Rebeca Andrade conquista duas medalhas na Copa do Mundo

Rebeca no pódio (Foto: iFlamengo News)A 75 dias dos Jogos Olímpicos Rio-2016, a ginasta rubro-negra Rebeca Andrade conquistou duas medalhas na etapa de São Paulo da Copa do Mundo da modalidade. A atleta foi às finais das barras assimétricas e da trave e levou a prata e o bronze, respectivamente. Jade Barbosa participou como “Hours Concours”, sem brigar por medalhas.

Rebeca conquistou a primeira medalha no sábado (21), nas barras assimétricas, depois de ter sido a melhor nas eliminatórias da prova. Na manhã deste domingo (22), a rubro-negra disputou a final da trave, também classificada em primeiro lugar. Na execução, a atleta sofreu uma queda que não a tirou do pódio. Rebeca ficou com o bronze, com 13,000 pontos.

Contando com ginastas e treinadores rubro-negros, a Seleção Brasileira de ginástica artística se classificou como equipe para Rio-2016. A convocação oficial ainda não foi divulgada pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), mas deve contar com talentos do Flamengo na equipe de atletas e na comissão técnica.

Fonte: Site Oficial do Flamengo

Eleições 2016: dicas úteis para o eleitor no dia da votação

Na próxima segunda-feira (23), os estudantes e servidores do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) vão eleger o reitor e diretores de 18 campi para o período 2016 a 2020. Um total de 28.073 eleitores estão aptos a votar, sendo 25.563 alunos, 1.325 professores e 1.185 técnicos administrativos.

De acordo com Michelle Pinto, integrante da Comissão eleitoral central, as urnas e cédulas já foram entregues às comissões eleitorais locais. São 56 polos de votação, incluindo Reitoria, campi, campi avançados e polos de educação a distância (EAD).

Tire suas dúvidas sobre o dia da votação:

1)      Como será o processo de escolha do reitor e diretor de campus?

O processo de consulta pública será decidido em um único turno eleitoral. O voto será em cabine individual, com uso de urnas tradicionais (cédula de papel) ou de sistema eletrônico de votação. No caso de urnas tradicionais, serão usadas diferentes cores para identificar cada segmento: verde (professores), azul (técnicos administrativos) e amarela (estudantes).

2)      Qual é o horário da votação?

A votação será das 8h às 20h. Nos campi com funcionamento diurno e na Reitoria, o horário será das 8h às 18h.

3)      Quais são os documentos necessários para votar?

Podem ser apresentados um dos seguintes documentos de identificação: carteira de identidade, carteira profissional, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e passaporte. Servidores poderão votar também mediante a apresentação do crachá funcional.

4)      É obrigatório votar?

Não. De acordo com o regulamento, o voto é facultativo.

5)      É permitido o voto em trânsito?

Os servidores e estudantes que estiverem a serviço da eleição poderão votar em trânsito. O votante deverá ser identificado pela mesa receptora/apuradora e assinará a lista de presença específica, votando em separado, tendo o seu voto registrado em ata.

6)      Posso levar celular para a cabine de votação?

Não. É proibido tirar e divulgar fotografias no ato da votação, assim como portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas e filmadoras dentro da cabine de votação, obrigando o eleitor a deixar o dispositivo com o mesário na hora do voto.

7)      Qual é a ordem de votação?

O eleitor votará nesta ordem: reitor (dois dígitos) seguido por diretor-geral (três dígitos). No caso de urnas tradicionais, deverá ser assinalado o quadro correspondente à escolha do eleitor para os dois cargos. Os servidores da Reitoria e dos campi onde não haverá eleição para diretores votarão apenas para o cargo de reitor.

Enem 2016 encerra inscrições; prazo para pagar boleto termina na quarta

Provas Exame Nacional do Ensino Médio Enem (Foto: Fábio Tito/G1)

Terminou às 23h59 desta sexta-feira (20) o prazo de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ) 2016. Até 17h45, 8.222.491 estavam inscritos.

A taxa de inscrição custa R$ 68 – R$ 5 a mais que na edição do exame no ano passado. O prazo máximo para quitar o boleto é a próxima quarta (25). Só após o pagamento é que a inscrição será confirmada. Dessa vez, ela poderá ser paga em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência de Correios (antes, só era possível quitar a guia no Banco do Brasil).

Evolução das inscrições
O balanço parcial de inscritos no Enem 2016 se aproxima do total de inscritos do ano passado. Em 2015 foram 8,4 milhões de inscritos, dos quais 7,7 milhões confirmaram as inscrições (com o pagamento do boleto ou obtenção da isenção da taxa). Ao fim daquele ano, 5,7 milhões fizeram as provas do exame.

Provas
Neste ano, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia, sábado, o candidato terá 4 horas e 30 minutos para responder questões de ciências humanas e de ciências da natureza. No domingo, ele terá 5 horas e 30 minutos para as perguntas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação.

Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. As provas começarão, nos dois dias, às 13h30. Os gabaritos oficiais das questões objetivas serão divulgados pelo Inep até o dia 9 de novembro. Já os resultados ainda não têm data marcada para serem apresentados.

Isenção
Aqueles que irão concluir o ensino médio em 2016 e estiverem matriculados na rede pública de ensino terão direito à isenção automática da taxa de inscrição.

Já os que pertencerem a famílias de baixa renda, mas que não sejam concluintes de escola pública, poderão declarar carência para conseguir a isenção. Durante o período de inscrição, o sistema avisará se o pedido foi aceito.

Lembrando que, a partir deste ano, os estudantes que conseguiram a isenção da taxa em 2015 e não compareceram à prova, sem justificar a ausência, vão perder o direito de não pagar a inscrição em 2016.

Atendimento especializado
Os candidatos que precisarem de atendimento especializado (com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, auditiva e intelectual, surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia ou outras condições especiais) devem indicar na inscrição qual o recurso que desejam para fazer a prova. Também podem solicitar auxílio: gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e sabatistas.

Entre os dias 1º e 8 de junho, pela plataforma do Inep, a pessoa deve enviar o documento que comprova sua condição. Ele deve conter o nome completo, o diagnóstico com a descrição do que motiva o pedido de atendimento especial e a assinatura de um médico ou profissional especializado, com seu CRM (registro no Conselho Regional de Medicina).

As adaptações que o candidato pode solicitar são: prova em braile ou com letra ampliada (fonte 18, com imagens maiores) ou super-ampliada (fonte 24, com imagens maiores), tradutor-intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), guia-intérprete para pessoas com surdocegueira, auxílio para leitura (inclusive a labial) e transcrição, sala acessível e tempo extra de uma hora em cada dia da prova.

A participante lactante que precisar amamentar durante as provas deve levar um acompanhante adulto, que ficará em uma sala reservada e cuidará do bebê enquanto a mãe fizer o Enem. Já aquele que estiver internado para tratamentos de saúde deve assinalar a opção “classe hospitalar”. O Inep entrará em contato com o hospital em que a pessoa estiver para verificar as condições necessárias para que a prova seja feita.

Os sabatistas precisam marcar a alternativa “guardador do sábado por convicção religiosa” para fazê-la em outro horário. Eles entrarão no local de prova quando os portões abrirem, às 12 horas, juntos com os demais, e aguardarão até as 19 horas para fazer a prova.

Nome social
Travestis e transexuais que quiserem tratamento pelo nome social devem informar o pedido ao Inep na inscrição, além de enviar cópia do documento de identificação, com foto recente e formulário preenchido, entre os dias 1º e 8 de junho.
Criado para avaliar os conhecimentos dos estudantes que concluíram o ensino médio, a prova também substitui vestibulares no acesso a instituições federais de ensino superior. No entanto, essa não é sua única função.

Para que serve o Enem
As notas do Enem podem ser usadas por quem tem mais de 18 anos para obter a diploma do ensino médio. Também são exigidas para o candidato que pretende uma bolsa de estudos pelo ProUni ou financiamento estudantil pelo Fies.
O Ciência sem Fronteiras é outro programa federal que pede boas notas no exame nacional como critério de seleção.

VEJA ABAIXO AS FUNÇÕES DO ENEM
Seleção para universidades
As notas do Enem são usadas para selecionar alunos para as vagas em universidades federais e outras instituições de ensino.
As universidades podem usar o Enem como único método de seleção, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou fazer uma combinação entre as notas do Enem e seu vestibular próprio. O Sisu já recebeu a adesão da maioria das universidades e institutos federais e, na última edição, ofereceu mais de 205 mil vagas.

Programa Universidades Para Todos (Prouni)
Para disputar uma bolsa de estudos do Prouni, que varia de 50% a 100% do curso de uma instituição de ensino superior privada, o candidato precisa ter obtido nota mínima de 450 pontos no Enem e não pode ter zerado a redação. Na última edição do programa, foram ofertadas 213.113 bolsas em 1.117 instituições.

Financiamento Estudantil (Fies)
Estudantes que concluíram o ensino médio a partir de 2010 e querem solicitar o Fies devem ter feito Enem, caso contrário, não poderão solicitar o benefício. A partir deste ano, o candidato precisa ter obtido 450 pontos no exame nacional e não pode ter zerado a redação.

Pelo Fies é possível financiar os cursos de graduação bem avaliados junto ao MEC. A taxa de juros é de 3,4% ao ano para todos os cursos. Ele pode ser solicitado pelo estudante em qualquer etapa do curso e em qualquer mês.

Seleção para ensino técnico (Sisutec)
Quem estiver interessado em uma vaga gratuita de cursos técnicos oferecidos em instituições públicas e privadas pelo Sisutec deverá ter feito as provas do Enem. As notas no exame serão usadas para classificação dos concorrentes.

Ciência Sem Fronteiras
O programa do governo federal oferece bolsas de estudo para intercâmbios no exterior destinado a alunos de graduação e pós. Para participar da seleção de bolsas durante a graduação, é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2009 e conseguido a média mínima de 600 pontos. Os candidatos também são avaliados de acordo com seu aproveitamento acadêmico na universidade.

Certificação para o Ensino Médio
Quem tem no mínimo 18 anos e não concluiu o ensino médio pode conseguir a certificação por meio do Enem. A pontuação mínima é 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e 500 pontos na redação.

Fonte: g1.com.br

Eduardo Cunha diz que voltará a frequentar a Câmara na segunda-feira

Lucio Bernardo Junior / Câmara dos Deputados
Reunião ordinária para oitiva do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) que veio fazer sua defesa no colegiado, onde enfrenta um processo que pode resultar na cassação do mandato como parlamentar

Ao lado do advogado Marcelo Nobre (D), Eduardo Cunha mostrou aos deputados passaportes que usava nos anos 80 em viagens de negócios ao exterior

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, afirmou nesta quinta-feira (19) que voltará a frequentar a Casa na próxima segunda-feira (23). Ao sair de reunião no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, onde depôs por cerca de sete horas, Cunha explicou a jornalistas que poderá ser encontrado no gabinete 510. “Eu estou suspenso do exercício do mandato e não do mandato”, disse, em referência à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que o afastou em 5 de maio.

Cunha disse ainda estar certo de retornar à presidência da Câmara. “Vamos recorrer [da decisão]. Espero que os recursos sejam acolhidos, uma ação direta de inconstitucionalidade, um pedido de reconsideração. Nós vamos lutar, porque é uma decisão que eu contestei veementemente no dia em que foi adotada, por ser excepcional, sem previsão constitucional”, afirmou. “Eu comparo a distorções, como o senador Delcídio [o senador recentemente cassado Delcídio do Amaral], que foi preso e não teve o mandato suspenso.”

Antes, no Conselho de Ética, Eduardo Cunha já havia dito se sentir injustiçado com o afastamento imposto pelo Supremo e classificou o processo como de “natureza política”.

Sem contas no exterior
No Conselho de Ética, Cunha enfrenta um processo por quebra de decoro parlamentar, acusado de ter mentido, em depoimento em maio de 2015 à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, sobre a existência de contas bancárias de sua propriedade no exterior. Ao depor no Conselho nesta quinta, ele disse reiteradas vezes que não possui contas nem investimentos não declarados no exterior. Cunha reafirmou que é beneficiário de um truste na Suíça, e não proprietário de conta.

“Se eu possuísse investimentos, certamente eles estariam declarados. Eu sou beneficiário de um truste. O truste é o detentor do patrimônio, dos investimentos, dos resultados dos investimentos e das perdas, inclusive. Eu não possuo investimento não declarado. Os investimentos e o patrimônio não me pertenciam”, disse Cunha em resposta ao relator do caso, deputado Marcos Rogério (DEM-RO).

Ele disse ainda não ser autorizado a movimentar os recursos do truste, que seria do tipo familiar, ou seja, quando se passa para uma administração de terceiros o patrimônio da família.

Marcos Rogério também questionou um possível crescimento de patrimônio do truste em mais de 100% em um ano. “Durante os anos, os saldos nessas contas continuaram subindo. Eram 2,4 milhões de dólares em 2009. Como o saldo continuou a subir se não houve aporte de recurso?” perguntou o relator, em uma comparação com o ano anterior. Cunha respondeu que os recursos têm valorização em épocas de mercado em alta.

Ele explicou que os seus recursos advêm de atividades de comércio exterior na década de 1980 e mostrou um passaporte que comprovaria diversas viagens à África há cerca de 30 anos, antes de ingressar na vida pública: “Era um período de inflação, havia dificuldades de várias naturezas. Era um outro Brasil. Assim o fiz e assim amealhei o patrimônio que foi depois doado ao truste. Eu não detinha vida pública naquele momento.”

Depoimento a CPI
Segundo Eduardo Cunha, em 2015 havia apenas um truste do qual seria beneficiário, o Netherton. Ele se recusou a responder a perguntas referentes a outros dois trustes, o Orion e o Triumph, que já não existiam quando ele compareceu à CPI da Petrobras em 2015.

O presidente afastado também discordou de Marcos Rogério quando o relator afirmou que o truste é uma forma de investimento e quis saber por que Cunha havia optado por essa forma. “Eu não tenho forma de investimento. Solicito que as perguntas não sejam mais feitas em forma de afirmação. É uma opção pessoal de cada um dispor de seu patrimônio. Quando você detém o patrimônio, pode fazer o que quiser: doar, gastar, investir”, afirmou Cunha.

Ele também disse que uma conta em nome de sua mulher, Claudia Cruz, seria exclusivamente de cartão de crédito. “Minha esposa não é deputada e não deve explicação ao Conselho de Ética”, afirmou.

Segundo ele, o processo no Conselho de Ética tem “diversas nulidades e irregularidades” e faz parte de um jogo político.

Uma dessas nulidades e irregularidades seria um possível impedimento de Marcos Rogério para relatar o caso, em razão de o relator ter passado ao Democratas, que integra o mesmo bloco do PMDB de Cunha. Cunha anunciou que pedirá a impugnação do relator. “Peço substituição por nulidade que representa o descumprimento claro de artigo do Código de Ética. Isso será objeto de preliminar por mim arguida na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ)”, disse Cunha.

Sobre isso, o presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo (PR-BA), respondeu que Cunha ainda não fez a arguição e, quando fizer, haverá uma resposta sobre uma possível mudança de relator.

Cunha também disse não haver razão para culpá-lo pela demora da análise de seu caso no Conselho de Ética, que já dura seis meses. Ele é acusado de lançar mão de manobras para protelar o caso. “Querer me culpar pelo atraso no Conselho de Ética é me atribuir o que eu não fiz. Se querem ser céleres, cumpram a Constituição e o Regimento Interno. Tive sempre muito zelo em relação a isso.”

Governo Temer
Questionado durante o depoimento e também em entrevista coletiva ao fim da reunião, Cunha afirmou que não indicou “nem um alfinete” para o governo do presidente interino da República, Michel Temer, que é seu colega de partido (PMDB).

Prazo
Marcos Rogério deu um prazo de cinco dias úteis para a defesa de Cunha apresentar suas alegações finais antes do relatório. O advogado do presidente afastado, Marcelo Nobre, reclamou da decisão e disse que se tenta incluir no processo fatos que não estão na representação inicial. “Não posso agora ter cinco dias ou cinco minutos para defender ou me manifestar sobre coisas que não constam deste processo”, disse Nobre.

Rogério rebateu dizendo que o advogado estava antecipando a posição do relator: “O que a relatoria está fazendo é abrindo um prazo para a defesa se manifestar para não alegar surpresa. O prazo que é dado a vossa excelência é mais do que razoável. Vossa excelência poderá alegar tudo o que quiser. O processo é devolvido. Não há nenhuma manobra. Há uma homenagem ao princípio da ampla defesa.”

O relator terá até dez dias úteis para entregar o seu parecer com eventuais pedidos de punição

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Estudantes timbirenses vão às ruas para denunciar atraso de reforma da Escola Estadual Paulo Freire

Em Timbiras, os estudantes da rede estadual, mais precisamente os da Escola Paulo Freire começam a se mobilizar no sentido de reivindicar seus direitos. Como estudantes, os jovens precisam que suas garantias fundamentais sejam respeitadas, dentre várias o de uma educação de qualidade, o que não estão tendo. O governo do Estado iniciou no final de 2015 a reforma de algumas escolas, porém em muitos casos as reformas sem fim e sem soluções alternativas.

O governo do Estado ainda não se manifestou a respeito do atraso. Pelo menos os alunos estão estudando em salas emprestadas de quatro locais distintos, inclusive em um salão paroquial, o pior que ainda não têm se quer uma estimativa de quando possam retornar à normalidade. Por isso, ontem muitos jovens foram às ruas para protestar contra esse descaso. 

A mobilização serviu como alerta, pois neste ano teremos eleições e em meio a tantos articuladores dessas mobilizações existem algumas pseudo lideranças que passam quatro anos adormecidas e do nada surgem para apontar soluções para as cidades, principalmente se não estiverem abocanhando uma pontinha.

Com quase 7 milhões de candidatos, exame terá inscrições encerradas na noite desta sexta-feira

Com quase 7 milhões de candidatos, exame terá  inscrições encerradas na noite desta sexta-feira  (arte: ACS/MEC)

As pessoas interessadas em participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano têm prazo até às 23h59 (horário de Brasília) desta sexta-feira, 20, para se inscrever. A inscrição deve ser realizada exclusivamente pela página do Enem na internet. Até as 18 horas desta quinta-feira, 19, havia 6.818.563 inscritos.

No momento da inscrição, os candidatos precisam informar um número de telefone, fixo ou celular, válido. Também é necessário cadastrar um endereço eletrônico (e-mail), que não pode ser usado por outro participante. O sistema de inscrição determina ainda a criação de pergunta e resposta de segurança para o acesso. É importante também que o número de CPF e a data de nascimento informados durante a inscrição estejam de acordo com os dados na base da Receita Federal.

Cerca de 2,2 milhões de estudantes, alunos do último ano do ensino médio, devem fazer as provas do exame este ano. Os concluintes dessa etapa em 2016, matriculados em escolas da rede pública, estão isentos da taxa de inscrição. Também estarão isentos os candidatos que se declararem carentes. Como previsto na edição do ano passado, os isentos que não comparecerem nos dois dias de provas perderão o benefício na próxima edição.

Aqueles que obtiveram isenção no Enem de 2015, não compareceram aos dois dias de provas e pretendem pedir nova isenção, devem justificar a ausência, conforme previsto em edital. Haverá campo específico para o esclarecimento no próprio sistema de inscrição.

Para dar mais comodidade e opções aos não isentos da taxa de R$ 68, o pagamento, este ano, pode ser feito em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU). O pagamento deve ser feito até às 21h59 (de Brasília), do dia 25 próximo.

Tecnologia — A edição do exame deste ano trará, pela primeira vez, o reconhecimento individual, com a impressão da digital na ficha de identificação do participante por meio de selo gráfico, autoadesivo. Todos os detalhes estão no edital do Enem de 2016, publicado no Diário Oficial da União de 15 de abril. O novo procedimento de segurança soma-se aos demais – envelope com lacre e detector de metais.

Um aplicativo para celulares, desenvolvido pelo Ministério da Educação e Cultura, conterá todas as informações necessárias aos participantes ao longo das etapas do exame, além da possibilidade de acompanhamento da inscrição. Disponível para smartphones, o aplicativo também servirá como instrumento de diálogo com os participantes e será usado pelo MEC para o envio, aos inscritos, de informações como cronograma do Enem, mural de avisos, dicas e resultados, além de espaço para contato.

Especiais – Pessoas com deficiência ou necessidades específicas contarão com atendimento especializado, de acordo com pedido a ser feito pelo próprio interessado no sistema de inscrições. Para tanto, é necessário apresentar documento comprobatório, legível. Nele, deve constar o nome completo do participante; o diagnóstico com a descrição da condição que motivou o pedido de atendimento; a assinatura e a identificação do médico ou profissional especializado, com o número do registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) ou no conselho de classe.

Nome – Travestis e transexuais que pretendem ser identificados pelo nome social devem fazer a inscrição normalmente, no período estabelecido no edital – até a sexta-feira, 20. Entretanto, para usar o nome social, precisam encaminhar cópia de documento de identificação, foto recente e formulário, disponível on-line, preenchido, entre os dias 1º e 8 de junho próximos, pelo sistema, na página do exame na internet.

Provas – Nos dois dias de exame – 5 e 6 de novembro –, os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário de Brasília). As provas terão início às 13h30. O tempo extra de meia hora será dedicado a procedimentos de segurança, como revista eletrônica, e para permitir a todos os presentes entrar em sala e guardar os pertences.

O período total de duração das provas permanece em quatro horas e meia no primeiro dia (sábado) e cinco horas e meia no segundo dia (domingo).

Oportunidades – A nota do Enem é usada como critério de acesso à educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni). A participação na prova também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras ou ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Além disso, estudantes maiores de 18 anos podem obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.

As inscrições, mais informações e o edital do exame estão disponíveis na página do Enem de 2016 na internet. Em caso de dúvidas sobre o exame, os candidatos podem ligar para o telefone 0800-616161.

Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep

Governo capacita feirantes da Agricultura Familiar de Barra do Corda e possibilita estrutura de qualidade para comercialização

Agricultores familiares, associações e cooperativas do município de Barra do Corda participaram nesta quarta (18), de um curso de capacitação oferecido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), para aprimorar o atendimento aos consumidores e o manejo correto garantindo a higiene no trato com os alimentos e estratégias de comercialização e boas práticas nos serviços de alimentação.

A turma, composta por 20 agricultores, aproveitou para tirar dúvidas. Dona Jocelyn Sheridan, presidente da Associação de Mães Unidas do Povoado Barro Branco, zona rural de Barra do Corda, ficou satisfeita com a capacitação porque tratou de assuntos muito importantes como, comercialização, higiene e disposição dos produtos para comercialização.

“A nossa associação tem 10 anos e 8 mães associadas. Nós sustentamos nossa família com a venda de polpa de frutas. Além de vendemos para o alimento escolar, nós comercializamos na feira da Lua. Todas nós ficamos felizes pelas orientações que recebemos com a capacitação, principalmente onde foi tratado dos cuidados e higiene dos alimentos”, disse.

 Seu Raimundo Pereira, que também participou da capacitação ficou feliz porque além da capacitação o Estado vai entregar 18 kits barracas para os produtores rurais comercializarem seus produtos. “Eu fui um dos fundadores da Feira da Lua, criei meus filhos e sustento minha família com minha produção de mandioca. Na feira eu vendo tapioca e farinha de puba, mas esse tempo todo nunca tivemos uma estrutura de qualidade para vender nossa produção e hoje além de receber capacitação vamos também receber o kit feira, exaltou seu Raimundo.

Segundo a superintendente de Comercialização da SAF, Marilene Bandeira, as 19 regionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão – AGERP receberão kits de feiras compostos por 18 barracas de estruturas metálicas padronizadas, balanças eletrônicas, caixas de plásticos e de isopor, jalecos, bonés e camisas com identificação da Feira. Para a superintendente só entregar as barracas não é suficiente.

“É necessário capacitar os agricultores que cultivam e comercializam seus produtos. Com os cursos, nossos produtores rurais vão melhorar as práticas de comércio”, frisou Marilene.

A capacitação faz parte do programa “Mais Feira”, que visa implantar e estruturar feiras de comercialização dos produtos da agricultura nas 19 regionais da Agerp e nos 30 municípios do Plano ‘Mais IDH’, beneficiando aproximadamente 15 mil agricultores familiares no estado.

Para o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, o ‘Mais Feiras’ representa um momento ímpar no Maranhão, pois os agricultores recebem equipamentos e são capacitados para entrar no mercado consumidor. “Estamos oferecendo ao produtor a possibilidade dele comercializar sem atravessadores para ganhar seu próprio dinheiro e melhorar sua vida”, disse o secretário.

A gestora Regional da Agerp de Barra do Corda, Míria de Oliveira, a aquisição das barracas será importante para a regional, porque não será apenas os agricultores de Barra do Corda que irão comercializar, mas agricultores de municípios próximos que fazem parte da regional também irão comercializar seu produtos nas barracas que contam com estruturas adequadas para comercialização.

 

Temer barra patrocínio a evento de blogueiros pró-Dilma

Dilma Rousseff discursa para simpatizantes na parte exterior do Palácio do Planalto
A presidente afastada Dilma Rousseff prometeu comparecer ao evento(Eraldo Peres/AP)

O presidente interino Michel Temer determinou nesta quinta-feira a suspensão do patrocínio de empresas estatais para um evento de blogueiros ligados ao governo Dilma Rousseff. O encontro entre os ditos “blogueiros progressistas” contaria com patrocínio de 100.000 reais da Caixa Econômica Federal.

Segundo assessores do Planalto, o alvo da ação é o 5º Encontro Nacional de Blogueiros e Ativistas Digitais, que será realizado entre esta sexta e domingo em Belo Horizonte. A presidente afastada prometeu comparecer à abertura do evento amanhã. A programação do encontro – que, vale ressaltar, contaria com patrocínio estatal – propõe discutir a “luta contra o golpismo midiático” e a “democratização da comunicação”. Temas caros aos petistas, mas não necessariamente à democracia.

Além da suspensão do patrocínio ao encontro, integrantes do governo Temer também deverão reavaliar o desembolso previsto para outros eventos realizados por setores alinhados ao petismo. As medidas ocorrem em meio à solicitação por parte do Planalto para que os ministérios enviem os planos de comunicação para uma análise para se tomar o conhecimento de como, quanto e onde estão sendo aplicados os recursos de publicidade do governo.

Organizadores – Os organizadores do encontro em Belo Horizonte informaram ao jornal O Estado de S. Paulo que não foram notificados da decisão tomada pelo governo Temer. Segundo Altamiro Borges, um dos participantes do evento, o encontro não será impactado pela medida. “Está tudo certo, o encontro vai ocorrer normalmente”, disse. Borges afirmou que, caso a Caixa acate a decisão, a organização do evento vai processar o banco. “Se cancelarem vamos processar o banco por quebra de contrato”, disse. Como é praxe, os pagamentos de patrocínios firmados acontecem sempre após o evento.

(Da redação, com Estadão Conteúdo)

Operação Mar de Lama 3 combate a corrupção em Governador Valadares/MG

Governador Valadares/MG – A Polícia Federal deflagrou hoje (19/5) a Fase 3 da Operação Mar de Lama, com o objetivo de dar continuidade às investigações de grupo criminoso, formado por políticos, servidores públicos e empresários contratados pela Prefeitura de Governador Valadares. A operação contou com o apoio do Ministério Público, Controladoria-Geral da União e Polícia Militar de Minas Gerais.

Participam da operação cerca de 100 policiais federais, 66 policiais militares e 6 servidores da Controladoria-Geral da União. Essa equipe cumpre 61 ordens judiciais: 5 mandados de prisão preventiva; 15 de prisão temporária; 21 de busca e apreensão; e 3 de sequestros de bens imóveis, nas cidades mineiras de Belo Horizonte, Nova Lima e Governador Valadares.

Além disso, 17 servidores públicos sofrerão suspensão do exercício de função pública onde atuam: Prefeitura Municipal e Câmara Municipal de Governador Valadares; Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE); e na Superintendência Regional do Incra em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Nesta terceira fase da Operação, a PF continua a investigação do grupo criminoso atuante nos municípios mineiros. A organização funcionava com a participação de políticos, servidores públicos, agentes e contratantes com entes públicos, além de empresários concessionários do transporte público.

São apurados os atos praticados no âmbito da competência da Justiça Estadual, que foram repassados pela Justiça Federal. Os investigados, nas medidas de suas participações, responderão pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção ativa, corrupção passiva, fraude à licitação, advocacia administrativa e de organização criminosa. As penas culminadas podem superar 700 anos de prisão.

Os presos serão ouvidos na Delegacia da Polícia Federal e, posteriormente, encaminhados ao Presídio Regional de Governador Valadares.

Será concedida entrevista coletiva à imprensa, hoje, às 10h30, na Sede do Ministério Público Estadual em Governador Valadares/MG – Rua Omar Magalhães, número 864, Bairro Santa Terezinha.

Comunicação Social da Polícia Federal em Governador Valadares

Noite de pânico em São Luis – bandidos voltaram a incendiar ônibus

img_20160519_wa0053-282976

O que seria apenas coisa de governo passado, certamente está tirando o sono do governador Flávio Dino, os ataques a ônibus na capital mostraram para o país que ainda as facções criminosas conseguem exercer lideranças e executar comandos de violência de dentro dos presídios. Podem dizer que isso é uma resposta pelas mudanças feitas nas partes operacionais e administrativas, mas também incompetência do sistema. Mesmo com toda fiscalização nos presídios, ainda há a entrada de armas e drogas, mas, infelizmente esses fatos não são noticiados.

Isso é só o começo e cabeças poderão começar a rolar na Ilha, já há registro de policiais feridos a tiros na capital e o alerta foi repassado para o interior do Maranhão, a polícia não poderá recuar, apesar de todas as dificuldades, a Polícia Militar tem realizado um trabalho com bastante resultado, porém, ainda é pouco.

Segundo informações do secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, os ataques tiveram início por volta das 19h30 na Vila Roseana Sarney, no município de Paço do Lumiar, e nos bairros da Cidade Operária e Liberdade, na capital.

“Confirmados nós tivemos apenas esses três primeiros ataques que foram na área de Paço do Lumiar, Cidade Operária e Liberdade em São Luís”, revelou o secretário de Segurança do Maranhão.