CAPES – Professor realiza exposição a partir de atuação como bolsista no Timor Leste

O professor do Instituto Federal do Sul de Minas Gerais Maurício Façanha Pinheiro atuou como bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no Timor Leste entre março e agosto de 2013. Agora, os registros da experiência do docente no país asiático formam a exposição fotográfica “Natureza e sociedade no Timor Leste: registros de um professor”, que fica aberta até o dia 4 de março no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

22022016 materia bolsista timor leste web 01

Maurício trabalhou no Timor Leste como articulador pedagógico de ciências naturais e professor formador entre março e agosto de 2013 (Foto: acervo pessoal)

No Timor, Maurício trabalhou como articulador pedagógico de ciências naturais e professor formador no Programa de Qualificação de Docente e Ensino de Língua Portuguesa (PQLP), iniciativa coordenada pela Capes em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE). O programa teve início em 2005 e envia docentes ao Timor Leste para atuar na elaboração e revisão de materiais didáticos, acompanhar professores timorenses na implementação de propostas, desenvolver cursos de português como segunda língua, oferecer cursos de língua portuguesa, entre outras atividades.

O professor define a experiência no Timor Leste, em 2013 como “um divisor de águas” em sua carreira. “Depois de ter sido coordenador de área do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) por três anos, a atuação no outro lado do planeta consolidou a convicção de que a educação e o ensino de Ciências Naturais são imprescindíveis para o desenvolvimento sustentável de uma nação e um verdadeiro progresso, tanto tecnológico quanto social.”

22022016 materia bolsista timor leste web 02

Entre as atividades realizadas no semestre como bolsista, Maurício promoveu encontros com pró-reitores da principal universidade de Timor para promover a inserção de docentes brasileiros na formação de professores timorenses, participou da elaboração, juntamente com professores portugueses e demais membros da cooperação brasileira, da elaboração de uma Licenciatura em Ciências, a ser implantada no instituto de formação docente, além de auxiliar na formação de professores de química junto a uma escola na capital Díli e na gestão das atividades do grupo de professores brasileiros.

Pedagogia do oprimido
Sobre a experiência, o docente afirma que as atividades no Timor Leste o lembraram das ideias e práticas do educador brasileiro Paulo Freire. “Como educador, era impossível não se identificar com os ideais do patrono da educação brasileira, a libertação e autonomia dos oprimidos. Essa missão internacional também propiciou o conhecimento do sistema educacional português, que exerce forte influência na reestruturação da educação timorense, mas sem dúvida o patriotismo brasileiro foi digno de um orgulho humilde de missionário, ao ouvir de um timorense que durante o período de resistência à invasão indonésia, uma contribuição decisiva para a emancipação das comunidades rurais nas montanhas, foi o emprego do método Paulo Freire de alfabetização de adultos”, relembra.

22022016 materia bolsista timor leste web 03

Para o brasileiro, as dificuldades enfrentadas em solo timorense confirmam que a formação de professores e o protagonismo da atuação docente são o principal componente de um sistema educacional. “Os professores timorenses, assim como brasileiros em regiões com mais dificuldades, como o Semiárido nordestino, enfrentam desafios em seu cotidiano docente com um idealismo e um sentimento missionário que os faz superar todos os obstáculos pela satisfação em ver as pessoas assumindo o protagonismo no desenvolvimento de sua comunidade.”

22022016 materia bolsista timor leste web 04
O professor define a experiência no Timor Leste, em 2013 como “um divisor de águas” em sua carreira (Foto: acervo pessoal)

O professor lembra que as estruturas precárias nas escolas não são exclusividade timorense. “Em alguns estados brasileiros a situação é semelhante. Semelhantes também são as relações autoritárias entre gestores e professores e destes com alunos. Se no Brasil, ainda sentimos as fragilidades de nosso regime democrático, no Timor Leste esse sentimento é mais aguçado. A todo instante percebe-se que as cicatrizes deixadas pelos colonizadores portugueses e invasores indonésios ainda provocam muita dor e afetam diretamente a sociedade, apesar das crianças e jovens do país asiático apresentarem beleza e esperança inigualáveis em seus sorrisos”, conclui.

Exposição e integração
A ideia da exposição fotográfica surgiu antes da partida para o sudeste asiático, explica Maurício. “Pensei nos registros ao estudar sobre aquela nação, que guarda semelhanças interessantíssimas com nosso país, como a influência portuguesa, como ex-colônias e a rica biodiversidade. Com uma perspectiva etnográfica, uma câmera semiprofissional e muita disposição para me inserir nas comunidades rurais nas montanhas e na rotina urbana da capital, as observações do cotidiano do país asiático propiciaram raros registros da sociedade e da natureza timorense.”, conta.

22022016 materia bolsista timor leste web 05

Recentemente, alguns jovens timorenses têm conquistado a oportunidade de ir estudar em uma universidade fora do país, muitas em regiões brasileiras similares ao meio ambiente do Timor, como a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). Maurício Pinheiro acredita que essa é uma importante oportunidade de aprendizado para ambos países. “Se a rica experiência em Timor, com um sistema educacional de matriz portuguesa, pode ser um estágio docente formidável para mestrandos e doutorandos da pós-graduação brasileira, para professores experientes e pesquisadores da área de formação de professores, o contexto timorense pode ser muito mais que apenas um objeto de investigação científica, pode ser uma experiência docente transformadora para quem se dispõe a compartilhar do cotidiano simples e oprimido de um povo heroico que tanto lutou pela sua libertação. Para os timorenses, que se identificam mais com nossos costumes e afetividade que dos nossos ex-colonizadores, penso que podemos ser um bom exemplo de adaptação e flexibilidade para gerir o principal patrimônio de uma nação: a educação de seu povo”, conclui.

Por Pedro Arcanjo

Governador contraria recomendação do Ministério Público Estadual e homologa Concurso para Professor

Após a realização da reunião idealizada pelo Ministério Público Estadual em São Luis com a participação de representantes do Executivo Estadual, representantes da Fundação Sousândrade e parlamentares, onde o MP recomendou ao governador a reaplicação das provas em trinta dias por ter identificado fortes indícios de plágio em  25 questões  nas provas elaboradas pela Fundação.

No encontro, o procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia Rocha, apresentou o posicionamento oficial do governo de que não haveria motivação jurídica para a anulação das provas ou mesmo das questões denunciadas.

A Recomendação, assinada pelos promotores de justiça Paulo Silvestre Avelar Silva (4ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa da Educação de São Luís) e João Leonardo Sousa Pires Leal (29ª Promotoria de Justiça Especializada na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa), o Ministério Público afirma que as irregularidades comprometeram a lisura do concurso, em razão da “falta de observância dos princípios constitucionais que devem nortear a ação da administração pública”.

Para os promotores, “o expressivo número de questões reproduzidas coloca em patamares diferentes candidatos que tiveram acesso às referidas questões e aqueles que não utilizam do meio eletrônico em seus estudos, realidade ainda de alguns residentes de municípios do nosso estado, cujo acesso à rede mundial de informações ainda é precário”.

Ao final da reunião, o promotor Paulo Avelar afirmou entender a diferença de posicionamentos jurídicos, ressaltando que o Ministério Público tem total interesse no sucesso do concurso, que é resultado de um acordo firmado entre as duas instituições. Ele pediu, no entanto, que os representantes do Poder Executivo fossem além da fundamentação jurídica e “analisassem a questão pelo aspecto da moralidade”. ( Trecho extraído do Site do MP-MA)

Dino foi contrário à recomendação do Ministério Público

Já na tarde desta terça-feira (23), o governador Flávio Dino acabou homologando a concurso para o quadro permanente do da SEDUC, deu pra perceber que o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estaduais e Municipais do Estado do Maranhão (Sinproesemma), Júlio Pinheiro, não ficou ao lado dos candidatos prejudicados e sim ao lado do governo, ao que parece, Dino fez vista grossa na fundamentação do Ministério Público em anular todos os atos, desde a aplicação da primeira prova até a segunda realizada, após uma Faculdade onde seria aplicada a prova da primeira etapa, teve problema na instalação elétrica.

Homem é preso em Coroatá por suspeitas de ser foragido de Campinas-SP

IMG-20160223-WA0015Tudo começou quando um casal chegou ao quartel da Polícia Militar denunciando que um amigo da família havia chegado à cidade e pediu para passar as festividades de final de ano com eles. Pois bem, passaram o natal, ano novo e carnaval, e o cidadão continuava comendo, bebendo e dormindo às custas do casal.

Não aguentando mais, o casal procurou a polícia para informar o fato, e quando chegou em casa viu o “então amigo” de posse de um facão ameaçando o casal, imediatamente os Policiais Militares foram acionados, juntamente com a Guarda Municipal para conter os ânimos exaltados de João Adão de Sousa, 45 anos, que não aceitava ser preso e acabou reagindo à prisão, que até dezembro residia em Campinas-SP e segundo informações de testemunhas, é acusado de praticas de crimes na capital paulista.

A polícia deverá realizar os levantamentos sobre o cidadão e realmente constatar se há ou não registro de crime contra Adão, pois as vítimas informaram que ele estaria foragido em Coroatá.

As eleições estão chegando e pesquisas duvidosas estarão sendo realizada e poderá confundir eleitor

Caros leitores, o ano de 2016 não será igual aos outros, certamente muita coisa poderá mudar, principalmente os rumos da cidade. Teremos eleições municipais e a preocupação maior é com relação à baixaria dos concorrentes. Até o presente momento estamos numa calmaria aparente, o prefeito Zito Rolim ainda não apresentou para a sociedade seu candidato preferido, e por isso há essa aparente tranquilidade no cenário político municipal.

Nesse contexto, alguns grupos políticos, acreditando nessa indecisão dos eleitores começaram a especular alianças e conjunturas possíveis e medem a intensidade de aceitação em cada união.

Nesse momento de indecisão é que começa a aparecer os institutos de fundo de quintal que realizam pesquisas sem critérios técnicos nem parâmetros, sem contar que os conhecimentos da matemática da probabilidade e estatísticas pouco são levados em conta. Chegará o momento em que haverá divulgação de pesquisas todos os dias para tentar confundir a cabeça do eleitorado indeciso, que historicamente se torna o alvo dos políticos, pois esses eleitores tendem a votar em que está na frente das pesquisas, portanto fiquem atentos.

Maranhão Contra a Corrupção já conta com a participação de 45 unidades judiciais

Imagem: divulgação do Movimento.

O mutirão de julgamentos do Maranhão Contra a Corrupção será realizado de 7 a 18 de março em 45 unidades judiciais de todo o Estado. Durante o período, o movimento espera julgar mais de 100 ações de improbidade administrativa contra gestores e ex-gestores públicos.

O movimento Maranhão Contra a Corrupção é uma ação idealizada por juízes e promotores de Justiça do Estado do Maranhão convencidos de que o combate à corrupção é uma importante medida de prevenção a violações de Direitos Humanos. Além de buscar a responsabilização de gestores por atos de improbidade na gestão de recursos públicos, o grupo também concentra esforços em trabalhos e medidas de prevenção.

A prevenção é realizada com atos que privilegiam valores morais e éticos, transparência e a prestação de contas. Nesse quesito a atuação do grupo consiste na elaboração, execução e colaboração em projetos institucionais e sociais voltados à plena eficácia dos mecanismos de prevenção da corrupção.

De acordo com o juiz titular da comarca de Urbano Santos, Samir Mohana, a ação inicial consiste sempre nos trabalhos de prevenção e sensibilização para a utilização responsável dos recursos públicos. “Entretanto, sempre que falharem os mecanismos de prevenção, as energias do grupo se voltarão às medidas de responsabilização dos gestores ímprobos”, completou o magistrado.

O processamento das ações cíveis ou criminais que serão julgadas já ocorre nas diversas unidades judiciais do Estado. Os direitos dos acusados ao contraditório e ampla defesa estão sendo respeitados. Para Mirella Freitas, juíza titular da 2ª Vara da comarca de Itapecuru-Mirim, o movimento, no entanto, tem a preocupação de não descuidar da necessária celeridade e rigor contra atos que visem, exclusivamente, o adiamento no julgamento dessas ações.

Já confirmaram a participação no mutirão as Varas Únicas das comarcas de: Amarante do Maranhão; Anajatuba; Arame; Araioses; Barão de Grajaú; Bequimão; Bom Jardim; Colinas; Cantanhede; Cururupu; Dom Pedro; Governador Nunes Freire; Joselândia; Magalhães de Almeida; Maracaçumé; Monção; Montes Altos; Morros; Paraibano; Raposa (Termo da Comarca da Ilha); São Bento; São Bernardo; Senador La Roque; Tutóia e Urbano Santos.

As 1ª Varas Cíveis de Açailândia; Bacabal; Barra do Corda; Coelho Neto; Estreito; João Lisboa; Lago da Pedra; Paço do Lumiar; Pedreiras; Santa Helena; Santa Luzia; Santa Quitéria; Santa Inês e Zé Doca também irão participar. A 2ª Vara Cível de Estreito; a Vara da Fazenda Pública de Imperatriz; Interesses Difusos e Coletivos de São Luís e as três Varas da comarca de Itapecuru-Mirim também já enviaram processos para julgamento.

AÇÕES – como primeiras medidas serão realizados seminários voltados à qualificação cada vez maior dos agentes do sistema de Justiça que atuam na investigação, processamento e julgamento de ações civis e/ou penais relativas à corrupção. O primeiro acontece de 02 a 04 de março de 2016 na ESMAM. Em seguida, será realizado mutirão de julgamentos das ações penais e de improbidade movidas contra gestores e ex-gestores no período de 7 a 18 de março de 2016. O Tribunal de Justiça, a Corregedoria Geral da Justiça, Procuradoria Geral de Justiça, Escola da Magistratura do Maranhão, Escola do Ministério Público e as associações de classe da Magistratura e Ministério Público apoiam o movimento.

Márcio Rodrigo

Assessoria de Comunicação

Subtenente que fez desabafo sobre mortes de colegas é advertido pela Polícia Militar

Subtenente Mardônio desabafou durante funeral de soldado do Raio morto em assalto (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O subtenente Mardônio Aguiar Costa, que desabafou sobre a onda de mortes de policiais no Ceará, em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, foi advertido pela Polícia Militar por falar publicamente sem autorização da corporação. A informação foi confirmada ao Tribuna do Ceará pela Associação de Cabos e Soldados.

Na entrevista, o militar, que já atua na profissão há 30 anos, admitiu estar cansado de enterrar colegas de trabalho. A declaração foi dada após enterro do soldado do Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio), cuja morte aconteceu no último dia 12, ao reagir a assalto em Fortaleza.

De acordo com o presidente da Associação, sargento Eliziano Queiroz, o subtenente foi convocado a comparecer ao Comando Geral da Polícia Militar do Ceará, na última terça-feira (16). O objetivo seria explicar a entrevista, que já conta com mais de 2 milhões de visualizações.

“Ele foi orientado a pedir autorização da assessoria da Polícia Militar para toda e qualquer entrevista que for dar. O vídeo teve repercussão nacional. E nós, da Associação, nos preocupamos e oferecemos assessoria jurídica”.

O subtenente Mardônio, que não sofreu sanção disciplinar, foi advertido e avisado de que existem diretrizes na Polícia Militar, devendo informar a data, o local, o horário e o assunto quando houver uma nova entrevista. Para o presidente, expressar um sentimento em uma entrevista é algo normal na corporação. “Isso hoje é normal, contanto que seja imparcial e relate sempre a verdade”.

Segundo nota divulgada pela Associação de Cabos e Soldados, a atitude do Comando Geral da Polícia Militar desrespeita o artigo 5º, inciso IV da Constituição Federal de 1988.

“O artigo determina a livre manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. O subtenente Mardônio, que na sua fala não fez críticas ao comando da corporação, só falou algumas verdades sobre o sistema de segurança pública do Brasil”, disse a nota.

Fonte: Tribuna do Ceará

Com apoio da Sedel, técnico da Seleção Brasileira de Beach Soccer realiza palestra para estudantes do Liceu Maranhense

Palestra Com o objetivo de incentivar ainda mais a modalidade do futebol de areia no Maranhão, o técnico da Seleção Brasileira de Beach Soccer, Gilberto Costa, realizou no fim de semana uma palestra motivacional para estudantes do Liceu Maranhense. O encontro foi uma parceria entre a Seleção Brasileira de Beach Soccer e a Federação Maranhense de Beach Soccer – FMBS, e contou com o apoio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel).

Durante a palestra, Gilberto Costa destacou as principais ações realizadas pelo governador Flávio Dino na área do esporte e lazer maranhense, e em especial sobre o apoio dado à modalidade do Beach Soccer, que em pouco tempo já colheu grandes frutos para o Estado.

“O atleta Datinha é exemplo de que o Maranhão é uma potência na prática do beach soccer. Ele é considerado um dos grandes destaques da modalidade e hoje faz parte do quadro de excelentes jogadores da Seleção Brasileira”, disse o técnico.

DSC_2171Para motivar os estudantes à prática do esporte, Gilberto fez um breve relato da sua trajetória de vida e enfatizou a importância do esporte como mecanismo modificador da realidade de milhares de jovens brasileiros.

Estiveram também na palestra a secretária adjunta de esporte educacional, Joslea Rodrigues, o assessor especial da Sedel, Miguel Pinheiro, o presidente da Federação Maranhense de Beach Soccer, Eurico Pacífico, o técnico da Seleção Maranhense de Beach Soccer, Chicão Castelo Branco, o jogador Datinha, e o diretor geral do Liceu Maranhense, Deurivan Sampaio.

Por meio da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, o Governo do Estado, por meio da Sedel, patrocina o Campeonato Maranhense de Beach Soccer 2016.

Fonte: SEDEL/MA

Sisu: IFMA divulga 1ª convocação de candidatos excedentes

downloadO Instituto Federal do Maranhão (IFMA) divulgou a 1ª lista de excedentes convocados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Foram 662 estudantes classificados em 16 municípios. A lista contempla estudantes que se inscreveram na lista de espera do Sisu e manifestaram interesse pelas vagas não ocupadas nos cursos de graduação oferecidos pelo IFMA no 1º e 2º semestre de 2016. O período de matrícula para os candidatos classificados será nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro.

Os candidatos convocados para a matrícula deverão comparecer no horário das 8h30 às 11h30 e das 14h às 17h30 ao campus que oferece o curso em que o estudante foi classificado. Os endereços dos campi constam no Edital de abertura. A matrícula será de acordo com a ordem da lista de classificados. O candidato convocado que não comparecer no período de matrícula será considerado desistente e será eliminado do processo.

Caso ainda existam vagas não ocupadas após o período de matrícula será divulgada nova lista de classificação. A 2ª lista de classificação está programada para sair no dia 1º de março.

Confira a lista de classificados.

João Santana recebeu U$ 3 milhões no exterior, diz investigação da PF

Patricia-StavisFolhapressA Polícia Federal identificou, na 23ª fase da Operação Lava-Jato, denominada Acarajé, depósitos no exterior que somam U$ 3 milhões de dólares, fruto de propina, em favor do marqueteiro do PT, João Santana. O dinheiro, segundo a investigação, foi repassado por off-shores ligadas à construtora Norberto Odebretch. Os repasses ocorreram entre julho de 2012 e março de 2013.

A investigação identificou que João Santana, responsável pelas campanhas presidenciais petistas em 2006, 2010 e 2013, um apartamento em São Paulo no valor de R$ 3 milhões. O imóvel foi sequestrado por autorização da Justiça. Parte do valor foi pago com o dinheiro recebido no exterior.

João Santana e a mulher dele, Mônica Moura, são investigados por lavagem de dinheiro. A investigação teve início em setembro do ano passado após a Polícia Federal encontrar uma carta escrita por Mônica na casa do engenheiro Zwi Skornicki, responsável pela operacionalização do pagamento de suborno no exterior. Ela informava os dados de duas contas nos EUA. João Santana e Mônica Moura não foram presos porque estão trabalhando na República Dominicana. Zwi Skornicki foi preso em casa, no Rio de Janeiro.

Agentes cumprem mandados em São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro. A PF também mira a empreiteira Odebrecht e o engenheiro Zwi Skornicki, que operava propinas no esquema da Petrobras. Skornicki já foi preso. Buscas e apreensões são feitas em imóveis da Odebrecht.

A operação cumpre medidas cautelares relacionadas a um grupo empresarial responsável por pagamento de vantagens ilícitas no esquema de desvio de recursos da estatal. O esquema envolvia ainda um operador de propina e um grupo recebedor, cuja participação havia sido confirmada com o recebimento de valores já identificados no exterior que ultrapassam os 7 milhões de dólares.

Cerca de 300 policiais federais cumpriram 51 mandados judiciais, sendo 38 de busca e apreensão, 2 de prisão preventiva, 6 de prisão temporária e 5 de condução coercitiva. Os mandados são cumpridos nas cidades de Salvador e Camaçari, na Bahia, Rio de Janeiro, Angra dos Reis, Petrópolis e Mangaratiba, no Rio de Janeiro e São Paulo, Campinas e Poá, em São Paulo.

Investigados

O publicitário baiano atuou como marqueteiro das campanhas da presidente Dilma Rousseff e da campanha da reeeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006. Embora a PF tenha o mandado de prisão, ele não pode ser cumprido ainda, já que o publicitário está no exterior.

Zwi Skornicki é representante comercial da empresa de engenharia naval de Singapura Keppel Fels no Brasil, por meio da Eagle do Brasil. Segundo o documento do acordo de delação premiada de Pedro Barusco, ex-gerente-executivo da Petrobras e ex-diretor da Sete Brasil, Skornicki teria fornecido quase 40 milhões de dólares para abastecer contas de diretores da Petrobras e o caixa do PT entre 2003 e 2013.

Operação Acarajé
Os presos serão levados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde permanecerão à disposição da Justiça Federal. Segundo a PF, o nome da operação, Acarajé, é uma referência ao apelido usado pelos alvos para designar dinheiro em espécie.
Fonte : Correio Brasiliense

Oportunidade – Abertas as inscrições do Concurso Público para Agente Penitenciário no Maranhão, oferta de 100 vagas

Resultado de imagem para agente penitenciário

Foram abertas nesta segunda, 22/02 e vão até o dia 20/03) as inscrições para o novo concurso público da Secretaria de Estado de Gestão e Previdência do Maranhão SEGEP-MA , que vai selecionar 100 candidatos para ocuparem o cargo de Agente Penitenciário. Os aprovados pertencerão ao regime jurídico estatutário.
Funções do cargo: realizar atividades de média complexidade, envolvendo planejamento e execução de serviços de segurança, vigilância, custódia de presos recolhidos nos estabelecimentos penais na execução de penas privativas de liberdade, restritivas de direitos e das medidas de segurança; executar programas e ações voltadas a execução penal para reintegração dos presos; assessorar e dirigir unidades penais.
Os candidatos devem ter o ensino superior completo em qualquer área, e carteira de habilitação na categoria “B”.

O vencimento inicial é R$ 3.283,56 (três mil duzentos e oitenta e três reais e cinquenta e seis centavos), e a carga horária, 40 horas semanais.

Para acessar a página do concurso,clique aqui