Em Codó, mulher invade Escola Pública de Ensino Médio e agride aluna dentro do banheiro

Um fato preocupante aconteceu nesta quinta-feira em Codó. Não bastando o exemplo do caso de Suzano-SP, onde dois homens invadiram uma escola pública, matando 8 estudantes, em Codó uma mulher invadiu a escola de Ensino Médio “Luzenir Matta Roma” e utilizando de meios violentos agrediu uma estudante sem ao menos ter sido abordada pela segurança na portaria.

Mas que segurança?

Ainda durante as agressões, funcionários acionaram a polícia que ao chegar ao local, ainda encontrou Nayra Adriele Guimarães, 24 anos (agressora) e a conduziu para a delegacia. A menor T.A.L.F de 17 anos (vítima), teria sido agredida após mandar mensagens em uma rede social ameaçando a agressora e ter tido relação amorosa com um suposto ex namorado da agressora..

Na verdade a escola Luzenir Matta Roma, não conta com vigilância especializada, o que há é o revezamento de funcionários que acompanham a entrada dos estudantes, infelizmente é uma realidade de todas as escolas estaduais de Codó.

Acompanhamos ao longo dos últimos anos o desrespeito do governo com os estudantes, onde vigilantes capacitados que trabalhavam na segurança e vigilância das escolas estaduais ficaram até seis meses com salários atrasados, pois a empresa que ganhara a licitação para oferecer o serviço não recebera do governo estadual os repasses devidos e aos poucos os próprios vigilantes foram abandonando os postos de serviço.

Mesmo depois do ocorrido em São Paulo, nenhuma medida foi tomada para melhorar as condições de segurança dos alunos do interior, deixando a entender que, escolas seguras só devem existir na capital. Isso é uma vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *