Marcada novamente luta entre José Aldo e Conor McGregor no UFC

Em Dublin, rivalidade atingiu o ápice, e Aldo quase agrediu McGregor

O presidente do UFC, Dana White, afirmou, nesta segunda-feira, em entrevista ao “Yahoo Sports”, que o tão esperado duelo entre José Aldo e Conor McGregor, pelo cinturão dos penas, vai acontecer no dia 12 de dezembro, em Las Vegas.

De acordo com o “chefão” do Ultimate, os executivos do MGM Resorts “mexeram no céu e na terra” para que o combate aconteça na MGM Grand Garden Arena.

Dana também esclareceu que a luta entre a campeã peso galo feminino, Ronda Rousey, e Miesha Tate não estará no mesmo card deste evento.

O duelo entre Aldo e McGregor poderia ocorrer no dia 5 de dezembro, no AT&T Stadium, casa do Dallas Cowboys, já que, no mesmo dia, acontecerá um concerto de Andrea Bocelli na MGM Arena.

Porém, a organização do ginásio em Las Vegas correram atrás para viabilizar o evento uma semana depois, no dia 12.

Dr. José Luiz Runco se despede do Flamengo

Após 34 anos, o médico José Luiz Runco deixa de ser funcionário do Flamengo para atuar como colaborador voluntário. O Dr. Runco também foi médico da seleção brasileira durante 16 anos.
Runco continuará prestando serviços ao Mais Querido do Mundo, sem vínculo empregatício. O Flamengo agradece ao médico pelos anos de dedicação e trabalho pelo clube e o parabeniza pelos títulos que ajudou a conquistar.
Na próxima sexta-feira, 14 de agosto, após o treinamento do time profissional no CT George Helal, Runco, o presidente Eduardo Bandeira de Mello, o Diretor-Geral Fred Luz e o Diretor Executivo de Futebol Rodrigo Caetano concederão entrevista coletiva detalhando as mudanças no Departamento Médico do Clube.

Arlindo Salazar comemora dia dos pais com café da manhã no bairro São Francisco

rrrrrrrrrrrrNo lugar do tradicional almoço, vários pais do bairro São Francisco preferiram acordar cedo para começar o dia tomando um café da manhã bem especial. O encontro aconteceu no ultimo domingo na residência da mãe do gerente regional da receita federal, Arlindo Salazar, que fica localizada na Rua Paraguai.
Pais de todas as idades marcaram presença, foi uma manhã muito especial com troca de bons sentimentos e agradecimentos dos pais que se sentiram prestigiados com o café preparado com muito carinho pelos familiares de Arlindo Salazar.
Em sua fala o gerente regional da receita federal, agradeceu a presença de todos e lembrou que o dia dos pais é uma data de reflexão sobre o amor e o carinho paternal, que deveria ser seguido todos os dias do ano.
“Só um pai ou uma mãe tem o dom de cuidar, perdoar, proteger e se dedicar inteiramente aos filhos. Esse amor deve ser seguido por todos nós, em cada dia de nossas vidas”, Observou Arlindo Salazar.
Segundo ele, o singelo ato homenageou e representou todos os pais codoenses.
“Se o amor dos pais fosse referência em todas as relações, teríamos um mundo com mais perdão, mais compaixão e mais zelo, por isso resolvemos oferecer este café da manhã para os pais do bairro São Francisco, mas obviamente estendendo meu carinho e respeito aos pais de toda Codó”, disse Salazar.

ASCOM/ARLINDO SALAZAR

Corretor afirma que Dirceu lhe pediu para comprar casa ‘para não inflacionar’

PF suspeita que Julio Cesar dos Santos ocultou patrimônio de ex-ministro-chefe da Casa Civil (Governo Lula) ao adquirir imóvel onde mora a mãe de José Dirceu, em Passa Quatro (MG)

José Dirceu. Foto: André Dusek/Estadão

Por Ricardo Brandt, enviado especial a Curitiba, Julia Affonso e Fausto Macedo

O corretor de imóveis Julio Cesar Santos, alvo da Operação Pixuleco – 17.º capítulo da Lava Jato – revelou à Polícia Federal que em 2004 José Dirceu lhe pediu que adquirisse a casa onde mora a mãe do ex-ministro-chefe da Casa Civil (Governo Lula), em Passa Quatro (MG). Segundo Santos, o imóvel foi comprado na época por R$ 250 mil e está registrado em nome de sua empresa, a TGS Consultoria. Ele alega que Dirceu fez o pedido ‘para não chamar a atenção o fato de estar sendo aquirida por ele, que então era ministro de Estado, o que poderia inflacionar o valor’.

A ÍNTEGRA DO RELATÓRIO DA PF

Para a PF, a declaração de Julio Cesar Santos evidencia que ele, por meio da TGS Consultoria, ‘atuou na ocultação de patrimônio de José Dirceu’. A PF diz que reforça a suspeita a análise da caixa de correio eletrônico do corretor de imóveis, que foi sócio minoritário da JD Assessoria e Consultoria, controlada pelo ex-ministro e sob suspeita de ter sido usada para captar propinas de empreiteiras no esquema de corrupção na Petrobrás.

Julio Cesar dos Santos e Dirceu foram presos na Pixuleco segunda-feira, 3.

O corretor declarou, ainda, que a casa onde reside a mãe de Dirceu no interior de Minas foi quitada para ele com a emissão de boletos bancários em nome da TGS. Ele disse que ‘não foi lavrada escritura nem foi realizado o devido registro imobiliário’. “Mesmo sendo corretor de imóveis e tendo conhecimento do funcionamento do mercado fiz isso por relação de confiança com José Dirceu.”

Outro episódio que na avaliação da PFindica a atuação do corretor na ocultação de bens do ex-ministro e lavagem de dinheiro foi a compra de um imóvel, também em nome da TGS, no Condomínio Santa Fé, em Vinhedo (SP), ao lado da residência de
Dirceu, em 2010, no valor de R$ 110 mil. Um ano depois, ele vendeu o imóvel por R$ 200 mil para o próprio ex-ministro, já réu na Ação Penal 470 (Mensalão) no Supremo Tribunal Federal. Segundo ele, o ex-ministro assumiu a dívida do condomínio, que foi parcelada pelo corretor.

Julio Cesar dos Santos declarou à PF que ‘tomou conhecimento de que o imóvel foi reformado por Milton Pascowitch’.
Apontado como lobista e operador de propinas na Diretoria de Serviços da Petrobrás. Pascowitch é o pivô da prisão do ex-ministro. Ele fez delação premiada e relatou os bastidores das relações de Dirceu com empreiteiros que formaram o cartel de fraudes na Petrobrás.

Segundo o corretor, o irmão de Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, comentou que a reforma seria realizada por Pascowitch. “Tratava-se de uma construção inacabada. A operação de compra e venda foi formalizada em um contrato particular, embora não tenha sido escriturada e com o devido registro”, afirmou Julio Cesar.”

“Além de haver integrado o quadro societário da empresa JD Consultoria, foi possível identificar que Julio Cesar dos Santos mantém intenso relacionamento com a estrutura criminosa ora investigado”, assinala a PF.

COM A PALAVRA, O CRIMINALISTA ROBERTO PODVAL, DEFENSOR DE JOSÉ DIRCEU

O criminalista Roberto Podval, que defende José Dirceu, disse que ainda não conversou com ele especificamente sobre a questão da casa onde reside a mãe do ex-ministro, em Passa Quatro (Minas). “Depois que falar com o Zé terei condições de me manifestar sobre isso (a compra do imóvel)”, disse Podval.

Na semana passada, ao refutar com veemência envolvimento do ex-ministro do governo Lula no esquema de propinas na Petrobrás, o advogado afirmou. “O Zé não é dinheirista.”

Fonte: Estadão.com

EMPREGO – Prefeitura de São Luís abre vagas temporárias para a Saúde

Hospital Municipal Djalma Marques, Socorrão I
Hospital Municipal Djalma Marques, Socorrão I

A Prefeitura de São Luís abriu edital n° 001/2015 de processo seletivo para Contratação Temporária de Pessoal e Cadastro de Reserva para o Quadro de Pessoal do Hospital Municipal Djalma Marques/HMDM – Socorrão I.

Serão distribuídas 117 vagas, mais cadastro de reserva, para profissionais de níveis médio/técnico e superior, por salários de até R$ 8.400,00 em carga horária de 30 horas semanais.

O processo seletivo estará sob a responsabilidade da Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA – FSADU.

As vagas são para os cargos de Enfermeiro, Fisioterapeuta, Médico Cirurgião Geral, Médico Clínico Geral, Médico Atendimento de Emergência, Médico Ortopedista, Médico Otorrinolaringologista, Médico Pediatra, Psicólogo e Técnico em Enfermagem Hospitalar.

Os interessados deverão fazer suas inscrições no período das 10h do dia 12 de agosto às 23h59 do dia 23 de agosto de 2015 pelo site da Fundação Sousândrade.

As taxas variam de R$ 50,00 e R$ 80,00 de acordo com o cargo escolhido. O certame será constituído por meio de provas de títulos nos dias 03, 04 e 05 de setembro de 2015. A divulgação do resultado final sairá até o dia 14 de setembro de 215.

O prazo de validade do processo seletivo será de 1 ano, contados a partir da publicação oficial da homologação do Resultado Final Após Fase Recursal, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período, a critério da Administração do HMDM – Socorrão I.

Confira o Edital do concurso público par o Hospital Socorrão I

Com sinais de embriaguez, promotora do GAECO se envolve em acidente

A promotora do Ministério Público do Paraná (MP-PR) Leila Schimiti foi levada para a delegacia na noite de sábado (9) após se envolver em um acidente de trânsito com três carros em Londrina, no norte do Paraná.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a promotora responsável pela Operação Publicano, que investiga um esquema de recebimento de propina dentro da Receita Estadual, apresentava sinais de embriaguez. Leila se recusou a fazer o teste do bafômetro, ainda conforme o boletim.

Por meio de nota, a promotora caracterizou o episódio como lamentável e pediu desculpas aos envolvidos na batida e à sociedade. Ela disse também que irá se submeter às consequências legais e pediu a Deus serenidade para lidar com a situação. (Veja a nota na íntegra no fim da reportagem)

O procurador-geral Gilberto Giacoia disse que o procurador Claudio Esteves esteve no local e, em breve, deve repassar todas as informações sobre o acidente. “Só depois de reunirmos todos os elementos a Procuradoria tomará providências que o caso requer. Ainda não sei qual a extensão do problema, por isso estou aguardando informações do procurador que nomeei como responsável em Londrina”, detalha.

Boletim de Ocorrência detalha que a promotora Leila Schimiti apresentava sinais de embriaguês (Foto: Divulgação/PM)

“A promotora estava fora do expediente de trabalho, não estava em um compromisso profissional. Estava em um compromisso pessoal. A princípio foi um episódio que não tem relação com as atividades que ela exerce no Ministério Público,ou seja, não interfere na função funcional”, acrescenta o procurador-geral do MP.

Ainda segundo o Boletim de Ocorrência, a promotora Leila Schimiti informou a equipe policial que voltava de uma festa na área rural do município quando ocorreu o acidente. Em um trecho, os policiais detalharam que a promotora “apresentava sinais de embriaguez, como odor etílico, fala desconexa”.

Mesmo demonstrando sinais de embriaguez, a promotora do MP-PR não foi presa. Segundo o procurador Claudio Esteves, que esteve no local do acidente e a acompanhou até a delegacia, existe uma lei que determina que os membros do Ministério Público só podem ser presos em casos de crimes inafiançáveis. Como não foi o caso, Leila foi liberada após comparecer à delegacia.

“A promotora Leila abriu mão dessa prerrogativa e concordou em ser conduzida pelos policiais militares até a delegacia para demonstrar que ela não teve nenhum tipo de privilégio. Pois, se fosse cumprir rigorasamente a lei, a promotora não deveria ser levada até a delegacia. Entretanto, zelamos pela imagem do MP-PR, e sugerimos que ela prestasse todos os esclarecimentos”, detalha o procurador Claudio Esteves.

Sobre o trecho no Boletim de Ocorrência que afirma que a promotora foi liberada “para preservar a imagem” dela, Esteves argumenta que a frase foi uma interpretação dos policiais sobre o dispositivo que protege os integrantes do órgão.

Os outros dois motoristas realizaram o teste do bafômetro na delegacia e não foi constatado nenhum teor alcoólico em ambos os exames. Ninguém ficou ferido.

Operação Publicano
A Operação Publicano investiga supostos casos de corrupção de auditores fiscais da Receita Estadual do Paraná.  Desde que a operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), 237 pessoas – entre auditores, empresários, contadores e advogados – foram denunciadas à Justiça por corrupção passiva, ativa e formação de organização criminosa. A promotora Leila Schimiti é uma das responsáveis pelo caso.

Nota da promotora
“Em razão do lamentável evento ocorrido na data de ontem e que me envolve, venho a público externar meus pedidos de desculpas a todos os envolvidos e à sociedade. Na oportunidade, me submeti às medidas determinadas pelas autoridades e assim será em relação às demais consequências legais advindas desse episódio. Peço a Deus que me dê serenidade para passar por esse momento e continuar trabalhando em benefício da sociedade.”

Fonte: g1.com

Em meio ao clima tenso que o Governo Federal passa, Dilma vem ao Maranhão para apenas dois compromissos

dino2

Numa curta agenda, no estado em que lhes rendeu o maior percentual de votos do país, a  presidente Dilma Rousseff chega ao Maranhão hoje (10), para cumprir uma curta agenda compromissos, ao lado do governador Flávio Dino, participa da inauguração da primeira etapa do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) e faz a entrega de imóveis do programa Minha Casa Minha Vida, no Residencial Santo Antônio, no Maracanã, com a presença também do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

A vinda da presidenta Dilma Rousseff ao Maranhão reforça o alinhamento entre os governos Estadual e Federal, que enxergam no investimento para movimentação de cargas no Itaqui uma das principais estratégias para o desenvolvimento da economia do país e do estado.

“Nossa meta é adequar o Porto ao seu real potencial, modernizando sua estrutura e preparando-o para ser a principal porta de entrada do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Todas essas questões são de extrema importância para o desenvolvimento da economia e para melhorar os indicadores sociais do Estado”, afirmou o governador Flávio Dino.

Apesar de a inauguração ocorrer somente nesta segunda, o Tegram começou a operar em março com carregamentos de soja, e já batendo recordes. De meados de março ao início de julho, já embarcou 1,4 milhão de toneladas de soja em mais de 20 navios. Este volume, em apenas quatro meses, representa mais da metade do previsto inicialmente para este primeiro ano de operação. Em julho o terminal começou a operar também com carregamentos de milho.

Também como parte da agenda presidencial serão entregues na segunda-feira (10) imóveis do Minha Casa, Minha Vida. A entrega é parte de uma parceria estruturante que envolve os três entes federados: o governo federal que garantiu o recurso para essas obras, a Prefeitura de São Luís trabalhando o lado social e o cadastro, e o Governo do Estado, responsável pelo incremento na infraestrutura no entorno do empreendimento e também pelo financiamento e construção de equipamentos públicos.

Governo lança Programa Pré-Universitário para jovens maranhenses

INCLUSÃO SOCIAL – O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), lança na quarta-feira (12), no Salão de Atos do Palácio dos Leões, o Programa Pré-Universitário (Preuni). A proposta do programa é democratizar o acesso ao Ensino Superior, disponibilizando ferramentas de estudo para jovens oriundos da rede pública. Para a primeira etapa do Preuni, um aplicativo foi desenvolvido para alcançar 20 mil estudantes em todo o Estado.

A estrutura do Preuni foi pensada com base nos conteúdos cobrados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujas provas se dividem por áreas – Ciências Humanas; Ciências da Natureza; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias. Assim, o Governo pretende mudar indicadores como os encontrados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad/IBGE), que aponta que apenas 54,3% dos jovens brasileiros estão concluindo a Educação Básica até os 19 anos.

Quem baixar o aplicativo via celular pode assistir às vídeoaulas e tutoriais sobre temáticas específicas. Será disponibilizado também material didático e atividades para que os estudantes possam simular as provas. O aplicativo é uma forma de aliar as novas tecnologias à demanda de um público que, muitas vezes, é obrigado a abandonar a escola para trabalhar e contribuir na renda familiar.

“O Preuni é para aqueles que realmente necessitam, que têm dificuldades no acesso à educação e uma baixa condição econômica. Quando fizemos o Projeto, pensamos na Educação de Jovens e Adultos, nos indígenas, quilombolas, pessoas com necessidades especiais. Em todo o momento foi respeitada as demandas do Maranhão”, explicou o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Bira do Pindaré.

Para fortalecer a aprendizagem, o Programa Pré-Universitário também prevê aulões presenciais. As atividades acontecerão em estádios e auditórios, onde haverá a revisão dos conteúdos. Com público previsto de aproximadamente duas mil pessoas, as atividades terão duração de cinco dias com o apoio de 14 professores.

70 anos – Hiroshima e Nagasaki, retrato do terror! Mais de 100 mil mortos

Cidade de Nagasaki destruída por explosão nuclear (Foto: Reuters)

Associação de imigrantes japoneses luta contra uso da energia nuclear no Brasil

Setenta anos após os ataques atômicos a Hiroshima e Nagasaki, no Japão, um grupo de 106 sobreviventes está lutando para que o Brasil abandone todas as suas atividades nucleares.

O grupo é formado majoritariamente por japoneses, já idosos, que imigraram para o Brasil após a Segunda Guerra. Eles são chamados de hibakusha, o termo em japonês para os afetados pelas explosões.

Neste domingo o ataque nuclear a Nagasaki, que matou entre 60 mil e 80 mil pessoas em 9 de agosto de 1945, completa 70 anos.

Uma emocionante cerimônia ocorreu neste domingo em Nagasaki, com sobreviventes e autoridades de diversos países. A homenagem foi marcada pela crítica feita especialmente pelos sobreviventes aos planos do premiê japonês, Shinzo Abe, de afrouxar as restrições dos militares no país – algo que, segundo eles, tiraria o caráter pacifista da Constituição japonesa.

A cerimônia em Nagasaki teve a participação de sobreviventes do ataque devastador

“Nós somos contra qualquer tipo de utilização da energia nuclear. O Brasil tem um território enorme e sol o ano inteiro. Por que usar a energia nuclear?”, disse Yasuko Saito, de 68 anos, uma das diretoras da Associação Hibakusha Brasil pela Paz.

Atualmente duas usinas nucleares instaladas em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, respondem por 2,87% da energia elétrica produzida no país.

A associação luta hoje contra os esforços do governo brasileiro para aumentar a capacidade nuclear do país com a construção da usina de Angra 3 – prevista para ser entregue em 2019.

Na área militar, cientistas da Marinha trabalham no desenvolvimento de submarinos movidos a energia atômica.

Associação

A Associação Hibakusha Brasil pela Paz foi criada em 1984 por sobreviventes que viviam no Brasil e se uniram para solicitar ao governo japonês assistência médica durante a velhice.

Segundo Saito, esse tipo de ajuda era fornecido apenas para japoneses que viviam no Japão e por isso foi necessário formar o grupo e entrar com processos na Justiça japonesa.

A solicitação foi apenas parcialmente atendida – parte dos sobreviventes passou a receber ajuda de custos ter acesso a atendimento médico. Mas o grupo decidiu então se dedicar a divulgar os horrores da guerra e os efeitos da bomba atômica.

Entre suas ações estão a realização de palestras direcionadas a jovens e até protestos de rua – um deles durante a visita do premiê japonês Shinzo Abe a São Paulo no ano passado.

Homenagens também foram realizadas próximo à Estátua da Paz, no Parque da Paz, em Nagasaki

Desde a criação da associação, 270 sobreviventes participaram da associação. Hoje, 106 estão vivos.

Estima-se hoje que o Brasil tenha uma das maiores comunidades de descendentes de japoneses: 1,5 milhão.

Capacidade nuclear

O Brasil começou a construção de usinas nucleares em 1972. Angra 1 começou a operar em 1982 e Angra 2 entrou em funcionamento em 2001. Juntas elas produzem quase 2 mil MW.

Em um projeto paralelo de 1979, a Marinha iniciou esforços para dominar o ciclo do combustível nuclear e construir um laboratório de geração de energia nucleoelétrica – a base para o desenvolvimento de um submarino movido por um reator nuclear.

A embarcação ainda está em fase de desenvolvimento em uma base naval no Rio de Janeiro.

Na década de 1980 o uso da energia nuclear civil foi alvo de muitas críticas quando uma cápsula com césio foi extraviada de um hospital abandonado, contaminando vítimas e causando mortes em Goiânia.

A imagem de um cogumelo de fumaça foi projetada na Catedral de Urakami, em Nagasaki; a igreja foi destruída pela bomba e reconstruída em 1959

Autoridades do governo estimam que quando a usina Angra 3 estiver pronta, cerca de 60% da energia consumida no Rio de Janeiro possa ser de origem nuclear.

O Plano Nacional de Energia – 2030 prevê a instalação de novas usinas no nordeste e sudeste.

O governo diz apostar em uma matriz energética múltipla e por isso investe em outros tipos de geração além das usinas hidrelétricas, hoje responsáveis por mais de 78% da produção elétrica do país.

As usinas nucleares seriam uma opção porque o país produz urânio, domina o ciclo de produção nuclear e porque esse tipo de energia seria uma opção em cenários de escassez hídrica.

Riscos

A Associação Hibakusha Brasil pela Paz disse porém que a utilização desse tipo de energia não é barata nem segura.

Segundo Yasuko Saito, o Brasil não tem terremotos ou maremotos – como o que causou o acidente nuclear de Fukushima, no Japão, em 2011 – mas um eventual erro humano nas usinas brasileiras poderiam condenar boa parte da população de Angra dos Reis.

“A energia nuclear não tem cheiro nem cor. Em quem podemos confiar?”, disse.

Ela afirmou que o Japão sofre até hoje para limpar a região de Fukushima após o acidente – o que mostraria quanto uma falha pode ser custosa.

Outra bandeira de luta da associação é o destino dado a resíduos da extração de urânio, que são guardados hoje em uma instalação em Santo Amaro, um populoso bairro da zona sul de São Paulo.

Garota presta homenagem às vitimas da bomba lançada pelas forças americanas

Mas apesar das dificuldades, os 106 membros da associação já se sentem vitoriosos.

“Eu nasci no Japão dois anos depois das bombas. Um dia perguntei ao meu pai, Takashi Morita: “Como o senhor teve coragem de ter uma filha quando diziam que ninguém atingido pela bomba sobreviveria mais de dois anos?”, afirmou Yasuko Saito.

“Ele respondeu que conheceu a minha mãe, que também era uma sobrevivente, logo depois do ataque. Ele viu que as plantas e o capim estavam nascendo e crescendo em Hiroshima e achou que não teria problema (ter filhos)”.

Takashi, presidente da associação, voltou ao Japão para acompanhar as celebrações e está neste domingo em Nagasaki. Uma missa é rezada na manhã de hoje no bairro da Liberdade, em São Paulo.

Fonte: BBC

Criada por Cunha, CPI do BNDES mira em Lula

Relação. Deputados querem esmiuçar atuação em prol de empresas financiadas pelo BNDES

© Fornecido por Estadão Relação. Deputados querem esmiuçar atuação em prol de empresas financiadas pelo BNDES

Os primeiros requerimentos apresentados na CPI do BNDES da Câmara apontam que o foco da comissão deverá ser as atividades do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A comissão foi instalada na quinta-feira após o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciar rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff. Ele é investigado pela força-tarefa da Operação Lava Jato.

Lula é alvo de três pedidos de convocação para prestar depoimento na comissão, instalada na quinta-feira. Apresentados pelos deputados Raul Jungmann (PPS-PE), Cristiane Brasil (PTB-RS) e Carlos Melles (DEM-MG), os pedidos partem da suspeita de que o ex-presidente, por meio do Instituto Lula, atuou no exterior como lobista de grandes empresas beneficiárias de empréstimos do BNDES.

Lula é alvo de procedimento investigatório criminal da Procuradoria da República no Distrito Federal, que investiga se houve tráfico de influência internacional de Lula em favor da construtora Odebrecht no exterior.

Ao negar a acusação, o Instituto Lula afirma que o petista jamais atuou como lobista, nunca foi de conselho ou diretor de empresa nem contratado para consultorias. Segundo a entidade, o que o ex-presidente fez foi defender interesses de várias empresas e do próprio País no exterior, além de ter dado palestras.

Jungmann também apresentou requerimentos para convocar o filho de Lula, Fábio Luiz, e quebrar seus sigilos fiscal, bancário e telefônico. O deputado alega que a empresa de Fábio, a Gamecoorp, foi beneficiada em negócio suspeito com a Oi-Telemar, empresa com participação acionário do BNDES.

Foram protocolados ainda pedidos de convocação dos ex-ministros da gestão Lula, como Antonio Palocci (Fazenda), Guido Mantega (Economia) e Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), além de Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula.

Também poderão ser chamados empresários próximos a Lula, como os acionistas da JBS, Wesley e Joesley Batista, e executivos ligados a empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato, como Marcelo Odebrecht e Léo Pinheiro (ex-presidente da OAS).

Além disso, há requerimentos de pedidos de informações sobre contratos do BNDES no Brasil e no exterior entre 2003 e 2015, que abrangem os governos de Lula e sua sucessora, a presidente Dilma Rousseff.

Os 71 requerimentos apresentados até a noite de sexta-feira serão colocados em votação na próxima sessão, marcada para terça-feira. O presidente da comissão, deputado Marcos Rotta (PMDB-AM), afirmou que os documentos serão apreciados por ordem de registro.

O primeiro deles, de autoria do deputado Miguel Haddad (PSDB-SP), é um pedido de convocação do presidente do BNDES, Luciano Coutinho, que já encaminhou carta à comissão colocando-se à disposição. “É claro que depois, politicamente, vamos ver como administrar isso”, diz Rotta, referindo-se aos pedidos de convocação de Lula. O primeiro a apresentar pedido para ouvir o petista foi Raul Jungmann.

Apelo

Marcos Rotta lembra que, ao ser eleito presidente, fez um apelo para que os trabalhos da comissão não fossem contaminados pela politização. “Eu sei que é difícil”, reconhece.

Relator da CPI, o deputado José Rocha (PR-BA) classificou os pedidos de convocação do ex-presidente como “politização pura”. Ele afirma que serão priorizadas demandas do ponto de vista “técnico”. Para o petista, a comissão “não pode ser espaço de pirotecnia.”

Autor de 19 requerimentos, Jungmann diz ser “imprescindível” para a comissão ouvir o petista, mas pondera que “não será fácil”. “Vai depender essencialmente do PMDB.”

Fonte: O Estadão