imoral em seu volume, pois, nenhuma prestação de serviço essencial tem reajustes assim.

Dunga define “mandamentos” para quem sonha com vaga na seleção

São quatro convocações e seis jogos desde que Dunga voltou ao comando da seleção brasileira – ele já havia dirigido o time entre 2006 e 2010 e substituiu Luiz Felipe Scolari após a Copa do ano passado. O reinício do treinador mostrou jogadores que têm sido pilares na reconstrução do time, que ainda luta contra a frustração do 7 a 1 (Miranda, Filipe Luis, Luiz Gustavo, Oscar, Willian e Neymar, por exemplo, participaram de todas as apresentações da equipe nacional no novo ciclo). Mas as listas montadas até aqui também já serviram para mostrar algo mais relevante do que nomes: direções escolhidas pelo técnico.

Nesta quinta-feira (05), logo depois de anunciar os convocados para amistosos contra França (26 de março, no Stade de France, em Saint-Denis) e Chile (29 de março, no Emirates Stadium, em Londres), Dunga escancarou isso de forma didática. Em entrevista coletiva, o treinador enumerou quatro mandamentos que balizam a construção do grupo.

Além da evidente qualidade técnica, Dunga elegeu a velocidade, a inteligência tática e a mentalidade ganhadora como premissas básicas da seleção brasileira.

“O jogador precisa ter qualidade técnica e velocidade com ou sem a bola. Se ele não for participativo e não conseguir fazer isso com intensidade no ataque e na defesa, a equipe vai jogar com um a menos. O futebol moderno precisa de algo diferente disso, com muita competitividade. Outro aspecto é a inteligência ou a percepção tática, do jogo de futebol como um todo. É o posicionamento. O jogador precisa ter mentalidade ganhadora. Se ele ganhou uma partida ou um campeonato, não pode se contentar com isso e já precisa pensar no que vem, no próximo. O que não pode é ficar na frente da TV vendo o gol que fez ou o passe que deu”, disse o treinador.

Veja como as premissas definidas pelo técnico influenciam na montagem da seleção:

Mentalidade ganhadora

A seleção brasileira estava arrasada quando Dunga foi contratado. O treinador foi o antídoto escolhido pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para os estragos causados pelo 7 a 1 – jogando em casa, o time comandado por Scolari perdeu de forma acachapante nas semifinais da Copa e acabou no quarto lugar.

Dunga foi escolhido, entre outras coisas, porque já havia sido massacrado na seleção brasileira. Quando jogador, o técnico foi o maior símbolo da geração que não deu certo na Copa de 1990. Depois, reagiu e foi campeão no Mundial seguinte.

Na atual gestão, “competitividade” tem sido o mantra de Dunga. O técnico tem fomentado disputas por posição e feito alertas constantes aos jogadores. Até aqui, a seleção tem sido moldada com foco em resultados. Foi assim nos amistosos, mas o exemplo mais gritante foi a vitória por 2 a 0 sobre a Argentina no Superclássico das Américas, disputado em Pequim.

Neymar é o exemplo mais gritante nesse quesito. O camisa 10 foi escolhido por Dunga para ser o capitão da seleção depois da Copa do Mundo. Até aqui, marcou sete dos 14 gols da seleção no ciclo.

“Os números estão aí para mostrar que o Neymar teve um upgrade a partir do momento em que colocou a faixa de capitão. É um jogador que gosta de desafio e que tem mentalidade de vencer. Quanto maior a responsabilidade, mais ele vai ter um desenvolvimento e crescer”, opinou Dunga.

Inteligência tática

Em seis partidas, a seleção de Dunga já passou por diferentes sistemas de jogo. O time sempre começou com dois volantes e dois meias abertos (Oscar e Willian), mas oscilou muito durante os 90 minutos.

Dunga testou formações sem atacantes fixos, com homem de área e com apenas um volante, por exemplo. Na vitória por 4 a 0 sobre o Japão, trocou Elias por Kaká e deixou Souza como único homem de marcação durante uma parte do segundo tempo. “O jogador precisa disso: perceber o posicionamento e a tática do jogo. É o futebol em si”, disse o treinador nesta quinta-feira.

Ao contrário do ciclo anterior, quando a seleção tinha um 4-2-3-1 estável e apostava basicamente em contragolpes, a seleção pós-Copa de 2014 tem mostrado repertório. O time de Dunga teve mais posse de bola e volume de jogo em cinco dos seis jogos (a exceção foi a vitória por 2 a 0 sobre a Argentina).

Velocidade

O time de Dunga não é mais dependente apenas dos contragolpes, mas ainda abusa da transição em velocidade. Esse é o aspecto que o comandante mais enfatiza nos treinos desde que voltou ao cargo.

A seleção de Dunga tem meias abertos, que se associam a Neymar e Diego Tardelli na transição. É um time que alterna aposta em contragolpes e marcação pressão, mas que dificilmente reduz o ritmo da partida.

Esse é um dos principais motivos para o treinador ter barrado Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart na convocação para amistosos contra França e Chile. O treinador explicou que não quis chamar três atletas que ainda estão em início de temporada – Ribeiro defende o Al-Ahli (Emirados Árabes Unidos), e Goulart está no Guangzhou Evergrande (China), e o técnico preferiu chamar apenas Diego Tardelli, do Shandong Luneng (China).

A aposta em Tardelli tem outra relação com um dos mandamentos da seleção de Dunga. O ex-jogador do Atlético-MG usa a camisa 9 da equipe nacional, mas não é um homem de área. Ele atuava aberto pela direita na equipe mineira e tem a velocidade como um de seus principais atributos.

Dunga chegou a convocar Luiz Adriano, um centroavante mais fixo, para os amistosos contra Turquia e Áustria. Nesta quinta, voltou a ter apenas Tardelli como homem com mais presença de área. As outras opções ofensivas são Neymar, Roberto Firmino e Robinho.

Fonte: uol.com

Sai listão de convocados para PMMA

foto pmma

No último dia 03/03 o Governo do Estado do Maranhão, através da Fundação Sousândrade, publicou Edital de convocação dos candidatos do último Concurso Público realizado em 2013 para os cargos de Soldado Combatente e Soldado Músico. Para esta etapa o governo está convocando os candidatos para a realização do TAF – Teste de Aptidão Física, os aprovados nesta etapa serão convocados para as fases seguintes até o Curso de Formação que é a última parte do certame.

Em virtude do grande número de reprovação na última convocação ( em 2013), os candidatos devem ter uma dedicação especial, já que o percentual de eliminados naquela época chegou aos 30%.

A novidade da convocação foi o número de candidatos para Codó, apenas 16.

Confira abaixo os Editais:

Edital_001_PMMA_convocacao_TAF                        Edital_002_PMMA_convocacao_TAF_subjudice

Cadeia foi feita pra ladrão de galinha – Coordenador do mensalão do PT ganha perdão do STF

genuíno

O dedo de Genuíno

 Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aprovaram nesta quarta-feira, 4, por unanimidade a extinção da pena imposta ao ex-presidente do PT José Genoíno no processo do mensalão. Ele foi beneficiado pelo indulto natalino, previsto em decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff em dezembro do ano passado. Genoíno é o primeiro dos réus condenados no processo do mensalão a se livrar da pena.

O ex-presidente do PT foi condenado em 2012 a 4 anos e 8 meses de prisão por corrupção ativa e passou a cumprir a pena em novembro de 2013. No final do ano passado, o ex-parlamentar conquistou a progressão de pena e passou para o regime aberto. Atualmente, ele está em prisão domiciliar.

O decreto presidencial de 24 de dezembro do ano passado, praxe no período de natal, concedeu o perdão da pena para aqueles que tiverem pena privativa de liberdade inferior a oito anos e que tenham cumprido um terço da pena para o caso de presos não reincidentes.

Até 25 de dezembro, quando começou a valer o decreto presidencial, o ex-deputado havia cumprido um ano, um mês e dez dias da pena, período que foi estendido pelo fato de o réu ter conseguido reduzir 34 dias da punição, alcançando com isso o período mínimo necessário para pedir o benefício, de um ano, dois meses e 14 dias. Com a extinção da punibilidade, aprovada pelo STF nesta tarde, Genoino não é mais um condenado e, portanto, não tem nenhum tipo de restrição.

O relator das execuções penais do mensalão no STF, ministro Luís Roberto Barroso, seguiu parecer da procuradoria-geral da República para conceder o benefício a Genoino. Todos os ministros acompanharam o voto de Barroso. “O senhor procurador-geral da República entendeu que a hipótese era de incidência do indulto, pois se ajustava aos requisitos objetivos e subjetivos”, disse Barroso. “Como esse foi um julgamento emblemático e essa é a primeira situação de extinção de punibilidade (no mensalão), me pareceu por bem dar ciência formal ao plenário e submeter ao plenário minha decisão”, completou o ministro.

Atualmente, um ano e quase quatro meses depois das primeiras prisões, o núcleo político envolvido no esquema de corrupção está fora da cadeia, cumprindo o restante da pena em regime aberto. O último a conquistar o benefício foi o ex-presidente da Câmara dos Deputados João Paulo Cunha (PT-SP), que foi liberado para cumprir pena em casa na última semana, após passar por audiência na Vara de Execuções das Penas e Medidas Alternativas (Vepema). Também já foram autorizados a mudar de regime o ex-ministro José Dirceu, o ex-deputado José Genoíno (PT), o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, Valdemar Costa Neto (PR-SP), Bispo Rodrigues e Pedro Corrêa (PP-PE) e o ex-tesoureiro do extinto PL Jacinto Lamas.

Operação Lava Jato – Lista da delação gera espectativa

lava jato

Está prevista para esta semana a divulgação da tão aguardada lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com os nomes dos políticos citados no esquema de corrupção da Petrobras.

A expectativa é de que Janot apresente pedidos de abertura de investigação e denúncias contra políticos – nos casos em que houver provas suficientes de autoria do crime – suspeitos de envolvimento no esquema investigado na Operação Lava Jato.

Os delatores estão desempenhando um papel fundamental nas investigações do esquema. Diferentemente do mensalão em que a delação feita por Roberto Jefferson foi apenas o ponto de partida das investigações, grande parte das denúncias que estão sendo apuradas pela Polícia Federal na Operação Lava Jato foram feitas em depoimentos prestados em acordo de delação premiada.

Dezenas de nomes de parlamentares apareceram nos depoimentos dos delatores, só na lista do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, por exemplo, ao menos 28 políticossão mencionados.

Veja a seguir quem são os principais delatores que estão contribuindo com as investigações do esquema:

Alberto Youssef

Para o Ministério Público Federal, o doleiro Alberto Youssef é um dos principais operadores do esquema de pagamentos de propinas e lavagem de dinheiro. Ele foi preso em março do ano passado, quando a primeira fase da Operação Lava Jato foi deflagrada.

O doleiro foi condenado por envolvimento no caso Banestado, nos anos 1990, maior escândalo de remessas ilegais de dinheiro já investigado.

Paulo Roberto Costa

Foi diretor de Abastecimento da Petrobras entre 2004 e 2012. O ex-diretor entrou na mira da Polícia Federal em março de 2013, quando veio à tona o fato de que ele teria ganhado um carro de luxo de Youssef.

Em depoimento, relatou a existência de um esquema de pagamento de propina que envolvia grandes empreiteiras do país e partidos políticos, como PT, PMDB e PP. Foi preso em março de 2014, mas foi solto após firmar o acordo de delação premiada. Hoje ele cumpre a pena em prisão domiciliar.

Pedro Barusco

É ex-gerente de Serviços da Petrobras e ex-braço direito de Renato Duque, ex-diretor de Serviços da estatal . Em depoimento, afirmou fazer a contabilidade do esquema. Segundo ele, o PT recebeu até 200 milhões de dólares de propina entre 2003 e 2013.

De acordo com depoimento do ex-gerente, sozinho, ele recebeu cerca de 50 milhões de dólares em propina em um período de 10 anos, a partir de 90 contratos firmados com a Petrobras. Parte dos pagamentos era feito por meio de contas no exterior.

Julio Camargo

Consultor que atuava para a Toyo-Setal, empreiteira que prestava serviços para a Petrobras. Afirmou ter pago pelo menos 154 milhões de reais em propina a operadores do PT e do PMDB para fechar negócios com a estatal. Os destinatários do suborno seriam Renato Duque, ex-diretor de Serviços da estatal, e Fernando Soares, lobista que estaria ligado ao PMDB.

Augusto Mendonça Neto

Executivo ligado à Toyo-Setal, empreiteira que prestava serviços para a Petrobras. Assim como Julio Camargo, revelou, em depoimento, ter pago até 60 milhões de reais em propina ao ex-diretor da estatal Renato Duque entre 2008 e 2011.

Outros delatores

Também fecharam acordos de delação premiada com o Ministério Público Federal: Lucas Pace Junior (ex-funcionário da doleira Nela Kodama, Carlos Aberto Pereira da Costa (advogado acusado de atuar como laranja de Youssef), Shinko Nakandakari (engenheiro civil, um dos operadores do esquema), Dalton Avancini (presidente da Camargo Corrêa) e Eduardo Hermelino Leite (vice-presidente da Camargo Corrêa).

Conheça a estória da “droga do século” no país – O Crack

crack 1

Ao longo dos últimos vinte e cinco anos quando o crack chegou ao Brasil os primeiros registros dessa droga, dão conta de que a primeira cidade brasileira a difundi-la foi São Paulo. No primeiro momento, a sociedade não tinha noção de como seria o processo de expansão de uma droga que na época  era desconhecida e que por ser nova não trazia muito atrativo,porém, o tempo foi passando e aos poucos além do aumento assustador do número de usuários ela foi se expandindo tão veloz que hoje 98,8 % dos municípios brasileiros já estão fazendo parte da triste estatística da destruição do crack.

Entenda a origem e como o Crack age no organismo

crack

O crack é uma droga obtida a partir da mistura da pasta-base de coca ou cocaína refinada (feita com folhas da planta Erythroxylum coca), com bicarbonato de sódio e água. “Quando aquecido a mais de 100ºC, o composto passa por um processo de decantação, em que as substâncias líquidas e sólidas são separadas. O resfriamento da porção sólida gera a pedra de crack, que concentra os princípios ativos da cocaína”, informa o programa “Crack é Possível Vencer”, do governo Federal.

crack 2

Considerado uma droga barata, o crack surgiu na década de oitenta, em bairros pobres de Nova Iorque, Los Angeles e Miami, nos Estados Unidos. No Brasil, ele chegou no início da década de noventa, entrando no país através da Colômbia, pelas fronteiras com Acre, Roraima e Amazonas. A droga se disseminou, inicialmente, no estado de São Paulo e acabou se popularizando.

O crack geralmente é fumado com cachimbos improvisados, feitos de latas de alumínio e tubos de PVC. A pedra, geralmente com menos de 1 grama, também pode ser quebrada em pequenos pedaços e misturada a cigarros de tabaco ou maconha.

“Ao aquecer a pedra, ela se funde e vira gás, que depois de inalado é absorvido pelos alvéolos pulmonares e chega rapidamente à corrente sanguínea”, conta o químico e perito criminal da Polícia Federal (PF), Adriano Maldaner. “Enquanto a cocaína em pó leva cerca 15 minutos para chegar ao cérebro e fazer efeito depois de aspirada, a chegada do crack ao sistema nervoso central é quase imediata: de 8 a 15 segundos, em média. É por esta razão que o crack pode ocasionar dependência mais rapidamente”.

Os dados mais recentes divulgados pelo governo Federal sobre o cultivo de coca são de 2013. Naquele ano, a Colômbia foi responsável por 43% do cultivo mundial da coca, seguida por Peru (38%) e Bolívia (19%). Nos três países, também estavam localizados 99% dos “laboratórios” de coca do mundo.

Os primeiros registros de apreensão de Crack em Codó ocorreram por volta de 2004-2005, quando muitos policiais ainda desconheciam as características da droga. Devido o tamanho da pedra ser muito pequena os traficantes utilizavam variadas  formas de atuação, inclusive guardando as pedrinhas em partes do corpo e às vezes engolindo-as para não serem presos pela polícia.

Mesmo depois de quase dez anos nossa cidade não possui uma política anti-drogas eficiente, aliás, nem o Estado do Maranhão possui, o Crack chega na cidade das mais variadas formas, pelos ônibus, carros, motocicletas e em horários variados. A cidade possui dezenas de pontos de venda e consumo da droga, seus usuários parecem verdadeiros Zumbis que perambulam pela cidade andando sem rumo certo. O principal ponto de concentração desses dependentes é o ponto próximo ao Mercado Central, conhecido por Troca – troca, onde vários doentes com HIV , PNEUMONIA e outras doenças consomem o Crack livremente a qualquer hora do dia ou da noite. A maior traficante do local é uma idosa conhecida por Maria do Roldão que é chefiada pelo seu filho, conhecido pela alcunha de “Borracha” suspeito de práticas de homicídios naquela área e ainda não conseguimos entender o motivo pelo qual ainda estão em liberdade.

Mesmo com toda essa problemática, a cidade ainda não possui um local para tratamento dos seus dependentes, que precisam pagar caro para se deslocarem para outras cidades ou estados para recuperação pessoal ou de familiares e o tratamento custa caro, em média R$ 3 mil. Ainda não temos visto ninguém se manifestar publicamente a respeito, mesmo sabendo que as estatísticas apontam que daqui a 15 anos, a cada 3 habitantes 2 será dependente do Crack.

A desinformação chega até nas pessoas que deveriam tabular as informações relacionadas à droga, um delegado chegou a falar numa entrevista que o Crack é coisa de 4 anos para cá, que vergonha!

A música sertaneja silencia com a morte de José Rico

josé rico

O cantor sertanejo José Rico Alves dos Santos, conhecido por formar a dupla Milionário e José Rico, faleceu na tarde de desta terça-feira (03/03) em Americana, São Paulo. Ele estava internado desde a manhã por complicações no coração, rins e joelho.

Com mais de 40 anos de carreira, ele era conhecido por Garganta de Ouro do Brasil. A parceria com o companheiro Romeu Januário, o Milionário, começou em 1970, quando ambos se encontraram ocasionalmente no Hotel Rio Preto, em São Paulo capital. Desde então, eles venderam milhões de discos, gravaram um DVD e dois filmes.

Nascido em São José do Belmonte, Pernambuco, José Alves foi criado no Paraná, na cidade de Terra Rica. Daí veio o apelido, que mais tarde seria oficializado por ele mesmo, ao registrar no cartório o “Rico” em sua assinatura.

Ele também foi candidato a Deputado Federal no ano passado, pelo PMDB de Goiás, quando obteve mais de 26 mil votos, insuficientes para ganhar o cargo na Câmara.

Os fãs podem se despedir de José Rico, no velório, que é aberto ao público e ocorre na Câmara Municipal de Americana. O corpo será enterrado, nesta quarta-feira (04/03), no Cemitério da Saudade, em Americana, por volta das 15h30.

Diretor do IFMA Campus Codó explica, mas não convence e estrada continua péssima

ifma 3

Depois de muito blá blá blá a respeito das péssimas condições da estrada de acesso ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – Campus Codó, denunciada no Blog do Acélio nos últimos dias, o Diretor do IFMA de Codó, Professor José Cardoso de Sousa tentou em entrevista cedida ao mesmo Blog, dar explicações e não conseguiu convencer.

O diretor do Instituto não pode se limitar em dizer que a estrada não foi pavimentada por conta do foco. Para  o reconhecimento de cursos, o MEC avalia dentre vários quesitos: a estrutura física, acervo da biblioteca, quantidade de mestres, doutores e especialistas no quadro de professores e um ponto que a Comissão do MEC não pode desconsiderar é a  Acessibilidade.

ifma 2

A acessibilidade tem sido uma questão que pouco se comenta nos corredores do Instituto entre professores, funcionários e alunos, não estamos aqui discutindo a acessibilidade apenas na parte interna do prédio, pois, reconhecemos a preocupação da direção em melhorar as condições internas atuais. Mas não podemos aceitar como justificativa  para o não cumprimento das promessas eleitorais, as declarações feitas pelo Diretor do IFMA ao Blog do Acélio, pois, a acessibilidade precisa ser discutida desde o portão de entrada do Instituto até a sala de aula. E quem não utiliza o transporte coletivo pago com ônibus em péssimas condições de uso, utilizam meios próprios e têm que constantemente realizar manutenção em seus carros ou motocicletas.

Polícia Militar de Coroatá inicia campanha educativa de transito na cidade

20150210_095106-1_resized_1

Com apenas cinco dias no comando da 2ª Companhia do 17° BPM, a Polícia Militar de Coroatá comandada pelo Capitão Ricardo foi iniciada uma campanha de conscientização e educação para o transito no município, apesar do grande número de pessoas que trafegam de forma irregular e com o grande número de acidentes, principalmente envolvendo motocicletas, a PM em parceria com Agentes de transito e Guarda Municipal que estão espalhados por vários pontos da cidade. Nesse primeiro momento, vamos começar pela utilização do capacete pelo piloto e passageiro, além do número de pessoas que pilotam motocicletas com excesso de passageiros, a moto foi feita para utilização de no máximo duas pessoas (piloto e um passageiro).

A PM monta barreiras nos horários diversos, em vários pontos da cidade, orientando a população e sobre temas ligados ao transito e educação para a redução de acidentes, já que muitas pessoas dão entrada na UPA e Hospital Regional.