Se Zé Francisco não deve nada, por que está cedendo terreno para vereadores aliados?

A pergunta que não se tem resposta até o presente momento é esta. Em Codó, ser vereador, infelizmente para a maioria, é um posto político regado a muitas chantagens nos bastidores do parlamento.

Nesta atual gestão, temos exemplos de vereadores comprometidos com a fiscalização do dinheiro público e elaboração de leis, mas acontece que esta não é a regra.

A regra é ameaçar, pedir, cobrar e até extorquir o gestor municipal. Há vereadores que no momento em que recebe o pedido de uma nota de combustível ou uma cesta básica, liga imediatamente pata o celular pessoal do prefeito Zé Francisco e sabe o que acontece na maioria dos casos? Os pedidos são atendidos.

Agora o que poucos sabem é que depois de ter sido aprovada a formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar possíveis irregularidades praticadas pala gestão do prefeito de Codó Dr José Francisco, alguns vereadores que vivem em cima do muro passaram a pedir cargos em troca de apoio à não aprovação ou pelo menos a inviabilidade do prosseguimento das investigações.

Para isso, o médico prefeito, passou a desenhar uma mini reforma administrativa, vulgarmente conhecido na politicagem como cala-boca vereador, para que os mesmos possam ficar mais à vontade nas votações de interesse do prefeito.

Comenta-se que uma das diversas cobranças feitas por vereadores aliados do prefeito, é o pedido da Secretaria Municipal de Esportes, chefiada hoje pelo ex-vereador  Expedito Carneiro, o vereador acusado desta pressão contra Zé Francisco é o vereador Galiléia, vereador que milita no esporte amador e que tem bom acesso no meio esportivo, apesar de não conhecer nada de esporte profissional, quer mesmo a secretaria de esportes para fazer a politicagem que o cargo proporciona para objetivos futuros.

Agora para finalizar, fica a pergunta:

Se Zé Francisco realiza uma gestão tão positiva e transparente, porque não manda os vereadores chantagistas trabalhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *