Orgulhos codoenses – Atletas conquistam medalhas de ouro para o Maranhão

IMG-20161204-WA0018

Quem lembra da matéria feita com os alunos/atletas de Codó que tiveram de pedir dinheiro para empresários, políticos e outras fontes, tudo para poder viajar até a cidade de Arari-MA  para disputar a Seletiva do  “Campeonato Norte Nordeste de Atletismo”?

Pois bem, após reclamarem muito da falta de apoio da Gestão Municipal de Codó, parte dos atletas conquistou resultados importantes na competição onde podemos destacar o Colégio Batista, a atleta Helen Shayane que foi a campeã no Salto em Distância, já o atleta Adaílton que treina na Escolinha do Fabril, mas que é aluno da Escola Municipal Estevam Angelo de Souza conquistou duas medalhas de ouro: uma no Arremesso do Peso e outra  no Lançamento do Disco, a competição esportiva em Maceió-AL foi realizada neste sábado e domingo.

IMG-20161204-WA0017

Muitas críticas aos gestores do esporte na cidade

O Professor de Educação Física Arcelino Martins fez duras críticas à gestão municipal, principalmente das condições oferecidas aos atletas codoenses para treinamento, de acordo com o professor: ” O atletismo praticado em Codó tem sido muito prejudicado. De acordo com Arcelino: “Temos a segunda melhor saltadora em altura infantil do Brasil e primeira do Norte Nordeste. Mesmo não tendo a atenção devida dos gestores esportivos de Codó, pois no período de preparação, tivemos que treinar no Estado Renê Bayma, pegando boladas de peladeiros e até mesmo tendo treinamentos cancelados por causa das constantes peladas. Agora pergunto, quantas medalhas a nível nacional o futebol está dando para os codoenses?”  Trecho extraído do Blog Esporte Codoense, do Professor Fredson Ricardo.

Além dos problemas citados pelo professor Arcelino Martins, as Escolinhas de Atletismo de Codó, não contam com o apoio de vários profissionais que poderiam agregar valores à formação de atletas de ponta na modalidade Atletismo, profissionais que poderiam dar suporte aos treinadores no quesito alimentação e suporte técnico na recuperação de lesões, pois durante os treinamentos e competições, muitos se machucam e têm de se recuperar de forma empírica e assistemática, o que é uma vergonha, pois há muito tempo Codó se destaca no cenário Nacional, porém não recebem a valorização que merecem.

Vale ressaltar que, as viagens só têm sido realizadas com o apoio da Federação Maranhense de Atletismo em parceria com o Governo do Maranhão que geralmente sede vagas em seus ônibus para transportar os atletas de Codó, como exemplo disso, foram os alunos das escolas públicas que tiveram qua fazer campanha de arrecadação pedindo de loja em loja para poder viajar até a cidade de Arari-MA.

PAES 2017: redação aborda diálogo como alicerce para convivência entre as pessoas e o conhecimento

IMG_9937-1024x683

Nesta segunda, 21, a Universidade Estadual do Maranhão realizou o segundo dia de provas do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (PAES 2017).

Os candidatos tiveram 5h para responder doze questões analítico-discursivas, abrangendo conteúdos programáticos de dois componentes curriculares que integram o ensino médio, específicos por curso; e também para fazer a prova de produção textual, segundo as diretrizes dos Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN’s.

Nessa edição do Vestibular, o tema proposto para redação foi: “Diálogo: alicerce para ampliar a convivência entre as pessoas e o conhecimento na sociedade”.

Mais de 54 mil candidatos, em todo o Maranhão, se inscreveram nesta edição do Vestibular. Serão ofertadas 4.220 vagas distribuídas em 21 Campi da Instituição em todo o Estado.

Para o Reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa, o Processo Seletivo da UEMA é aguardado com muita expectativa, não só pelos candidatos, mas também por toda sociedade maranhense. “Desde o primeiro momento, tivemos a certeza de que essa ampliação da procura pela UEMA tem haver com a credibilidade da nossa Instituição, e a transparência e segurança do Processo Seletivo. O PAES 2017, a exemplo dos demais anos, aconteceu de forma tranquila. Tenho certeza, que ao final desses dois dias, a UEMA se sente recompensada  por ter conduzido bem esse Processo, e agora, iremos aguardar naturalmente junto com os candidatos, a divulgação do resultado e a partir disso, o ingresso de novos estudantes”, frisou.

IMG_9943Quatro novos cursos serão oferecidos a partir dessa edição do PAES: Filosofia, Campus São Luís, com 45 vagas; Educação Física, Campus São João dos Patos, com 40 vagas; Ciências Contábeis, em Codó, com 40 vagas e; Ciências Naturais no Campus Caxias, também com 40 vagas.

O curso mais concorrido do PAES 2017 é o de Formação de Oficiais – Bacharelado em Segurança Pública da Polícia Militar do Maranhão (CFO), na categoria feminina. São 600,25 candidatas concorrendo a uma vaga.

O segundo curso mais disputado é o de Formação de Oficiais – Bacharelado em Segurança Pública da PMMA, na categoria masculina, com 251,06 candidatos por vaga; seguido do curso de Medicina, com 244,62 candidatos por vaga.  Em quarto lugar, está o curso de CFO Bombeiro Militar do Maranhão, com 174,31 candidatos disputando uma vaga.

Balanço dos Faltosos

De acordo com a Comissão do PAES 2017, a quantidade de faltosos no segundo dia de provas foi de 882 candidatos. Já o percentual de faltosos cumulativos deste Processo Seletivo foi de 25,3% do número total de inscritos.

Resultado

O resultado do PAES 2017 está previsto para ser divulgado na primeira quinzena de fevereiro de 2017.

Ministro da Educação defende pacificação em torno da educação em entrega de prêmios da Obmep

not_07112016_obmep

Os vencedores da 11ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), realizada em 2015, receberam suas medalhas na tarde desta segunda-feira, 7, no Rio de Janeiro. Cerca de 6.500 alunos dos ensinos fundamental e médio das escolas públicas brasileiras foram agraciados. Durante a cerimônia de premiação, o ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que português e matemática são essenciais para o desenvolvimento do país e clamou por uma pacificação da educação brasileira. “Em nome dos jovens aqui presentes, que farão o Brasil do amanhã, quero essa pacificação em torno da educação, porque educação tem que ser algo que reúna todos”, disse ele.

Mendonça Filho ainda lamentou o desempenho na área educacional brasileira. “Para o Brasil virar uma nação decente, justa socialmente, é fundamental que se invista na educação, oferecendo aos jovens brasileiros educação de boa qualidade”, afirmou. “Não há distinção de corrente ideológica, política, porque quando se divide a educação, quem perde são os jovens e as crianças do Brasil. Eu quero uma unidade em torno do pensamento de uma educação que fortaleça a formação dos jovens e faça com que o Brasil tenha, de fato uma educação pública de boa qualidade. A gente tem que garantir isso se quiser produzir justiça social neste país e colocar o Brasil em igualdade de condição de desenvolvimento frente às principais nações do mundo. Temos potencial e condições pra isso, basta haver um consenso nacional em torno da educação.”

Ministro defende união nacional em torno da educaçãoUma das premiadas desta edição da Obmep, a estudante Mariana Bigolin Groff, de 15 anos, acumula 21 medalhas em competições como essa. “A Obmep abriu muitas portas para mim”, garantiu ela. “Minha trajetória nas olimpíadas científicas começou no sétimo ano, quando eu fiz a olimpíada de matemática pela primeira vez. Ela foi o início de tudo. A partir dela, eu comecei a gostar desse estilo diferente de provas e querer fazer outras olimpíadas científicas.” Além de matemática, Mariana é medalhista em física, química, geografia, informática e astronomia.

A Obmep é a maior olimpíada estudantil do mundo e visa estimular o estudo da matemática, além de revelar talentos. Em 2015, foram 17,8 milhões de inscritos, em mais de 47 mil escolas de todo o país. O evento é realizado pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e promovido com recursos do MEC e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, com apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Nesta edição, o MEC investiu R$ 32 milhões para a realização da olimpíada.

Fim de ano chegando e é hora de programar suas férias conhecendo o Parque Nacional da Serra da Capivara

inicio-012

Localizado na região Nordeste do Brasil, o Parque Nacional Serra da Capivara é um parque arqueológico, inscrito pela UNESCO na lista do Patrimônio Mundial. Um conjunto de chapadas e vales abrigam sítios arqueológicos com pinturas e gravuras rupestres, além de outros vestígios do cotidiano pré-histórico.

inicio-011

inicio-021

Sobre um relevo acidentado, em uma região de clima semiárido, períodos alternados de chuva e de seca promovem fortes mudanças na paisagem. Em um momento, a vegetação é exuberante e há uma surpreendente diversidade de flores de cores vivas. Em outro, a vegetação seca e perde suas folhas. É quando as formações rochosas se destacam sobre a vegetação desnudada.

inicio-023

 

Registros Rupestres

inicio-031

Os registros rupestres, pintados ou gravados sobre as paredes rochosas, são formas gráficas de comunicação utilizadas pelos grupos pré-históricos que habitaram a região do Parque. As representações gráficas abordam uma grande variedade de formas, cores e temas. Foram pintadas cenas de caça, sexo, guerra e diversos aspectos da vida cotidiana e do universo simbólico dos seus autores. O estudo desses registros possibilita o reconhecimento de temas recorrentes e a identificação de diferentes maneiras de representá-los. Pode-se dizer, ainda, que são pistas da forma de vida dessas populações.

inicio-032

Fig. 155 - Toca do Caldeirão dos Rodrigues I_resize_01

Fig. 78 - Toca do Boqueirão do Sítio da Pedra Furada_resize_01

Fig. 111 - Sítio do Meio_resize_02

Fig. 120 - Toca da Entrada do Baixão da Vaca_resize_01

Fig. 139 - Toca do Caboclo da Serra Branca_resize_01

1.3.5 Fig. 157 - Toca do Arapuá do Gongo_resize_01

Fig. 146 - Toca do Estevo III_resize_01

menu rotativo Fig. 174 - Toca das Figuras do Angical_resize_01

Fonte: FUMDHAM

Escola Governador Archer realiza projeto sobre recuperação do Rio Itapecuru em Codó

IMG-20161021-WA0042

Sob o tema “Fazendo Ciência para alimentar e recuperar o Rio Itapecuru: Abordagem sobre Sustentabilidade Ambiental na Escola Governador Archer”, formandos das Universidades: Estadual e Federal do Maranhão – UEMA e UFMA, com o apoio da FAPEMA e professores da escola, foi realizada a culminância de um Projeto idealizado pelo professor Romário, visando trabalhar a conscientização de todos no sentido de preservar as margens dos rios e principalmente o Rio Itapecuru, a atividade faz parte de uma vasta programação que deverá ser realizada de 19 a 27 de outubro durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

IMG-20161022-WA0070

Este evento visou recuperar uma parte da Mata Ciliar do Rio Itapecuru no município de Codó, tendo como enfoque o plantio de espécies nativas para reabilitação do local, respeitando as condições encontradas nas micro bacias, tais como umidade, fertilidade do solo e luminosidade.

“Fomos constatar in loco a situação de nosso Rio Itapecuru com um grupo de alunos, mostrando qual a real situação, abordando temas relacionados ao assunto, para que juntos possamos praticar pequenas ações que podem fazer a diferença, dando a oportunidade de melhorar a qualidade de vida da nossa gente, disse o aluno da UFMA, Estefânio Silva.

A direção da Escola nas pessoas dos professores Eliete Ribeiro e Mizael Marques, entendem que atividades como estas não podem deixar de ser abordadas nas escolas, o Rio Itapecuru é fonte de vida e renda para muita gente, a morte de um rio sempre trás danos irreparáveis para qualquer nação, e desta forma a escola cumpre seu papel de formação e conscientização.

2

estefanioo

Orgulho para Codó – Atleta que viajou atrasado para competição, conquista título e se classifica para os Jogos da Juventude

renilson

Lembram dos dois atletas codoenses que foram prejudicados e corriam o risco de ficar de fora dos Jogos Escolares Maranhenses? Pois é, a correria foi grande para que os dois pudessem chegar a tempo de competir na modalidade Ciclismo. Foram horas de agonia, mas tudo deu certo. O atleta Domingos Renilson Oliveira – aluno da escola Colares Moreira e que mora no Km 17,  conquistou a medalha de ouro e sua primeira prova disputada, garantindo assim a classificação para os Jogos Escolares da Juventude, que acontece de 10 a 19/11 em João Pessoa -PB .

Domingos Renilson  e Érika Lima do Colégio Batista tiveram de viajar às pressas por conta da desorganização dos JEMs em São Luís, a todo momento a direção muda tabelas e horários das disputas, os dois viajaram na FRETUR, e  chegaram cansados à tarde na capital, mesmo assim conseguiram realizar suas provas e Renilson teve o melhor desempenho. Érica conquistou uma medalha de bronze e uma de prata, enquanto que seu colega faturou uma de ouro e uma de prata, os dois ainda disputarão mais medalhas hoje pela manhã.

Para quem não sabe, os Jogos Escolares da Juventude são o maior evento estudantil esportivo do Brasil. A competição de abrangência nacional reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. Atualmente, é tida como referência internacional. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de 4 mil cidades participantes.

Na edição de 15 a 17 anos são disputadas competições de atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica,natação, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol, vôlei e vôlei de praia. Além das competições, os jovens atletas tem a sua disposição uma ampla gama de eventos paralelos às competições. O programa sócio-educativo e cultural abrange diversas atividades extras com o intuito de aproximar os jovens de todo o país aos Valores Olímpicos e ao exemplo positivo da prática esportiva.

Portanto, Domingos Renilson você é orgulho para nossa cidade, parabéns!

Atenção Fabrízio, até dezembro você é o prefeito de Timbiras e alunos da rede municipal relatam problemas na escola Mundoca Alvim

Timbiras

Atenção prefeito Fabrízio, a cidade de Timbiras é formada por uma maioria de estudantes que precisam ter acesso a uma escola de qualidade em que o mínimo de condições possam ser dadas a estes que podemos considerar como sendo o futuro do país.

Em Timbiras, alunos da Escola Municipal Mundoca Alvim estão sofrendo com o descaso da prefeitura e omissão do Secretário de Educação, que diga se de passagem foi conduzido até à delegacia para prestar esclarecimentos sobre uma pequena quantidade de vinte mil reais estaria em suas mãos na véspera da eleição municipal. Na escola, todos os segmentos reclamam da falta de água até mesmo para beber, pois os bebedouros não estão funcionando e em sala de aula os problemas aumentam com a falta de ventiladores ou climatizadores.

Esperamos que o prefeito tenha o mínimo de bom senso.

Orgulho para Codó – Atleta Layana Timóteo é bicampeã dos JEMs e representará o Maranhão nos Jogos Escolares da Juventude em João Pessoa – PB

layana

Um feito histórico foi conquistado pela jovem atleta Layana Timóteo, filha da dona Graça e do Cabo da Polícia Militar Fernando Alves. No ano passado trouxemos em primeira mão a conquista das medalhas de ouro nas provas de 75 metros e 250 metros rasos nos Jogos Escolares Maranhenses de 2015. Na última sexta -feira (19), a atleta que estuda no Colégio Batista estava trazendo em sua mala as duas medalhas nas mesmas provas na edição dos jogos deste ano.

IMG-20160821-WA0060

Fruto de um trabalho realizado pelo seu professor de Educação Física, Arcelino Martins que durante os doze meses que antecederam os jogos deste ano, preparou sua atleta com disciplina, compromisso e muito suor. De acordo com o professor, sua atleta respeita um calendário de treinamento montado e sempre tenta superar suas limitações, o que a torna uma atleta dedicada e que deverá atingir um nível competitivo a longo prazo, isso se ela escolher se tornar atleta de ponta.

Em casa, com a família, apoio é o que não falta, ao lados dos pais e sua irmã, Layana recarrega as baterias para enfrentar uma jornada que inicia com os estudos e termina com o treinamento esportivo no atletismo.

Parece que os títulos conquistados, não envaideceram a jovem. Na escola seus professores apontam a atleta como exemplo a ser seguido devido a sua disciplina e respeito com todos. Envaidecidos mesmo somente os pais que se enchem de orgulho com a jovem promessa do esporte do país.

Layana representará o Maranhão e levará a bandeira codoense para os Jogos Escolares da Juventude, maior evento estudantil esportivo do Brasil. A competição de abrangência nacional reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. Atualmente, é tida como referência internacional. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de 4 mil cidades participantes.

Na edição de 12 a 14 anos são disputadas competições de atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol e vôlei. Além das competições, os jovens atletas tem a sua disposição uma ampla gama de eventos paralelos às competições. O programa sócio-educativo e cultural abrange diversas atividades extras com o intuito de aproximar os jovens de todo o país aos Valores Olímpicos e ao exemplo positivo da prática esportiva.

Boa Sorte Layana Timóteo, orgulho para a família, orgulho para Codó!

IFMA abre quase seis mil vagas em seletivo de cursos técnicos para todo estado

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) divulgou o Edital do processo seletivo para ingresso nos cursos técnicos de nível médio em 2017. São oferecidas 5.980 vagas, distribuídas em 24 cidades. As inscrições vão de 6 a 26 de setembro e a prova será realizada em 4 de dezembro.

As vagas são para as unidades do IFMA em Açailândia, Alcântara, Barreirinhas, Bacabal, Barra do Corda, Buriticupu, Carolina, Caxias, Codó, Coelho Neto, Grajaú, Imperatriz, Pedreiras, Pinheiro, Porto Franco, Rosário, Santa Inês, São João dos Patos, São José de Ribamar, São Luís, São Raimundo das Mangabeiras, Timon, Viana e Zé Doca. Em São Luís, há vagas em três campi: Centro Histórico, Maracanã e Monte Castelo.

O Instituto oferece três formas de cursos técnicos: integrada, concomitante e subsequente. Na forma integrada, o aluno cursa o Ensino Médio junto com uma formação profissional no IFMA. Na forma concomitante, o estudante faz o curso técnico no IFMA e o Ensino Médio em outra instituição de ensino. Já a forma subsequente é para aqueles que já concluíram ou estão concluindo, em 2016, o Ensino Médio e pretendem obter uma formação profissional.

As provas terão 40 questões de múltipla escolha, sendo 20 de Língua Portuguesa e 20 de Matemática. O conteúdo programático está disponível no edital.

Isenção da taxa de inscrição – O valor da inscrição do seletivo é de R$ 20,00 (vinte reais). Caso o candidato pretenda concorrer às vagas com isenção de pagamento da taxa, deverá preencher o formulário eletrônico, disponível no endereço www.ifma.edu.br, no período de 22 de agosto a 02 de setembro. A isenção também pode ser solicitada de forma presencial nos campi, cujos endereços encontram-se no Anexo I do edital.

Poderá requerer a isenção o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e for membro de família de baixa renda.

As vagas à Isenção do Pagamento da Taxa de Inscrição correspondem a 400% do total de vagas por Forma de Educação Profissional Técnica de Nível Médio oferecidas em cada Campus e Campus Avançado no Processo Seletivo 2017.

Sistema de cotas – Em cada curso, 50% das vagas serão destinadas aos candidatos egressos de escola pública. Dessas vagas, metade serão reservadas aos candidatos com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio e a outra metade será reservada aos candidatos com renda familiar bruta superior a um salário mínimo e meio. O Instituto reserva também, em cada curso, 5% das vagas para os candidatos com deficiência.

Fonte: Portal IFMA

Alunos de escola pública de Codó conquistam vaga para disputa dos JEMs de forma inédita

IMG-20160714-WA0181

Em pé: Nayron, Thiago, Yure, Maykon, Regys e agachados: Karlivan, Boris, Diego e Estevão – Técnico Reinaldo

Pela primeira vez desde que foi fundada, uma equipe da escola Governador Archer, localizada na Trizidela defenderá o nome de Codó na  modalidade Futsal na disputa da Etapa Final dos Jogos Escolares Maranhenses- JEMs na capital. Mesmo com todas as dificuldades enfrentadas como falta de material esportivo para treinar e tendo que dividir os treinos com outros afazeres os alunos com faixa etária de 12 a 14 anos conseguiram um feito histórico, quebrando uma hegemonia predominantemente dominada por escolas particulares de Codó, a última escola pública a disputar a competição na modalidade foi a escola Estevam Angelo de Sousa, situada no bairro São Sebastião.

As dificuldades foram as mais diversas, os alunos tiveram que comprar sua própria equipagem ( camisa, short, meião e caneleira), pois a escola não dispõe de quase nada para a preparação dos atletas, isto porque, sem recursos não se pode fazer muita coisa, a escola está sendo penalizada por improbidade de seu último gestor e até agora tudo está sendo acobertado por seus padrinhos políticos. Mas a mídia da prefeitura prega que a educação é de primeiro mundo, imaginem se não fosse.

Na etapa Regional, os alunos receberam a título de doação da secretária de educação, Professora Rosina Benvindo, uma equipagem e uma bola de futsal para ajudar na preparação, ainda é pouco porém ajudou e agora para a Etapa Final, os preparativos começaram e nesta quarta a equipe se reapresenta para os treinamentos.

Para conquistar a vaga para a Etapa Final dos JEMs, os alunos/ atletas disputaram 10 jogos, venceram sete e perderam três, incluindo as duas finais da etapa codoense e regional.