Roda de conversa sobre feminismos plurais acontece na próxima segunda-feira (09)

O Instituto Federal do Maranhão promoverá, no próximo dia 09 de março, a roda de conversa sobre Feminismos plurais: debates transversais e posturas anti-machistas. O evento acontece a partir das 10h, no auditório da Reitoria, com transmissão ao vivo. Servidores e estudantes poderão assistir pelo canal da TV IFMA no Yuotube.

Segundo Ellen Arouche, da Coordenadoria da Qualidade de Vida, a atividade faz parte das comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 8 de março e está sendo organizada por meio de parceria entre as Pró-reitorias de Ensino, Planejamento e Desenvolvimento Institucional e Procuradoria Jurídica. Ela comenta que o tema já vem sendo debatido na Campanha institucional de combate e prevenção ao assédio sexual, lançada pelo IFMA, com o objetivo de sensibilizar a comunidade acadêmica, mas nesta roda de conversa o assunto terá maior relevância.

De acordo com procuradora federal junto ao IFMA, Ângela Saldanha, a conversa sobre feminismos plurais no ambiente institucional nasce a partir do momento em que o Instituto abriga diversos tipos de mulheres. “Hoje em dia as discussões sobre este tema não podem mais ficar restritas a um grupo dominante. Nós temos mulheres em cargos de direção. Precisamos discutir também o feminismo negro, da servidora idosa, mãe, lésbica ou que tem um físico diferente dos padrões impostos pela mídia”, explica Ângela, acrescentando que, diante desta pluralidade, é necessário também abordar o comportamento dos colegas homens no ambiente institucional, principalmente em áreas hegemonicamente masculinas.

Para a procuradora é importante saber como as mulheres são recebidas nestes setores e o que elas sentem. A intenção é discutir vários parâmetros, de modo a criar uma política que rejeite o machismo, o racismo, a homofobia, a gordofobia e a masculinidade tóxica. “O homem tóxico coloca seu ponto de vista de modo a estabelecer uma superioridade em relação às mulheres. Vamos ouvir verdades sobre poder, tomada de acentos em órgãos colegiados no IFMA e outros temas”, diz Ângela, e acrescenta que o pontapé inicial já foi dado com a formação da Comissão de Combate e Prevenção ao Assédio.

Além da procuradora, o debate terá ainda a participação das professoras Luciene Amorim (diretora de Ensino do Campus Centro Histórico); Socorro Botelho (Campus Maracanã) e Dayse Araújo (assistente social, diretora de Assuntos Estudantis – Proen). Será mediado pelo chefe do Departamento de Direitos Humanos e Inclusão Social do IFMA, professor João Batista Botelho.

Portal IFMA

Inscrições para a 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP 2020 estão abertas até 20/03

Começaram no último dia 10/02 e vai até 20/03, o prazo para que as escolas públicas e particulares possam realizar as suas inscrições na 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP 2020. Nesta edição a competição contará com a participação das escolas privadas pela segunda vez.

A OBMEP é uma competição que incentiva professores, diretores e amantes da matemática a em trabalhas nas escolas conteúdos que possam oferecer aos estudantes uma forma de aprender a matemática de forma diferente, algo mais prático e palpável.

Após inscrever suas escolas os responsáveis devem divulgar e incentivar o ensino e o desenvolvimento de atividades que possibilitem o aprendizado mais prazeroso, além de fomentar competições na área.

De acordo com o calendário disponível no site da OBMEP, a primeira etapa da prova acontecerá no dia 26 de maio de 2020 e a segunda etapa no dia 26/09/2020. Passarão para a segunda fase, os alunos que se classificarem dentro do limite de 5% do número de inscritos por instituição.

É hora de motivar seu professor e diretores de suas escolas. Vale lembrar que podem participar alunos do ensino Fundamental: Nível 1 (6º e 7º Anos), Nível 2 (8º e 9º Anos) e Nível 3 para os Alunos do Ensino Médio.

Boa Sorte a todos!

15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP está na última semana para inscrições

Esta é a última semana de inscrições para a 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) de 2019. As escolas devem fazer o cadastro mediante o preenchimento da ficha de inscrição, até as 23h59 da sexta-feira, 15 de março.

  Faça a inscrição da escola aqui  

Podem participar escolas municipais, estaduais, federais e particulares, que atuem nos segmentos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio. Para as escolas públicas as inscrições são gratuitas. Já as escolas privadas deverão pagar uma taxa de R$4,00 por aluno.

A recomendação da coordenação da olimpíada é que as escolas evitem fazer a inscrição na última hora, uma vez que é necessário preencher a ficha de inscrição com informações detalhadas, relacionadas à documentação da escola, quantidade de alunos por cada nível de participação, indicação de estudantes com necessidades especiais, etc.

A OBMEP tem registrado um volume similar de inscrições ao de 2018, o que comprova a expectativa inicial de manter o volume de inscritos do ano passado, em que foram registrados mais de 18 milhões de estudantes, oriundos de praticamente todos os municípios brasileiros.

Cronograma 2019

16 a 25 de março: Emissão e pagamento dos boletos (somente para escolas privadas).

1ª Fase: 21 de maio. A prova estará composta por 20 questões de múltipla escolha.

2ª Fase: 28 de setembro. Prova discursiva de seis questões (aplicada apenas aos alunos classificados).

Divulgação dos premiados: 03 de dezembro.

Os alunos com melhor desempenho na competição serão premiados com medalhas de ouro, prata, bronze ou certificados de menção honrosa. Todos os medalhistas serão convidados a participar do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC). Os professores das escolas também recebem prêmios.

Criada em 2005, a OBMEP objetiva descobrir jovens talentos para a Matemática, além de contribuir para estimular o estudo da disciplina e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

Governo do estado prorroga pré matrícula para o 1°Ano do Ensino Médio

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) prorrogou, até o dia 21 (sexta-feira), às 21h59, a pré-matrícula geral para a 1ª série do Ensino Médio nas escolas da rede estadual de ensino no portal da Seduc. Podem se inscrever  estudantes que estão concluindo o 9º ano do Ensino Fundamental em escolas das redes federal, estadual, municipal ou privada.

No ato da pré-matrícula os estudantes poderão optar por uma das escolas estaduais, exceto as unidades escolares das modalidades de Educação do Campo, Educação Especial, Educação Indígena, Educação Quilombola e Educação de Jovens e Adultos. Os estudantes que optarem pelo ensino médio em um dos Centros de Educação Integral ‘Educa Mais’ serão informados pelo sistema no ato da pré-matrícula, que irão frequentar a escola no turno diurno (manhã e tarde).

O estudante fará opção pelo município que deseja estudar, informando seus dados pessoais. Em seguida, fará opção pela escola na qual deseja cursar a 1ª série do Ensino Médio Regular, no ano letivo de 2019, conforme vagas disponíveis no portal: www.educacao.ma.gov.br/matricula2019. Ao escolher o município da escola para a qual deseja se inscrever, o estudante só poderá optar por escolas pertencentes àquela localidade. E ao selecionar uma unidade escolar, automaticamente, assume a vaga disponível na escola de sua preferência, até que as vagas se esgotem. Cada estudante só poderá solicitar pré-matrícula em uma única escola.

Após o encerramento do período da pré-matrícula, o estudante receberá a confirmação no próprio sistema de que sua pré-matrícula foi realizada com sucesso. O estudante só terá sua inscrição validada a partir do momento que entregar toda a documentação listada no ato da pré-matrícula, na escola.

Para os estudantes com dificuldade de acesso à internet, a Seduc disponibiliza 20 pontos de apoio para a realização da pré-matrícula. A lista dos locais com os respectivos endereços também constará no portal da Secretaria.
Matrículas

As matrículas serão efetivadas no período de 7 a 18 de janeiro de 2019. Neste período, acontece também a matrícula e rematrícula no 2ª e 3ª séries do Ensino Médio e no Ensino Fundamental da Rede Estadual, diretamente as escolas para matricular seus filhos.

Fonte: SEDUC MA

“Ele mentiu é mentiroso!” Disse diretor de escola do Codó Novo se referindo à informação dada por apresentador da FCFM

download

Na última terça-feira (13/03), o apresentador de um programa matinal da emissora FC FM do grupo FC Oliveira, empresa do prefeito Francisco Nagib, leu uma mensagem de uma ouvinte que denunciava que na escola de sua filha a diretora havia ido na sala e dito aos alunos que no dia seguinte era para cada aluno levar sua própria merenda, pois na escola não havia mais.

Ao perceber que o texto se referia a uma escola de Codó, o apresentador ficou desapontado, pois o mesmo serve de para-choque no que tange às denuncias que possam queimar a administração a qual defende.

Pois bem, após ter lido o texto, o apresentador disse ter recebido uma mensagem da SEMECTI – Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, justificando que não há falta de merenda escolar e sim que: “alguns gestores escolares, não estão encaminhando a planilha de necessidades para o setor competente” – palavras do apresentador. Imediatamente, a declaração causou um grande rebuliço  no grupo de WhattsApp  onde estão alguns gestores.

Na verdade, muitos gestores escolares andam assombrados, com medo de retaliações, pois qualquer fato que desagrade ao sistema e que venham de gestores, alguns são coagidos, assim relata uma gestora do bairro Codó Novo que inclusive foi quem informou aos alunos da falta de merenda escolar.

O que de fato podemos constatar que, o estoque de merenda escolar está chegando ao fim e que ainda não há uma previsão de quando a situação se normalizará, inclusive uma das viagens a Brasília do prefeito Francisco Nagib nesta semana, teria sido para tentar resolver essa situação.

Podemos perceber que, tecer críticas ao governo municipal via redes sociais, deve trazer um desconforto aos apresentadores ao terem que vetar a manifestação de pensamento de seus ouvintes, pois a verdade deve doer muito, principalmente para quem não está preparado para as críticas ou ao menos ouvir a verdade.

Professora Deuzimar Serra deixa Secretaria de Educação e pede desculpas pelo que não foi realizado a contento

deuzimar 2

Chegou ao fim a tentativa de alavancar a Educação de Codó, conforme prometeu o então candidato a prefeito Francisco Nagib. Após eleito, logo na montagem de seu secretariado, o nome da  Professora Drª Deuzimar Serra foi o que teve a maior aceitação entre os que desejavam uma mudança radical na estrutura organizacional da pasta.

Acontece que, ao assumir suas funções a secretária encontrou um órgão cheio de vícios e enraizado nos pilares da politicagem barata e de interesses de algumas pessoas que ao longo de uma década só aprenderam a sugar e ganhar dinheiro fácil. Isso mesmo, alí é o local onde o dinheiro rola como uma fonte infinita e inesgotável. As licitações e contratos estavam nas mãos de alguns poucos, levava vantagem quem era amigo do prefeito ou era próximo de vereadores aliados , bem como  seus familiares.

Professora Deuzimar, encontrou muita resistência por parte dos vereadores da base aliada do prefeito Francisco Nagib, que tinham a Educação, como maior cabide de emprego, onde abocanhavam quase 500 empregos temporários entre professores, diretores, coordenadores, assistentes, monitores, zeladores, vigias e altos cargos, tudo para terem ao final de 4 anos a possibilidade de sucesso nas eleições, assim era vista a pasta mais importante de uma sociedade. Tá aí a explicação, do porque os vereadores serem contrários aos Concursos Públicos e Processos Seletivos com critérios técnicos e não por apadrinhamento, como sempre era feito.

Zito Rolim, ex prefeito pouco se lixou para a bandalheira que se transformou a Secretaria de Educação, aliás o abandono da secretaria veio desde a gestão do ex prefeito Biné Figueiredo, onde alí começaram os enraizamentos de duas figuras políticas que começaram a alocar parentes e amigos próximos com o objetivo de ganhar votos e outras coisinhas a mais.

12 anos, olha só a coincidência! A ex – secretária Drª Deuzimar Serra perdeu a briga para 16 vereadores que tanto pressionaram o prefeito Nagib, até que conseguiram. E olha que ela quase abriu a caixa preta e colocava os podres daquele local pacato só de aparências, mas que a briga entre facções políticas aflorava constantemente. O número 12 é o da legenda do atual prefeito e também é o número de anos que duas figuras políticas precisaram para construir uma base sólida de comando, capaz de minar os planos ambiciosos da ex-secretária.

Antes de sair, a professora Deuzimar Serra encaminhou um Ofício Circular a todos os Gestores Escolares, conforme segue abaixo trechos do documento de agradecimentos:

 

     Com sentimento de dever cumprido enquanto Secretária Municipal de Educação, aproveito para agradecer a reciprocidade, dedicação e zelo de vocês no trabalho em defesa da educação no período de janeiro a julho de 2017.

     Neste ensejo, é oportuno pedir desculpas por tudo que não foi realizado a contento, ao tempo em que, para conhecimento e acompanhamento das ações iniciadas, anexamos a relação de documentos, e /ou informes ao Secretário Municipal de Educação Paulo Buzar.

     Com votos de uma gestão exitosa e de sucesso para vocês e o Ilm° Secretário, cordiais saudações!

     Com esperança militante sempre em defesa da Educação Pública de qualidade, inclusiva e com autonomia.

Profª Drª Deuzimar Costa Serra

 

 

Preparação para o vestibular: professores da UEMA e do IFMA de São João dos Patos darão aulas gratuitas a alunos de escolas públicas

uema1

De norte a sul do país, os estudantes do ensino médio já começaram a intensificar os estudos para os vestibulares que, normalmente, acontecem nos últimos meses do ano. Em São João dos Patos não poderia ser diferente.

Pensando nisso, e visando oportunizar melhores condições de preparação nos estudos a alunos do ensino médio da rede pública de ensino e de redes filantrópicas, professores do Campus da Universidade Estadual do Maranhão de São João dos Patos, em parceria com docentes do Instituto Federal do município, lançaram nesta terça, 18, na câmara municipal, o edital do Projeto de Extensão “Pré ENEM/PAES”.

Para o reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa, os docentes das instituições envolvidas no projeto tiveram um olhar muito sensível diante da necessidade de ofertar essa oportunidade a alunos de escolas públicas. Ele frisou ainda que a concorrência nos seletivos para ingresso em universidades públicas está cada vez mais acirrada, logo, essa é uma chance ímpar para os estudantes de São João dos Patos.

“Ao aproveitarem ao máximo as aulas e se dedicarem com disciplina aos estudos, certamente os alunos terão um bom rendimento nos vestibulares deste ano”, pontua o reitor.

No lançamento do edital estavam presentes gestores municipais, além da diretora do Campus da UEMA de São João dos Patos, Edna Noleto, de professores da UEMA e do IFMA e de alunos do ensino médio.

Estudantes do Ensino Médio prestigiam o lançamento do edital

Estudantes do Ensino Médio prestigiam o lançamento do edital

Inscrições:

As inscrições para o cursinho de preparação para o PAES/UEMA e ENEM acontecerão no período de 24 a 28 de Abril. Há vagas para os turnos vespertino e noturno. A seleção dos candidatos do município será feita por meio de análise de rendimento escolar. Serão ofertadas sessenta vagas.

FONTE: UEMA

IFMA de Codó realiza formatura de alunos dos Cursos Técnicos

Formatura-Tecnico-2016-250x166

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Codó realizou, na última semana, a formatura de 148 alunos de cursos técnicos integrados ao Ensino Médio. Os estudantes eram das turmas de Agroindústria (Proeja e Regular), Suporte e Manutenção em Informática (Proeja), Informática, Agropecuária e Meio Ambiente.

O diretor-geral do campus, Wady Lima Castro Júnior, parabenizou os formandos e destacou que o IFMA disponibiliza à sociedade profissionais capacitados para adentrarem no mundo do trabalho, buscando melhorar a qualidade da mão-de-obra e contribuir nos avanços qualitativos da realidade social do país.

Já o empresário Francisco Carlos Oliveira, paraninfo das turmas, agradeceu pela escolha e afirmou a importância do Instituto para o Estado e principalmente para a região de Codó. “Fico muito feliz e honrado por ter sido escolhido paraninfo dessas turmas. Ali estavam futuros profissionais que contribuirão para o crescimento de Codó”, declarou.

A formanda Sara Joana Serra Ribeiro, do curso técnico em Meio Ambiente, foi nomeada como oradora das turmas e enfatizou que apenas através de muita persistência e determinação foi possível chegar àquele momento. Também presente na cerimônia, o formando Sérgio Eyvener Ferreira lembrou que o momento era de agradecer aos professores pelo conhecimento e oportunidades proporcionadas durante a formação.

Fizeram parte da mesa de honra da cerimônia de formatura o diretor-geral do IFMA Campus Codó, professor Wady Lima Castro Junior; o diretor-geral pro tempore do Campus Pedreiras, professor José Cardoso de Souza Filho; o diretor de Desenvolvimento Educacional do Campus Codó, professor Jandherson Moura; a coordenadora do PROEJA Eliane de Sousa Almeida; e os coordenadores dos cursos técnicos Renato Alves Pedrosa (Agropecuária), Eva Michelly Nobre (Agroindústria), Francisca Inalda Santos (Meio Ambiente) e Yulianne Maria de Siqueira (Informática). Foram homenageados o servidor Sildário Sousa Lopes e o paraninfo das turmas, Francisco Carlos Oliveira.

Prefeito Zito Rolim, professores contratados precisam receber seus salários para honrar compromissos

img_charge_maus_salarios_professores

Até a data de hoje 11/12, a prefeitura de Codó não efetuou o pagamento dos salários dos professores contratados referente o mês de novembro.

Como se não bastasse o fato de todos os professores contratados, que já recebem salário inferior ao professor efetivo (aprovado em concurso público) terem seus salários atrasados, ainda receberão o salário do mês de dezembro apenas metade dos vencimentos por conta de uma manobra covarde do atual governo em antecipar o encerramento do ano letivo.

Detalhe: Em Codó, o professor contratado tem salário inferior ao professor efetivo, não tem direito ao 13º salário, não recebem terço de férias, não têm horário reduzido para aperfeiçoamento profissional, têm mesma carga horário de trabalho que o efetivo, e em muitos casos têm mais responsabilidade e compromisso que os efetivos e por essas e outras ainda são desrespeitados até na hora de receberem seus salários.

Como de costume, a maioria dos professores já recebem seus vencimentos em data diferenciada em relação aos demais e sempre depois, mas o mês de dezembro todos os recordes negativos estão sendo quebrados pela gestão Rolim.

Prefeito, professor contratado: come, bebe, vai ao mercado e precisa honrar seus compromissos! Vossa Excelência seja comprometido com essa classe que por si só já sofre com a desvalorização em sala de aula e sem dinheiro fica difícil.

Delegação codoense que representou o Maranhão em Maceió chegou na cidade sem prestígio da prefeitura

delegação maranhao

Delegação Maranhense composta por codoenses ( setas) e dois treinadores (estrela)

É meus amigos, ser reconhecido por mérito em Codó é a ação mais difícil de acontecer. Se a ajuda polítiqueira não for colocada em prática, nossos heróis ficarão sempre no anonimato. A Delegação Maranhense que disputou o Campeonato Norte Nordeste de Atletismo na cidade de Maceió-AL, nos dias 03 e 04/12, teve a participação de cinco codoenses, que mesmo sem apoio logístico e financeiro realizaram a viagem para a competição nacional, pegando carona no ônibus cedido pela Federação Maranhense de Atletismo, pois patrocínio para atletas em Codó, ainda é um sonho, a maioria dos empresários locais e os políticos não conseguiram enxergar no esporte, algo promissor.

IMG-20161204-WA0018

IMG-20161204-WA0017

Os atletas: Adailton da escola Estevam Ângelo de Souza e Helen Shayane do Colégio Batista conquistaram medalhas de ouro em suas provas, mesmo assim ao chegar em Codó, nem mesmo uma recepção simples foi realizada para os nobres guerreiros.

Os treinadores Raimundo Nonato Guedes e Arcelino Martins, sabem muito bem o que é trabalhar a modalidade Atletismo em nossa cidade. Há mais de dez anos nenhum prefeito investiu no esporte educacional em Codó.

O último e mais importante, foi o ex prefeito Ricardo Archer, que de forma modesta, porém pontual, ainda dava incentivos para que atletas codoenses pudessem disputar as principais competições nacionais e internacionais, foi ele ainda o que mais mediu esforços para a inserção de atletas de Codó no Programa Bolsa Atleta – Programa que visava dar incentivo financeiro para atletas que disputavam competições importantes a nível nacional e internacional.

Resta saber qual o futuro que será dado ao esporte educacional para a juventude de Codó, se as promessas de campanha forem cumpridas, teremos boas novas para o esporte, agora se o próximo prefeito não conseguir colocar em prática suas propostas transformando – as em ações efetivas, poderemos então nos tornar mais um fiasco nos próximos quatro anos, pois a gestão municipal atual estagnou o esporte educacional e de forma muito vergonhosa perdemos o status de maior cidade formadora de atletas de ponta na modalidade atletismo do Maranhão.