Ex-deputado Pedro Correa cita Lula e ministro do TCU em delação

O ex-deputado federal Pedro Correa, ex-presidente do PP, citou políticos da base do governo e da oposição, além de um ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), em sua delação premiada, que teve trechos divulgados nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. A delação do ex-deputado tem pouco mais de 70 anexos, cada um com um tema. Em cinco anexos do acordo são citados os nomes da presidente Dilma Rousseff e, em outros cinco, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Um dos fatos apontados por Pedro Correa envolvendo o ex-presidente Lula é uma reunião entre os dois, o então ministro da Casa Civil José Dirceu, e José Eduardo Dutra, na época presidente da Petrobras. Nessa reunião, teria sido acertada a nomeação de Paulo Roberto Costa para o cargo de diretor da Petrobras. A informação havia sido adiantada por VEJA no ano passado.

De acordo com o relato, José Eduardo Dutra, que morreu no ano passado, era contra a nomeação mas Lula atuou a favor de Paulo Roberto Costa, que depois foi o primeiro delator da Operação Lava Jato. José Eduardo Dutra teria dito na reunião: “Mas Lula, eu entendo a posição do conselho. Não é da tradição da Petrobras, assim, sem mais nem menos, trocar o diretor”. Lula teria respondido “Se fossemos pensar em tradição, nem você era presidente da Petrobras e nem eu era presidente da República”.

Em outro anexo, intitulado “mesada de Augusto Nardes”, ministro do TCU. Segundo a reportagem, Correa afirmou que, entre 2003 e 2005, quando Nardes era deputado federal pelo PP, ele estava entre os nomes da bancada da Câmara que recebiam propina arrecadada pelo deputado José Janene, morto em 2010, junto à Petrobras e a outros órgãos com diretorias indicadas pelo PP.

O ex-deputado também apresentou uma lista de operadores de propina, que incluiu o nome de Andrea Neves, irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e uma de suas principais assessoras, como a responsável por conduzir movimentações financeiras ligadas ao tucano.

A lista também traz nomes como Marcos Valério, operador do mensalão, e Benedito Oliveira, investigado na Operação Acrônimo, que apura suspeitas de irregularidades na campanha de Fernando Pimentel (PT) ao governo de Minas Gerais em 2014.

Ainda de acordo com a Folha, a delação tem um anexo sobre o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que tem como foco a votação que aprovou a emenda constitucional da reeleição em 1997. Conforme o relato, o o ex-presidente contou com apoio financeiro do empresariado para aprovar o projeto da reeleição.

O então presidente do conselho de administração do Banco Itaú, Olavo Setubal, morto em 2008, é um dos que teriam ajudado FHC. “Olavo Setubal dava bilhetes a parlamentares que acabavam de votar, para que se encaminhassem a um doleiro em Brasília e recebessem propinas em dólares americanos” diz o texto.

O jornal avalia que, apesar das revelações, há pouca prova documental apresentada pelo ex-parlamentar. Pedro Correa deve começar a prestar depoimentos e a apresentar as provas que tem a partir da semana que vem.

Resposta – Augusto Nardes afirmou ao jornal que o envolvimento seu envolvimento delação é “uma retaliação pela oposição que fazia dentro do PP”. Acrescenta que foi candidato independente e não contou com o apoio de Pedro Correa.

O senador Aécio Neves afirmou que Andrea Neves, irmã dele, não conhece e jamais teve contato com Pedro Correa. O senador reforçou que repudia as falsas acusações mais uma vez repetidas sem indícios de comprovação. Já o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso classificou o relato como “ridículo”.

O presidente do Itaú, Roberto Setúbal, disse ao jornal que fica “profundamente indignado” ao ver o nome do pai dele, Olavo Setúbal, “absurdamente envolvido numa história sem comprovações”.

Já o Instituto Lula disse que não comenta falatórios e “quem quiser levantar suspeitas em relação a Lula que apresente provas.

(Da redação de Veja)

Maranhenses aparecem em suposta lista de beneficiados por empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato

Políticos maranhenses
A Lava Jato encontrou na residência do presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Barbosa Silva Junior, no Rio de Janeiro, a maior relação de políticos e partidos associada a pagamentos de uma empreiteira até agora. As buscas fazem parte da 23ª fase da Lava Jato, a Acarajé, que teve como alvo o casal de marqueteiros João Santana e Monica Moura que atuaram nas campanhas de Lula (2006) e Dilma Rousseff (2010 e 2014) e também o executivo da Odebrecht, apontado pelos investigadores como o canal de Marcelo Odebrecht para tratar de doações eleitorais e repasses ilícitos a políticos.
A devassa da Polícia Federal na residência de um dos executivos-chave do esquema de propinas na empreiteira rendeu um total de sete arquivos onde aparecem inúmeras planilhas e tabelas. Mais de 200 políticos de 18 partidos constariam em uma planilha apreendida na casa de Benedicto Barbosa Silva Júnior.

Anotações manuscritas fazem referência a repasses para políticos e partidos, acertos com outras empresas referentes a obras e até documentos sobre “campeonatos esportivos”, que lembram documentos semelhantes já encontrados na Lava Jato e revelaram a atuação de cartel das empreiteiras em obras na Petrobras.

Alguns dos dados são datados de três décadas atrás, e apontam que a corrupção e os repasses a políticos por grandes contratos públicos é uma prática antiga.

Nos mesmos documentos aparecem supostos repasses aos três filhos do ex-presidente José Sarney (PMDB): o empresário Fernando Sarney, o deputado José Sarney Filho (PV-MA) e a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB). Aparecem ainda na lista o ex-ministro Edison Lobão (PMDB), o senador Jader Barbalho (PMDB), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB) e o ex-deputado João Agripino Maia Neto (DEM).
Os papéis – intitulados Relação de Parceiros – listam os nomes dos políticos e os apelidos para identificação. Segundo os documentos, constam apelidos curiosos e outros óbvios: Sarney é ‘Escritor’, Edison Lobão é ‘Sonlo’, Sarney Filho é ‘Filho’, Fernando Sarney é ‘Filhão’, Epitácio Cafeteira é ‘EPI’, Cunha é ‘Caranguejo’ e Renan é ‘Atleta’.
Documentos
  • Fonte: O Imparcial

Governo estadual antecipa pagamento de servidores para hoje

O Governo do Estado antecipou para hoje (24), o pagamento dos servidores públicos estaduais, que estava previsto para ser efetuado no dia 1º de abril. Novamente, a medida obedece a determinação do governador Flávio Dino, beneficiando, na véspera do feriado, os mais de 110 mil servidores ativos e inativos do Estado.
O pagamento será efetuado oito dias antes do previsto no calendário de pagamentos elaborado para o ano de 2016, devido a viabilidade financeira do Estado. “Considerando o feriado da semana santa, anteciparemos o pagamento dos servidores públicos do Governo do Maranhão”, declarou o governador Flávio Dino.
Fonte: Portal do Servidor

Encerrado o Intercolegial Mirim “Olympus 15 anos” com os campeões do futsal

Na tarde desta quarta, 23/03, foi encerrado no ginásio Deolido Rodrigues, o Intercolegial Mirim “Olympus 15 anos”.
O evento comemorativo pelos 15 anos de existência do Colégio Olympus, iniciou no sábado, 19/03 com o atletismo na quadra da Escola Ananias Murad e com o handebol na quadra do Colégio Batista. Na segunda e terça já no Deolindo Rodrigues foram disputadas as partidas de basquete.
Com o ginásio cheio de crianças, pais, tios e avós de alunos participantes, foram realizados os jogos finais do futsal, encerrando assim o Intercolegial.
Na final feminina, o Olympus fez 2×0 no primeiro tempo, mas logo o Polegar empatou. No segundo tempo o Olympus fez 3×2, e novamente o Polegar empatou, mas no finalzinho o Olympus fez 4×3 e garantiu a tríplice coroa feminina: campeãs no handebol, basquete e futsal.

A final masculina foi disputada entre Colégio Batista e Senador Archer que abriu 2×0, mas que logo teve o empate do Colégio Batista. Porém a tarde era mesmo do Senador Archer que venceu por 3×2 e comemorou seu segundo título: campeões do handebol e do futsal.

Não posso terminar esta matéria sem agradecer à Escola Ananias Murad por ter cedido a quadra para a competição de atletismo, e ao Colégio Batista por abrir as portas para realizarmos a competição de handebol, enquanto o ginásio Deolindo Rodrigues ainda não estava disponível. Por fim um agradecimento especial ao Desportista e Secretário de Infra-Estrutura, Márcio Esmero, que em dois dias deixou o ginásio pronto para a prática esportiva, pois o mesmo estava fechado há um mês, porque ninguém havia se interessado em consertar o seu telhado.

Como patrocinador, organizador, treinador, professor e árbitro do evento, termino  mesmo bastante cansado, porém quando lembro do sorriso da garotada jogando, do ginásio cheio de pais, tios e avó de alunos participantes, vejo que o esporte ainda é uma ferramenta de socialização, integração, melhor qualidade de vida, saúde e acima de tudo uma saída para que nossos jovens deixem o sedentarismo e a ociosidade que muitas vezes os levam para o mundo das drogas e criminalidade, disse o professor Fredson Ricardo, muito emocionado com o resultado do evento.

Os esportes de quadra de nossa cidade estão desaparecendo, não por falta de talentos, mas simplesmente por não terem frequentes competições de base escolar e educacional: mirim, infantil e infanto, pois anualmente temos apenas os “Jogos Escolares Codoenses”. Espero que outras escolas tenham esta iniciativa e principalmente nossa querida Secretaria Municipal de Desportos.

Polícia Civil prende em Rosário homem acusado de estuprar a filha de dez anos

IMG-20160323-WA0007

Na manhã desta quarta-feira (23), a Polícia Civil por intermédio do 12º Distrito Policial do bairro de Pedrinhas, zona rural de São Luís, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, prendeu Antônio José Ribeiro dos Santos, de 38 anos, suspeito de cometer um homicídio em 2015 naquela localidade.

O crime teria ocorrido no mês de maio do ano passado quando, após uma discussão durante uma festa popular da comunidade, Antônio teria efetuado um único disparo de arma de fogo contra a vítima identificada como Jardelson Ferreira dos Santos, que não resistiu ao ferimento e veio a óbito no local.

Segundo o delegado da 12ª Delegacia de Pedrinhas, Day Robson Costa na época em que ocorreu o crime o suspeito ainda teria prestado depoimento sobre o caso, mas logo se tornou foragido das autoridades policiais. De acordo com o delegado, a prisão do suspeito foi realizada após denúncias de que o mesmo estaria intimidando familiares e amigos da vítima.

Antônio Ribeiro foi apresentado na delegacia, onde prestou depoimento e foi autuado pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil, sendo que deve aguardar as decisões da justiça no Centro de Triagem de Pedrinhas.

IFMA realiza encontro para discutir ações pedagógicas para o Instituto

Na terça-feira (22), os diretores de Ensino, pedagogos e técnicos em Assuntos Educacionais do IFMA participaram da Reunião Técnica para Orientações Pedagógicas, promovida pela Pró-Reitoria de Ensino (Proen), em São Luís. O objetivo do encontro foi discutir demandas relacionadas ao desenvolvimento das ações pedagógicas nos campi. Dentre as pautas, houve uma palestra sobre Educação profissional, mapeamento das demandas pedagógicas, orientações sobre o sistema de avaliação nos cursos técnicos, discussão e elaboração de normas gerais para execução da Programação Especial de Estudo (PEE) e orientações para o Grupo de Trabalho sobre o currículo dos cursos de nível Médio e superior.

A pró-reitora de Ensino, Ximena Bandeira, apresentou um panorama sobre o processo de construção do Projeto Pedagógico Institucional (PPI), documento que vai estabelecer diretrizes filosóficas, políticas e teórico-metodológicas para a prática pedagógica no IFMA. “Após a sistematização das contribuições dos grupos de trabalho que estão formulando o PPI, o documento será submetido a consulta pública e, posteriormente, para os órgãos colegiados do Instituto”.

IMG_5962

Educação profissional: formação técnica X humana

IMG_5974O chefe do Núcleo de Acompanhamento e Avaliação de Programas e Projetos (NAAPP/Proen), Paulo Roberto Silva, ministrou uma palestra com o tema Educação profissional: concepções fundantes da práxis educativa no IFMA. Em sua exposição, o professor apontou conceitos-chave que estão presentes do Projeto Pedagógico Institucional e a necessidade da ação acompanhada pela reflexão no processo ensino-aprendizagem, aquilo que Paulo Freire define como práxis.

Segundo Paulo Roberto, “ o PPI é base, mas também é um horizonte para nossas ações”, mencionando a importância de se formar pessoas que saibam refletir sobre suas práticas enquanto profissionais e cidadãos. Para ele, é necessário superar a dicotomia “servir ao mercado versus formar seres pensantes”, que ainda caracteriza a Educação profissional. “Precisamos formar um cidadão trabalhador, capaz de atuar sobre o mundo e com domínio teórico e prático sobre seu trabalho”, pontua.

Orientações pedagógicas

A partir de um levantamento feito pela Proen, a pedagoga Sônia Pedroni apresentou as demandas pedagógicas apontadas como prioritárias pelos campi. O espaço serviu também para elencar possíveis soluções e para socializar experiências bem-sucedidas das diferentes unidades do Instituto.

Os servidores também esclareceram dúvidas sobre a sistemática de avaliação nos cursos técnicos de nível médio, regulamentada pela Resolução nº 86/2011. A resolução prevê a Programação Especial de Estudo (PEE) para alunos que são aprovados com pendências em até três disciplinas, possibilitando que o aluno curse as disciplinas paralelamente dentro do período de integralização curricular. De acordo com a chefe do Departamento Pedagógico (DEPED/Proen), Cleomar Pereira, a reunião teve como objetivo também “estabelecer um documento para orientar a execução da PEE, padronizando os procedimentos do programa”.

A última pauta da reunião tratou de orientações e encaminhamentos para o Grupo de Trabalho responsável pela revisão do currículo dos cursos técnicos e superiores do Instituto. Esse debate se insere dentro de um contexto mais amplo, que é a reformulação da Base Nacional Comum Curricular.

Ministério da Educação participa de plano nacional contra o Aedes e a microcefalia

Em cerimônia no Palácio do Planalto, foram anunciados investimentos de R$ 649 milhões contra o mosquito (Foto: João Neto/MEC) Depois de mobilizar 60 milhões de estudantes e profissionais da educação contra o mosquito Aedes aegypti no início do ano letivo de 2016, o Ministério da Educação participa agora da fase de estudos para o combate ao mosquito que transmite a dengue, o zika e a chikungunya. As ações do Eixo de Desenvolvimento Tecnológico, Educação e Pesquisa foram anunciadas nesta quarta-feira, 23, no Palácio do Planalto, em Brasília.

Serão investidos R$ 649 milhões nas pesquisas que compõem o Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes aegypti e à Microcefalia. Além do MEC, que empregará R$ 36 milhões, os ministérios da Saúde e da Ciência, Tecnologia e Inovação também desenvolverão estudos. Até 2018, os recursos chegarão a R$ 1,2 bilhão, segundo a presidenta Dilma Rousseff.

“A mobilização dos estudantes, tanto das séries finais do ensino fundamental como do ensino médio, inequivocamente é uma forma de mobilizarmos a sociedade”, destacou a presidenta, ao lembrar os esforços capitaneados pelo MEC contra o mosquito.

A presidenta anunciou, ainda, outra campanha que o Ministério vai promover no começo de abril, desta vez junto às famílias dos estudantes. “O MEC estará, juntamente com os secretários de educação, promovendo uma grande mobilização no sentido de levar os pais das crianças a desenvolverem esse combate. Até porque nós todos sabemos que, enquanto não temos a vacina, é fundamental que a gente elimine os criadouros”, afirmou Dilma.

Ações – As pesquisas na área de educação serão desenvolvidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Conforme o presidente da Capes, Carlos Nobre, “de várias maneiras esses recursos vão contribuir com o aumento do conhecimento científico sobre o vetor e o vírus da zika”.

A primeira ação de uso desses recursos é a destinação de R$ 6 milhões para apoio a cerca de 20 grupos com projetos de pesquisa sobre o virus, em todas as áreas, em fase de conclusão. A intenção, segundo Nobre, é em pelo menos seis meses apresentar resultados importantes.

Em breve, conforme o presidente da Capes, será lançado também um edital de pesquisas de mestrado e doutoramento, com investimento de R$ 50 milhões. Parte dos recursos anunciados hoje se somarão a outros vindos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

O certame será voltado para as cinco áreas prioritárias elencadas pelo eixo de pesquisas no combate ao Aedes aegypti: diagnóstico, controle vetorial, o vírus zika e sua relação com doenças como a microcefalia, vacinas e tratamentos, além de inovação em gestão de Serviços de Saúde, de saneamento e de políticas públicas.

“É uma emergência onde existe um enorme desconhecimento científico. Ninguém previu, ninguém imaginou que podia haver uma epidemia causada pelo vírus zika e que tivesse uma dimensão, um agravo pelas consequências, as doenças que o vírus ocasiona”, frisou Carlos Nobre.

A presidenta Dilma Rousseff reforçou que “mesmo nessa etapa de dificuldades fiscais”, o Governo Federal dará todas as condições para que os estudos sobre o vírus alcancem outros patamares. “Nós temos um compromisso de não deixar faltar recursos para essas pesquisas”, disse.

Assessoria de Comunicação Social

Produtos maranhenses serão expostos em mercado de São Paulo

Do Maranhão para o Brasil. Essa é a proposta da parceria firmada recentemente entre o departamento de Cooperativismo e Associativismo da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) com a cooperativa Central do Cerrado. O objetivo é expor produtos das cooperativas maranhenses no Mercado Municipal de Pinheiros, localizado na Zona Oeste de São Paulo.

O ‘Mercadão de Pinheiros’, revitalizado há alguns meses, ganhou ares de inovação e agora conta com boxes para receber produtos de toda região do cerrado brasileiro, por meio do programa ‘São Paulo em Conexão com Biomas do Brasil’.

Atualmente o local recebe chefes de cozinha renomados nacional e internacionalmente. Como parte do programa, os profissionais observam, experimentam e testam receitas com os produtos ofertados no mercado. O Maranhão não fica de fora e produtos como óleo e mesocarpo (massa feita com coco babaçu), farinha, mel, cajuína, tapioca, camarão seco, junça (espécie de planta comestível com sabor suave de nozes e serve para fazer refrescos), biscoitos e o abacaxi de Turiaçu estão entre os artigos da exposição.

Os produtos são originários de cooperativas que funcionam como fornecedores da mercadoria. Artigos como a farinha, biscoitos e óleo de babaçu vem de cooperativas como a Cooperquilombola (cooperativa de quilombolas do município de Itapecuru Mirim), Coopaesp (cooperativa de produtores agroextrativistas de Esperantinópolis), Copalj (cooperativa de produtores agroextrativistas de Lago do Junco) e Cimqcb (cooperativa do movimento das quebradeiras de coco babaçu).

“O cooperativismo precisa ser fortalecido cada vez mais e o governo do estado, por meio da SAF, tem esse papel, de lutar juntamente com os parceiros, movimentos sociais e cooperados para fortalecer a agricultura familiar no Maranhão e tornar o nosso produto conhecido mundialmente”, disse o secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares.

Comissão de Inter Gestores da Saúde das Regionais de Codó, Pedreiras, Bacabal, Alto Alegre a São Mateus participam de encontro

Aconteceu nesta terça-feira (22), no prédio do CETEC-MA, sob o comando do Coordenador da CIR de Codó-MA,  Ricardo Araújo Torres.  Na pauta,  assuntos como: os serviços de obstetrícia nos municípios de Pedreiras, Bacabal e Alto Alegre.
Já na segunda parte da reunião o tema foi,  a  Rede de Serviços Hospitalar da região de Codó que compõe os municípios de Peritoró, Alto Alegre, Timbiras e Coroatá.  Nesta etapa das discussões, foram debatidos assuntos como, o  cofinanciamento do convênio (SES-Codó)  do pronto socorro do HGM, a Central de Regulação de Serviços da Região,  exames de citopatologia de Alto Alegre do Maranhão e o cofinanciamento do SAMU. O evento contou com a participação de representantes da Secretaria de Estado da Saúde, médicos, enfermeiros,  técnicos em enfermagem e administradores de unidades de saúde.
“O objetivo principal desta reunião, é definirmos o perfil hospitalar da região de saúde de todos os municípios aqui representados e demostramos o que de fato precisa ser feito, para uma melhor qualidade nos serviços de saúde das nossas regiões”. Finalizou o Coordenador da CIR-CODÓ, Dr. Ricardo Torres.

Por: Ascom/SAÚDE

Parlamento Jovem – Inscrições para nova edição do Parlamento Jovem Brasileiro começam hoje

Resultado de imagem para parlamento jovem 2016

O Parlamento Jovem Brasileiro (PJB), programa que simula uma jornada parlamentar de jovens estudantes, abre inscrições nesta quarta-feira (23). Podem participar alunos do ensino médio ou técnico de escolas públicas e particulares de todo o Brasil, com idade entre 16 e 22 anos.

A edição 2016 será realizada de 26 a 30 de setembro, nas dependências do Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor), nos plenários de comissões e no plenário Ulysses Guimarães.

Os interessados têm que estar matriculados no 2º ou 3º ano do ensino médio ou no 2º, 3º ou 4º ano do ensino técnico, na modalidade integrada ao ensino médio. Além de enviar sua ficha de inscrição e toda a documentação necessária à Secretaria de Educação do seu estado, o estudante que quiser participar precisa elaborar um projeto de lei de sua autoria propondo mudanças para melhorar a realidade do país. O tema é livre, mas deve ter impacto nacional.

O PJB tem por finalidade possibilitar aos alunos de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático mediante participação em uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados, com diplomação, posse e exercício do mandato. Em paralelo a isso, o programa também visa estimular nas escolas a discussão de temas como política, cidadania e participação popular.

Encontro dos Coordenadores Estaduais

A primeira etapa do programa foi o encontro dos coordenadores estaduais, que ocorreu na segunda (21) e na terça-feira (22), no auditório do Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento da Câmara (Cefor). Os coordenadores são servidores designados pelas Secretarias de Educação responsáveis por conduzir as ações de divulgação do PJB nos estados, assim como coordenar a pré-seleção dos projetos.

Durante a realização do PJB, eles acompanham em tempo integral os estudantes de cada estado, sendo responsáveis por sua disciplina e pela manutenção da ordem durante todo o período de permanência dos parlamentares jovens em Brasília.

O lançamento oficial do PJB ocorreu neste evento, quando também são repassadas as diretrizes estabelecidas pela Câmara dos Deputados para seleção dos projetos e construídas as estratégias para a atuação dos coordenadores desde a divulgação do programa até a sua execução.

Quantidade de projetos

Nesta edição do PJB, 78 projetos serão selecionados. O número de representantes jovens por estado e no Distrito Federal é feita de maneira proporcional, como nas eleições oficiais. São Paulo, por exemplo, que tem o maior número de deputados na Casa, recebe 11 parlamentares jovens, enquanto o Distrito Federal e o Acre, que têm oito representantes, recebem um representante jovem. Mais informações podem ser consultadas no site ou na fan page do PJB.

SERVIÇO

13ª edição do Parlamento Jovem Brasileiro

Inscrições: de 23 de março a 10 de junho

Evento: de 26 a 30 de setembro, na Câmara

Fonte: Agência Câmara Notícias