Força Tática do 17° BPM localiza duas motocicletas durante o final de semana na cidade de Codó

moto abandonada sábado

Durante o final de semana, duas motocicletas foram encontradas abandonadas na cidade de Codó. A primeira ainda no sábado (16/06), após denúncias, a guarnição da Força Tática chegou a uma motocicleta que estava abandonada em um matagal ao lado da rua Alto Bonito, no Bairro São Raimundo. Ao consultar os dados da motocicleta, constatou se que a mesma possuía restrições de roubo/ou  furto, e foi encaminhada para a delegacia de polícia, para que sejam tomadas as providências necessárias.

Já na manha de domingo (17/06) durante rondas  de rotina, a equipe da Força Tática tomou conhecimento  através de denúncia via 190 repassada através da Central de Operações que havia uma motocicleta abandonada num matagal que fica localizado nas imediações da Travessa José Sarney no Bairro São Francisco.

POP abandonada

Imediatamente a guarnição se deslocou até o local e conseguiu localizar uma motocicleta Marca  Honda, Modelo Pop 100 de cor vermelha,  chassi 9C2HBO21DOR453717.

Mediante a situação o veículo foi removido para o pátio da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil com o apoio da guarda municipal para as devidas providências.

ASSCOM  do 17º BPM

Força Tática de Codó prende trio que ameaçava moradores da Babilônia em Codó

babilonia

Durante as primeiras horas da noite desta quarta-feira (13/06), a guarnição da Força Tática foi acionada para atender uma solicitação da Central de Operações, de que no local conhecido por Babilônia na cidade de Codó,  alguns moradores daquele local estariam recebendo ameaças praticadas por um grupo de desocupados, inclusive com registro de  porte de arma de fogo.

Imediatamente os policiais deslocaram para o local e de posse de algumas informações, inclusive de que alguns deles haviam efetuado disparos em via pública, acabaram chegando aos suspeitos  que foram encontrados : Antônio Damasceno Brandão “Vulgo Du Bolo”, Pedro Paulo dos Santos Silva e Naildo dos Santos Silva “Vulgo Birinha”, todos com extensas passagens pela polícia por assaltos, ameaça e tráfico.

Moradores relataram aos policiais que o trio constantemente ameaça os moradores e praticam assaltos e arrombamentos nas imediações.

Os três deverão ficar à disposição da polícia judiciária.

ASSECOM 17º BPM

Três partidas encerram a décima rodada do Brasileirão nesta quinta-feira(7): Paraná-PR x Bahia-BA, Fluminense-RJ x Flamengo-RJ e América-MG x Atlético-MG

Fluminense-x-Flamengo-site

Nesta quinta-feira(7), três jogos fecham a 10ª rodada do Brasileirão Série A. A bola começa a rolar às 20h com o clássico Fla-Flu, no Estádio Mané Garrincha. O líder Flamengo, caso vença, pode abrir cinco pontos de vantagem para o segundo colocado. O Rubro-Negro está com 20 pontos e o Sport-RE (2º) tem 18. Já o Tricolor precisa da vitória para voltar ao G4. O Fluminense está 9º, com 14 pontos.

No mesmo horário, o Paraná-PR recebe o Bahia-BA, no Estádio Durival Britto. O time paranaense conquistou sua primeira vitória na última rodada e busca vencer osegundo jogo consecutivo para embalar na competição. O Paraná é o penúltimo, com seis pontos. Já o tricolor baiano está uma posição acima do rival, com oito pontos, e precisa da vitória para se reabilitar no Brasileirão após duas derrotas seguidas.

Por fim, às 21h, América-MG e Atlético-MG se enfrentam no Independência. O Coelho é o 11º colocado, com 13 pontos, e perdeu apenas uma partida como mandante. Já o Galo está em 10º, com 14 pontos.

Confira aqui para conferir a tabela do Brasileirão Série A. 

Fonte: Site Oficial da CBF

Plenário da Câmara aprova projeto que proíbe casamento antes dos 16 anos de idade

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (5) o Projeto de Lei 7119/17, da deputada Laura Carneiro (DEM-RJ), que proíbe o casamento de menores de 16 anos. A matéria será enviada ao Senado.

Atualmente, o Código Civil (Lei 10.406/02), mudado pelo projeto, permite o casamento de menores de 16 anos para evitar imposição ou cumprimento de pena criminal ou em caso de gravidez. Ainda assim, é necessária autorização de ambos os pais da adolescente.

O casamento para evitar pena criminal decorre do fato de que o Código Penal (Decreto-Lei 2.848/41) prevê pena de reclusão de 8 a 15 anos para quem tiver relações sexuais ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos. A pena somente pode ser aplicada a maiores de 18 anos, pois os menores dessa idade são inimputáveis.

Casamento precoce
A autora destacou que, no Brasil, cerca de 877 mil meninas se casaram com menos de 16 anos. “Elas são quase vendidas a seus abusadores na forma de casamento. A aprovação do projeto é um avanço extraordinário, aplaudido por todos os organismos envolvidos nos direitos da criança e do adolescente”, afirmou Laura Carneiro.

Já o deputado Helder Salomão (PT-ES) disse que a proposta “preenche lacunas na legislação para proteger adolescentes que sofrem abusos”. Ele é autor de projeto semelhante que tramitou apensado (PL 7774/17).

Segundo a relatora da matéria pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), deputada Maria do Rosário (PT-RS), 30% da evasão escolar feminina estão ligados ao casamento infantil de meninas. “Isso as sujeita a menores salários e a menos oportunidades de trabalho”, lembrou.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli
Fonte: Agência Câmara de Notícias

Aplicativo diverte e ensina estudantes sobre arte múltipla do espanhol Salvador Dalí

Um jogo inspirado na obra do pintor espanhol Salvador Dalí auxilia o ensino de arte a estudantes. É sobre isso que o pesquisador Salvador Lemos, da Universidade Federal de Goiás (UFG), fala no programa Educação no Ar, produzido pela TV MEC e exibido pela NBR nesta quinta, 31, às 9h45. Ele desenvolveu o Dalí eX, um aplicativo que desenvolveu e que pode ser baixado gratuitamente para celulares e tablets da plataforma Android.

A pesquisa sobre o aplicativo teve início em 2015, quando Santiago foi aprovado em um concurso para professor da rede estadual e passou a trabalhar no Ciranda da Arte, um órgão da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Goiás. “Comecei a dar aulas no ensino fundamental, para jovens de 10 a 15 anos, e percebi que poderia usar tecnologias a favor do ensino de artes visuais e de educação estética”, conta. A ideia se consolidou com uma proposta de sua autoria aprovada no programa de pós-graduação Ensino na Educação Básica no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae), da UFG.

O jogo tem como referência o gênero RPG (Role Playing Game), tipo de atividade muito popular que em português significa jogo de interpretação de personagens. “O jogador, que pode ser um aluno ou um professor, passa por um enredo”, explica o professor. “O Salvador Dalí pede ajuda aos participantes porque teve seu universo invadido. Os jogadores recebem informações sobre os comandos e instruções para solucionar os problemas, até finalizar o conflito.”

Elementos que remetem ao surrealismo, movimento artístico de que Dalí fazia parte, estão presentes em todas as fases do jogo. “O conteúdo educativo é passado de forma leve e descontraída”, diz Santiago, que se inspirou em Dalí por admirar a abrangência de sua obra. “Ele pintou, modelou, foi ator”, complementa.

Tecnologia – Para Santiago Lemos, a tecnologia é ferramenta importante no processo de aprendizagem. “Hoje os professores estão muito travados na questão do texto. Os jogos facilitam o aprendizado e representam uma área de que os alunos gostam.”

O aplicativo, informa o pesaquisador, já foi baixado até em outros países, como China e Espanha. “O jogo já está sendo utilizado em salas de aulas. Espero que daqui a algum tempo todo mundo já tenha brincado com ele.”

Clique aqui para baixar o Dalí eX.

Assessoria de Comunicação Social

Racha na OAB/MA: Presidente da Ordem instala câmera de vigilância em sala de diretor

Postagem Fernando Pinto

O atual presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MA), Thiago Diaz, vai ter que se explicar sobre uma denúncia de ato de perseguição e violação de privacidade dentro da própria Ordem.

A acusação contra Diaz veio à tona com ofício expedido pelo secretário-geral da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA/MA), Fernando Antonio Pinto Silva Júnior, solicitando esclarecimentos sobre a instalação de câmeras de vigilância em sua sala.

Para Fernando Pinto, “o procedimento é invasivo, inconsequente e temerário” já que viola a privacidade do secretário-geral.

No ofício, divulgado por Fernando Pinto em seu perfil pessoal no Facebook, o secretário questiona as motivações por trás do estranho esquema de vigilância. “Como é sabido tais câmeras são instaladas em áreas de recepção e corredores e nunca em salas reservadas. Qual o verdadeiro propósito de tal vigilância?”, indaga.

Clima tenso

Além de classificar a medida como “descabida, extemporânea e violadora”, Fernando Antonio Pinto Silva Júnior adverte que a câmera foi instalada sem que houvesse reunião prévia da diretoria sobre o caso. O secretário ressalta ainda que “não há mais democracia e nem reuniões há muito tempo” na OAB/MA, e que a gestão Thiago Diaz “se ‘destaca’ apenas por fatos desta natureza”.

 “Solicito imediatas informações acerca de qual empresa instalou este sistema, o custo total deste negócio, a cópia do contrato realizado e as notas fiscais eletrônicas geradas”, reivindica.

O secretário-geral da CAA/MA Fernando Antonio Pinto Silva Júnior tomou posse no cargo na chapa encabeçada por Diaz. Para muitos, o autoritarismo e o desejo de poder de Thiago Diaz culminou no esfacelou do seu grupo.

O clima anda tão tenso na OAB/MA que no próximo mês de novembro Thiago Diaz vai tentar a reeleição tendo como um dos adversários o vice-presidente da instituição e hoje inimigo, Pedro Alencar, aliado fiel nas eleições de 2015.

Professores do curso de História do campus de Caxias realizam seminário de práticas educativas

20180606_080756-1024x614

Professores e acadêmicos da disciplina Prática Curricular e Estágio Supervisionado, do Curso de História do CESC UEMA, em Caxias, realizaram nesta quarta-feira (6) o XVIII Seminário de Pesquisas e Práticas Educativas em Ensino de História. O evento é o mais antigo do Departamento de História e Geografia e ocorreu no auditório e outros setores da instituição. Além de acadêmicos de Caxias, alunos de História da UEMA da cidade de Coelho Neto (Curso Ensinar) também participaram.

O objetivo do seminário foi debater questões pertinentes ao trabalho do professor de História e como melhorar sua atividade pedagógica. Um dos desafios urgentes é criar situações em que os alunos reflitam sobre qual o seu papel como ser humano e profissional que vive em sociedade. Isso pede a formação um cidadão ético que busque a transformação da sociedade.

Pela manhã, a palestra feita pelo Professor Raimundo Dutra de Araújo abordou o tema “Prática de Ensino em Tempo de Incertezas”. Segundo ele, que é mestre em Educação pela UESPI (Universidade Estadual do Piauí), as complexidades que enfrentamos hoje decorrem do bombardeio de informações que recebemos o dia todo. O avanço das tecnologias afeta nossos hábitos, costumes e valores.

Nesse contexto, a Escola tem se tornado um depósito dos problemas sociais, levados por todos que compõem essa Escola. Quando se voltam para a construção de currículos e revisões curriculares, os professores têm procurado reconstruir culturas e identidades, mesmo diante de crises financeiras”, comentou o palestrante.

A rapidez dos dias de hoje faz com que o ambiente seja de tensão, incluindo a sala de aula – o caso de agressões físicas a professores foi citado – e isso gera incertezas. As verdades deixam de ser verdades rapidamente: quando se publica uma pesquisa alguém logo acrescenta algo ou contesta. Isso é até positivo para o lado da pesquisa, do questionamento, mas incentiva a incerteza sobre a qualidade do trabalho feito.

À tarde os trabalhos prosseguiram. No auditório, uma mesa redonda tratou das mudanças na grade curricular que entrarão em vigor no segundo semestre deste ano (Projeto Pedagógico do Curso de História). Essas alterações atendem uma demanda do MEC (Ministério da Educação).

Para a Professora Valtéria Alvarenga, uma das organizadoras do Seminário, o currículo deve ir além do aspecto técnico: “Ele deve abordar todo o processo formativo do indivíduo. Tornar as pessoas que pretendem ensinar mais humanas, envolvidas em processos de interação. O professor deve fazer pesquisa, claro, mas que ela seja voltada para o ensino. Isso o deixa mais integrado ao aluno e o trabalho pedagógico se torna mais humano”.

Em seguida foram organizados Espaços para Discussões (ED) onde se debateu sobre Prática Curricular nas dimensões política, social, educacional e escolar e sobre Estágios Curriculares Supervisionados.

Os presentes puderam apreciar duas exposições montadas nos corredores. Uma mostrava trabalhos feitos pelos acadêmicos – com temas que falavam desde o uso de vídeo-documentários em sala de aula até a vida das lavadeiras de roupa na época do Império.

A outra exposição era fotográfica. Intitulada “A Cidade e os Olhos”, trazia 60 fotos em preto e branco feitas por Sinésio Santos, um pioneiro nessa arte em Caxias. Elas estavam divididas por temas como família, política, futebol, etc. Para a Professora Valtéria Alvarenga, que levou a exposição ao Seminário “essas imagens, além de resgatar a memória da cidade de Caxias, ajuda os acadêmicos na prática pedagógica, no ensino de História”.

A palestra de encerramento, feita pela professora Karla Simone da Silva Costa, tratou da Base Nacional Curricular Comum.

Por Emanuel Pereira

Deputado Wellington se reúne com representantes de manifestações culturais do Maranhão

MES

Na manhã desta terça-feira (05), o deputado estadual Wellington do Curso se reuniu, na Assembleia Legislativa do Maranhão, com representantes de diversas manifestações culturais do estado. Entre as reivindicações dos maranhenses, há a insatisfação quanto à exclusão da programação cultural do São João de 2018. Ocorre que, ao invés de dar espaço aos artistas maranhenses como Betto Pereira e Carlinhos Veloz, além de outras manifestações como dança portuguesa e cacuriá, o governador Flávio Dino decidiu convocar cantores como Agnaldo Timóteo para as festas de São João. Nada contra, mas é um ritmo que não tem nada a ver com festas juninas.

Sem demonstrar qualquer respeito pela cultura e artistas maranhenses, o governador Flávio Dino deixou de fora 120 grupos ou mais de manifestações culturais locais.

“Ao nos reunirmos com os representantes das diversas manifestações culturais, o que percebemos é a insatisfação e decepção dos maranhenses. Alguns questionamentos ficam aqui. A população quer saber. Primeiro: por que não deram prioridade para os nossos artistas maranhenses? Artistas que tem a cara do nosso, que são parte do nosso povo? E as manifestações culturais? Deixaram de fora 120 grupos ou mais, a exemplo da dança boiadeiro Cavalo de Aço; dança boiadeiro Forasteiros Country; dança portuguesa; cacuriá Caninho; quadrilha, entre outros. Flávio Dino, respeite os artistas maranhenses! Valorize a nossa cultura. Valorize o nosso povo”, disse Wellington.

Ainda ao se pronunciar, o deputado Wellington solicitou que Flávio Dino liberasse os R$100.000,00 que o parlamentar destinou à cultura local.

“Fiz a destinação das emendas parlamentares atendendo a solicitação de representantes de manifestações culturais. Governador, libere os recursos. Isso não é favor. É obrigação”, afirmou o deputado Wellington.

Força Tática de Codó prende traficante com 456g de substâncias entorpecentes no bairro Santo Antônio

XANDY

Na manhã desta terça-feira (05/06) durante o atendimento de uma ocorrência de ameaça no bairro Santo Antônio, policiais militares da Força Tática se depararam com Daniel Pacheco da Luz, “Vulgo Xandy”, 34 anos, residente na Rua Diogo Alves, Santo Antônio, nesta cidade. Daniel, havia sido denunciado por ameaçar uma vítima e com a chegada dos policiais, foi realizada uma busca pessoal no acusado e com ele foi encontrado uma quantidade de uma substância semelhante a cocaína.

Imediatamente foi dada voz de prisão  a Daniel, em seguida foram realizadas buscas no interior de sua residência e logo foram encontradas cerca de 19 pedras de Crack prontas para serem comercializadas, (02) duas munições de arma de fogo calibre 12, 04 (quatro) porções maiores de da mesma droga, (03) celulares, (04) quatro relógios de pulso e uma quantia em dinheiro totalizando (R$ 1.245,00) hum mil duzentos e quarenta e cinco reais em dinheiro, além de mais (04) porções de cocaína, totalizando quase meio quilo de substâncias entorpecentes.

Daniel Pacheco foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil e deverá ser autuado por Tráfico de Drogas e ficará à disposição da justiça.

Assessoria de Comunicação do 17º BPM

Último dia – Termina hoje prazo para quem deseja fazer o ENEM 2018

Cobertura-Completa-do-ENEM-2018-450x300

Estudantes que desejam fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 devem ficar atentos. O prazo para fazer a inscrição acaba hoje, 18, às 23h59 (horário de Brasília). Até o momento, o monitoramento feito pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação, que aplica o exame, registrou mais de 5,7 milhões de inscritos.

O Inep lembra que a data limite para que os interessados paguem a taxa de inscrição, pela Guia de Recolhimento da União (GRU), no valor de R$ 82, termina em 23 de maio, quarta-feira da próxima semana. O órgão recomenda, no entanto, que quem pagou este valor retorne à Página do Participante para conferir a situação de sua inscrição. A confirmação do pagamento do boleto pela instituição bancária pode levar de três a cinco dias úteis.

Para a edição 2018 do Enem, 3.361.468 pessoas já estão beneficiadas com a gratuidade por se enquadrarem em um dos quatro perfis que davam direito à isenção. Neste caso, o Inep faz outro alerta: mesmo com o benefício, esses candidatos precisam se inscrever. Excepcionalmente este ano, em função da mudança no formato que separou a isenção da inscrição, todos os concluintes do ensino médio em 2018, e que estudam em escola da rede pública, estão isentos.

O Inep também reforçou que a gratuidade está garantida mesmo para aqueles concluintes que eram treineiros em 2017 e faltaram às provas, e para aqueles que, por algum motivo, não solicitaram a isenção, em abril. Os concluintes da rede pública, dessa forma, estão dispensados de pagar a taxa de inscrição do exame 2018.

Cores – Durante o procedimento de preenchimento de dados, apenas duas opções de mensagens aparecem ao final da inscrição. O participante verá a mensagem “Inscrição concluída com sucesso” ou outra constando a informação “Inscrição aguardando o pagamento da GRU”, juntamente com a imagem da GRU, que é um boleto do Banco do Brasil.

A frase “Inscrição concluída com sucesso”, em verde, aparece para todos os participantes que estão isentos do pagamento da taxa de inscrição do exame. Três tipos de participantes estão nessa situação: participante com solicitação de isenção da taxa de inscrição aprovada; concluinte do ensino médio, em 2018, em escola da rede pública, que se ausentou em 2017 e teve justificativa de ausência reprovada; e concluinte do ensino médio, em 2018, em escola da rede pública, que não solicitou isenção.

Já a mensagem “Inscrição aguardando o pagamento da GRU”, em vermelho, juntamente com um boleto do Banco do Brasil, aparece para todos os participantes que precisam pagar a taxa de inscrição do Enem 2018, até 23 de maio, por não se enquadrarem nos critérios de isenção. Dois tipos de participantes estão nessa situação: os com solicitação de isenção da taxa de inscrição reprovada; os demais no primeiro acesso ao sistema.