“Ele mentiu é mentiroso!” Disse diretor de escola do Codó Novo se referindo à informação dada por apresentador da FCFM

download

Na última terça-feira (13/03), o apresentador de um programa matinal da emissora FC FM do grupo FC Oliveira, empresa do prefeito Francisco Nagib, leu uma mensagem de uma ouvinte que denunciava que na escola de sua filha a diretora havia ido na sala e dito aos alunos que no dia seguinte era para cada aluno levar sua própria merenda, pois na escola não havia mais.

Ao perceber que o texto se referia a uma escola de Codó, o apresentador ficou desapontado, pois o mesmo serve de para-choque no que tange às denuncias que possam queimar a administração a qual defende.

Pois bem, após ter lido o texto, o apresentador disse ter recebido uma mensagem da SEMECTI – Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, justificando que não há falta de merenda escolar e sim que: “alguns gestores escolares, não estão encaminhando a planilha de necessidades para o setor competente” – palavras do apresentador. Imediatamente, a declaração causou um grande rebuliço  no grupo de WhattsApp  onde estão alguns gestores.

Na verdade, muitos gestores escolares andam assombrados, com medo de retaliações, pois qualquer fato que desagrade ao sistema e que venham de gestores, alguns são coagidos, assim relata uma gestora do bairro Codó Novo que inclusive foi quem informou aos alunos da falta de merenda escolar.

O que de fato podemos constatar que, o estoque de merenda escolar está chegando ao fim e que ainda não há uma previsão de quando a situação se normalizará, inclusive uma das viagens a Brasília do prefeito Francisco Nagib nesta semana, teria sido para tentar resolver essa situação.

Podemos perceber que, tecer críticas ao governo municipal via redes sociais, deve trazer um desconforto aos apresentadores ao terem que vetar a manifestação de pensamento de seus ouvintes, pois a verdade deve doer muito, principalmente para quem não está preparado para as críticas ou ao menos ouvir a verdade.

Futuro dos servidores estaduais em risco – Artigo do Deputado Estadual Adriano Sarney

Deputado Estadual Adriano Sarney PV

Por Dep. Adriano Sarney – O Regime Próprio de Previdência dos Servidores (RPPS) do Maranhão se encontra em situação de desequilíbrio atuarial e financeiro, contrariando dispositivos constitucionais e legais. Isto significa que os servidores estaduais correm o risco de não terem as suas aposentadorias asseguradas no futuro.

 O rombo na previdência estadual é estimado, na melhor das hipóteses, em mais de R$ 10 bilhões de 2018 a 2027 (10 anos), conforme demonstra o relatório “Projeção Atuarial do Regime Próprio de Previdência dos Servidores”, na página 37 do Anexo de Metas Fiscais na Lei de Diretrizes Orçamentárias 2018 (LDO 2018), que pode ser acessado no site da Secretaria de Planejamento do Maranhão (Seplan) – http://bit.ly/2FpXlgM. Já o desequilíbrio financeiro, também na melhor das hipóteses, é de R$ 4,7 bilhões no mesmo período. A probabilidade desse desequilíbrio financeiro ser muito superior a esse volume é alta, considerando-se a disparidade das informações entre o Anexo da LDO e os Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária publicados até 2017.

 O Governo do Estado é sabedor desse desequilíbrio e não tornou efetivamente público o assunto, pois teria de enfrentar o desgaste político de ter que discutir o reequilíbrio do Fundo de Previdência. Essa situação fica mais agravada pelas ações do Estado que refez toda a regulamentação do funcionamento do Conselho do Fundo e, por último, autorizou a avaliação de um imóvel, o Sítio Santa Eulália, para ser vendido de forma a abrigar a “Cidade do Judiciário”. Isso vai alterar a situação patrimonial do Fundo sem que se conheça efetivamente a sua real situação atuarial, financeira e patrimonial.

 Todas as ações adotadas pelo Estado foram feitas de forma a ludibriar o conhecimento amplo que os funcionários públicos e a sociedade maranhense deveria ter do assunto.

 Para finalizar, e com o intuito de ter recursos financeiros no curto prazo, alocou R$ 145 milhões destinados à Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (MDE) para cobrir já em 2018 o pagamento de aposentadorias e pensões da área educacional, contrariando julgados e o entendimento do Conselho Nacional de Educação. Tal ação retira do sistema educacional a possibilidade de aplicação em todas as ações previstas na legislação para o MDE como o pagamento dos profissionais ativos da educação, manutenção, construção e reformas de escolas, programas de formação continuada, implantação de bibliotecas e outros. Para se ter uma comparação exata, prevê a aplicação de R$ 30 milhões anuais no Programa Escola Digna e retira da Educação R$ 145 milhões para compor o pagamento de aposentadorias de pensões de responsabilidade do Fundo. Isto pode ser verificado nas páginas 423, 424 e 425 da Lei Orçamentária Anual (LOA) no seguinte endereço da Seplan –  http://bit.ly/2oWGTdv.

 Todo esse emaranhado em que o Governo meteu o Estado merece atenção por parte de todos os servidores públicos estaduais assim como dos órgãos fiscalizadores estaduais e federais. A sociedade não pode deixar os comunistas quebrarem, além das contas do governo, também a previdência dos servidores.

 *Administrador, economista, deputado estadual

Em operação realizada em Timbiras, policiais do 17° BPM recuperam mais uma motocicleta roubada em Teresina-PI

IMG-20180316-WA0041

Foi realizada na última quinta-feira (15/03), na cidade  de Timbiras mais uma operação que visa manter a Ordem Pública e tirar de circulação pessoas que insistem em ameaçar a paz da população. Durante a ação que contou com a participação de uma equipe do Serviço de Inteligência da PMMA, onde os policiais realizaram abordagens a pessoas, veículos e estabelecimentos comerciais (bares e similares),  fazendo conduções para a delegacia de suspeitos de terem praticado crimes na cidade ou fora dela.

thumbnail_IMG-20180316-WA0037
Como resultado, seis veículos foram removidos e deverão ser encaminhados à CIRETRAN de Codó para que sejam tomadas as devidas providências, ainda durante o serviço foi encontrada uma motocicleta HONDA, modelo FAN preta de placa NHW 2502 que consta registro de roubo na cidade de Teresina-PI.
De acordo com o comandante do 17° BPM, TEN CEL Jurandy de Souza Braga, a operação é de rotina e visa a diminuição dos índices de violência na região, ” o nosso trabalho não pode parar, vamos intensificar nossas ações no sentido de prevenir, e se for o caso, reprimir usando os meios legais para garantir a paz da população”, declarou o comandante do 17° BPM em Codó.
ASSCOM-17° BPM

Após tentativa frustrada de reestruturação com apoio da prefeitura de Codó, Grupamento de Bombeiro Civil firma parceria com Rotary Club

IMG-20180315-WA0097

Numa solenidade bastante concorrida na noite da última quarta-feira, na sede do Rotary Club de Codó na presença dos Bombeiros Civis, familiares e membros daquela casa, foi firmada uma parceria institucional para reestruturação do Corpo de Bombeiros Civis de Codó, que atualmente vem realizando suas atividades sem o apoio da prefeitura ou outro órgão público estadual.

Com a certeza de que teria apoio do atual prefeito, caso o mesmo fosse eleito, o comandante da corporação Leandro Viana, tentou por diversas vezes uma parceria com a prefeitura, porém o gestor municipal Francisco Nagib não cumpriu com o prometido ainda em campanha eleitoral, deixando todos aqueles que apostaram numa política de valorização da classe bastante frustrados.

Com o apoio do Rotary Club, a corporação terá oportunidade de aquisição de equipamentos através de doações realização de eventos através da utilização do espaço físico do Rotary Club de Codó. Essa foi a forma encontrada pela direção do Rotary de Codó e o Bombeiros Civis.

Com o lema “EQUIPAR MAIS PARA VIDAS SALVAR”, um grupo de quase 100 (cem) jovens, que estão aptos a combater incêndios, acidentes e realizar ações assistenciais na cidade de Codó e região.

Com a ausência de um Corpo de Bombeiros Estadual, e´ o Grupamento de Bombeiros Civis que está na linha de frente a alguns anos preservando o que o cidadão tem de mais valioso, a vida, mesmo assim, o Poder Público municipal deu as costas para a corporação.

Parabéns ao Rotary Club pela iniciativa! Quem ganha com isso é a população de Codó e Região.

A qualquer momento poderá sair o Edital do Concurso da Polícia Federal, veja:

policia-federal-2017

Deve ser divulgado a qualquer momento o Edital do Concurso para Polícia Federal, autorizado pelo presidente Michel Temer, o certame terá 600 oportunidades de agente, delegado e perito. Ainda não se sabe de que forma serão distribuídas as seiscentas  vagas.

Atualmente, a remuneração inicial de um Agente da PF é de R$ 12.441,26; a de delegado é de R$ 23.130,48, enquanto que a de Perito R$ 23.130,48.

A banca organizadora que normalmente é responsável pelos Concursos da Polícia Federal é a já conhecida banca Cespe/UnB e para ser aprovado o concursando deverá passar por diversas etapas como prova objetiva e discursiva, prova de aptidão física, exame médico, avaliação psicológica, avaliação de títulos e, por fim, curso de formação profissional. Existe ainda uma etapa específica para os candidatos que concorrem a uma das vagas para Delegado, que serão submetidos a prova oral.

O concurso da PF é um dos mais aguardados e concorridos do país, portanto a dedicação e disciplina com os estudos e resolução de questões de provas anteriores podem ajudar os candidatos nesse momento.

SAAE de Codó realiza corte irregular no fornecimento de água de usuário e ainda quer obrigá-lo a pagar a taxa de religação

saae

Só podia ser em Codó mesmo! Por essa eu já esperava. Um morador da cidade de Codó procurou nosso Blog para denunciar o descaso que tem vitimado muitos desinformados da cidade. Acontece que desde o momento da posse do atual prefeito de Codó, Francisco Nagib, a direção do Serviço Autônomo de Água e Esgoto do município tem fechado o cerco para os inadimplentes que deixam atrasar o pagamento de suas faturas de água. Nem mesmo os usuários beneficiados por programas assistencialistas de gestões passadas escapam, a ordem é cortar a água.

Conforme denunciamos  há um tempo, nem mesmo aos sábados o corte do fornecimento de água é suspenso, uma usuária que reside no Residencial da Trizidela foi uma das várias vítimas da dupla de bicicletas.

A última vítima do SAAE, foi uma família que estava com todas as contas em dia e mesmo assim teve o fornecimento de água suspenso, imediatamente o responsável pelo pagamento procurou a Autarquia para saber porque sua água foi cortada, sem ter uma explicação convincente, a pessoa que realizou o atendimento, sem sequer protocolar o atendimento acionou uma equipe para ir até o local e realizar a famosa “religação emergencial”.

Ao chegarem na casa da vítima, três funcionários do SAAE pediram as faturas de março ( que ainda não foi entregue), em seguida pediu a do mês de fevereiro (Paga), depois pediram a de janeiro (também paga), como não encontraram embasamento para manter o corte a equipe realizou a religação.

A piada veio ao final

Antes de sair da casa da vítima, um dos funcionários alertou ao usuário para o mesmo se deslocar logo cedo na segunda-feira até a sede do SAAE, sob pena de ser formalizada a cobrança da taxa de religação emergencial da água do cidadão. É mole ou quer mais?

Vereador de Codó é suspeito de usar documentos de empresa codoense para participar de licitação na cidade de Aldeias Altas em 2012

LICITAÇÂO

Quando você se deparar com algum político pregando moralidade e honestidade excessivamente, desconfie! Essa é uma das características dos desonrados. É assim que faz um vereador de Codó por onde passa, mas sua vida num passado bem recente é recheada de esquemas no mínimo suspeitos realizados junto a algumas prefeituras do entorno de Codó, como por exemplo: as cidades de Capinzal do Norte, Aldeias Altas, Governador Archer e Santo Antônio dos Lopes.

Recentemente tivemos o conhecimento de que um vereador, cujo nome não podemos revela até que as formalidades sejam cumpridas na esfera judicial, teve acesso a vários documentos de uma empresa codoense e firmou contrato em 2012, para o fornecimento de gêneros alimentícios à Prefeitura Municipal de Aldeias Altas, na gestão do prefeito José Reis Neto, conforme segue a minuta do contrato.

Ao descobrir o golpe,  o empresário ficou surpreso e tratou logo de fazer uma pesquisa minuciosa com seu CNPJ e acabou descobrindo que outros contratos haviam sido formalizados junto à mesma prefeitura, contratos esses que ultrapassaram a cifra de meio milhão de reais. Ainda de acordo com o empresário vítima do atual vereador, a única venda realizada para a prefeitura de Aldeias Altas, foi de um computador, tudo feito com o máximo de transparência, alguns dados de sua empresa foi na nota fiscal expedida, o que pode ter favorecido o vereador a realizar a fraude, claro em parceria com alguém da Prefeitura de Aldeias Altas.

Bolsas de pesquisa: prazo para inscrições até dia 9 (sexta-feira)

ifma 3

A Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PRPGI) recebe até o próximo dia 9 de março (sexta-feira) inscrições para os programas de bolsa relacionados abaixo, para o período de vigência 2018/2019, cobrindo 12 meses. As inscrições são feitas através do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP).

Em conjunto, os quatro editais preveem a oferta de mais de 600 bolsas, tendo como público alvo alunos de cursos de nível médio e superior. As iniciativas envolvem tanto a iniciação científica (Bolsas PIBIC) quanto o desenvolvimento tecnológico e inovação (Bolsas PIBITI).

Edital PRPGI Nº 03/2018 – PIBIC Ensino Médio

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica, cobrindo 200 bolsas, no valor individual mensal de R$ 260;

Edital PRPGI Nº 04/2018 – PIBIC Ensino Superior

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica, que contempla 294 bolsas, no valor individual mensal de R$ 400;

Edital PRPGI Nº 06/2018 – PIBITI Ensino Médio

Programa de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ensino Médio, que oferece 70 bolsas, no valor de R$ 260;

Edital PRPGI Nº 07/2018 – PIBITI Ensino Superior

Programa de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ensino Superior, com a oferta de 68 bolsas, no valor individual mensal de R$ 400.

Fonte: Portal IFMA

PMMA realiza solenidade de passagem de Comando de Área na Região dos Cocais, assume Coronel Alexandre

03

Aconteceu na tarde da última terça-feira (06/03) no Salão de Atos no Quartel do Comando Geral da PMMA em São Luís, a passagem de Comando de Área do Interior – CPAI-4, cuja responsabilidade territorial engloba a região Leste Maranhense (cocais) e conta com a estrutura das seguintes unidades 2º BPM (Caxias), 11º BPM (Timon) 17º BPM (Codó) e 24º BPM (Coroatá).

01

Na ocasião o ato solene foi presidido pelo  coronel Jorge Luongo, subcomandante da Corporação e participaram do evento: Coronel Zózimo – comandante do CPI, além dos coronéis : Sá, Pedro Ribeiro, Barcellos, Lisboa, Honório e Edvaldo, além de comandantes de unidades da capital e oficias e praças da PM.

Durante a fala de despedida o coronel Ruy Fernandes agradeceu imensamente o apoio do comando da Corporação e da sua tropa que sempre se dedicou na segurança da população maranhense em especial a da região dos cocais.

O subcomandante geral da PM, coronel Jorge Luongo, elogiou o trabalho desenvolvido pelo coronel Ruy durante o período que esteve à frente do CPAI-4, onde obteve resultados significativos para a redução da criminalidade na nossa região. O oficial finalizou desejando sorte ao coronel Alexandre, pois a Instituição confia no seu trabalho e profissionalismo.

Perfil do coronel Alexandre

Alexandre Araújo de Brito, é natural de São Luís e ingressou na PMMA em 1991. Trabalhou em várias unidades da Corporação na capital e no interior exercendo funções administrativas e operacionais. É Bacharel em Direito e foi promovido ao posto de  coronel em agosto de 2017.

ASSECOM- PMMA

A política distorcida da “Educação Nucleada” da cidade de Codó

escola-codo

Antes de mais nada, precisamos alertar os leitores sobre a forma como está sendo divulgada a questão da “Educação Nucleada” na cidade de Codó. Estamos acompanhando a política educacional realizada na cidade, cuja responsabilidade é do Secretário de Educação, Ciência e Tecnologia do município e com o aval do prefeito.

Ao adotar essa política de remanejamento de alunos, levando-os para locais distantes de suas casas, talvez não seja ainda a forma correta de tentar melhorar a qualidade da educação municipal.

 Nas cidades onde foi implantada o sistema de “Nucleação Escolar”, percebeu se que, só aconteceu a melhoria, onde, não apenas houve o fechamento e remanejamento dos estudantes para escolas melhores, mas também ocorreu a revolução na forma de sistematizar o ensino.

Em Codó, ainda não temos um referencial para avaliar melhorias, pois o processo é lento, e os resultados só poderão ser obtidos a médio ou  longo prazo.

Com a ajuda do Ministério Público, o Executivo recebeu o aval para fechar as escolas de taipa, principalmente aquelas que  possuíam as salas multisseriadas (várias séries ensinadas em um mesmo espaço, e na maioria das vezes por apenas um professor), onde os espaços eram inadequados para o processo de ensino-aprendizagem, as escolas não possuíam banheiros divididos por gênero, nem mesmo merenda compatível com as idades dos estudantes.

Essa era a educação dos últimos ex-prefeitos de Codó, não considero que essa seja a saída para combater o analfabetismo na zona rural. Sem qualificar professores, equipar as escolas, oferecer algo diferente do usual, sem haver o enfrentamento dos vícios da cobiça e do interesse em tirar proveito da desgraça alheia.  De nada vai adiantar torrar dinheiro público, pois virou moda tratar o dinheiro da educação como um patrimônio de poucos.

Para a reflexão, vocês sabem de quem é a maioria dos ônibus que realizam o transporte escolar na Zona Rural de Codó? Pois é, nada mais nada menos do que o homem mais fiel do atual prefeito de Codó, alguém ainda tem dúvida de quem estamos falando?

Pois é, tirar estudantes de um local para outro apenas, de nada adiantará. Vamos dar um exemplo do que está acontecendo em algumas comunidades, há escolas que receberam vários alunos fruto da “Nucleação”, alunos esses que por natureza têm dificuldades de aprendizagem e em muitos casos, analfabetos funcionais, já nas séries finais do Ensino Fundamental, sendo apenas remanejados de um local ruim para outro de mesmo nível, ou seja com nada a oferecer.

Parece que continuaremos na mesma!