UEMA Campus Balsas realiza cerimônia de colação de grau

Por: Paula Lima – Foi realizada na noite desta quarta-feira (24), a cerimônia de colação de grau do Campus Balsas da Universidade Estadual do Maranhão. O vice-reitor, Walter Canales, representando o reitor Gustavo Costa, concedeu outorga a 66 formandos dos cursos de Agronomia, Letras, Enfermagem, Medicina e Administração Pública. O momento, ainda, contou com formandos dos campi de Grajaú e Caxias e dos polos EaD Açailândia, Alto Parnaíba, Carolina e Imperatriz.

O orador oficial da noite, Ramon Chaves Sousa, formando do curso de Enfermagem, disse durante seu discurso, que esse é o início de um novo ciclo. “Sonho é sonho e para que ele se torne realidade é preciso acreditar. Sabemos que nada é fácil, até porque não acaba aqui. Hoje iniciamos um novo ciclo. Então, que possamos ser, além de profissionais, mais humanos. Que o amor pela profissão transforme vidas e que o sonho que hoje se concretiza para nós, se torne inspiração para os outros”, destacou ele.

A paraninfa da solenidade, a professora Maria Célia Dias de Castro, do curso de Letras, ressaltou a importância da educação. “A educação nos é inerente e mais caro. E neste momento tão singular, quero desejar aos formandos que as lições, os estímulos, cada dia de trabalho, de construção do conhecimento, cada vitória, seja a recompensa pelos esforços numa história de dedicação à profissão que desejam abraçar, com competência, honestidade, verdade e trabalho”, disse.

O Diretor do Campus Balsas, professor Luciano Façanha Marques, afirmou que a colação de grau é uma conquista construída com muita dedicação, compromisso e renúncia. “Não por acaso afirmou Aristóteles: as raízes da educação são amargas, mas o fruto é doce. Queridos formandos, desejo uma carreira exitosa, pautada na ética. Lecionem, produzam, administrem, cuidem das pessoas com muita dedicação, dando sempre o melhor de si, pondo em prática os conhecimentos adquiridos. Guardem carinhosamente todos os momentos vividos em nossa UEMA, multipliquem exponencialmente os conhecimentos e tenham coragem para voar. Jamais se deixem engaiolar pela procrastinação. O Estado do Maranhão precisa de vocês”, afirmou o diretor.

Em seu discurso, o vice-reitor Walter Canales, destacou que a colação de grau representa a missão da UEMA na formação e na vida de cada um. “Mais um dia feliz. Mais um momento muito importante para a Universidade, porque marca o término da missão da Instituição na formação desses jovens e a colocação deles no mercado de trabalho, de volta à sociedade para exercer a profissão escolhida. A Universidade procurou orientá-los da melhor forma possível e, com certeza, deu a eles a condição necessária para esta nova etapa que se inicia”, realçou.

Como forma de destaque pelo desempenho durante a graduação, a UEMA instituiu o título de Mérito Acadêmico. Este título é concedido aos alunos que alcançaram o maior coeficiente de rendimento ao longo do seu curso de graduação e em reconhecimento ao seu desempenho em prol do estudo e das atividades acadêmicas.

Este ano o título de mérito acadêmico ganhou três colocações. O terceiro lugar ficou com Manoel Abade da Silva Filho, do curso de Agronomia. A recém-graduada Maressa Laís de Oliveira Coelho, do curso de Enfermagem, ficou com o segundo lugar. O primeiro lugar foi para Joirene dos Santos Gonçalves, do curso de Letras.

Governo do Estado lançará Edital para contratar professores, mas não realiza Concurso Público

É inegável que a Educação do Estado e de muitas cidades do Maranhão está em fase decadente. O que o pobre e sem perspectiva precisa é de zelo e de um mínimo de responsabilidade de seus governantes. A falsa ideia de que a estrutura educacional está bombando só nos dá prejuízos.

Uma nação cujos governantes não oferece um Ensino de Qualidade, o fracasso é certo e no Maranhão a coisa tá feia há mais de 50 anos. Entra governo e sai governo e coisa continua indo para o ostracismo. Muito se pregava do atraso da família Sarney para o povo sofrido do Maranhão, mas a esperança se renovou ao darmos um voto de confiança ao homem que carrega o título de ter desbancado uma oligarquia, ledo engano.

A política é a mesma, muita propaganda e pouca ação efetiva. Em Codó, a educação municipal é uma das piores da região, escolas sem condições dignas, sem um projeto sólido e ousado para tirar a região da posição mais vergonhosa, temos o pior Índice de Desenvolvimento Humano – IDH, mas os governantes fazeM gastos milionários com publicidade.

As escolas estaduais de Codó ainda não possuem um quadro efetivo de professores, faltam profissionais e GESTORES REGIONAIS fazem vista grossa, mesmo havendo a vacância que se arrasta por vários anos, ao invés de realizar Concurso Público, o governo prefere utilizar de uma manobra para apenas contratar professores por tempo certo.

Foi preciso haver mobilização social, para que os gestores da educação pudessem tentar tapar o sol com a peneira pois, recentemente foi realizado um Processo Seletivo para contratação de professes, mas Codó não foi contemplado com nenhuma vaga, como se aqui tudo estivesse dentro da normalidade.

Na escola CEJA Lúcia Bayma, falta professor de Língua Espanhola no turno vespertino, não vamos nem estender a problemática para outras escolas, o que estamos vendo é o esvaziamento das escolas antes do horário, enquanto isso não teremos uma solução a curto prazo, pois daqui a dois ou três anos estaremos de novo com carência de professores.

Governador empossa coronel Ismael Fonseca como novo comandante geral da Polícia Militar

O governador Flávio Dino empossou na noite desta segunda-feira (22), o coronel Ismael de Souza Fonseca como comandante geral da Polícia Militar do Maranhão.  A solenidade, presidida pelo governador, contou com a presença de diversas autoridades, entre elas, o vice-governador do estado, Carlos Brandão, o senador da República, Weverton Rocha, o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, além de autoridades políticas, secretários de governo, do poder Judiciário, das forças armadas, de oficiais e praças da PMMA. O coronel Ismael assume o cargo em substituição ao coronel Jorge Allen Guerra Luongo, que estava à frente da Corporação desde março de 2018.

O governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino, disse que trabalha com denodo dedicação e senso de justiça para melhor servir a população maranhense principalmente no quesito segurança pública. “Aludo mui respeitosamente tudo o que as forças de segurança tem feito especialmente ao coronel Jorge Luongo, atinente ao fato de ano após ano os índices de crimes violentos, letais e intencionais tem decrescido significativamente em 64% em relação anos anteriores”. O governador agradeceu a Deus o supremo guia, ao coronel Alves, coronel Pereira e o coronel Luongo, todos contribuíram de forma efetiva nas respectivas épocas em que passaram a frente da corporação. Disse ao coronel Ismael que continuasse a nobre missão de promover segurança pública no Estado do Maranhão, agora no comando da Polícia Militar do Maranhão.

O secretário de segurança, Jefferson Portela, destacou o momento de alegria que a PMMA está vivendo atualmente enfatizando as qualidades profissionais dos coronéis Luongo e Ismael. “É um momento de alegria por que tudo continua como deve estar é uma passagem de comando que não altera a essência e os objetivos da segurança pública. Segue a missão cada vez mais diminuindo os índices de criminalidade”, disse o secretário. Jefferson Portela informou que o coronel Luongo irá exercer uma nova função na Secretaria de Segurança Pública.

O coronel Jorge Luongo, durante sua fala de despedida destacou os resultados obtidos durante sua gestão a frente do comando da Instituição. “É com sentimento de dever cumprido que hoje passo o comando da PM. Durante esses 13 meses trabalhei incansavelmente pela segurança do nosso Estado, onde conseguimos reduzir significativamente os índices de criminalidade”, disse. O oficial finalizou sua fala agradecendo o apoio durante sua gestão e desejou sucesso ao novo comandante.

Durante a solenidade o novo comandante da PM, coronel Ismael, recebeu das mãos do governador a espada símbolo do Comandante Geral. Já o coronel Luongo recebeu das mãos do senador Weverton, a medalha de Mérito de Alto Comando – “Ordem Hermelindo Gusmão Castelo Branco”, entregue a todo coronel que comanda a Instituição.

Perfil do comandante

O coronel Ismael Fonseca, nasceu em Aracaju (SE), tem uma trajetória militar voltada para a operacionalidade. Atualmente, conta com 27 anos de serviços na Polícia Militar tendo vários cursos acumulados ao longo da carreira. Já comandou várias unidades da capital e do interior, exerceu a função de subcomandante da PM no ano de 2015. É piloto profissional de aeronave. Antes de ser nomeado para assumir o posto máximo dentro da corporação, coronel Ismael estava desempenhando a função de  Diretor do Centro Tático Aéreo (CTA).

Mais sobre a PM

Ao longo dos seus 182 anos, a PMMA, como cumpridora de suas missões constitucionais, tem se consolidado como um dos sustentáculos do Estado Democrático de Direito, inspirada no mais absoluto respeito à vida, a integridade física e a dignidade da pessoa humana.

No âmbito de suas missões, desenvolve a filosofia do policiamento comunitário em permanente integração com a sociedade, visando à preservação da ordem pública promovendo a proteção e o auxílio ao cidadão, à comunidade e ao patrimônio.

A Polícia Militar do Maranhão está presente nos 217 municípios maranhenses, com três grandes Comandos de Policiamento de Área Metropolitana, dois Comando de Policiamento Especializado e um Comando de Segurança Comunitária, localizados na capital, e no interior do Estado, oito grandes Comandos de Policiamento de Área, distribuídos entre Batalhões, Companhias Independentes e Destacamentos Policiais, executando as mais diversas modalidades de policiamento (motorizado, montado, de mananciais, aéreo, a pé e de bicicleta).

Possui, também, em seus quadros administrativos as Diretorias e Seções, que dão o suporte na logística e no assessoramento para a atividade fim e no processo decisório.

Fonte:PMMA

Cidade de Codó ainda deixa a desejar com políticas de mobilidade urbana e prefeito parece não estar preocupado

A cidade de Codó tem uma população estimada em 123 mil pessoas e 50% destas residem no perímetro urbano da cidade. O cidadão pode procurar um  espaço que esteja acessível a todos que certamente não encontrará.

Mesmo tendo os órgãos fiscalizadores (Câmara de vereadores e Ministério Público e sociedade civil organizada), o Executivo Municipal parece abrir mão de oferecer qualidade de vida a uma pequena parcela da sociedade formada pelos portadores  de deficiências.

Lei de mobilidade urbana

Em 2012 foi sancionada a Lei de Mobilidade Urbana que deve ser aplicada em municípios de mais de 20.000 habitantes.

A lei obriga aos municípios a elaborar um plano de mobilidade urbana que tenha como objetivos:

  • melhorar o deslocamento das pessoas pela cidade;
  • integrar os diferentes meios de transportes;
  • estabelecer um preço acessível para as tarifas dos mesmos.

O prazo era até janeiro de 2015 e até esta data somente 5% das prefeituras tinha entregue o plano. Assim, foi estabelecido que as cidades poderiam apresentar seus projetos até abril de 2018.

Mesmo assim, a lei foi saudada por especialistas como um avanço entre o poder político e a sociedade civil. Além disso, obriga os municípios a trabalhar com planejamento e questões a longo prazo.

É bem verdade que o número de cadeirantes é inexpressivo, porém, nenhum gestor pode abrir mão de elaborar políticas públicas voltadas aos deficientes físicos, e sem sombra de dúvida um Plano de Mobilidade Urbana viria a amenizar o sofrimento daqueles que gostariam de frequentar as ruas do Centro Comercial, ir ao Fórum ou até mesmo frequentar uma escola.

Em Codó nem mesmo o Poder Judiciário parece não estar preocupado com a inoperância do prefeito Francisco Nagib, pois o exemplo de fiscalização deveria vir de casa e vejam que nem mesmo o um cadeirante que queira sair da escola João Ribeiro, atravessar a avenida para ir ao Fórum de nossa cidade teria condições favoráveis de acessibilidade, pois o canteiro central da Avenida João Ribeiro não é favorável para uma travessia, servindo de barreira.

17º BPM realizará Ciclo de Palestras de como ingressar na carreira militar a jovens de Codó

O comandante do 17° Batalhão de Polícia Militar de Codó, Ten Cel Jurandy Braga, informa que estará realizando o II Ciclo de Palestras de como ingressar na Carreira Militar. O evento faz parte de uma sequência de ações sociais que serão desenvolvidas ao longo do ano de 2019, cujo público alvo serão os jovens de 14 a 30 anos que sonham em seguir carreira nas Forças Armadas Brasileiras (Exército, Marinha e Aeronáutica) e Forças Auxiliares (Polícias Militares).
Os palestrantes serão Major Benilton Meneses, Cabo Reinaldo Bezerra e o professor do IFMA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – Campus Caxias, Aciel Tavares.
A palestra tratará da temática de como ingressar na carreira, idade, escolaridade, e nível de ensino.
Então, você jovem que sonha em um dia se tornar Oficial ou Praça das Forças Armadas ou Auxiliares, venha e participe desta atividade informativa.
Como devo fazer minha inscrição?
Resposta- É simples, vá até a sede do 17° BPM, munido do seu documento de identidade e faça sua inscrição gratuita, no período de 22 à 26/04 E faça seu agendamento.

Organização: Capitã Francilene Gonçalves/17°BPM

Atenção – Últimos dias para entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física

Termina no dia 30/04 o prazo para que , contribuintes de todo o País entreguem a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2019.

Devem fazer a declaração todos aqueles que tenham recebido, em 2018, rendimentos tributáveis cuja soma supere R$ 28.559,70, ou rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte com soma superior a R$ 40 mil. No caso de atividade rural, a quantia deve ser maior do que R$ 142.798,50.

Também deve declarar quem teve ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas. A declaração é obrigatória, ainda, para aqueles que tenham propriedades de bens e direitos cujo valor seja superior a R$ 300 mil.

Como declarar

O contribuinte tem à disposição três alternativas para fazer a declaração: por meio do Programa Gerador da Declaração (PGD) IRPF2019, disponível no site da Receita Federal; pelo aplicativo Meu Imposto de Renda, para tablets e smartphones; e pelo serviço Meu Imposto de Renda, que deve ser acessado pelo Centro Virtual de Atendimento (e-CAC) do portal da Receita por meio do uso de certificado digital.

Novidade

Neste ano, a Receita Federal exige que os declarantes informem o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) de todos os dependentes. Antes, a informação era obrigatória somente nos casos de crianças a partir de oito anos.

Multa

Quem apresentar a declaração após o término do prazo estará sujeito a multas, que vão de R$ 165,74 a 20% do valor do Imposto de Renda devido.

A expectativa da Receita Federal é de que 30,5 milhões de declarações sejam entregues neste ano.

Polícia Militar do Maranhão tem novo comandante geral, assumiu Coronel Ismael Fonseca

O governador do estado do Maranhão anunciou na semana passada que a PMMA terá novo Comandante Geral, assumirá o comando da corporação o Coronel Ismael Fonseca, que estava à frente do CTA – Centro Tático Aéreo. Cel Ismael que já ocupou função de subcomandante da PMMA anteriormente.

O Coronel Luongo que deixou o Comando da PMMA, deverá ocupar um Cargo na Secretaria de Estado de Segurança  Pública. A solenidade de passagem de comando acontecerá nesta segunda – 22/04.

Brasil conquista inédita medalha de ouro em olimpíada feminina de matemática na Ucrânia

O Brasil mais uma vez se destacou em um evento internacional de matemática, desta vez trazendo uma inédita medalha de ouro. O prêmio foi conquistado na Olimpíada Europeia Feminina de Matemática (EGMO, na sigla em inglês), realizada em Kiev, Ucrânia, de 7 a 13 de abril. A delegação brasileira, chefiada por Deborah Alves, de São Paulo, e Luize Vianna, do Rio de Janeiro, foi composta pelas estudantes Ana Beatriz Studart, 17 anos, do Ceará; Bruna Nakamura, 16, de São Paulo; Maria Clara Werneck, 17, do Rio de Janeiro, e Mariana Groff, 17, do Rio Grande do Sul.

O ouro foi conquistado por Mariana, que terminou a competição na 14ª posição geral entre 196 competidoras. O Brasil também levou dois bronzes, com Ana Beatriz e Maria Clara, terminando a Olimpíada em 20º lugar – 49 países foram representados na Ucrânia.

Mariana, a veterana da turma, esteve presente nas três últimas convocações para a EGMO. A estudante, de Frederico Westphalen (RS), acumula medalhas em olimpíadas nacionais e internacionais de matemática. Na competição para meninas, só subiu de produção, já que conquistou um bronze em 2017 e uma prata no ano passado. A cearense Ana Beatriz também tem conquistado prêmios. Antes do bronze nesta edição, ela levou a prata em 2018.

O ouro é inédito, mas não é de hoje que o Brasil se destaca no evento. A EGMO é realizada desde 2012 em diferentes países europeus, e o Brasil participa desde 2017, por iniciativa do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e da Sociedade Brasileira de Matemática (SMB). Este ano também contou com apoio das escolas das alunas. Até o momento, o país soma 9 medalhas e uma menção honrosa.

Deborah Alves, 26 anos, foi líder da equipe pela segunda vez. Ela, que hoje é professora, mas já participou de competições internacionais semelhantes como aluna entre 2009 e 2011, ressalta a importância de olímpiadas como essa. “É muito gratificante saber que você é uma das melhores pessoas em matemática no seu país e poder representá-lo internacionalmente. O Brasil tem conquistado ótimas posições, melhora a cada ano, mas ainda tem o que melhorar”, destaca. “É nossa terceira participação nessa competição para garotas e já conseguimos uma medalha de ouro. O feito serve como exemplos para estudantes mais novos em todo o país.”

Mulheres – Competições abrangentes como a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) – que também tem a participação de escolas privadas – contam com presença equilibrada de meninas e meninos, inclusive na segunda fase, em que participam apenas os 5% melhores de cada escola. Quando se trata de certames com caráter mais competitivo, no entanto, a história muda.

Na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) ou na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO) o percentual de meninas é bem inferior. Na IMO 2017, no Rio de Janeiro, as garotas somavam apenas 10% dos participantes. Isso levou o Impa a criar uma premiação especial (Impa Olympic Girls Award) para aquelas que mais contribuíssem para suas equipes, a qual se tornou permanente na IMO a partir de então.

Na própria Obmep a presença feminina entre os premiados é minoritária e os números são ainda mais preocupantes nas últimas séries. Em 2018, as meninas foram 30% dos medalhistas no ensino fundamental, mas apenas 20% no ensino médio.

“Para termos maior participação de mulheres nessas olimpíadas, precisamos de mais incentivo”, ressalta Deborah. “Vivemos em uma sociedade muito machista e que afeta as mulheres de várias formas. Isso diminui o incentivo de várias meninas a participar de diversas competições, como é o caso das olimpíadas de matemática. O ambiente pode ser hostil, principalmente quando a mulher é minoria. O ideal é que todos desse ambiente acadêmico, estudantes e professores, propiciem um bom ambiente para que as meninas sintam que sim, aquele é um lugar para elas, que sim, elas têm a mesma capacidade. Basta apenas um maior incentivo para que elas possam demonstrar que a capacidade de todo mundo é igual.”

Seleção – Durante o processo de escolha das equipes para representar o Brasil em competições internacionais de matemática, a Olimpíada Brasileira de Matemática promove treinamentos entre os alunos com destacado desempenho nas provas de seleção. Participam da competição estudantes dos ensinos fundamental (a partir do sexto ano), médio e universitário das instituições públicas e privadas de todo o país. Os representantes no exterior são justamente aqueles que mais se destacam, como foi o caso de Ana Beatriz, Bruna, Maria Clara Werneck e Mariana.

A coordenação da OBM fica a cargo da Comissão Nacional de Olimpíadas de Matemática da SBM. É atribuição dessa comissão a preparação das provas e soluções das provas da OBM, bem como definir critérios de correção e de premiação.

Dupla recém casada em presídio é presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo em Codó

Na tarde desta Sexta – feira, por volta das 17h, policiais militares do policiamento motorizado do Esquadrão Águia efetuaram a condução em flagrante delito, por Porte Ilegal de Arma de Fogo, o casal: Elicelma da Cunha Braga, 34 anos, e Tiago de Almeida Lira “Vulgo Olho de Vidro” , 35 anos, ambos residentes à Rua São Domingos, n° 1114, São Francisco.

A prisão se deu quando durante abordagem de rotina, na Avenida 1º de Maio, nas proximidades do Centro da cidade, os policiais avistaram a dupla e de posse de fundamentada suspeita, foram feitas buscas pessoais, porém nada havia sido encontrado, mas quando os PMs revistaram a bolsa de ombro de “Elicelma” encontraram um revólver calibre 38 com três munições intactas.

Como a dupla não apresentou a documentação regulamentar da referida arma de fogo, não restou outra alternativa aos policiais que não fosse a apresentação dos dois a autoridade policial de plantão para que as medidas penais fossem adotadas.

Vale ressaltar que tanto Tiago, quanto Elicelma, casaram recentemente com apoio do Poder Judiciário e Ministério Público em grande evento social dentro da Unidade Prisional  de Ressocialização de Codó, quando ele era detendo daquela casa de custódia.

Solidariedade – Em parceria com empresário de Teresina-PI, 17° BPM realiza entrega de cestas básicas a famílias carentes de Codó

Pela quarta vez e a segunda apenas este ano, uma iniciativa do  Sargento PM Gladston, lotado no 17º BPM em Codó, em parceria com um empresário de Teresina-PI. Das outras vezes a entrega era realizada no Lixão da cidade, no bairro  Codó Novo e pela primeira vez a entrega se deu dentro do quartel.

Foram distribuídas mais de 50 cestas básicas que beneficiará aquelas famílias que estavam sem ter se quer os alimentos básicos em suas casas. A entrega contou com a participação dos oficiais e praças do 17º BPM.

De acordo com o Sargento Gladston, “essa atitude tem apenas o cunho solidário e visa oferecer às famílias, mesmo que em poucos dias uma oportunidade de ter em seus lares um pouco de alimento em suas mesas”.