Sampaio Corrêa abre para adversário e ajuda a rebaixar o Moto Club

O torcedor maranhense ainda não digeriu direito a derrota do time do Sampaio Corrêa na rodada do último sábado para o Botafogo-PB de virada no Castelão.

No Ceará o time do Moto Club fazia uma partida com extremo nervosismo na Arena Castelão-CE, jogo assistido por mais de 35 mil torcedores que pressionavam os rubro negros a todo instante, o time do Moto não conseguiu se impor em campo, conseguiu apenas 30% de posse de bola, pouco para quem jogava a partida de sua vida.

Por outro lado, o Sampaio Corrêa jogava bem mais folgado, classificado para a fase de mata-mata, bastava apenas uma folga na marcação para perder um jogo para o vice lanterna do grupo e assim empurrar seu maior rival para a zona de rebaixamento, e assim foi feito.

Todos os críticos apontam várias falhas ocorridas ao longo das competições em que o Moto Club participou: demissão do técnico, três meses de salários dos jogadores atrasados, falta de um padrão de jogo que possibilitasse ao time ter uma segurança defensiva quando saía na frente nos placares e a falta de gestão administrativa de todos os dirigentes.

A diretoria do Sampaio não pensou no futebol maranhense ao optar em ajudar o Moto a cair, nosso esporte míngua em uma divisão sem muito atrativo financeiro e se o Sampaio classificar para a Série B, ano que vem não teremos nenhum representante na Série C.

Para apimentar a disputa, os torcedores do Moto já decidiram em quem vão torcer agora, #somostodoscontraosampaio#.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.