Policiais do 17° BPM apreendem arma de fogo em Timbiras-MA com dupla criminosa de Coroatá

Durante o serviço de patrulhamento numa avenida de grande movimentação em Timbiras na tarde de ontem, policiais militares de serviço conseguiram prender um maior e apreender um menor de idade que portava uma arma de fogo, para praticarem assaltos na cidade.

Com a aproximação dos policiais, a dupla ainda empreendeu fuga, mas foram localizados e conduzidos para a delegacia da cidade onde estarão à disposição da polícia judiciária. Os dois foram identificados por: Nailson de Sousa e M.L.R, ambos residentes na cidade de Coroatá.

A intervenção policial resultou na localização de um revólver Taurus Calibre 32 com seis munições intactas, com os criminosos ainda  foi encontrado um celular que havia sido tomado de assalto pelos dois minutos antes de suas prisões.

ASSCOM 17° BPM

Policiais do 17º BPM apreendem duas armas de fogo em menos de 24h na cidade de Codó e recuperam motocicleta roubada

Policiais do 17º BPM da cidade de Codó, não dão trégua pra criminalidade, atuando com afinco demonstrando total compromisso com o bem servir  a sociedade codoense, em menos de 24h, conseguiram tirar duas armas de fogo de circulação na cidade.

A primeira arma foi apreendida na manhã do 17/09, por volta das 11h, quando Cesar da Silva Ferreira, de 20 anos, e Ailton Fábio Santos da Silva, de 19 anos, foram surpreendidos durante uma abordagem policial, a dupla portava um revólver calibre 38, com quatro munições intactas. A abordagem aconteceu na Rua do Puraquê, no Codó Novo.

Já nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (18/09), a Central de Operações Policiais Militares – COPOM acionou todas as Viaturas para tentar interceptar uma dupla de assaltantes que de posse de uma motocicleta havia tentado realizar um roubo a pessoa no Conjunto Novo Milênio Bairro São Sebastião. Imediatamente a equipe do Esquadrão Águia deslocou para as imediações e na tentativa de abordar a dupla em fuga, tiveram que realizar o acompanhamento tático.

Durante a fuga, a dupla dispersou um celular e a arma de fogo em via pública, tendo sido encontrados pelos abnegados policiais.

Após o cerco realizado por todas as guarnições, a dupla foi interceptada quando fugiam em direção ao Bairro da Trizidela. Durante a abordagem, os suspeitos foram identificados como: Gislan Costa Santos, 19 anos e Wemerson da Silva Pereira, 19 anos, ambos residentes no Bairro São Raimundo.

A dupla foi apresentada na Delegacia Regional de Codó para os procedimentos cabíveis e após a apresentação dos mesmos, foi constatado que a motocicleta utilizada durante o assalto (uma POP 110 vermelha) havia sido roubada na noite anterior.

ASSECOM – 17º BPM

Por João Bentivi – Lei Maria da Penha – Um avanço

As mudanças sociais, caso não sejam revolucionárias são lentas, mas há modificações legais, que ainda que pareçam lentas, são revolucionárias. Falo da Lei Maria da Penha.

Todos nós conhecemos a gênese e a história desse documento legal, recheada de tristezas, um drama humano descrito com as piores tonalidades. Essa história não pode ser mudada, mas as perspectivas e os seus resultados, até agora, são relevantes.

Tenho afirmado, em minhas aulas de Bioética, que a pílula anticoncepcional, que veio ao mundo, nos anos 60, mudou o mundo e a história das mulheres. Em analogia, a Lei Maria da Penha, de 2006, definitivamente foi um marco para as mulheres brasileiras. Inseriu-se, definitivamente na história das mulheres dessa pátria.

É uma lei milagrosa? Exterminará a violência contra a mulher?  Poderia ser melhorada? Nas relações sociais não existem milagres e as más práticas existirão, enquanto o homem for homem e o mundo for mundo. Mas essa lei diz para todos que a infringirem, que a responsabilização não mais é uma teoria. É uma prática.

Muito bom? Sim. Ótimo? Não. Pode ser melhorada.

  Por: João Bentivi

Colégio Cristo Rei e Batista disputam medalhas de Bronze e Ouro respectivamente nos JEMs 2018

Movidas a muita emoção! Assim pode ser resumida as duas partidas disputadas na capital do estado nos Jogos Escolares Maranhenses 2018, na semifinal da competição. Caso as duas equipes vencessem seus jogos, teríamos uma final histórica.

Na primeira partida, os alunos/atletas do Colégio Cristo Rei jogaram contra a escola Barbosa de Godói de São Luís e perderam o jogo nos detalhes. Apesar de ser superior tecnicamente, a equipe codoense não conseguia encaixar as finalizações e acabavam sofrendo duros e fortes contra ataques dos adversários e em dois momentos da partida tiveram que tirar grandes diferenças no placar e ao final, o placar ficou favorável  aos atletas da capital que que venceram o jogo pelo placar de 24 X 21 e vão  enfrentar o Colégio  Batista de Codó.

No outro jogo da semifinal, os alunos/atletas do Colégio Batista venceram seu jogo contra o ArtCeb de Imperatriz e vão disputar mais uma final na competição. A equipe comandada pelo professor Genilson, encontrou dificuldades no início do jogo, chegando a virar do primeiro tempo para o segundo perdendo por um gol e diferença, mas no segundo tempo o Batista a impôs em quadra ao final fechou o jogo com diferença de um gol, 13X 12.

As disputas pelo bronze estão previstas para começar as15h no Ginásio Castelinho, já a grande final começa  às 16h e para esses dois jogos, os alunos de Codó  que já  não  estão  disputando nenhuma competição prometem fazer sacudir o Castelinho em apoio aos atletas do Cristo Rei e Colégio Batista.

O CAMPEÃO VOLTOU – Aldo nocauteia Stephens no primeiro round no Canadá

José Aldo, com Dedé Pederneiras vibrando ao fundo, volta às vitórias em luta no Canadá (Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC / Getty Images) .

O lutador brasileiro José Aldo considerou a vitória sobre o norte-americano Jeremy Stephens por nocaute como uma das mais importantes da carreira. O triunfo em duelo disputado na noite de sábado, no UFC Calgary, no Canadá, encerrou um jejum de dois anos sem triunfos do ex-campeão do peso-pena.

“Sim, considero uma das mais importantes. Estava todo mundo querendo saber como eu iria me portar. Mostrei meu valor, mostrei daquilo que sou capaz. Era uma pressão grande, e eu sabia que tudo dependia de mim”, afirmou em entrevista coletiva.

José Aldo acertou o rival americano com um soco na linha da cintura já no primeiro round. O brasileiro aproveitou a queda e foi para cima do adversário para finalizar a luta com uma sequência de socos. Em seguida, o árbitro encerrou o confronto por nocaute técnico e o ex-campeão foi às lágrimas.

“Vim de duas derrotas, tinha perdido o cinturão, logo em seguida tive a revanche e não fui feliz. Estava me sentindo pressionado. Graças a Deus tenho uma equipe maravilhosa, que me dá o suporte necessário para eu voltar e vencer. Fiquei bem feliz pelo apoio e pelo carinho que recebi dos meus amigos de treino”, disse.

Aldo não vencia desde 2016. No ano passado, ele perdeu para Max Holloway em disputa pelo cinturão. Antes disso, em 2015, sofreu um duro revés ao perder para Conor McGregor em poucos segundos no octógono.

Além disso, José Aldo não conseguia um nocaute técnico desde 2013, quando derrotou o sul-coreano Chan Sung Jung, no Rio de Janeiro. A vitória foi dedicada à filha Joana, que completará seis anos nesta segunda-feira.

“A pressão estava grande por isso, tinha que dar uma vitória para ela. Esse era o presente que eu queria dar para ela. Agora há pouco falei com ela no vídeo e ela estava pulando de alegria. Não tem nada mais feliz na vida do que o pai dar esse carinho para o filho, e ela se sentir como agora”, disse o lutador.

O brasileiro tem ainda mais quatro lutas no contrato com o UFC e cogita se aposentar na sequência. Mas em grande estilo. “Mostrei que estou vivo na categoria, com fome de luta, querendo ser campeão de novo. Mereço estar sempre nas cabeças. Tenho um contrato e espero finalizá-lo sendo campeão”, finalizou.

Policiais do 17º BPM garantem a segurança no Tradicional Arraial da cidade de Codó

 

A Polícia Militar do Maranhão, através do 17º BPM garantiu a segurança do tradicional Arraial da Cidade de Codó, o evento aconteceu no período de 04 a 08/07 na Praça de São Sebastião e contou com uma estrutura de segurança capaz de inibir ações que atentassem contra a integridade física das pessoas que foram ao local.

Para garantir a segurança dos brincantes, foi montado um esquema, com o emprego de policiamento nas modalidades a pé e motorizado, o reforço de seguranças particulares, Guardas Municipais e pela primeira vez a presença do Corpo de Bombeiros Militar, distribuídos de forma estratégica nos principais pontos com patrulhas móveis.

Foram conduzidos apenas 9 pessoas à delegacia da cidade por estarem promovendo baderna dentro do arraial e uma arma de fogo tipo garrucha foi encontrada após uma abordagem a um suspeito.

Com a finalidade de garantir a segurança no trânsito, a PM também intensificou a realização de blitzen, conseguindo atingir a meta de quase zerar o número de acidentes de natureza grava durante os festejos.

ASSCOM 17º BPM

Zito Rolim passa mal e vai parar na UPA, mas passa bem

Uma notícia circulou rapidamente nas redes sociais neste domingo (15/07) na cidade de Codó. Foi encaminhado às pressas à Unidade de Pronto Atendimento – UPA, o ex prefeito de Codó, Zito Rolim. Seus amigos e parentes próximos contam que, Zito teria sentido uma forte dor no peito e assim levado para atendimento emergencial. 

Já foi descartada a possibilidade de uma parada cardíaca, o político deverá passar por um acompanhamento médico mais especializado. Até o presente momento, o problema ainda não foi diagnósticado e Zito passa bem.

Após deixar grupo político comandado por Sarney, Biné Figueiredo apoiará Roseana depois de mais de dez?

Uma imagem vale mais que mil palavras, assim diz o adágio, mas que para muitos que vivem da política, a especulação é um trunfo que às vezes gera lucros para aqueles que no momento certo pula de um galho a outro. Depois de receber o atual governador do estado (Flávio Dino), do atual senador Roberto Rocha e de algumas outras lideranças, Biné Figueiredo, ex prefeito de Codó por dois mandatos e considerado uma das maiores lideranças políticas da Região dos Cocais, parece estar tomando os rumos que vão além das especulações políticas.

Depois de subir num palanque na presença do então governador José Reinaldo Tavares, do candidato ao governo na época,  Jackson Lago que inclusive viria a ser eleito, derrotando o grupo Sarney nas urnas, mas que teve o mandato cassado pela Justiça, sob a acusação de ter se beneficiado de assinaturas de convênios, inclusive os assinados em Codó, Biné então prefeito aproveitou para dizer que na época em que esteve no seu primeiro mandato (entre 93-96), Roseana teria mandado para Codó  apenas um Convênio no valor de 12 mil reais.

Já dizia nossos avós que quando não temos nada para falar, é melhor você ficarmos calado. Biné agora vai ter que torcer para o vídeo acima não se tornar o mais assistido na época da campanha das próximas eleições, já que as palavras têm poder. Mas para a política esse ditado não tem muito valor, já que estamos acostumados a tantas reviravoltas e o tempo por exemplo é capaz de trazer à tona aqueles fatos que doravante estavam no esquecimento. Não podemos tirar o peso de um apoio a qualquer membro da família Sarney, principalmente em se tratando de um grupo de coalizão comandado pela ex-governadora Roseana Sarney.

Separação de famílias brasileiras na fronteira norte-americana gera debate em Plenário

O Plenário da Câmara dos Deputados foi tomado por uma discussão sobre a política migratória de “tolerância zero” do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em que crianças de imigrantes que cruzam ilegalmente a fronteira norte-americana pelo México são separadas dos pais.

Os pais são processados judicialmente e, como as crianças não podem ser presas junto com os adultos, são encaminhadas a centros. Cerca de 2 mil crianças já foram separadas dos pais na fronteira. A política de separação das famílias foi suspensa nesta quarta-feira por uma ordem executiva depois de críticas nacionais e internacionais.

O Psol apresentou uma moção de repúdio à detenção das crianças e separação dos pais. O texto diz que o tratamento é “desumano”, o que gerou uma disputa entre parlamentares de esquerda e de direita, e acabou retirado de pauta.

Crianças brasileiras
O líder do Psol, deputado Chico Alencar (RJ), afirmou que há crianças brasileiras detidas nos centros na fronteira sul dos Estados Unidos. “Todos os líderes aqui, estamos exortando o Itamaraty para que tome providências rigorosas, para que garanta, inclusive, o retorno dessas crianças ao convívio dos seus familiares”, disse.

Para o líder do PCdoB, deputado Orlando Silva (SP), a política de “tolerância zero” demonstra agressividade com pessoas que, muitas vezes, buscam refúgio nos Estados Unidos. “Nós acreditamos que é necessário que o Parlamento brasileiro se manifeste de maneira inequívoca, repudiando essa grave violação dos direitos humanos”, defendeu.

O deputado Ezequiel Teixeira (Pode-RJ), no entanto, provocou o Psol e o PCdoB a apresentarem moções de repúdio a países de orientação esquerdista, como a Venezuela. “Nós queremos também que seja incluído o repúdio ao presidente Maduro [da Venezuela]. Um repúdio a outros ditadores de partidos comunistas, partidos de esquerda”, disse.

O deputado Pr. Marco Feliciano (Pode-SP), que disse ser um “entusiasta do governo Trump”, afirmou que a lei aplicada pelo presidente é de autoria do ex-presidente democrata Bill Clinton. “Donald Trump apenas fez cumprir a lei. As pessoas que estão sendo separadas não são só imigrantes, são imigrantes ilegais, presos instantaneamente”, afirmou.

Já o deputado Arolde de Oliveira (PSD-RJ) afirmou que a esquerda “não aceita o sucesso de Donald Trump nos Estados Unidos”.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Equipe de Primeiros Socorros deixa de comparecer aos Jogos Escolares Codoenses na manhã de domingo e alunos realizam provas sob riscos

Os  XXIX Jogos Escolares Codoenses  2018 que foram realizado durante os últimos 15 dias, movimentando escolas da zona urbana e até rural da cidade de Codó teve seu brilho ofuscado por problemas de ordem técnica. Apesar da preocupação da equipe técnica da Superintendência de Esportes em contactar os órgãos ligados direta e indiretamente com o evento, como a Secretaria de Educação e Secretaria de Saúde, professores e alunos/atletas tiveram que participar da maioria das provas da modalidade atletismo sem a presença de uma equipe de Primeiros Socorros na manhã deste domingo (24).

Como todos sabem, a disputa de provas de corrida, saltos e lançamentos requer um esforço físico além do normal dos participantes, em se tratando de uma competição estudantil, a preocupação com acidentes e desgaste físico dos participantes deveria ser dobrada, ou pelo menos assim entendo.

Durante toda a manhã deste domingo, a Secretaria de Saúde não apresentou pelo um  Técnico de Enfermagem para fazer o trabalho preventivo durante a competição que fora realizada sob uma temperatura beirando os 39°C e com uma sensação térmica bem próxima dos 41ºC. O problema foi percebido por professores e pela própria Coordenação dos Jogos Escolares, até um contato foi feito com um funcionário da Saúde, mas que não foi suficiente para garantir a presença de um profissional da área durante o período matutino.

Para os que viessem a adoecer durante a realização de algum prova, restava apenas a ajuda de Deus e da equipe técnica formada por árbitros, auxiliares ou os braços dos professores para carregar um ou outro aluno até o Hospital Geral Municipal – HGM. De acordo com o Estatuto do Torcedor, nenhum evento esportivo de massa pode ser realizado sem a presença de uma equipe médica, preferencialmente com uma ambulância, serviço este ignorado pelo serviço municipal de saúde.