Metanóia, o filme que chega o mais próximo possível da vida real dos usuários de crack no Brasil

Estreou no cinema dia 14/05 o filme “Metanóia”, baseado em fatos reais e conta a história de Eduardo, um dependente químico que após experimentar o crack chega ao fundo do poço. Eduardo fará várias tentativas para abandonar o vício que vem assolando sua história, sua moral, sua vida! Será que Eduardo sairá do submundo? Ou ele será mais um número nas estatísticas? Na primeira oportunidade assista, pois sua visão a respeito dos dependentes químicos mudará com certeza.

Quem é A Cia de Artes Nissi existe há quase 13 anos, já percorreu todos os estados do Brasil; países da América Latina; Europa; Rússia e Angola, onde está construindo um orfanato para mil crianças órfãs da guerra civil. O grupo possui hoje mais de 70 artistas, entre músicos, bailarinos, atores e outros. Além de 8 espetáculos que estão em cartaz e 10 DVDs.

Assista ao Trailer

                               

Pornografia de vingança tem sido disseminada na internet

A lei de regulamentação do Marco Civil da Internet, sancionada pela presidente Dilma Rousseff, completou um ano recentemente. Ela tem por objetivo trazer algumas mudanças para o uso da internet, que estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da grande rede no Brasil.
Mesmo com o primeiro ano da legislação, o Marco Civil da Internet, ainda aguarda regulamentação para detalhar, de forma precisa, pontos importantes e polêmicos para que a lei seja finalizada. Ainda assim, aqueles que utilizam a internet podem usufruir de alguns benefícios.
Proteção à privacidade dos usuários
O Marco Civil obriga as empresas que trabalham pela web a serem mais transparentes, protegendo assim os dados pessoais e a privacidade de cada usuário. As companhias que utilizam tais dados para fins de publicidade não poderão repassar informações a terceiros sem o consentimento do usuário.
Os dados dos internautas só devem ser acessados mediante ordem judicial e caso a conta seja encerrada em alguma rede social ou serviço na internet, uma solicitação pode ser feita para que os dados pessoais sejam excluídos de forma definitiva. A mesma legislação estabelece que os dados pertencem ao internauta e não a terceiros.
Liberdade de expressão e a retirada de conteúdo do ar
A nova lei proporciona maior proteção da liberdade de expressão na internet possibilitando um espaço democrático e aberto, ao mesmo tempo em que preserva a intimidade e a vida privada, como preconizado na Constituição de 1988, também se estende ao ambiente virtual.
Outra grande mudança que o Marco Civil promove é com relação à retirada de conteúdos do ar. Antes de sua entrada em vigor, não havia uma regra clara sobre este procedimento. A partir de agora a retirada de conteúdos do ar só será feita mediante ordem judicial, com exceção dos casos de “pornografia de vingança”.
A pornografia de vingança reflete um dos maiores problemas de exposição de imagens íntimas na internet e com a nova lei, pessoas vítimas de violações da intimidade podem solicitar a retirada de conteúdo, de forma direta, aos sites ou serviços que estejam hospedando este conteúdo.
Por este e outros motivos é importante que passem a existir regras sobre o uso de imagem no ambiente digital.
Casos de violação de intimidade
Em 2012, a atriz Carolina Dieckmann levou seu notebook para ser consertado em uma assistência técnica, pois o equipamento havia caído na água. Dias depois, fotos íntimas da artista caíram nas redes sociais e em sites de conteúdo pornográfico. Carolina entrou com uma ação para a retirada de suas fotos da internet.
Tais casos, não são exclusividade do mundo artístico, pois publicação ou compartilhamento de imagens, áudios e vídeos em redes de relacionamento, expondo a intimidade de pessoas comuns tem ocorrido com regularidade. Na maioria das ocorrências, as fotos e vídeos que envolvem algum tipo de nudez ou prática sexual foram feitas pela própria pessoa ou pelo parceiro com o qual o indivíduo se relaciona.
O grande problema acontece quando esses registros íntimos são compartilhados em redes sociais ou aplicativos de mensagens pelo autor com pessoas de sua confiança, e estes acabam compartilhando com outra pessoa ou grupos. Ou ainda, situações em que o parceiro insatisfeito com o fim do relacionamento resolve expor o outro publicamente com o intuito de humilhá-lo.
                                                                  Marco Civil, pornografia de vingança

Muitos relatos chegaram à imprensa quando os casos de exposição da intimidade dos envolvidos trouxeram consequências graves às suas vidas. Jovens, pessoas casadas ou adolescentes tiveram problemas por terem sua intimidade flagrada na internet. Algumas destas pessoas desenvolveram grave depressão, foram prejudicadas no emprego ou na escola, e outras por não suportar a humilhação recorreram ao suicídio.

Em 2013, a adolescente piauiense Julia Rebeca anunciou sua própria morte nas redes sociais. Ela recorreu ao suicídio após um vídeo íntimo entre ela, um rapaz e outra adolescente, filmado pela própria jovem, ter vazado na internet através do aplicativo Whats App.
                                                                  Marco Civil, pornografia de vingança

No Maranhão, um caso de “pornografia de vingança” ocorreu em um dos municípios da região de Pindaré, onde um vídeo de uma universitária fazendo sexo com o ex-namorado caiu nas redes sociais, após o término do relacionamento. “Eu e ele estávamos juntos há um ano quando ele pediu uma lembrança do nosso momento de amor. Então ele filmou tudo, e eu como o amava deixei as filmagens acontecerem. Eu confiava nele, e nunca pensei que um dia ele fosse enviar para grupos do Whats App ou até mesmo postar no You Tube. Ele fez essas coisas terríveis. Depois que descobri que ele havia me traído, eu não quis dar uma nova chance. Graças a Deus que os vídeos foram apagados pelo menos da internet, já no Whats App não há como impedir a veiculação. Eu mudei para São Luís por causa da vergonha que senti e vivi. Parece que todos sabem que eu sou a pessoa do vídeo” desabafa a jovem em lágrimas.

A estudante entrou com uma ação contra o ex-namorado e acabou sendo indenizada por ele. Ela não quis que sua identidade fosse revelada na matéria e também não informou o valor que recebeu do ex-namorado.
Vítimas de violação de intimidade na internet podem solicitar a retirada de conteúdo, de forma direta, aos sites ou serviços que estejam hospedando este conteúdo, e caso não consigam exclusão imediata devem procurar amparo legal, conforme explica o advogado Manuel Fragoso. “É necessário informar ao site que o conteúdo é ilegal, caso o problema não seja resolvido, a pessoa que passou pelo constrangimento deve buscar um advogado e entrar com uma ação judicial”.
Segundo o especialista, os conteúdos que foram publicados ou compartilhados na web dificilmente serão apagados por completo. “É mais fácil excluir fotos ou vídeos de sites cujo acesso é bem maior, do que as páginas menos acessadas, pois dificilmente todos serão encontrados”, conclui.
Fonte: O Imparcial

Processos de casos de agiotagem podem demorar mais de uma década para ser julgados

Por: Sandra Viana – O Imparcial
As investigações dos crimes de agiotagem no Maranhão seguem em fase de acareações e interrogatórios dos envolvidos. Durante toda a semana, a equipe de delegados que apura os casos vem coordenando as oitivas e confrontando os acusados. Há quatro operações em curso sobre o tema: El Berite, Morta Viva, Imperador e Maharaja – todas originadas da operação Detonando, deflagrada em 2012, após assassinato do jornalista Décio Sá. O delegado Roberto Fortes, da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), é o presidente da comissão de delegados que apura as denúncias e afirma que as condenações podem levar mais de uma década para acontecerem. Estão envolvidos prefeitos, políticos e empresários.
Foto: Divulgação.
 Divulgação

“Com as possibilidades de recorrência na justiça, um condenado pode levar até 10 anos para ser efetivamente preso” Ricardo Azoubel

“Estas pessoas ainda estão sendo investigadas e após inquérito concluído serão indiciados. Este inquérito policial será enviado à Promotoria que poderá fazer a denúncia ao juiz. Se este receber a denúncia, estas pessoas serão acusadas ou réus. Aí começa o trâmite judicial, o processo em si”, explica o advogado criminalista Ricardo Azoubel, que possui vasta atuação nesta área. Ele pontua que as brechas da lei e a morosidade da justiça contribuem para que os processos emperrem ainda em seu início. “Com as possibilidades de recorrência na justiça, um condenado pode levar até 10 anos para ser efetivamente preso”.

Quanto ao tempo de cumprimento de pena, o advogado pontua que o ideal é que ultrapassem os quatro anos para que possa ser efetivada prisão. “Até quatro anos ou menos, o condenado pode cumprir a chamada pena restritiva de direitos, ou seja, penas alternativas como doação de cestas básicas, serviços à comunidade e afins”, explica o especialista. Ultrapassando esse número, além das possibilidades de vários recursos – ao Tribunal de Justiça, Superior Tribunal de Justiça e Superior Tribunal Federal – o condenado cumprirá no máximo 1/6 de reclusão. Um exemplo: sendo condenado a oito ano cumprirá, no máximo, um ano e quatro meses.
A implantação de um processo depende também do entendimento da Promotoria Criminal do Ministério Público. “Os fatos narrados no relatório do inquérito precisam configurar crimes, e assim, com este entendimento, o promotor irá denunciar ao juiz e o inquérito se transforma em processo judicial”, explica Ricardo Azoubel. Durante o processo na justiça, os réus poderão provar sua inocência com depoimentos de testemunhas e a justiça, após, prestará as alegações finais – tanto da defesa, quanto da acusação. Com base nestas exposições, o juiz irá formular a sentença e a partir desta, cada réu terá o prazo para entrar com recursos de apelação no Tribunal de Justiça, além dos recursos especiais ao STF.
Entre os crimes, foram citados agiotagem, peculato, formação de quadrilhas, uso de documento falso, desvio de verbas e recursos públicos. Um único acusado pode responder por vários crimes, porém, pela legislação brasileira, não poderão ultrapassar os 30 anos de reclusão. Se durante o cumprimento, o culpado cometer outro crime e ocorrer nova condenação, ele tem as penas somadas ao limite de 30 anos. Quando os crimes continuados forem dolosos, ou seja, intencionais, o juiz não pode somar todas as penas. Nesse caso, vai triplicar a pena do crime considerado mais grave e essa será cumprida para todos os delitos. Considerando ainda a Lei de Execuções Penais (LEP), que concede benefícios aos detentos, pelo bom comportamento, por exemplo, ainda pode haver redução da pena. “Fato é que a lei favorece para que as pessoas não sejam presas”, conclui Ricardo Azoubel.
Prisões
Por conta das operações, já foram presos o prefeito de Bacabal, Raimundo Lisboa e mais quatro pessoas ligadas à prefeitura de Bacabal tiveram a prisão decretada: Manoel Moura Macedo, Francisco de Jesus Silva Soares, Maria do Carmo Xavier, Ezequiel Farias e Aldo Araújo Brito (ex-presidente da comissão de licitação). Também detidos os prefeitos Edvan Costa (Marajá do Sena), Richard Nixon (Bacuri); ex-prefeito de Marajá do Sena, Perachi Roberto Farias; ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio; o contador José Epitácio Muniz; e o empresário Josival Cavalcante da Silva, conhecido como Pacovan. Ainda a ex-prefeita de Dom Pedro, Arlene Barros, e o filho, Eduardo Barros, apontado como líder de grupo de agiotagem.
As apurações do crime de agiotagem no Maranhão tiveram início em 2012, motivadas pelo assassinato do jornalista Décio Sá. Ele teria sido morto por fazer postagens em seu blog, denunciando um grupo de empresários. Foram presos como mandantes da morte do jornalista José Miranda e Glaúcio Alencar, pai e filho, também acusados de comandar os esquemas de agiotagem. A investigação foi apelidada de Detonando, em referência ao jornalista que era apelidado de Detonador, pelas postagens denunciativas em sua página. As atuais investigações em curso – Morta Viva, Imperador e Maharaja – são resultado da Operação Detonando.

Grupos ligados a governador do Maranhão cada vez mais envolvidos com corrupção

É delicada e cada vez mais próxima a relação do secretário de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry Barroso, com donos de cheques encontrados por homens da Polícia Civil e da Gaeco no cofre do agiota Josival Cavalcanti da Silva, o Pacovan, no bojo das Operações “Maharaja” e “Morta-Viva”.

Além de José Wellington da Silva Leite, filho da ex-prefeita de Vargem Grande, Maria Aparecida da Silva Ribeiro, e superintendente da pasta comandada por Jerry, a nomeação de um outro assessor na Articulação Política também deve ser investigada pela comissão de delegados e de promotores que apura o envolvimento de políticos e empreiteiros na máfia da agiotagem – e que pode de forma independente investigar, inclusive, se o próprio governador Flávio Dino (PCdoB) não é, ou foi, um dos beneficiados no esquema criminoso.

Walter França Júnior, ao lado do senador Roberto Rocha, do governador Flávio Dino, e do sua esposa, a vice-prefeita de Godofredo Viana, Karinne Silva Andrade (de óculos)

Todos Pelo Maranhão Mais do que uma foto de campanha Walter França Júnior, ao lado do senador Roberto Rocha, do governador Flávio Dino, e do sua esposa, a vice-prefeita de Godofredo Viana, Karinne Silva Andrade (de óculos)

Trata-se de Walter França Silva Júnior, marido da vice-prefeita do município de Godofredo Viana, Karinne Silva Andrade (PDT), nomeado por Dino desde o dia 16 de janeiro de 2015, mas com efeitos retroativos ao 1º dia do mesmo mês, no cargo de Assessor Especial, simbologia DGA, uma das mais bem pagas pelo poder público estadual.

Walter França Júnior é um dos donos da construtora fantasma Ramos França Ltda, registrada no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) com endereço onde, na verdade, existem apenas residências. O outro sócio da Ramos França é Uthan Avelino de Jesus Carvalho, que teve três folhas de cheques em seu nome encontrados pela Polícia Civil e pela Gaeco no cofre do agiota Pacovan durante operação contra agiotagem no início de maio.

Por coincidência – ou não! -, é ex-secretário de Saúde do município de Santa Rita, administrado por Antonio Cândido Santos Ribeiro, o Tim (PRB), que poucos meses antes da nomeação do assessor especial de Márcio Jerry, fechou um contrato entre a prefeitura e a Construtora Ramos França para locação de máquinas pesadas – um dos escorredouros de verba desviada pela agiotagem -, no valor de R$ 1.228.680,00 (um milhão, duzentos e vinte e oito mil, seiscentos e oitenta reais).

Questionado pelo Atual7 sobre os critérios adotados para a nomeação de Walter França Júnior para o cargo, o secretário de Articulação Política negou informações que, pela Lei de Acesso à Informação, deveriam ser públicas, mas acabou deixando vazar que o cargo dado ao sócio do Uthan Avelino Carvalho teria sido por indicação de alguém, que não quis declinar o nome.

– Foi uma indicação que eu acolhi. Isso é um assunto particular. O critério adotado foi o que é adotado pra todo mundo que é cargo de comissão. Ele foi sugerido, foi apreciado o curriculum, e ele foi incorporado a uma equipe técnica da Secretaria. Eu não devo essa satisfação a você. Quem me indicou… Imagina só?! Eu não reforço ilações patrulheiras – respondeu Jerry.

Pela rede que envolve Uthan Avelino Carvalho, Walter França Júnior, a construtora fantasma e três folhas cheques encontrados em posse de Pacovan, há suspeitas agora de que a indicação para Jerry tenha partido do próprio agiota, o que deve ser investigado pela Polícia Civil e pela Gaeco.

Fonte: Atual7.com

Educação de Codó na lama e prefeito não toma nenhuma iniciativa

semedVejo com muita tristeza a forma como a educação do município de Codó vem sendo tratada, não consigo entender como um prefeito deixa que o futuro da cidade vá pelo ralo. Nada avança, tudo está piorando, as últimas notícias que não saem dos bastidores dão conta de que alguns programas do Governo Federal estão bloqueados para o município e não há se quer expectativa de retorno dos mesmos, programas como o “MAIS EDUCAÇÃO” por exemplo, não voltará a funcionar, pelo menos na Gestão “Cuidando da Gente Dele”, não podemos imaginar que não tenha algo por trás de tudo isso! O pacto é muito forte, em breve Codó será alvo de novos escândalos nacionais. Pode escrever!

Agora é fato que Zito Rolim neste segundo mandato vai entregar a cidade com a educação no vermelho, muitas escolas sem recursos e alguém vai ter que pagar o preço, o novo gestor  não saberá nem por onde começar, os problemas são os mais diversos de ordem estrutural funcional e de improbidade administrativa. Já é usual da atual secretária, o comportamento de não aceitar críticas e reclamações e muito menos denuncias, para ela, tudo é infundado.

Parece até que, fatos denunciados aqui não de outra cidade de nome Codó, mas, infelizmente não é. Ou eu estou enganado? Não trarei mais fatos novos de irregularidades aqui por conta da manobra usual da gestão utilizar os canais midiáticos da prefeitura para depreciar as denuncias, agora adotarei uma postura diferente, encaminharei as denuncias para o Ministério Público.

Deputada Federal Eliziane Gama deverá filiar-se ao novo partido REDE

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) deve deixar o PPS e se filiar na Rede, partido idealizado pela ex-presidenciável Marina Silva. De acordo com o jornalista Ilimar Franco, de O Globo, Eliziane, o senador Reguffe (PDT) e o deputado Miro Teixeira (PROS) vão ao TSE, na próxima semana, pedir o registro.

Com a fusão do PPS ao PSB, Eliziane Gama sabe que dificilmente terá garantias de ser a candidata dos socialistas a prefeita de São Luís. Por isso, já procura outra legenda capaz de lhe garantir espaço para disputar o Palácio La Ravardière.

E o destino de Eliziane pode ser a Rede, a ser criada ainda este ano.

O vereador Jefferson Moura, da Executiva, informa que já são 496.427 assinaturas certificadas. O senador Randolfe Rodrigues (PSOL), foi convidado.

Não perca! Tudo pronto para a luta mais esperada do ano entre Chris Weidman e Vitor Belfort

ÍndiceO clima esquentou de vez! Na pesagem oficial do UFC 187, ocorrida nesta sexta-feira (22), em Las Vegas (EUA), finalmente Chris Weidman e Vitor Belfort deixaram de se provocar apenas pela imprensa e realizaram a encarada mais tensa do evento, obrigando até o presidente do Ultimate, Dana White, a intervir e separar os dois atletas que disputam o cinturão dos médios (84 kg) amanhã.

Com todos os atletas do card ficando dentro dos limites de suas respectivas categorias, Weidman e Belfort foram os penúltimos a entrarem no palco para subir na balança. O brasileiro pesou 83,4 kg, enquanto o americano bateu 83,9 kg. Mas o momento de maior tensão veio quando eles ficaram frente a frente. O campeão passou a dizer algumas palavras a Belfort e apontou o dedo para o carioca, que respondeu. Na hora de falar para o público, que em grande parte era brasileiro, Chris não poupou seu adversário.

“Eu deixei ele (Belfort) com os testes de droga deles. Sou dez anos mais novo e esse cara ainda está com testosterona mais alta que eu. Ele tem 38 anos e ainda está roubando”, acusou o americano. Belfort, por sua vez, apenas enalteceu que vive um grande momento.

“Para mim é um sonho que se realiza. Estou vivendo um sonho e estou pronto para vencer amanhã”, afirmou o carioca antes de ouvir as palavras do campeão.

Outras encaradas

Se o encontro entre Weidman e Belfort foi cercado de muita tensão, o mesmo não se viu na encarada entre Daniel Cormier e Anthony Johnson, os dois americanos que disputarão o cinturão dos meio-pesados (93 kg). Respeitosos, os atletas bateram o peso, se cumprimentaram e ficaram frente a frente sem grandes problemas para Dana White e companhia.

O mesmo não de pode dizer do outro brasileiro que se apresentará amanhã. Rafael ‘Sapo’ trocou xingamentos com Uriah Hall depois dos dois subirem na balança e o americano chegou a dar um empurrão no brasuca, que não gostou nem um pouco. Novamente, o presidente do Ultimate teve que separar os brigões.

O UFC 187 tem previsão para começar às 19h30 (horário de Brasília). A luta entre Weidman e Belfort deve acontecer após a meia noite. No Brasil, o evento será transmitido pelo Canal Combate. A TV Globo transmite a luta do brasileiro com meia hora de atraso.

CARD PRINCIPAL

Anthony Johnson (92,7 kg) vs Daniel Cormier (92,9 kg)
Chris Weidman (83,9 kg) vs Vitor Belfort (83,4 kg)
Donald Cerrone (70,7 kg) vs John Makdessi (70,5 kg)
Travis Browne (107,2 kg) vs Andrei Arlovski (111,1 kg)
Joseph Benavidez (56,9 kg) vs John Moraga (57,1 kg)

CARD PRELIMINAR

John Dodson (56,9 kg) vs Zach Makovsky (57,1 kg)
Dong Hyun Kim (77,3 kg) vs Josh Burkman (77,3 kg)
Uriah Hall (84,3 kg) vs Rafael Natal (84 kg)
Rose Namajunas (52,6 kg) vs Nina Ansaroff (51,7 kg)
Mike Pyle (77,5 kg) vs Colby Covington (77,3 kg)
Islam Makhachev (70,3 kg) vs Leo Kuntz (70,3 kg)
Justin Scoggins (57,1 kg) vs Josh Sampo (57,1 kg)

Fonte: Esporte interativo

18 DE MAIO – MP participou de mobilização contra abuso e exploração sexual em comarcas do interior

 logo_mpma_horizontal_topoNo dia 18 de maio, a Comarca de Santa Rita também se engajou no enfrentamento ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes. Nessa data, reuniram-se, no prédio da Câmara Municipal de Santa Rita, representantes do Ministério Público, Poderes Executivo e Legislativo, funcionários públicos, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e sociedade em geral para refletirem sobre o tema.

O evento fez parte da programação da Semana Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A mobilização buscou convocar toda população santarritense para o compromisso de proteger as crianças e adolescentes, por meio de denúncias, levando o assunto às escolas estaduais e municipais.

A promotora de Justiça da comarca de Santa Rita, Karine Guará, no debate, abordou a exploração infantil, violação de direitos, situação de risco e medidas específicas de proteção incluídas no artigo 102 do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Segundo o conselho tutelar, em Santa Rita, são altíssimos os números da violência sexual contra crianças e adolescentes. De acordo com a promotora Karine Guará, o Ministério Público tem combatido intensamente a exploração sexual de crianças e adolescentes no município.

LORETO/RIACHÃO

Em Loreto, no dia 20, a promotora de justiça Rita de Cássia Pereira Souza proferiu palestra sobre o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes no Salão Paroquial.

No dia seguinte, a promotora, que é titular da Promotoria de Justiça de Riachão, participou nas ruas da cidade de caminhada de conscientização sobre a temática, que culminou com um debate sobre o assunto.

Em seguida, na sede da Promotoria, foi assinado um TAC pelos gestores municipais comprometendo-se a priorizar a questão e a elaborar um plano de enfrentamento dos crimes sexuais contra a criança e o adolescente.

Na tarde do dia 21, em Feira Nova do Maranhão (termo judiciário de Riachão), foi realizada uma caminhada, seguida de uma concentração na praça central, na qual houve a apresentação do coral do CRASS (Centro de Referência de Assistência Social) e manifestação das autoridades presentes.

Redação: CCOM-MPMA

Vídeo orienta cidadão sobre como acessar a Ouvidoria do TJMA

 Solicitações, denúncias, reclamações, sugestões, elogios e pedidos de informações sobre os serviços prestados pela Justiça estadual, podem ser feitos por meio da Ouvidoria do Poder Judiciário. Para orientar a população, o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) publicou, no seu canal do YouTube (tjmaoficial), um vídeo que mostra as várias formas de acesso ao serviço.

Produzido sob a coordenação da Assessoria de Comunicação do TJMA, o material traz, numa linguagem clara, detalhes sobre a criação da Ouvidoria do Judiciário e as suas competências. O vídeo está disponível para uso público.

Em 2014, a Ouvidoria registrou 4.155 atendimentos, pelos seus canais de comunicação com a sociedade, como formulário eletrônico disponível na página do Tribunal de Justiça, correio eletrônico, serviço Fale Conosco e na forma presencial, no Fórum do Calhau. O crescimento na demanda foi de 33,5% em relação ao ano de 2013.

O Telejudiciário (0800 7071581) somou 27.465 atendimentos no ano, incluindo a realização de agendamento de audiências de conciliação e de casamentos comunitários, consultas sobre movimentações processuais, entre outros procedimentos.

O atendimento consiste no recebimento da solicitação, análise, ciência à unidade objeto da manifestação, captação da resposta e comunicação ao usuário.

“Esse significativo crescimento das demandas exprime a consolidação da Ouvidoria judiciária no Estado, sendo também um sinal de que parcela considerável da sociedade maranhense deposita esperança no sistema de Justiça e cobra pelo seu aperfeiçoamento”, observa o ouvidor-geral do Poder Judiciário, desembargador Paulo Velten Pereira.

Fonte: ASSCOM-TJMA

Holandinha pode perder prefeitura em 2016 e Dep. Cabo Campos destaca pesquisa de intenção de votos a favor de Eliziane Gama

campos (2)Em pronunciamento, no Pequeno Expediente da sessão desta quinta-feira, 21, o deputado Cabo Campos (PP) fez pronunciamento, onde destacou a pesquisa de intenção de voto na capital São Luís, que aponta a deputada federal Eliziane Gama (PPS) como favorita para a disputa.

Para o parlamentar, esse é um ótimo começo para o fortalecimento do nome da deputada Eliziane. “Em 2012, quando fui vice-prefeito da companheira Eliziane, saímos pelas ruas sem muita liderança, sem muita militância. Muitas vezes nos encontramos com outras caravanas e caravanas muito maiores do que a nossa. E nós até nos escondíamos de certa forma por ruas menores, mas chegamos ao terceiro lugar, ganhando o vice-governador do Estado do Maranhão e o meu camarada que foi duas vezes prefeito. Então, nós não nos sentimos derrotados. A Escutec agora coloca que a deputada Eliziane Gama lidera todos os cenários da pesquisa de intenção de votos, tenho certeza que é algo crescente”, afirmou Campos.

A pesquisa mostra que caso fosse realizada hoje a eleição, Eliziane Gama, a deputada federal mais votada no pleito de 2014, estaria eleita prefeita de São Luís. Esta foi a primeira pesquisa de intenção de votos sobre as eleições para a Prefeitura de São Luís, que ocorrerá em 2016. O levantamento foi feito em 100 bairros, divididos em 11 setores, das zonas urbana e rural do município. Do total de entrevistados, 371 foram homens e 436 mulheres.

Cabo Campos finalizou o seu discurso saudando a ex-companheira de partido e reiterando seu apoio. “Eu quero saudar Eliziane Gama, com certeza o trabalho que ela está fazendo refletiu na pesquisa que aqui está e vamos à luta”.

Fonte: ASSCOM- Dep. Cabo Campos